Preparativos e Aventuras de dois candidatos no 1º dia do Enem 2013

A equipe da Rede Enem também esteve presente no primeiro dia do Enem 2013. Saiba como foi a preparação de uma de nossas colaboradoras para o exame.

Para entender melhor o que nossos leitores iriam enfrentar durante esse final de semana e vivenciar o clima do Enem 2013, uma parte da equipe do nosso blog foi para as salas de aula fazer o exame. Eu, Bárbara Cardozo, sou uma das colaboradoras da Rede Enem que se misturou aos candidatos do exame hoje. Saiba como foi a minha experiência durante o primeiro dia de prova.

PREPARATIVOS

Os preparativos para o Enem 2013 tiveram que começar já na sexta-feira. Eu não iria fazer o exame sozinha. Meu namorado, Diogo Farias (21 anos) está tentando conquistar uma vaga na universidade e, portanto, enfrentaremos essa maratona juntos, em Florianópolis – SC. Cada um por diferentes motivos: ele fazendo o exame para valer, suando a camisa por um lugar no ensino superior; eu por experiência para o Blog do Enem.

enem 2013

Sexta-feira, 25 de outubro – 15h: Tentei organizar tudo para que nada essencial fosse esquecido. Passei em uma papelaria e comprei canetas pretas novinhas, para garantir que não teríamos problemas com a tinta da caneta. Também passei no supermercado e comprei o que poderíamos levar de lanche nos dois dias de prova – barrinha de cereal, club social, garrafinhas de água, chocolate, tudo pequeno, fácil de levar na bolsa e que não tivesse embalagens muito barulhentas ou cheiro muito forte, para não atrapalhar o desempenho de ninguém.

Documentos e caneta foram separados em saquinhos e deixados em um lugar visível, perto da chave de casa. Assim, se estivéssemos esquecendo desse imenso detalhe, veríamos o saquinho e seríamos lembrados. Coloquei tudo junto também para, caso acontecesse algum imprevisto e tivéssemos que sair atrasados, não precisaríamos ficar como loucos pela casa procurando tudo que precisa ser levado para o Enem 2013.

enem 2013

Nossos documentos e lanches separados em saquinhos

Como o local de prova do meu namorado foi definido perto da minha casa e longe da dele, achamos melhor que ele dormisse comigo durante o final de semana do exame. Também combinamos que ele não iria para a aula do cursinho na sexta à noite, assim ele poderia chegar mais cedo em casa, relaxar sem pensar em conteúdo e descansar.

Sexta-feira, 25 de outubro – 21h30: Jantamos mais cedo na sexta-feira e fomos para a cama.

Sexta-feira, 25 de outubro – 22h00: Já estávamos no milésimo sono, repondo as energias que seriam gastas durante o primeiro dia do exame.

PRIMEIRO DIA

Sábado, 26 de outubro – 9h: O relógio despertou. Eu moro muito perto da Universidade Federal de Santa Catarina, local de prova escolhido para mim e para o Diogo. O plano, então, era sair de casa as 11h15, almoçar e, 12h, seguir para o local de prova. Melhor ficar mais tempo na sala esperando a prova começar do que chegar atrasado e nem ao menos ter a chance de entrar em sala.

Sábado, 26 de outubro – 11h15: Tomamos um banho para acordar, arrumamos nossas mochilas com documentos, lanchinhos e água e saímos exatamente no horário em que planejamos.

Não temos carro, por isso, fomos a pé para o exame. Mas logo percebi que, mesmo que tivéssemos um carro parado a nossa disposição na garagem, naquele dia, não seria uma boa ideia usá-lo. O trânsito as 11h30 ao redor da UFSC já estava muito movimentado e, quanto mais próximo ficava o horário da prova, só piorava. Andando chegaríamos mais rápido e não teríamos que procurar um lugar para estacionar.

Nesse primeiro dia do Enem 2013, tivemos sorte, nenhum imprevisto aconteceu e tudo saiu como planejamos! O Diogo entrou na sala de aula em que iria fazer o exame 12h15 e eu entrei 12h25.

A divisão dos candidatos em salas de aula do Enem 2013 provoca situações curiosas. Mais tarde, depois do exame, quando conversei com o Diogo, descobrimos um “padrão”, mesmo que um tanto prevísivel. Como os candidatos são divididos em ordem alfabética, é claro que nomes parecidos se concentrem em um mesmo local de prova. Por isso, na minha sala, 95% das pessoas presentes eram candidatas que se chamavam Bárbara. Na sala do diogo, 95% das pessoas eram candidatos que se dividiam entre Douglas e Diogo.

NERVOSISMOS E IMPREVISTOS

Quando entrei na sala de aula onde faria o Enem 2013, o nervosismo dos outros candidatos era evidente. Alguns balançavam a perna sem parar, outros brincavam com a caneta e faziam exercícios de respiração e concentração. Porém, tudo normal para um dia de prova.

Mas, pude perceber como imprevistos e situações de conflito desestabilizam os candidatos na hora da prova.

Dentro da sala em que estava, um estudante, ao abrir uma garrafa de água com gás, espirrou água para todos os lados e molhou seu cartão-resposta. O cartão não pode ser substituído, por isso os fiscais fizeram o que podiam para tentar secar o cartão antes que o estudante precisasse passar a limpo suas respostas. Porém, o estrago já estava feito e ele já estava mais nervoso do que precisaria estar.

Outra estudante que chegou atrasada na sala teve dificuldades durante o início do exame. Como não teve um tempo para se acalmar e se concentrar como os outros, percebi que, durante a prova, ela estava mais inquieta e com problemas para manter o foco.

Porém, senti que os fiscais estavam preparados para lidar com cautela com essas situações e procuravam transmitir calma para os candidatos e ajudar no que fosse possível. Ponto positivo para a organização do exame.

PROVA

Estudo jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina e fiz o Enem em 2010, quando tentava entrar na universidade. Lembro que, naquele ano, achei a prova cansativa e muito extensa.

Nessa questão, o exame não mudou muito. Todas as questões de Ciências Humanas possuíam um texto, mapa, gráfico, charge, etc, de introdução, que precisava ser lido e interpretado para que o candidato pudesse responder a pergunta. Como sempre tive dificuldade em exatas, achei as questões de Ciências da Natureza complicadas. Mas, não estudo nada de química, física e biologia faz uns 3 anos, então não poderia ser diferente.

Pude notar também o maior rigor na segurança que foi prometido pelo MEC. Se eu não me engano, quando fiz o Enem em 2010, não tive que colocar o celular em um saco com lacre, apenas deveria mantê-lo desligado e dentro da mochila.

Para o Diogo, a prova também estava cansativa e as questões de Ciências da Natureza foram as mais difíceis.

Chegamos em casa em horários diferentes. Saí da prova assim que possível, para ficar livre e atualizar o Blog do Enem. O Diogo saiu por volta das 17h e chegou em casa super cansado.

Agora vamos encerrar o expediente de hoje! Estamos corrigindo a prova do Diogo com o gabarito que do Blog do Enem e depois vamos recuperar as energias. Os dois precisam descansar e encarar a maratona de amanhã. Estamos pensando em um filminho com bastante pipoca. E vocês, o que vão fazer para relaxar depois do Enem 2013? Amanhã contamos como foi nosso segundo dia de prova!

enem 2013

Relaxando para aguentar o segundo dia do Enem 2013

Curso  Enem Gratuito por um mês- Clique AQUI.

Confira o Simulado Enem  – Clique AQUI.
Confira Como se preparar para o Enem – Clique AQUI.

Agora que você já sabe tudo sobre o Enem 2013, que tal conhecer nossa rede de blogs?

Blog do Fies | Blog do Prouni | Blog do Sisu

Gostou do post? Use os botões abaixo e ao lado para espalhar por suas redes sociais.

Facebook: /RedeEnem (Clique AQUI para saber como receber TUDO sobre o Enem 2013)
Twitter: @RedeEnem | Canal no Youtube: Rede Enem | Google+ : Rede Enem