O Metaverso e as 10 profissões do futuro. Escolha a sua

A revolução digital está criando as profissões que recebem altos salários para implementar o Metaverso. Você pode entrar neste time. A hora e a vez de trabalhar com a “Internet das Coisas” é agora. Veja como o mundo virtual contaminou geral nos hábitos dos humanos antes de escolher o seu curso.

A vida ao vivo num mundo em 3D está virando realidade. Entenda o que é o Metaverso anunciado pelo Instagram e pelo Facebook, e veja como se dar bem com as 10 profissões do futuro.

As formas de interação entre os seres humanos estão se modificando rapidamente pelo uso das novas tecnologias, e o mundo do trabalho está em permanente revolução digital. Antes de escolher o seu curso do “mundo real”, confira como será a vida no “mundo digital”, e as carreiras com maior chance de emprego e renda.

O que é o Metaverso?

A mudança está acontecendo em direção a um mundo virtual onde as pessoas se relacionam pela internet de alta velocidade. A rotina está caminhando para o uso de recursos 3D, simuladores, ambientes com cenários virtuais, tradução simultânea de idiomas, e com representação das pessoas “reais” através de holografias ou avatares. Essas tecnologias já funcionam, ainda isoladas. Mas, quando estiverem integradas, teremos o Metaverso em operação.

Veja as profissões do futuro

A chegada da Internet 5G, os novos celulares cada vez mais potentes, e os programas de inteligência artificial estão colocando para o dia a dia os sistemas de realidade virtual que antes só eram possíveis de utilizar em games avançados. para você entender o que é o Metaverso, pense num game de última geração, mas que acontece com pessoas de verdade.

Veja uma síntese das profissões com mais chances no mercado de trabalho que está chegando.  Antes de escolher o seu curso, veja as novas profissões para a trilha do sucesso pessoal e financeiro no Metaverso:

1 – Mineração de Dados no Metaverso

A base para esta profissão está nos cursos de Tecnologia da Informação, e domínio de lógica matemática aplicada para o desenvolvimento de programação de games, publicidade interativa, interconexão de dados e de informações, e inteligência artificial.

A velocidade mais rápida da internet permitirá o multiprocessamento em tempo real, articulando diversas fontes de dados para produzir, sintetizar ou checar uma informação necessária para a realização das operações de interação e integração virtual no Metaverso. Veja as notas de corte do Sisu para os cursos de Tecnologia da Informação, pra você entrar profissionalmente no Metaverso.

2 – Criação de Projetos do Metaverso

Você pode chamar esta profissão de “empreendedorismo do futuro”. São profissionais de cabeça aberta para descobrir novas oportunidades de negócios no mundo virtual. Pense em uma Startup inovadora? Então, essa é a pegada para os projetistas do Metaverso.

Eles precisam identificar as oportunidades que os humanos ainda nem imaginaram, mas que vão depender delas para a vida digital futura.

Engenharia e Design

Os projetistas do Metaverso precisam pensar a solução de usabilidade, especificar as tendências em tecnologia e design, orientar os projetos, e os testes de efetividade.

Os cursos superiores orientados para esta área envolvem Engenharia de Software, Engenharia Elétrica, Engenharia de Produção, e também Designers de Interface para que os dispositivos sejam tenham telas e comandos intuitivos, fáceis de usar.

3 – Desenvolvedor de ecossistemas digitais

Conectividade digital não é tudo. Mesmo se você estiver em um ambiente com redes de alta velocidades disponíveis no wifi ou nos cabos, será preciso que os dispositivos das pessoas e que os chips e sensores das coisas possam conversar entre si.

Uma geladeira com internet precisa aprender a fazer a leitura do que tem dentro dela, dos níveis de consumo da família, e da validade dos produtos para falar o que está na hora de comprar. E esta mensagem precisa chegar no celular da família. Se tudo isso não estiver integrado, sem chance de funcionar o ecossistema digital.

Tecnologia, Design e Engenharias

O desafio vale para as profissões de Redes de Informática, Designers de Produto, Desenvolvedores de Sistemas, Engenheiros de Mecatrônica, de Eletromecânica, e Engenheiros Elétricos.

 4 – Gerente de Cibersegurança no Metaverso

O compartilhamento de informações para atingir os níveis de integração dentro do Metaverso é uma premissa. Porém, o controle de dados pessoais e dos equipamentos e dispositivos envolvidos envolve os riscos da privacidade, da proteção de informações sensíveis, e os riscos do cibercrime. 

 Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Compatibilizar os limites do compartilhamento e preservar aos níveis de segurança é um desafio para entender o que é o Metaverso, e fazer tudo isto virar realidade. Os cursos de Análise e Desenvolvimento de Sistemas estão na base da sociedade digital.

5 – Criação de equipamentos inovadores

O básico você já conhece: Smartphones mais finos e mais potentes, internet de alta velocidade, inteligência artificial e sensores por todo lado já fazem parte da rotina nos países desenvolvidos.

Mas, além desta infraestrutura básica é preciso criar os equipamentos de acesso e de imersão no Metaverso: óculos de realidade virtual, projetores de holografia em tamanho e tempo real para tele reuniões e atividades interativas, e muito mais.

Criatividade

É preciso formar engenheiros de Mecatrônica, de Robótica, Designers de produto, e colocar todos em oficinas de criatividade para dar conta de entender as demandas do ser humano +-para este novo cenário.

6 – Roteiristas de experiências de imersão.

Os parques temáticos da Disney e da Universal Estúdios já mergulharam na criação de atrações de entretenimento por imersão virtual. Os brinquedos de realidade virtual da série Guerra nas Estrelas, e do filme Avatar, na Disneylândia da Flórida, na cidade de Orlando, colocam os visitantes “dentro” das cenas de ação dos filmes.

Na mesma região ficam os parques temáticos da série de filmes Harry Potter, nos brinquedos da Universal Estúdios. Os brinquedos eletromecânicos conjugados com óculos de realidade virtual associados a efeitos sensoriais permitem aos visitantes viver “por dentro” diversas cenas dos episódios. É uma forma possível de entender o que é o Metaverso.

Cinema, Comunicação, Arquitetura e Roteiristas

As profissões associadas a este segmento do Metaverso estão relacionadas ao entretenimento, à cenografia, à dramaturgia e à arquitetura. É claro que toda a concepção das equipes de criação e arte terá que ser executada pelos engenheiros para colocar tudo pra funcionar.

7 – Criação de mundos virtuais

Os games contemporâneos já conseguem produzir cenários em três dimensões. Porém ali operam seres animados com superpoderes. Os humanos que participam destes jogos conseguem “assumir” um determinado personagem e atuar com os poderes ou as características dele. Mas, isso não é um Metaverso, é apenas um simulador de entretenimento.

Com a interação entre humanos reais, representados ali por seus avatares, o entretenimento dos games terá que dar lugar às interações que terão consequências na vida real de cada um, mesmo para decisões tomadas no mudo virtual.  Uma nova profissão que surge é a de pessoas que vão criar os mundos virtuais.  É trabalho para Arquitetos, Designers, Psicólogos, Sociólogos, e Advogados.

8 – Mídia Digital em 3D

O mecanismo de remuneração mais importantes do Google do Facebook (agora rebatizado de Meta) envolve as receitas publicitárias, geradas pelos anúncios que aparecem nas buscas, nos sites, no Facebook e no Instagram.

A vida no Metaverso abre uma nova possiblidade para a propaganda. A publicidade será feita em 3D, e os usuários poderão “entrar” ou “vivenciar” o produto antes de se decidirem pela compra. E, com as impressoras em 3D, os clientes poderão, inclusive, “baixar” o produto e imprimir fisicamente numa impressora 3D, com um prazo de opção para a compra.

Vem aí um novo mercado de trabalho para Designers de Produto, Designers Gráficos, Engenheiros de Produção, Engenheiros de Materiais, e as profissões da área da Tecnologia da Informação.

9 – Especialistas em Finanças virtuais

O mundo financeiro no Metaverso ocorrerá em escala global. Hoje, por exemplo, grandes empresas de compra e venda de produtos como o Mercado Livre, o Ali Baba, e outros Marketplaces operam já globalmente.  As moedas utilizadas podem ser a de cada país, com as respectivas conversões internacionais feitas pelas empresas de cartão de crédito, por exemplos.

O mundo das compras e vendas já está globalizado mesmo ao nível das pessoas, e não apenas das empresas. No Metaverso a tendência é pelo uso de criptomoedas, ou, da criação de uma moeda específica do Metaverso conversível para as diferentes criptomoedas, ou nos dinheiros dos mundos locais.

Vem aí a profissão do especialista financeiro do Metaverso. Os cursos de Economia, Administração, Gestão Financeira, de Contabilidade, e de Controladoria têm que se preparar para esta inovação.

10 – Estilistas Digitais

Existem um comentário irônico de que “todo mundo é bonito e feliz na internet”. As selfies quase rasgam a boca com os sorrisos de orelha a orelha, olhos bem abertos, e atitude. E no Metaverso, quem vai querer aparecer ali com um avatar entristecido, acabrunhado ou deselegante?

Daqui a pouco vão começar a surgir os estilistas de criação do look dos avatares pessoais. E você? Lembra daquela brincadeira de criança, em que os amigos da escola se perguntavam: e se você fosse um bicho, que animal você queria ser?

A pergunta de agora é: e o seu avatar, como é que você quer ser?

Muito trabalho pela frente para os cabeleireiros virtuais maquiadores digitais, figurinistas 3D e outros profissionais dos cursos de Estética e Cosmética, Design, Artes Visuais, Figurinistas e produtores de Casting.

O que é o Metaverso

Aumente suas chances no próximo Enem.

Veja as trilhas de aprendizagerm do Curso Enem Gratuito

 

João Vianney dos Valles Santos

Psicólogo e jornalista, Vianney é diretor do Blog do Enem. Tem doutorado em Ciências Humanas, coordenou o Laboratório de Ensino a Distância da UFSC, e Dirigiu o Campus Unisul Virtual. É consultor de EaD da Hoper Educação.
Categorias: Profissões, salários, Sem categoria