Análise do Tema da Redação do Enem 202: falta de registro civil

"Invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil" foi o tema, e que aborda a questão dos indocumentados no país. Eles ficam à margem inclusive dos programas de apoio social para população de baixa renda.

Quem mora nas grandes, pequenas ou médias cidades praticamente desconhece o fenômeno e o drama que vivem os indocumentados pelo país afora. Quando mais você caminha para o Brasil profundo, mais constante é o fenômeno da falta de registro civil, abordado no tema da redação do Enem 2021.

O primeiro registro, o de nascimento, dependia de uma ida a um cartório, obrigatoriamente feita pelo pai ou pela mãe do bebê, levando junto o comprovante da maternidade, e do pagamento de taxas.

Mas, o que fazer quando não se tem nem o cartório e nem a maternidade por perto? E, que dirá ainda quando não se tinham os tais “comprovantes”, e o dinheiro para pagar as taxas? Estes tópicos estão em torno do tema da redação do Enem 2021, que foi a Invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil.

Caiu rapidamente a falta de registro civil

O fenômeno já foi muito alto no Brasil, na faixa de quase 20% de crianças sem registro de nascimento no final do Século XX. Mas, veio caindo rapidamente nas últimas décadas. (veja no gráfico do IBGE).

Segundo os dados mais recentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, menos de 1% dos nascimentos ficam sem registro após a criação de políticas públicas que facilitaram aos pais registrar a “Certidão de Nascimento” dos filhos.

E quem fica sem registro?

Parece que é “estatisticamente pequeno” o problema, mas é muito grave. Estes dados são importantes para compreender o tema da redação do Enem 2021.

Ocorreram simplificações nos procedimentos e exigências de cartórios, isenção de taxa para o registro do nascimento, e campanhas voluntárias feitas pelo Ministério Público ou por entidades organizadas da sociedade.

Com isso, ao longo do tempo, o fenômeno vem se reduzindo com o estímulo para o registro de nascimentos, e também o apoio ao registro tardio, para regularizar a vida civil de adultos que não tiveram a Certidão de Nascimento lavrada quando nasceram.

Análise do tema da redação do Enem 2021

A professora Daniela Garcia, do canal do Curso Enem Gratuito, fez a análise com os comentários técnicos sobre o tema da redação do Enem 2021. Veja agora com ela  todos os detalhes do tema Invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil.

Valeu pra você a Análise da professora Daniela?

Quem não tem registro, não existe

Perante os órgãos do Estado, seja para se cadastrar num programa social como o Bolsa Família, agora rebatizado de Auxílio Brasil, ou mesmo para uma criança ingressar na escola, é preciso ter ou providenciar a documentação adequada.

Tira-dúvidas da Redação Enem

1 – Quando sai o resultado da Redação do Enem 2021?

A previsão para o resultado da redação do Enem 2021 é a divulgação junto com o resultado das provas objetivas, e que acontece na metade do mês de janeiro do ano seguinte.

2 – Qual é o formato da redação do Enem?

Você precisa escrever o texto da redação do Enem no estilo dissertativo-argumentativo para poder alcançar uma boa nota na correção oficial.

A estrutura padrão da Redação é de uma Introdução, com a sua tese ou ponto de vista; um bloco com o Desenvolvimento, com seus argumentos, dados e citações, e uma Conclusão, com a proposta de intervenção social.

3 – Quais as 5 competências cobradas na Redação?

Para alcançar a nota 1000 você precisa conquistar 5 notas intermediárias com até 200 pontos em cada uma das competências. Veja a lista, com o link de acesso às aulas específicas de todas elas.

  1. Competência 1. Uso da Norma Padrão
  2. Competência 2. Compreensão do Tema
  3. Competência 3. Capacidade de Argumentação
  4. Competência 4. O uso de conectivos
  5. Competência 5. Proposta de Intervenção

 

Veja todos os temas de redação do Enem

 

2021 “Invisibilidade e registro civil: garantia de acesso à cidadania no Brasil”

 

2020 “O estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira” (tema de redação do Enem impresso)
2020 “O desafio de reduzir as desigualdades entre as regiões do Brasil” (tema de redação do Enem digital)
2019 “Democratização do acesso ao cinema no Brasil”
2018 “Manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na Internet”
2017 “Desafios para a formação educacional de surdos no Brasil”
2016 “Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil”
2015 “A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira”
2014 “Publicidade infantil em questão no Brasil”
2013 “Efeitos da implantação da Lei Seca no Brasil”
2012 “Movimento imigratório para o Brasil no século 21”
2011 “Viver em rede no século XXI: os limites entre o público e o privado”
2010 “O trabalho na construção da dignidade humana”
2009 “O indivíduo frente à ética nacional”
2008 “Como preservar a floresta Amazônica”
2007 “O desafio de se conviver com a diferença”
2006 “O poder de transformação da leitura”
2005 “O trabalho infantil na realidade brasileira”
2004 “Como garantir a liberdade de informação e evitar abusos nos meios de comunicação”
2003 “A violência na sociedade brasileira: como mudar as regras desse jogo?”
2002 “O direito de votar: como fazer dessa conquista um meio para promover as transformações sociais de que o Brasil necessita?”
2001 “Desenvolvimento e preservação ambiental: como conciliar interesses em conflito?”
2000 “Direitos da criança e do adolescente: como enfrentar esse desafio nacional?”
1999 “Cidadania e participação social”
1998 “Viver e aprender”

.

Análise do tema da redação Enem 2021

João Vianney dos Valles Santos

Psicólogo e jornalista, Vianney é diretor do Blog do Enem. Tem doutorado em Ciências Humanas, coordenou o Laboratório de Ensino a Distância da UFSC, e Dirigiu o Campus Unisul Virtual. É consultor de EaD da Hoper Educação.
Categorias: Apostilas Enem Gratuitas, Redação Enem