Geografia Enem – Conceitos fundamentais da Geografia

Palavras como “paisagem”, “lugar” e “região” são muito mais do que expressões do nosso idioma. Vem com a gente revisar os Conceitos Fundamentais da Geografia para gabaritar o Enem!

Geografia Enem: Fundamentos da ciência geográfica – “Onde é tal restaurante?”; “Será que vai chover?”; “Que horas são?”. Apesar de a Geografia ser uma Ciência e uma disciplina que estudamos na escola, estamos em contato com os conhecimentos geográficos permanentemente para responder perguntas comuns ao nosso cotidiano.

Mas, você conhece realmente os significados dos conceitos de paisagem e espaço? Espaço sideral? Hã? Fique ligado(a) nessa super revisão de Geografia Enem!

1
Fonte: http://www.uniarp.edu.br/home/wp-content/themes/uniarpv2/images/curso-geografia-header.jpg

 

As bases da Geografia remetem ao Racionalismo presente na Civilização Grega que produziu importantes obras para o desenvolvimento de diversas áreas do conhecimento. A busca por explicar os fenômenos que permeavam o cotidiano dos gregos fez surgir os fundamentos para uma “Ciência do Cotidiano” que buscava explicações para o que influenciava mais diretamente a vida das pessoas: a sucessão dos dias e noites; localização e orientação espacial; ciclos climáticos que influenciavam a produção agrícola, entre outros. Surge, então, a Geografia.

Desde então, a Geografia passou por fases diversas e hoje configura-se numa Ciência que estuda a interação entre as sociedades e o meio físico. É nessa intersecção que se encontra o objeto de estudo da ciência geográfica: o Espaço Geográfico.

Por isso, cabe uma exemplificação clara desse conceito: pensemos numa parte do continente antártico; não há qualquer vestígio da presença humana. Portanto, não há intervenção direta do ser humano naquele local. Logo, não se trata de um espaço geográfico.

Por outro lado, uma cidade como São Paulo, cujo aspecto visível é, em algumas partes, de quase ausência total da Natureza, a ser considerada como meio físico. Trata-se de um exemplo de espaço Geográfico, pois, embora quase invisível, as sociedades constituíram seus locais de vivência sobre, numa análise superficial, o relevo, modelado pelo meio físico.

Ficou claro? Será?

Por se tratar do nosso espaço de vivência, espaço geográfico soa como algo pouco perceptível por nós. Porém, o espaço possui seu aspecto visível, que percebemos através do olhar. O aspecto visível e, logo, visível do espaço geográfico é o que podemos chamar de paisagem. Muito mais do que uma palavra que usamos para definir algo belo que vemos em alguma viagem ou passeio, a paisagem é um conceito importante para a Geografia.

Ao falarmos em paisagem no contexto mais cotidiano, ou seja, no que enxergamos, seja belo ou não, podemos expandir a ideia para lembrarmos que é muito provável que todos os seres humanos do planeta já tenham se deparado com uma paisagem que não sofreu nenhuma intervenção humana. Podemos concluir então que aquele local não era um espaço geográfico. Diante disso, podemos dividir as paisagens em dois tipos:

Paisagem Natural – Aspecto visível dos locais em que não houve intervenção direta das sociedades;

Paisagem Humanizada (ou cultural) – Aspecto visível dos locais em que há intervenção direta das sociedades.

É importante deixar claro que nem todo espaço geográfico é uma cidade. Plantações e áreas desmatadas são espaços que foram alteradas pela ação antrópica (intervenções humanas). Até mesmo uma Unidade de Conservação constitui-se num espaço geográfico, visto que a Natureza ali está sendo recomposta graças à ação humana.

Imagem 1

2
Fonte: http://ilivrevida.livrevida.com.br/2014/02/Paisagens-naturais-Seljalandsfoss-falls-3.jpg

 

Imagem 2

3
Fonte: http://econexos.com.br/wp-content/uploads/2012/01/Fundo-do-Mar.jpg

 

Imagem 3

4
Fonte: http://3.bp.blogspot.com/-J_mbN2nB6vA/UVokSyFjwWI/AAAAAAAAAEM/XHdFQ4yyvUQ/s1600/predio_alto1p.jpg

 

Imagem 4

5
Fonte: https://www.vegetall.com.br/wp-content/uploads/2013/01/plantacao-de-batata-doce.jpg

 

Exemplos de paisagens naturais

Imagem 1: Fotografia de uma cachoeira (cachoeira Seljalandsfoss, na Islândia)

Imagem 2: Imagem do fundo do mar (recife de corais)

Exemplos de paisagem humanizada

Imagem 3: Fotografia de uma cidade com destaque para um arranha-céu (cidade de Dubai, Emirados Árabes Unidos)

Imagem 4: Fotografia de uma plantação de batata inglesa

 

E aí conseguiu aprender tudo sobre espaço geográfico e paisagem? Beleza! Então, para ficar fera no conteúdo e finalizar sua revisão, veja esta super videoaula!

Professor Ricardo Cassab (canal: Socorro Professor) – https://www.youtube.com/watch?v=_noSu3W9rKc Espaço Geográfico
Professor Ricardo Cassab (canal: Socorro Professor) –
https://www.youtube.com/watch?v=XHpUoa3kCA8

 

Agora, que tal você testar seus conhecimentos?

01. (UFPE – 2002) “O tratamento dos aspectos físicos do planeta ou, como querem alguns, do quadro natural, não faz da geografia e nem da geografia física uma ciência natural, biológica ou da terra; ela é, acima de tudo, uma ciência do espaço e é aí que encontramos sua característica fundamental. Enquanto divisão geral das ciências, ela se encontra indubitavelmente entre as ciências humanas e é ali o seu lugar correto, haja vista possuir como objetivo primeiro o estudo do jogo de influências entre sociedade e natureza na organização do espaço.”  

(MENDONÇA, Francisco. Geografia Física: Ciência Humana? Ed. Contexto, 1989)

Após a leitura do texto, pode-se afirmar que o autor:

a) considera que a Geografia, por ser uma ciência do espaço, não mantém relações com as ciências naturais, que se dedicam ao estudo da estruturação natural das paisagens.

b) defende que a Geografia é uma ciência humana, mas, mesmo assim, não pode ser considerada uma ciência social porque também estuda a estruturação do quadro natural.

c) só considera como análise geográfica a interpretação das interferências do quadro natural sobre a produção do espaço geográfico.

d) defende que o objetivo central da ciência geográfica é a análise da produção do espaço a partir das relações entre a sociedade e o meio natural.

e) concorda com o fato de que a Geografia é apenas uma disciplina e não uma ciência natural, biológica ou da Terra.

2. (UEPB) “A paisagem existe, através de suas formas, criadas em momentos históricos diferentes, porém coexistindo no momento atual”.

(SANTOS, Milton. A Natureza do Espaço: técnica e tempo: razão e emoção. 2ª ed. São Paulo: Hucitec, 1997, p. 84).

A partir da afirmativa do autor acima citado, é correto afirmar:

a) Espaço e paisagem se diferenciam porque o espaço é uma produção social, enquanto na paisagem predominam os elementos da dinâmica natural.

b) Na paisagem podemos observar elementos naturais e culturais, bem como formas novas e antigas, que nos revelam sucessivos passados.

c) A paisagem é forma estática, por isso jamais pode revelar as relações sociais do passado que produziram as formas geográficas do presente.

d) A paisagem tem significado apenas panorâmico, pois é destituída de conteúdo social, o que nos permite contemplar as formas, mas jamais analisar a sua essência.

e) A paisagem assim como o território são delimitados pelo alcance visual de quem os observa; são, portanto, espaços delimitados pelas relações de poder, cuja escala varia conforme a posição do observador.

GABARITO

1 – D

2 – B

Post escrito por Douglas de Barros Oliveira, professor de Geografia, formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, com 12 anos de experiência na docência e especialista em tecnologia na aprendizagem.