Interpretação de tabelas e gráficos: uma das competências exigidas pelo Encceja

As formas variadas de representação por meio de gráficos e tabelas se mostram como uma ferramenta muito importante, pois facilitam a análise e a interpretação de um conjunto de valores. Aprenda a interpretar gráficos e tabelas para arrebentar no Encceja!

Imagine a seguinte situação: na sala de reuniões de uma empresa, existe um painel com a seguinte informação “em fevereiro deste ano, foram vendidas 7850 unidades de nosso principal produto; em março, 6555; em abril, 4570; em maio, 3220; e, em junho, 2195”.

Se você achou que esses números não ajudam em nada para mostrar de forma clara a queda acentuada no número de vendas do principal produto da empresa, tem toda razão. Existe uma forma mais interessante e eficaz de apresentar esses valores: um gráfico. Veja:

interpretação de tabelas e gráficos - histórico vendas

Viu só? Acredito que agora ficou mais fácil! Esse tipo de linguagem facilita a leitura pois é mais visual e em apenas alguns segundos, imagino, que você tenha conseguido identificar que o número de vendas caiu a cada mês.

Esse exemplo deixa claro que para cada tipo de informação que se quer apresentar, existe uma forma mais adequada, e é aí que aparecem os gráficos e tabelas. Agora, me acompanhe nesse post para saber como realizar uma boa análise e interpretação de gráficos e tabelas com dicas de Matemática!

interpretação de tabelas e gráficos - estatística

A representação de dados por meio de tabelas e gráficos estão sempre presentes em nosso cotidiano, principalmente nos meios de comunicação (jornais, revistas, internet). Isso está ligado a facilidade com que podemos analisar e interpretar as informações que estão organizadas de forma clara e objetiva e, além disso, não exigir o uso de cálculos complexos para a sua análise.

Os tipos de gráficos são inúmeros: linhas, barras, colunas, setores (popularmente conhecido como gráfico de pizzas), etc. É essencial saber que o Encceja (Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos) não exige do(a) estudante apenas saber ler tabelas e gráficos. É necessário também saber retirar deles as informações precisas para chegar à resposta do problema proposto.

Na análise de gráfico de uma questão, é fundamental saber qual o tipo de gráfico que estamos lidando e, além disso, levar em consideração que ele está fazendo uso de duas grandezas. Ademais, para que a nossa análise tenha êxito, ela deve vir acompanhada de muita atenção na leitura do enunciado.

Elementos dos Gráficos

Alguns elementos importantes que estão incluídos nos gráficos são:

Título: na maioria dos casos possuem um título que indica a que informação ele se refere.

Fonte: a maioria dos gráficos, contém uma fonte, ou seja, de onde as informações foram retiradas juntamente com o ano de publicação.

Números: o mais importante, pois é deles que precisamos para comparar as informações dadas pelos gráficos. Usados para representar quantidade ou tempo (mês, ano, período).

Legendas: ajuda na leitura das informações apresentadas. Na maioria dos casos, o uso de cores destaca diferentes informações.

Gráfico de Colunas

Um dos mais utilizados. O valor de cada coluna é proporcional a sua altura, onde as categorias são indicadas no eixo x (eixo horizontal) e os valores para cada categoria, no eixo y (eixo vertical).

gráfico de colunas, gráfico - interpretação de tabelas e gráficos
Fonte: IBGE 2017

Gráficos em barra

Apresentam basicamente a mesma função dos gráficos de colunas, com os valores para cada categoria na posição horizontal e as categorias na posição vertical.

gráfico de barras, gráfico - interpretação de tabelas e gráficos
Fonte: fifa.com

Gráfico de Linhas

O gráfico de linha é usado para apresentar uma sequência de valores de um elemento (eixo y) ao longo do tempo (eixo x). São muito úteis para representar a evolução de um certo dado. A seguir, veja alguns exemplos de gráficos de linhas:

gráfico de linhas, gráfico - interpretação de tabelas e gráficos

gráfico de linhas, gráfico - interpretação de tabelas e gráficos

Gráfico de Setores

Popularmente conhecido como “Grafico de Pizza”, a representação por meio de um Gráfico de Setores é também muito utilizada, principalmente para a visualização de números percentuais. Em geral, é utilizado para representar partes de um todo.

Consiste num círculo, representando o todo, dividido em setores com cores diferentes, que correspondem às partes de maneira proporcional.

Exemplo

Suponha que no decorrer ano de 2015, uma determinada cidade recebeu um grande número de turistas e classificou-os de acordo com a nacionalidade, conforme mostra a tabela a seguir:

interpretação de tabelas e gráficos - turistas nacionalidade

De acordo com a tabela, o gráfico de setores, dos turistas segundo a nacionalidade, destaca as diferenças entre as percentagens com setores de diferentes cores. Veja:

gráfico de setores, gráfico de pizza, gráfico - interpretação de tabelas e gráficos

Infográficos

Uma forma moderna de apresentar um conjunto de dados, são os Infográficos que são a junção das palavras info (informação) e gráfico (desenho, imagem, representação visual), ou seja, um desenho ou imagem que, com o auxilio de um texto, informa sobre um assunto que não seria muito bem compreendido somente com um texto, auxiliando a compreensão do leitor. As imagens podem conter alguns tipos de gráficos.

Para interpretar os dados informativos em um infográfico, é preciso boa leitura e esta requer atenção aos detalhes. As representações neste formato aliam ao texto uma série de atrativos visuais é preciso ser um leitor extremamente observador. Ter atenção ao título, ao tema e a fonte das informações são vitais para uma boa análise e interpretação.

Veja alguns exemplos de infográficos abaixo:

infográfico, tabelas, gráfico - interpretação de tabelas e gráficos
Disponível em: http://www.centrodeensinounificado.com.br
infográfico, tabelas, gráfico - interpretação de tabelas e gráficos
Disponível em: http://seeg.eco.br

Tabelas

As tabelas são usadas para estruturar informações ou dados. Assim como os gráficos, elas facilitam o entendimento, através de linhas e colunas que separam as informações e cabe a você relacioná-las.

É importante conhecer alguns elementos desse tipo de representação, pois será fundamental para que a análise seja bem sucedida.

Título – indica o assunto e também tem a função de chamar a atenção do leitor.

Subtítulo – detalha o tema da tabela e contextualiza a situação.

Cabeçalho – corresponde ao título dos conteúdos das colunas e linhas.

Corpo – os dados da tabela.

Fonte –possui a mesma função que nos gráficos e que usualmente aparece no rodapé da tabela.

Tabela simples

Usada para apresentar a relação entre uma informação e outra (como produto e preço). É formada por duas colunas e deve ser lida horizontalmente.

interpretação de tabelas e gráficos - produto e preço

Tabela dupla entrada

Útil para mostrar dois ou mais tipos de dado sobre um item. Deve ser lida na vertical e na horizontal simultaneamente para que as linhas e as colunas sejam relacionadas.

tabelas, gráfico - interpretação de tabelas e gráficos

Por exemplo, veja essa Tabela que foi retirada de uma questão da prova do Enem de 2009:

interpretação de tabelas e gráficos - investimentos bilaterais

A Tabela relaciona os investimentos, em milhões de dólares, feitos pelo Brasil na França e pela França no Brasil desde o ano de 2003 até o ano de 2007.

Com esses dados, podemor tirar várias conclusões, como por exemplo:

– 2007 foi o ano que o Brasil menos investiu na França, totalizando 280 milhões de dólares.

– 2005 foi o ano que a França mais investiu no Brasil, totalizando 1458 milhões de dólares.

→ De 2003 até 2007 o Brasil nunca investiu mais na França do que a França no Brasil.

Em suma, três exemplos de conclusões que poderíamos tirar em relação aos dados das linhas e das colunas dessa Tabela.

Para saber mais sobre tipos de gráfico e tabelas, veja esta videoaula do professor Rafael Procopio do canal Matemática Rio:

Exercícios ENCCEJA 2017:

Questão 01

Questão 02

Questão 03

Gabarito

Questão 01 – alternativa D

Questão 02 – alternativa C

Questão 03 – alternativa C

Os textos e exemplos acima foram preparados pelo professor Rafael de Souza para o Blog do Enem. Rafael é formado em Matemática pela Universidade Paranaense em Cascavel – PR. Dá aulas de Matemática em escolas da rede pública e privada da Grande Florianópolis. Atua como professor desde 2011. Facebook: https://web.facebook.com/rafaosouza86; Instagram: @rafaosouza86.