Redação Enem: texto com Miojo força o MEC a se explicar.

Redação Enem com texto sobre macarrão força o MEC a se justificar. Veja o que foi dito.

O Blog do Enem tá sempre discutindo coisas importantes para você que sonha em fazer uma faculdade pelo Enem e sempre mostramos  tudo que está em alta nos meios de comunicação; e nesses últimos dias a bola da vez foi a correção da Redação Enem do ano passado que teve muita gente escrevendo errado ou ainda, escrevendo absurdos. E estas redações não foram anuladas e ainda ganharam pontuação que vale para uma vaga pelo Prouni, Sisu ou mesmo Fies.

Pois é, ontem mesmo a gente falou aqui sobre a tal redação “miojo” que ganhou fama depois que todo mundo viu um parágrafo inteiro da redação enem do candidato que foi dedicado à uma receita de miojo. Não viu ainda? Dá uma olhada AQUI.

E como a gente falou (e você também deve estar muito curioso) o MEC foi obrigado a se explicar. Como a redação enem, uma das provas mais temidas pelos candidatos e segundo o MEC, a prova mais bem pensada em termos de correção foi dar um “fora” desses? A redação enem do “miojo” ganhou pontuação assim como algumas redações enem nota mil -nota máxima- tinham erros grosseiros de língua portuguesa.

Então, dá uma olhada em como o MEC justificou isso tudo que aconteceu na prova de Redação Enem do ano passado:

O INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) que é responsável não só pela Redação Enem como de toda a prova do Enem,  tentou  se explicar , por meio de nota,  que o candidato “não fugiu ao tema proposto” . Ah sim, movimentos imigratórios para o Brasil do século XXI. no Brasil tem tudo a ver com macarrão hehehe.

O estudante fez de propósito, arriscou sua pontuação para debochar do sistema, você acha que ele conseguiu?

De acordo com o Inep, a presença da receita no meio da redação enem do participante foi percebida e considerada inoportuna e inadequada, provocando forte penalização, especialmente nas competências três (selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações) e cinco (elaborar proposta de intervenção para o problema abordado). No entanto, o Inep justificou que o aluno obteve nota superior a 50% porque “a análise dos corretores é feita sobre o todo, com foco no conjunto do texto, e não em cada uma de suas partes”.

A redação enem do estudante não precisou nem ir para a tal banca especial (a correção da redação Enem 2012 contou 2 corretores e mais um terceiro se caso houvesse uma diferença muito grande entre as notas) pois, segundo a nota do MEC os avaliadores concordaram com sua pontuação. Sério?

Como este ano a redação enem podia ser vista no site com as correções, isto acabou expondo uma fragilidade no critério de correção. Pode ter sido mesmo a pressa; ou pode ter sido negligência, ou ainda a justificativa que o MEC deu possa ter fundamento… vai entender! O certo é que ficou todo mundo chocado e há uma fragilidade no sistema de correção, no sistema de divulgação (quem não se lembra da aflição do site oficial que ficou “fora do ar” no dia do resultado do Enem 2012?) e no sistema de segurança dos dados dos candidatos.

O Enem sem dúvida tem muito ainda a melhorar, as informações sobre vagas ainda deixam a desejar, os guias tem que ser mais claros e as universidades mais honestas e a gente tá de olho! Tudo para ajudar quem realmente precisa e quer melhorar de vida estudando.

redação enem

Agora que você já sabe o que é o Enem, conhece nossa rede de blogs?