Veja o mundo pós-Pandemia antes de escolher seu curso

As mudanças estão acontecendo ao vivo. Um novo jeito de estudar, de trabalhar, de namorar e de fazer compras ou ir ao médico está chegando pra ficar. Veja as 20 mudanças do pós-Pandemia para definir o seu futuro

O mundo Pós-Pandemia já começa a se mostrar no horizonte. As mudanças começaram no final 2019, quando o Novo Coronavírus apareceu na China. Em 2020, a doença do Covid-19 correu o planeta com milhões de mortes. E, para sobreviver, a humanidade mudou o jeito de viver. Agora, em 2021, o desenho do futuro já mostra como será a nova vida. Confira antes de escolher o seu curso.

O mundo do trabalho se modifica por completo com o home-office. Na educação, mesmo após as vacinas, o “antigo” ensino presencial voltará com mais tecnologias para a comunicação e o estudo remoto, e menos sala de aula. A tendência é por um ensino híbrido no pós-pandemia.

As 20 mudanças do futuro

Veja as 20 tendências do mundo Pós-Pandemia na análise feita pela revista The Economist. Leia uma, duas, três vezes antes de escolher o seu curso de graduação. A dica e pra você ficar de olho no futuro, e não fazer escolhas “do passado”.

1 – O home-office veio pra ficar. Os escritórios que ficaram vazios durante as Pandemia tão cedo não voltarão a ficar superlotados. O que puder ser feito de maneira remota, assim será.

 2 – Assistentes virtuais serão cada vez mais frequentes para integrar tarefas entre os funcionários de uma mesma empresa, para tornar o trabalho mais eficiente.  Se você for “o chefe”, terá um assistente virtual para ajudar a coordenar o trabalho da equipe. Se for “um membro do time”, terá que prestar contas da sua produtividade a um assistente virtual do chefe.

3 – As viagens “a trabalho” vão cair radicalmente em relação ao mundo Pré-Pandemia. A frase emblemática é que “O turismo de trabalho praticamente desaparece”.  As reuniões por chamadas em vídeo passaram no teste, e já são a nova realidade. Viagens a trabalho na póspandemia, só mesmo para o que as reuniões online não derem conta de resolver.

Nova sociedade, novas moradias

 4 – O projeto arquitetônico das casas e dos apartamentos vai mudar. Além do “quarto-sala-cozinha-banheiro-área de serviço” os novos projetos vão contemplar local de trabalho para o home-office e/ou estudar a distância. As casas vão ganhar conteúdo tecnológico para dar conta das demandas do trabalho. As pessoas poderão “morar longe” do trabalho, sem que isso implique em perder horas no transporte diário.

 5 – A produtividade de cada trabalhador será mensurada em um painel alimentado automaticamente pelo que cada um faz. E, para contratar pessoas, os candidatos podem estar em qualquer parte do mundo. Somos globais.

 6 – Os serviços de assinatura vão se espalhar para igrejas, arte, academias, cinemas, entretenimento.  Em breve a oferta será em Realidade Virtual.

 7 – Nas empresas a palavra de ordem é agregar tecnologia ou morrer. Pode surgir uma nova empresa, mais leve e moderna, e que pode oferecer os mesmos serviços de maneira mais atrativa e mais barata.

Viagens na pós-Pandemia….

 8 – O turismo retoma com força depois da Pandemia. As pessoas vão buscar experiências com a natureza e no convívio, mas com suporte digital 24 horas.

 9 – As políticas de privacidade e o tratamento dos dados pessoais na internet serão mais rigorosos. Os consumidores podem preferir “pagar” por um serviço do que receber de graça em troca dos dados pessoais para publicidade e propaganda.

 10 – Trabalhadores cujas tarefas podem ser feitas por máquinas perderão o emprego. No setor de serviços a Inteligência Artificial avança cada vez mais rápida com assistentes virtuais inteligentes.

Novo jeito de estudar e aprender

 11 – O mundo da Educação se transforma. O ensino presencial tradicional será flexível e com uso de muita tecnologia, e será “normal” estudar em cursos híbridos, uma parte em sala de aula, uma parte online.  Nas empresas o diploma será exigido apenas para as funções de liderança. Nas demais posições vale a demonstração da competência ou experiência do candidato.

 12 – A telemedicina vai seguir avançando para consultas e testes. As vacinas podem ganhar mais velocidade. As pessoas podem ficar menos doentes, porque mais cuidadosas com a higiene.

 13 – As pessoas serão mais econômicas no mundo pós-Pandemia. Roupas de grife dão lugar a roupas casuais, mais baratas. Os produtos eletrônicos modernos serão os mais valorizados.

 14 – Muda o comportamento de compras das pessoas. Cresce o e-commerce e vêm por aí o declínio progressivo dos shopping centers e lojas comerciais. Facebook, Tik-Tok e Youtube entram na briga com Amazon.

O chique é ser simples

 15 – Os temas ambientais e a mudança climática dominarão a pauta mundial após o ciclo do Covid-19. Transportes e energias alternativas, sem conflito com a questão ambiental, serão incentivados.

 16 – Combate às Fake News – As pessoas estão se cansando da desinformação, e com isso meios de comunicação de confiança podem voltar a crescer.  A nova sociedade exige Credibilidade e Transparência.

 17- Foco na saúde mental. Quando chegar o “novo normal” é provável que surjam conflitos decorrentes do “tempo da Pandemia”, como solidão, angústia ou depressão, provocando situações de agressividade. As crises de liderança nas empresas podem se tornar mais comuns.

 18 – Cada vez mais as empresas de tecnologia serão chamadas para atuar em demandas coletivas como educação, saúde, energia e segurança. A filosofia do mundo dos negócios dependerá também do propósito das organizações para alcançar resultados.

 19 – O chique no futuro, será levar uma vida simples, baseada no consumo local, de baixo impacto. Produtos luxuosos vão cair de moda, ficando para o segmento de ostentação. O natural e o saudável é que são o verdadeiro luxo do futuro.

 20 – O Pós-pandemia pode ser um renascimento para a humanidade. As pessoas podem repensar seus objetivos pessoais, de trabalho, saúde, dinheiro, e inclusive os valores espirituais.  Quem ficar na vibe de acumular, ostentar e consumir ficará do lado negativo da nova ordem mundial. (fonte: The Economist)

Veja os maiores salários no Brasil

Estes vinte tópicos levantados por especialistas de todo o mundo ouvidos pela revista The Economist olharam para o amanhã. São as tendências de futuro para a nova sociedade.

Enquanto isso, no Brasil, a Receita Federal garimpou nas Declarações de Imposto de Renda quais são as profissões com os maiores salários no país. Se você pensou em “Medicina” na liderança, perdeu feio. Confira agora os cursos e as carreiras que têm os maiores salários:

  1. Cartorário R$ 103,141,14
  2. Procurador do Minist. Público R$ 53.493.48
  3. Juiz Federal ou Estadual R$ 51.773,10
  4. Diplomata R$ 39.571,66
  5. Advogado Público R$ 30.884,91
  6. Médico R$ 30.525,78
  7. Func. do Banco Central R$ 28.936,15
  8. Auditor /Fiscal R$ 27.845,86
  9. Atleta Profissional R$ 25.979,99
  10. Piloto de Avião R$ 25.100,13

Na frente dos médicos estão cinco profissões onde o Curso de Graduação em Direito é o campeão das oportunidades para conseguir os salários mais altos no Brasil. E dá para entrar por concurso público na maioria das profissões dos altos salários.

Veja agora como é o curso de Direito, e depois confira as profissões com maiores salários da posição onze até à vigésima na lista da Receita Federal:

E aí, cabe Direito nos seus sonhos?

Os maiores salários: 11 ao 20

  • Maiores salários no Brasil, do 11º ao 20º lugar:
  • 11 – Político / Dirigente Partidário R$ 21.437,94
  • 12 – Diretor / Ator Profissional R$ 21.094,33
  • 13 – Agente Financeiro R$ 17.726,62
  • 14 – Decorador / Vitrinista 17.312,24
  • 15 – Engenheiro / Arquiteto 16.580,45
  • 16 – Servidor do Judiciário R$ 16.487,67
  • 17 – Servidor Legislativo R$ 16.282,46
  • 18 – Servidor do Executivo R$ 16.204,95
  • 19 – Veterinário / Agrônomo R$ 15.912,73
  • 20 – Professor Universitário R$ 15.643,71

 

Confira os 10 piores salários

Veja aqui a lista dos 10 piores salários também.

João Vianney dos Valles Santos

Psicólogo e jornalista, Vianney é diretor do Blog do Enem. Tem doutorado em Ciências Humanas, coordenou o Laboratório de Ensino a Distância da UFSC, e Dirigiu o Campus Unisul Virtual. É consultor de EaD da Hoper Educação.
Categorias: Blog, Profissões, Você no blog Tags: ,