Biologia Enem – Reino Animal: veja Resumo sobre os Poríferos.

Você sabe quem são os animais pertencentes ao filo dos Poríferos? Os Poríferos são os únicos animais que não possuem tecidos definidos, não possuem sistema nervoso (ou qualquer outro sistema) e musculatura. Veja aula gratuita completa e arrase nas questões de Biologia do Enem e dos Vestibulares!

Os poríferos são os animais mais simples do Reino Animalia. Popularmente conhecidos como esponjas, os animais do Filo dos Poríferos são todos aquáticos, predominantemente marinhos. 

Na fase adulta os Porífetos são todos animais bentônicos sésseis, fixos ao substrato geralmente formando colônias. Existem mais de 15000 espécies de esponjas, que podem viver em águas rasas ou a até 8000 metros de profundidade. Então, que tal saber um pouco mais sobre o Filo dos Poríferos?

Características gerais dos Poríferos

 Os poríferos são animais cujo corpo é formado por células não organizadas em tecidos. A superfície de seus corpos é coberta de poros, “buraquinhos”, por onde a água flui neste animal. São todos animais aquáticos, vivendo principalmente em ambiente marinho.

São seres que não possuem simetria. São também acelomados e não possuem folhetos embrionários, pois não formam gástrula (seu desenvolvimento embrionário termina na fase de blástula).

Dica 2: Antes de continuar estudando as principais características do Filo dos Poríferos, que tal revisar as características básicas dos seres vivos? Veja este post, com dicas da professora Juliana Evelyn dos Santos: https://blogdoenem.com.br/biologia-caracteristicas-seres-vivos/

Anatomia dos Porífetos

As esponjas são animais que não possuem órgãos, sistemas ou tecidos. Seus corpos são formados por aglomerados de células de diferentes tipos (que não se agrupam ou se regionalizam para formar tecidos) e que desempenham diferentes funções.

Geralmente as esponjas possuem formato de vaso, onde a parede é formada de células e diversos buraquinhos entre elas – os poros, o espaço interno é chamado de átrio e a abertura principal no topo do animal é chamado de ósculo. Por fora, o corpo das esponjas é revestido por células pavimentosas chamadas de pinacócitos.

Já a cavidade interna da esponja, o átrio, é revestido por células flageladas, chamadas de coanócitos, que filtram a água e capturam o alimento. Formando as paredes do corpo da esponja há outros tipos de células: os amebócitos, que podem realizar movimentos e que digerem e distribuem alimento para outras células; e os porócitos, que são células que formam os micro poros das paredes da esponja.

Há também na parede das esponjas estruturas que ajudam na sustentação do animal: as espículas. Estas são estruturas com formatos que variam de espécie para espécie e que podem ser formadas de diferentes substâncias, como a sílica e o calcário.

Além das espículas, há uma rede de proteínas que ajuda a sustentar a esponja: a esponjina. Este material é macio e flexível, o que levou algumas espécies a serem coletadas para a utilização como esponjas de louça.

Poríferos

Dica do Blog: Que tal revisar também os conceitos e regras de taxonomia e nomenclatura científica? Então veja este super post com vídeo-aula da Khan Academy e dicas da professora Juliana Santos: https://blogdoenem.com.br/biologia-taxonomia-nomenclatura/

A Nutrição dos Poríferos:

Os poríferos são animais filtradores. Para se alimentarem eles geram um fluxo de água em seu interior (renovada constantemente) e capturam partículas orgânicas através de células chamadas de coanócitos. Todas as substâncias são digeridas dentro das células, por isso, dizemos que os poríferos possuem digestão intracelular.

Para que ocorra este fluxo de água dentro das esponjas, os coanócitos batem seus flagelos, o que faz com que a água entre pelos poros e saia pelo ósculo constantemente. Depois de digerido, o alimento passa por difusão para as demais células da esponja.

Como nenhuma célula está longe demais da água, a difusão é suficiente para o transporte de substâncias entre as células, mesmo nas esponjas maiores.

Poríferos

No vídeo a seguir, você pode ver a maneira como a água circula dentro das esponjas. Está em francês, mas as imagens já são suficientes para que você entenda o fluxo de água dentro do animal. Veja que legal:

Dica do Blog: Unicelular, pluricelular, eucarionte, procarionte, autótrofo, heterótrofo… Isso é “grego”?  Não! São termos da biologia essenciais para se dar bem no Enem e nos vestibulares! Que tal revisar? Então veja este super post: https://blogdoenem.com.br/biologia-termos/

A Reprodução dos Poríferos

 As esponjas podem realizar tanto reprodução sexuada quanto assexuada. A reprodução assexuada pode ser por brotamento, fragmentação ou gemulação. No brotamento, o animal forma um pequeno broto que cresce e pode ou não se desgrudar do indivíduo mãe, formando colônias.

Já a fragmentação ocorre quando por algum motivo um pedaço da esponja é eventualmente separado de seu corpo, este pode dar origem a um novo individuo devido ao seu alto poder de regeneração. A gemulação é comum nas espécies de água doce.

Neste caso, as esponjas formam gêmulas, que são estruturas de resistência para superar adversidades ambientais (como o período de seca de um rio). Dentro das gêmulas há células indiferenciadas que irão formar novos indivíduos quando as condições ambientais voltarem a ser adequadas.

Na reprodução sexuada, os coanócitos produzem espermatozoides que vão até outras esponjas e são capturados por outros coanócitos. Estes levam os espermatozoides até os óvulos (também produzidos pelos coanócitos) para que a fecundação ocorra. A partir da fecundação é formada uma célula-ovo que se desenvolverá em uma larva ciliada natante (anfiblástula).

Esta larva tem um breve tempo de vida planctônica e depois se fixa ao substrato para dar origem a um novo porífero. Sendo assim, a fecundação das esponjas é considerada interna.

Poríferos

Dica 1: Antes de concluir o estudo do Filo dos Poríferos, que tal relembrar as principais características do Reino dos Animais? No post a seguir você pode relembrar conceitos como celomado, acelomado, protostômios, deuterostômios, triblásticos e diblásticos. Tem aula do professor Rubens Oda e dicas da professora Juliana Santos: https://blogdoenem.com.br/biologia-reino-animais/

Para finalizar sua revisão, veja esta divertida e didática vídeo-aula do professor Paulo Jubilut, do canal Biologia Total:

E aí, curtiu o vídeo? Legal, não é? Agora, para tirar todas as suas dúvidas sobre o filo dos Poríferos, fique ligado no super resumo que preparamos para você:

Agora que você já tirou suas dúvidas sobre o Filo dos Poríferos, que tal testar seus conhecimentos?

1) (UEL) Invertebrados sésseis, sem órgãos e sem tecidos, com digestão exclusivamente intracelular, são classificados como

a) esponjas.

b) anêmonas-do-mar.

c) lírios-do-mar.

d) cracas.

e) mexilhões.

Resposta: A.

2) (UFSC) O filo porífera é representado pelas esponjas. Na figura, as letras A, B e C referem-se aos aspectos reprodutivos destes animais.

Poríferos

01. A representa um tipo de reprodução assexuada.

02. B representa um tipo de reprodução sexuada.

04. C representa, pela presença de células sexuais, a reprodução sexuada.

08. A é denominado brotamento.

16. Para a formação do ovo, em C, deve ocorrer a fecundação.

32. Em A e B, os organismos produzidos por estes mecanismos possuem diferenças genéticas em relação ao indivíduo que lhe deu origem.

64. O fenômeno apresentado, em C, possibilita o aumento da variabilidade entre as esponjas.

Resposta: 01+04+08+16+64= 93.

3) (UFPEL) As esponjas constituem o filo Porífera do reino Animal, sendo indivíduos de organização corporal simples, considerados um ramo primitivo na evolução dos metazoários. Os poríferos são usados pelos pintores para obter certos efeitos especiais na técnica de aquarela; antigamente, eram usados também como esponjas de banho. Quanto às esponjas, é correto afirmar que

a) não possuem tecidos verdadeiros e apresentam apenas espículas silicosas.

b) possuem tecidos verdadeiros e podem apresentar espículas calcárias ou silicosas.

c) não possuem tecidos verdadeiros e podem apresentar espículas calcárias ou silicosas.

d) não possuem tecidos verdadeiros e apresentam apenas espículas calcárias.

e) possuem tecidos verdadeiros e apresentam apenas espículas silicosas.

Resposta: C.

Dica 5: Precisa revisar mais conteúdos de biologia? Veja os vídeos de Biologia da Khan Academy já traduzidos para o Português pela equipe da Fundação Lemann no http://www.fundacaolemann.org.br/khanportugues/#videos
Dica 6: Quer treinar seus conhecimentos em Biologia? Baixe esta apostila de biologia gratuitamente! https://blogdoenem.com.br/biologia-enem-apostila-gratuita/
Juliana Biologia Enem
Os textos e exemplos acima foram preparados pela professora Juliana Santos para o Blog do Enem. Juliana é formada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Santa Catarina. Dá aulas de Ciências e Biologia em escolas da Grande Florianópolis desde 2007. Facebook: https://www.facebook.com/juliana.evelyndossantos.