Buscar no Blog

Biologia – Revise taxonomia e nomenclatura científica

A taxonomia ajuda os cientistas a organizar o estudo dos seres vivos e a sistemática estabelece as relações evolutivas entre eles. Podem aparecer em biologia no Enem e nos vestibulares.

A diversidade de seres vivos é enorme! E, para conseguir estudá-las, é preciso estabelecer uma organização, uma classificação. Além disso, estudar as relações entre os seres vivos e seus antepassados ajuda a estudar a grande variedade de vida do nosso planeta. Nas ciências biológicas temos dois ramos que se propõem a estudar estes conceitos: a taxonomia e a filogenia (ou sistemática)! Vamos revisar?

Dica 1: Revise as principais diferenças entre as teorias de Darwin e Lamrarck! Veja este super post com dicas da professora Juliana Santos: http://blogdoenem.com.br/biologia-evolucao-darwin-lamarck/

Para introduzir o conteúdo, veja esta super vídeo aula de biologia da Khan Academy, sobre taxonomia e árvore da vida:

E aí, gostou do vídeo sobre biologia? Beleza! Agora, para fixar o conteúdo e arrasar nas questões de Biologia do Enem  e dos vestibulares, veja o resumo que preparamos para você:

Taxonomia: É a ciência que nomeia e classifica os seres vivos. Para isso, são observadas as semelhanças entre as diferentes características entre eles. Foi fundada pelo médico e botânico sueco Carl von Linné (1707-1778), mais conhecido como Lineu (em português).  Lineu revolucionou a taxonomia ao criar um sistema de nomenclatura padronizado para os seres vivos: a nomenclatura binomial. Essencialmente, o seu sistema é utilizado até hoje da mesma forma.

Sistemática ou filogenia: A sistemática, além de estudar a classificação dos seres vivos, estabelece relações evolutivas entre os diferentes grupos. Na época de Lineu, os cientistas eram adeptos à teoria fixista. Portanto, a sistemática é uma disciplina mais recente, criada cerca de 100 anos após os trabalhos de Lineu, quando Charles Darwin publicou “A Origem das Espécies” onde descrevia a evolução por seleção natural.

Dica 2: Você não lembra nada sobre as ideias de Darwin e a seleção natural? Então, dê uma espiada neste post sobre darwinismo (tem aulas da Khan Academy e dicas da professora Juliana Santos):http://blogdoenem.com.br/biologia-evolucao-darwinismo/

Categorias taxonômicas: Táxon ou categoria taxonômica corresponde a seres vivos agrupados por características em comum. A categoria taxonômica básica é a espécie. Espécie é um grupo de indivíduos extremamente semelhantes ente si e capazes de se reproduzirem produzindo descendentes férteis. Por exemplo, as variadas raças de cães domésticos, são todas da mesma espécie, pois são capazes de se cruzarem produzindo descendentes férteis. Algumas espécies são capazes de se reproduzirem entre si, porém seus descendentes são estéreis. É o caso, por exemplo, da égua e do jumento, que gera a mula. Ou dos tigres e leões que geram os “ligres” ou “tiões”. Para entender melhor o conceito de espécie, veja esta super vídeo-aula de biologia da Khan Academy:

Espécies com muitas semelhanças entre si serão reunidas em um segundo grupo (com grau de semelhança menor do que no primeiro grupo), o gênero. Gêneros com semelhanças entre si formam famílias, que por sua vez formam ordens, que são reunidas em classes. As classes semelhantes entre si se reúnem em um grupo maior – os filos que, juntos, formam os reinos. Em muitos grupos, há uma grande complexidade de seres vivos e, muitas vezes, pode haver grupos  intermediários como sub e supergêneros ou sub e superfamílias.

Biologia - Nomenclatura Científica

Regras de nomenclatura: Os nomes científicos dados aos seres vivos são padronizados mundialmente. Isso impede que as barreiras linguísticas causem confusões em publicações científicas. Assim, o cão doméstico, por exemplo, é chamado de Canis familiaris, em qualquer idioma. Logo, para que a classificação e a nomenclatura sejam uniformes, é preciso seguir algumas regras:

– Todos os nomes devem ser escritos em latim ou devem ser latinizados;

– Os termos que indicam as categorias de gênero até reino devem começar com letra maiúscula.

– O nome de uma espécie é sempre binomial (tem dois nomes) e, como está em latim, deve ser escrito destacado no texto – em itálico ou sublinhado. Por exemplo: Homo sapiens (ser humano), Panthera onca (onça pitada) ou Felis catus (gato doméstico). A primeira palavra do nome científico indica o gênero e a segunda o termo específico. Note que a segunda palavra é escrita com letra minúscula (quando a segunda palavra homenageia alguém, ela pode ser escrita em letra maiúscula).

– Algumas vezes pode haver um terceiro nome, que indica uma subespécie. Isso ocorre quando populações isoladas geograficamente acumulam algumas diferenças, podendo criar novas espécies. Assim, estas populações, além da nomenclatura binomial, recebem um terceiro nome. Exemplo: Crotalus terrificus terrificus (cascavel brasileira) e Crotalus terrificus durissus (cascavel da Venezuela e da Colômbia).

– Muitas vezes, o nome da espécie pode vir acompanhado do nome do cientista que a descreveu e da data em que foi descrita. Nestes casos, o nome da espécie vem primeiro, seguido do nome do cientista sem pontuação entre eles e logo após a data, entre parênteses ou após uma vírgula. Exemplo: Trypanossoma cruzi Chagas, 1909.

– Muitas vezes uma espécie pode ser descrita mais de uma vez, com nomes diferentes. Hoje, com a tecnologia e os bancos de espécies disponíveis na internet isto é raro, porém ainda pode ocorrer. Para evitar confusões, para publicar em revistas científicas, os nomes das espécies devem ser acompanhados de descrições dos seres vivos. Caso haja mais de um nome de espécie, o mais antigo é o válido e os posteriores serão considerados sinônimos.

Sistema dos cinco Reinos: Atualmente, a classificação biológica mais utilizada segue o agrupamento dos cinco Reinos. Criado em 1969, pelo cientista Robert Whittaker, o sistema agrupa todos os seres vivos em cinco reinos levando em consideração o seu tipo de nutrição e a organização celular. São eles: Reino Monera (unicelulares, procariontes, autótrofos ou heterótrofos = bactérias), Reino Protista (unicelulares, eucariontes, heterótrofos e autótrofo = algas unicelulares e protozoários) , Reino Fungi (uni e pluricelulares, eucariontes e heterótrofos = fungos), Reino Animalia (pluricelulares, eucariontes e heterótrofos = animais) e Reino Plantae (pluricelulares, eucariontes e autótrofos = plantas).

Dica 3: Quer saber um pouco mais sobre a vida de Darwin e o contexto social em que o livro “A origem das espécies” foi publicado? Então veja o post a seguir com curiosidades super legais sobre o naturalista:http://blogdoenem.com.br/biologia-evolucao-darwin-selecao-natural/

Árvores da vida, filogenéticas ou cladogramas: São diagramas que indicam as relações evolutivas entre espécies. Para construí-las é necessário investigar as relações de parentesco entre espécies observando diferentes características (DNA, anatomia, fisiologia etc). O objetivo principal é formar grupos monofiléticos, ou seja, que tenham espécies que possuam um ancestral comum e novidades evolutivas presentes apenas neste grupo. Nos cladogramas encontramos “nós” ou bifurcações que indicam o processo de um ancestral comum originando novas espécies assim como as diferentes novidades evolutivas. Veja o cladograma  a seguir:

Biologia - Cladograma

Agora que você já sabe tudo sobre taxonomia, que tal testar seus conhecimentos?

1) (Acafe-SC) Relacione as colunas e assinale a alternativa que contém a sequência correta.

I. Espécie.                 (   ) Reunião de gêneros semelhantes.

II. Família.                 (   ) Unidade de classificação.

III. Gênero.                (   ) Conjunto de espécies diferentes, mas com certas semelhanças.

IV. Ordem.                 (   ) Conjunto de famílias semelhantes.

a) II, I, III e IV

b) II, IV, I e III

c) IV, II, III e I

d) I,III,IV e II

e) IV, I,II e III

Resposta: a.

2) (UFPR) Classificando-se os seres vivos, é possível estabelecer uma ordem na diversidade da natureza, facilitando a sua compreensão. Assim, é correto afirmar que:

(01) o sistema binomial de nomenclatura adota a espécie como unidade básica de classificação.

(02) em taxonomia, uma ordem engloba diversas famílias, assim como um gênero reúne diferentes espécies.

(04) um determinado vegetal, de acordo com a classificação vigente, pertencerá, obrigatoriamente, a um reino, a um filo ou divisão, a uma classe, a uma ordem, a uma família, a um gênero e a uma espécie.

(08) o reino Protista engloba organismos unicelulares eucariontes, entre os quais se incluem protozoários e certas algas.

(16) o reino Fungi engloba os cogumelos, os liquens e as briófitas.

(32) os seres pertencentes ao reino Monera se caracterizam por ser todos unicelulares, com membrana nuclear bem estruturada.

Resposta: 01+ 02+ 04+ 08 (se seguirmos a classificação de Whittaker) = 15.

3) (UFU-MG) A cascavel (Crotalus terrificus) e a cobra coral (Micrurus coralinus) pertencem à mesma ordem e possuem, também em comum, a categoria:

a) subespécie.

b) classe.

c) espécie.

d) família.

e) gênero.

Resposta:

Resposta: b.

4) (UEL-PR) Grupos de populações naturais potencialmente capazes de se cruzar e de produzir descendência fértil pertencem, necessariamente:

a) a gêneros diferentes.

b) a famílias diferentes.

c) à mesma comunidade.

d) à mesma sociedade.

e) à mesma espécie.

Resposta: e.

Dica 4: Precisa revisar mais conteúdos de biologia? Veja os vídeos de Biologia da Khan Academy já traduzidos para o Português pela equipe da Fundação Lemann no http://www.fundacaolemann.org.br/khanportugues/#videos
Dica 5: Quer treinar seus conhecimentos em Biologia? Baixe esta apostila de biologia gratuitamente! http://blogdoenem.com.br/biologia-enem-apostila-gratuita/

Os textos e exemplos acima foram preparados pela professora Juliana Santos para o Blog do Enem. Juliana é formada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Santa Catarina. Dá aulas de Ciências e Biologia em escolas da Grande Florianópolis desde 2007. Facebook: https://www.facebook.com/juliana.evelyndossantos .

 Juliana Biologia Enem

Agora que você já sabe tudo sobre Biologia, que tal conhecer nossa rede de blogs?

Blog do Fies | Blog do Prouni | Blog do Sisu

Gostou do post? Use os botões abaixo e ao lado para espalhar por suas redes sociais.

Facebook: /RedeEnem (Clique AQUI para saber como receber TUDO sobre o Enem)
Twitter: @RedeEnem | Canal no Youtube: Rede Enem | Google+ : Rede Enem