Arquivologia: conheça o curso de graduação, a profissão e o mercado de trabalho

O mercado de trabalho para quem se especializa em cuidar de arquivos físicos ou digitais está em ascensão. As novas tecnologias revolucionaram o setor, que conta com ótimas oportunidades. Veja abaixo detalhes sobre o curso de graduação em Arquivologia, o perfil do profissional e as possibilidades da carreira no mercado de trabalho. Você vai se surpreender!

Quem é o profissional arquivista?

O arquivista precisa gostar de organização e ter um perfil flexível. A profissão demanda planejamento constante para uma gestão de documentos que possibilite que eles sejam encontrados sem dificuldades. Vale para o mundo virtual, com acervo digital, e para o mundo físico, com arquivos tradicionais.

Se você é uma pessoa organizada, costuma catalogar suas coisas, gosta de fazer listas, planilhas, conservar documentos e itens importantes, você pode se dar bem em Arquivologia!

arquivologia

Atualmente, a principal tônica da profissão é a gestão de documentos eletrônicos. Por isso, é importante que o futuro profissional da área tenha interesse e certa intimidade com as novas tecnologias. Boa parte das empresas, órgãos públicos e instituições já têm seus acervos digitais e necessitam de um profissional que possa cuidar desse material.

Dica 1: Veja as notas de corte para entrar no curso de graduação em Arquivologia nas universidades federais e estaduais que oferecem esta formação. O Blog do Enem tem a lista completa, para todos os cursos e instituições.

O curso de graduação em Arquivologia

A duração média da graduação em Arquivologia é de quatro anos. Nela, o graduando passa por matérias como Administração, Estatística Aplicada, Informática, Sociologia, Normalização de Documentos, Gestão de Documentos, Patrimônio Cultural e Classificação Arquivística. O aluno também faz aulas práticas em laboratórios, onde vai aprender a restaurar e conservar objetos.

Para conquistar o título de bacharel em Arquivologia, o aluno ainda deve realizar um estágio supervisionado obrigatório, bem como desenvolver uma pesquisa de relevância acadêmica e apresenta-la para uma banca nos semestres finais do curso.

Dica 2 – Quer tentar um curso graduação com disputa apertada nas Universidades Públicas? Tem de caprichar na prova do Enem. Melhores as suas chances estudando com Apostilas Enem Gratuitas, aqui, no Blog do Enem.

A seguir, confira o vídeo que a TV da Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG elaborou sobre o curso de Arquivologia, disponível no Youtube:

Cursos de graduação em Arquivologia com conceito 5 no Enade

O conceito do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) leva em conta uma série de critérios, como: o desempenho dos estudantes do curso em uma prova realizada anualmente, o corpo docente, a infraestrutura, os recursos didático-pedagógicos, além dos programas de pós-graduação. Todos são sintetizados em um único indicador, que varia de 1 a 5. Os cursos com nota acima de 3 são considerados satisfatórios pelo Ministério da Educação.

  • Universidade Federal da Bahia (UFBA)
  • Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Quer conhecer outros cursos de Arquivologia com conceito 5 ou checar o conceito de cursos de outras instituições do país? Acesse http://emec.mec.gov.br/ e faça a busca por estado no mapa ou a busca textual pelo nome da instituição, pelo nome do curso, conceito no Enade e muitos outros critérios!

O mercado de trabalho para o arquivista

A maior parte da demanda por este tipo de profissional vem do setor público, especialmente em instituições como universidades e prefeituras. Também são requisitados em casas de cultura, centros de memória, escritórios de advocacia e contabilidade.

Dica 3: Faça um dos nossos simulados e veja como está o nível do seu preparo para a prova do Enem.

O perfil do arquivista após a formação

O arquivista recém-formado conta com diversas oportunidades no mercado de trabalho, já que o acesso à informação de forma organizada é cada vez mais requisitado, tanto em instituições públicas quanto privadas. O graduado ainda pode abrir sua própria empresa ou atuar como um profissional autônomo.

De acordo com a Associação de Arquivistas Brasileiros (AAB), não existe um acordo coletivo da categoria a respeito do piso salarial. Porém, ela informa que arquivistas recém-formados ganham entre R$ 1.800,00 e R$ 2.700,00.

Já arquivistas com um tempo médio de mercado de trabalham ganham entre R$ 2.700,00 e R$ 5.000,00. No auge da carreira, o salário fica entre R$ 5.000,00 e R$ 7.500,00. Os concursos na área refletem essa realidade, com salários bem variáveis.

Arquivologia ainda não é o curso que você está procurando? Acesse nosso guia de profissões. Nele existem mais de 100 cursos. Um deve ser o seu!

 

Este post foi produzido por Layal Antanios, jornalista, fotógrafa, redatora e blogueira há mais de quatro anos de diversos blogs e sites da web e fotógrafa de agência de fotojornalismo.