Doenças causadas por Bactérias – Biologia Enem e Vestibular

As bactérias estão por todos os lados e podem nos causar doenças sérias! Revise aqui as principais doenças bacterianas para se dar bem no Enem e nos Vestibulares!

As bactérias patogênicas (aquelas que os causam doenças) assolam e apavoram a humanidade desde que se há registros. Na idade média, a peste bubônica ou peste negra matou centenas de milhares na Europa. Confira abaixo.

A cólera que também dizimou milhares no início do século passado continua assombrando países com baixas condições de saneamento e extrema pobreza, como o Haiti. As bactérias que parasitam os seres humanos podem estar em qualquer lugar e encontram as mais variadas maneiras de se espalharem e serem transmitidas: pelo ar em gotinhas de saliva, por contato com água e alimento contaminados, via sexual, entre outros.

Além de serem perigosas para a saúde humana, podem também ser perigosas no Enem e nos vestibulares! Então, vamos revisar?

Dica 1: Antes de estudar as doenças causadas por bactérias, que tal dar uma revisadinha nas características básicas do Reino Monera? Então, veja este super post, com vídeo-aula da Khan Academy e dicas da professora Juliana Santos: https://blogdoenem.com.br/biologia-reino-monera-bacterias/

Agora, para ficar ligado (a) nas principais doenças causadas por bactérias que podem aparecer no Enem e nos vestibulares, veja o resumo que preparamos para você:

bacilo de koch
Bacilo de Koch

Tuberculose: A tuberculose é uma doença causada pela bactéria chamada de bacilo de Koch (Mycobacterium tuberculosis).

Em geral, esta bactéria ataca os pulmões, causando tosse persistente (por meses e até anos, quando não tratada), perda de peso, cansaço, febre e em casos mais graves, tosse com eliminação de sangue.

Hoje a tuberculose é uma doença perfeitamente tratável com antibióticos que são administrados durante um longo período. A principal prevenção é a vacina BCG administrada no primeiro dia de vida (aquela que deixa uma marquinha em seu braço).

Difteria: A difteria, também conhecida como crupe, é causada pela bactéria chamada de bacilo diftérico. É uma doença que acomete principalmente crianças. Os bacilos diftéricos colonizam principalmente a garganta e formam uma membrana branca que causa dor, febre, dificuldade para falar e engolir. A prevenção é feita por vacinação (vacina tríplice contra difteria, tétano e coqueluche).

bacilo de hansen
Bacilo de Hansen

Hanseníase: A hanseníase, mais comumente conhecida como lepra, é uma doença causada por uma bactéria conhecida como bacilo de Hansen (Mycobacterium leprae).

Transmitida através de contato direto, a lepra causa lesões na pele que atingem também o sistema nervoso, fazendo com que a pessoa perca a sensibilidade na região afetada (sensibilidade ao tato, dor, temperatura). Por tal motivo, quando não tratada ou identificada, a pessoa com lepra pode danificar inadvertidamente as partes lesadas e não sentir.

Esses ferimentos podem ser bastante graves, levando à perda de tecido e até membros. A hanseníase é hoje perfeitamente tratável, mas nem sempre foi assim. Antigamente não havia tratamento e as pessoas com essa doença eram internadas em leprosários e ai permaneciam pelo resto de suas vidas. Não há vacinação contra a lepra, a principal prevenção é o tratamento dos doentes para evitar mais contágios.

Dica 2: Que tal estudar também as características básicas dos seres vivos? Então, veja este super post com dicas da professora Juliana Santos: https://blogdoenem.com.br/biologia-caracteristicas-seres-vivos/

Coqueluche: A coqueluche, popularmente conhecida como tosse comprida, é uma doença causada pela bactéria Bordetella pertussis. O principal sintoma é a tosse seca persistente (que pode durar meses). É transmitida através do ar com gotículas de saliva contaminada expelida pelo doente. O tratamento é feito com antibióticos e a prevenção é feita por vacinação.

Pneumonia – Veja a doença e o tratamento:

pneumoniaPneumonia é um nome genérico que se dá às infecções pulmonares. A maioria das pneumonias é causada por bactérias, como o Streptococcus pneumoniae. Esta bactéria causa febre alta, dores no peito e nas costas para respirar e tosse com expectoração.

A Pneumonia é transmitida através do ar com gotículas de saliva contaminada expelida pelo doente. É tratada com antibióticos e pode ser prevenida com vacina administrada nos primeiros anos de vida.

Escarlatina: A escarlatina é uma doença causada pela bactéria Streptococcus pyogenes. Causa dor de garganta, febre, dores musculares, vômitos, erupções na pele e manchas vermelho-escarlates. É facilmente tratável com o antibiótico penicilina.

Disenteria: As disenterias causadas por bactérias com forma de bacilos são as principais causas de morte em crianças nos países em desenvolvimento. Causam fortes diarreias e febre. São transmitidas através de água e alimentos contaminados por conta da falta de saneamento básico.

Meningite meningocócica: Meningite é um nome comum para inflamação das meninges (membranas que envolvem e protegem o sistema nervoso central). A meningite mais perigosa é a causada pela bactéria conhecida como meningococo. Inicialmente a bactéria causará febre alta, vômitos e rigidez dos músculos da nuca (talvez você lembre de alguma ocasião em que o seu pediatra ao te examinar empurrou sua cabeça para que você encostasse o queixo no peito, pois, alguém com meningite não consegue fazer isso).

Caso não seja tratada, a meningite pode atingir os órgãos do sistema nervoso, danificando-o e podendo levar á morte. Por tal motivo, uma vez diagnosticado com essa meningite, o paciente é rapidamente hospitalizado.

Doença por Bactéria - TétanoTétano: O tétano é uma doença causada pela bactéria Clostridium tetani. Esta bactéria é anaeróbica obrigatória e vive em microambientes desprovidos de oxigênio, como entre partículas de ferrugem.

Por isso, a contaminação pela Clostridium tetani se dá por ferimentos profundos na pele ou através do cordão umbilical dos recém-nascidos quando o corte é feito por instrumentos não esterilizados.

Os sintomas iniciais do tétano são dor de cabeça e febre. Posteriormente o doente passa a ter contrações musculares involuntárias, rigidez na nuca e na mandíbula. Quando não tratado, o tétano pode atingir também a musculatura involuntária, levando à morte por asfixia. O tratamento é feito através de soro antitetânico em caso de ferimento suspeito (que inviabiliza a toxina produzida pela bactéria) e a prevenção é feita através de vacinação.

Dica 3: Unicelular, pluricelular, eucarionte, procarionte, autótrofo, heterótrofo… Isso é “grego”?  Não! São termos da biologia essenciais para se dar bem no Enem e nos vestibulares! Que tal revisar? Então veja este super post: https://blogdoenem.com.br/biologia-termos/

Aula Gratuita

Para continuar esta sua revisão e aprender mesmo este assunto veja esta ótima vídeo-aula:

E aí, gostou do vídeo? Beleza! Vamos em frente, que ainda tem mais para você.

Leptospirose: A leptospirose é uma doença causada pela bactéria Leptospira interrogans.  É transmitida por água, alimento e objetos contaminados com urina de ratos, gatos, cães e outros animais portadores da bactéria. Os sintomas são febre alta, dores musculares e nas articulações e calafrios. Caso não diagnosticada e tratada rapidamente, pode gerar complicações renais e hepáticas levando o doente à morte. Pode ser tratada nos hospitais com a utilização de antibióticos. É uma doença muito comum durante enchentes e inundações, quando as pessoas entram em contato direto com a água contaminada trazida pelas enxurradas.

Cólera: A cólera é uma doença causada pela bactéria conhecida como vibrião colérico (Vibrio cholerae). É transmitida por água e alimentos contaminados, crus ou malcozidos. O vibrião se instala no intestino delgado humano, causando diarreia característica (fezes esbranquiçadas e muito líquidas). Além disso, o doente sente fortes dores abdominais, dores pelo corpo e vômitos. Por conta da forte diarreia, a pessoa logo fica desidratada, o que agrava o caso. Por perder muito líquido, o indivíduo contaminado perde também peso rapidamente, ficando com os olhos encovados, a pele seca e enrugada. A prevenção se dá através de cuidados de higiene e saneamento básico.

Tracoma: O tracoma é uma doença causada pela bactéria Chlamydia trachomatis. Essa bactéria causa uma inflamação na conjuntiva e na córnea, gerando bolhas nos olhos e nas pálpebras que pode levar à cegueira.

Gonorreia: A gonorreia, também conhecida por blenorragia, é uma doença causada pela bactéria conhecida como gonococo (Neisseria gonorrhoeae). Transmitida por contato sexual, a bactéria causa dor, ardência e produção de pus ao urinar, tanto em homens quanto em mulheres. A prevenção se dá com o uso de camisinha.

Sífilis: A sífilis é uma doença sexualmente transmissível causada pela bactéria Treponema pallidum. Como dito, ela é transmitida por contato sexual, mas pode também ser transmitida de mãe para filho durante a gestação (a bactéria consegue atravessar a placenta). Inicialmente, a bactéria causa o aparecimento de feridas indolores com as bordas endurecidas próximas aos órgãos sexuais. Essas feridas geralmente somem, mesmo sem tratamento. Apesar disso, a pessoa não está curada e, caso não seja tratada, a doença pode comprometer outros órgãos, inclusive o sistema nervoso, causando paralisia e morte. A transmissão, assim como em outras DSTs, é feita com a utilização de camisinha durante qualquer tipo de relação sexual.

Febre maculosa: A febre maculosa é uma doença causada pela bactéria Rickettsia rickettsii. A bactéria é transmitida através da picada de carrapatos (geralmente o carrapato conhecido como carrapato-estrela). Provoca dores de cabeça, febre alta e máculas (ou manchas) pelo corpo. A doença precisa ser rapidamente diagnosticada e tratada pois pode evoluir para casos muito graves e óbito.

Febre tifoide: A febre tifoide é uma doença causada pela bactéria Salmonella typhi. A bactéria é transmitida por água e alimentos contaminados. Causa febre alta, úlceras no intestino, dores abdominais e diarreia.

Botulismo. O botulismo é uma doença causada pela bactéria Clostridium botulinum.  É transmitida por alimentos contaminados. A bactéria produz uma toxina que atinge o sistema nervoso e provoca tremores, vômitos e fraqueza muscular que aumenta progressivamente. A fraqueza nos músculos pode levar à sua paralisia e consequentemente à parada respiratória e a óbito. Para evitar isso, é necessário o tratamento hospitalar. Por tais motivos, é muito importante evitar consumir alimentos com cheiro estranho e expostos durante muito tempo. A bactéria consegue sobreviver também dentro de embalagens de alimentos enlatados, portanto não se deve consumir alimentos em que a embalagem esteja em mau estado de conservação ou estufadas.

Agora que você já revisou as principais doenças causadas por bactérias, que tal testar seus conhecimentos?

1)    (Enem) “Casos de leptospirose crescem na região. M.P.S. tem 12 anos e está desde janeiro em tratamento de leptospirose. Ela perdeu a tranquilidade e encontrou nos ratos (…) os vilões de sua infância. ‘Se eu não os matar, eles me matam’, diz. Seu medo reflete um dos maiores problemas do bairro: a falta de saneamento básico e o acúmulo de lixo.” ( O Estado de S.Paulo, 31/7/1997)

“Oito suspeitos de leptospirose. A cidade ficou sob as águas na madrugada de anteontem e, além dos 120 desabrigados, as inundações estão fazendo outro tipo de vítimas: já há oito suspeitas de casos de leptospirose (…) transmitida pela urina de ratos contaminados” (Folha de S. Paulo em 12/2/1999).

As notícias dos jornais sobre os casos de leptospirose estão associadas aos fatos:

I-             Quando ocorre uma enchente, as águas se espalham, além do lixo acumulado, todos os dejetos de animais que ali vivem.

II-            O cúmulo de lixo cria ambiente propício para a proliferação de ratos.

III-           O lixo acumulado nos terrenos baldios e nas margens dos rios entope os bueiros e compromete o escoamento das águas em dias de chuvas.

IV-          As pessoas que vivem na região assolada pela enchente, entrando em contato com a água contaminada, têm grande chance de contrair leptospirose.

A sequencia de fatos que relaciona corretamente a leptospirose, o lixo, as enchentes e os roedores é:

a)    I, II, III e IV.

b)    I, III, IV e II.

c)    IV, III,II e I.

d)    II, IV, I e III.

e)    II, III, I e IV.

Resposta: E.

2)    (Enem) Entre 1975 e 1999, apenas 15 novos produtos foram desenvolvidos para o tratamento de tuberculose e de doenças tropicais, as chamadas doenças negligenciadas. No mesmo período,179 novas drogas surgiram para atender portadores de doenças cardiovasculares. Desde 2003, um grande programa articula esforços em pesquisas e desenvolvimento tecnológico de instituições científicas, governamentais e privadas de vários países para reverter esse quadro de modo duradouro e profissional. Sobre as doenças negligenciadas e o programa internacional, considere as seguintes alternativas:

I-             As doenças negligenciadas, típicas das regiões subdesenvolvidas do planeta, são geralmente associadas à subnutrição e à falta de saneamento.

II-            As pesquisas sobre doenças negligenciadas não interessam à indústria farmacêutica porque atingem pises em desenvolvimento, sendo economicamente pouco atrativas.

III-           O programa de combate às doenças negligenciadas endêmicas não interessa ao Brasil porque atende a uma parcela muito pequena da produção.

Está correto apenas o que se afirma em:

a)    I.

b)    II.

c)    III.

d)    I e II.

e)    II e III.

Resposta: D.

3)    (FATEC-2006) Quando se compra um alimento enlatado, alguns cuidados devem ser tomados, tais como observar a data de fabricação, o prazo de vencimento do produto e o aspecto da lata, que não deve se apresentar estufada. Se a tampa, por exemplo, estiver estufada, pode ter-se desenvolvido, entre outras bactérias, a causadora do botulismo, doença frequentemente fatal.

Afirma-se sobre essa doença e seu agente etiológico:

I. O botulismo é uma forma de intoxicação alimentar, causada por uma toxina produzida pela bactéria Clostridium botulinum, presente no solo e em alimentos contaminados e mal conservados.

II. Essa intoxicação se caracteriza por um comprometimento severo do sistema nervoso, pois

interfere nas sinapses (comunicações) entre as células nervosas.

III. No botulismo, o sistema nervoso deixa de “avisar” a necessidade de contração muscular, o que provoca a paralisia dos músculos e, se não tratado a tempo, mata.

Deve-se concluir que

a) as três afirmações estão corretas.

b) somente as afirmações I e III estão corretas.

c) somente as afirmações I e II estão corretas.

d) somente as afirmações II e III estão corretas.

e) somente a afirmação III está correta.

Resposta: A

Dica 4: Precisa revisar mais conteúdos de biologia? Veja os vídeos de Biologia da Khan Academy já traduzidos para o Português pela equipe da Fundação Lemann no http://www.fundacaolemann.org.br/khanportugues/#videos
Dica 5: Quer treinar seus conhecimentos em Biologia? Baixe esta apostila de biologia gratuitamente! https://blogdoenem.com.br/biologia-enem-apostila-gratuita/
Juliana Biologia Enem
Os textos e exemplos acima foram preparados pela professora Juliana Santos para o Blog do Enem. Juliana é formada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Santa Catarina. Dá aulas de Ciências e Biologia em escolas da Grande Florianópolis desde 2007. Facebook: https://www.facebook.com/juliana.evelyndossantos.