Faltam:
para o ENEM

Equilíbrio do Ponto Material e de Corpos Rígidos. É Física – Estática. Veja.

Confira as apostilas e videoaulas gratuitas com os conteúdos de Física Enem e Vestibular. Nestes capítulos as dicas são de Estática e Equilíbrio. É para você arrasar na prova do Enem!

As provas do Enem e do Vestibular estão sempre no seu horizonte, desde o começo do Ensino Médio. O bom mesmo seria que você conseguisse quebrar as leis da física para conseguir parar o tempo e dar conta dos estudos, não é mesmo? Mas, como não dá, o jeito é mesmo remar e tratar de estudar. Vamos lá.

estática do ponto material
Equilíbrio do Ponto Material

Mas, como na real o tempo não para, a dica é mesmo colocar-se à mesa, preparar lápis, canela, régua, compasso, transferidor e muita inteligência e matemática para estudar Física Enem e Vestibular. Veja este resumo e aulas gratuitas sobre Estática e Equilíbrio.

E você, lembra a definição de Estática? Vamos conferir, pois é um conteúdo frequente no vestibular e no Enem:

A Estática é a área da mecânica que estuda o equilíbrio dos corpos e pode ser dividida em duas partes: 1 – A Estática do Ponto Material; e, 2 – A Estática do Corpo Rígido.

1 – A Estática do Ponto Material

Ponto material é um objeto cujas dimensões não são importantes no estudo do movimento. Note que essa definição não está afirmando que, para ser um ponto material, um objeto deva ser obrigatoriamente pequeno, mas sim, que seu tamanho seja pouco relevante em comparação ao todo em que está inserido.

Estática do ponto material: Para um corpo ser mantido em equilíbrio estático basta que as forças atuantes sobre ele se cancelem, ou seja, que a força resultante seja igual a zero.

Quando se trata de um ponto material em equilíbrio, esse grupo de vetores envolvidos sempre formará um polígono fechado, ou seja, a extremidade do último vetor irá se encontrar com a origem do primeiro (fonte: Guia do Estudante).

O cientista Albert Einstein, o pai da Teoria da Reletividade, tem uma frase muito original sobre como as forças vetoriais podem ter resultante zero. Segundo ele, “A Inteligência é vetorial, e a burrice é escalar”. Ou seja, numa disputa de argumentos racionais e lógicos a resultante pode ser zero, pois forças iguais e contrárias se anulam. Mas, quando a burrice entra em cena, o resultado é sempre  pior do que o estágio anterior.

Aula Gratuita sobre Equilíbrio Estático

Veja aqui uma excelente explicação do canal Me Salva sobre o Equilíbrio Estático, e depois continue com a nossa aula para ver como se comporta a Estática nos Corpos Rígidos.

2 – Estática do Corpo Rígido

A Estática do Corpo Rígido  está relacionada aos objetos que não podem ser descritos apenas por um ponto. O ‘corpo rígido’ é  formado por uma Massa determinada pelo somatório das partículas que o compõem.

Para você compreender bem  como ocorre o equilíbrio na Estática do Corpo Rígido é preciso ter em mente dois conceitos essenciais: O Centro de Massa e o Momento de uma Força.

O Centro de Massa não se confunde com a soma das partículas que forma o corpo. Esta será a Massa Total, enquanto o Centro de Massa é o ponto no qual se concentra a massa do objeto. Este ponto, então, é o Centro de Massa do objeto (ou corpo).

 Para você entender de maneira descomplicada, pense num objeto simétrico e que tenham distribuição uniforma da massa. Nestes casos o Centro de Massa nada mais é do que o próprio centro geométrico deste objeto. Pense numa bola de bilhar que seja uma esfera perfeita e regular. O Centro de Massa é o ponto central da esfera, de onde se originam os raios desta esfera.

Da mesma forma observar ou imaginar um cubo perfeito, o Centro de Massa estará no ‘centro’ exato do cubo. Já para outros objetos que não sejam simétricos e regulares na distribuição da massa é preciso fazer cálculos de médias ponderadas considerando as distâncias entre os pontos do sistema e as massas envolvidas para chegar ao Centro de Massa.

O Momento de uma Força

Você lembra das aulas de Física, quando aprendeu que dependendo do ponto em que força aplica a força para realizar o movimento de abrir ou de fechar uma porta, por exemplo, você precisa fazer mais ou menos força? Faça esta experiência simples. Tente empurrar uma porta convencional a partir da maçaneta, que está na extremidade contrária às dobradiças.

Ok, agora tente fazer o mesmo movimento apicando a sua força no meio da porta, na metade da distância entre a maçaneta e as dobradiças. Você percebe que precisou fazer mais força. Afora, se quiser abrir ou fechar a porta a partir de um ponto muito próximo das dobradiças, terá que aplicar muito mais força ainda.

A explicação deste fenômeno se dá pela grandeza denominada Momento de Força. Outro nome que você encontra nos livros é Torque. O Cálculo do Momento da força é proporcional à distância do ponto de aplicação da força e do ponto onde está o local do giro (a dobradiça, no caso do exemplo da porta).

Aulas Gratuitas sobre Centro de Massa e o Momento de uma Força

Dica 2: Veja aqui o que mais cai na prova e as melhores dicas de Física, Química e Biologia para o Enem – https://blogdoenem.com.br/category/cainaprova/natureza/
Dica 3: Física Enem – A Teoria da Relatividade para sua prova – https://blogdoenem.com.br/fisica-enem-relatividade/

Agora é só aproveitar as dicas do Blog do Enem para para ficar super preparado e garantir uma boa nota na prova do Enem!