Computação Científica: curso de graduação e mercado de trabalho

Escolher a carreira não é missão fácil. Por isso, antes de definir qual profissão seguir, pesquise e descubra como é o mercado de trabalho e quais são as principais disciplinas durante a faculdade. Hoje você vai conhecer tudo sobre o curso de graduação em Computação Científica!

Não se trata de Ciência da Computação, vamos logo esclarecer para não restarem dúvidas. O assunto que se estuda no curso de graduação em Computação Científica é o da construção de modelos matemáticos por meio de computadores, utilizados para a resolução de problemas científicos e de engenharia.

A área da Computação Científica realiza, assim, a simulação computacional para os problemas de diversas disciplinas científicas. Então, se você gosta de Matemática e de Informática, o curso de Computação Científica pode ser o melhor para você!

Quem é o profissional da Computação Científica?

O profissional da Computação Científica é formado em Matemática, por isso ele lida com problemas numéricos que oferecem soluções computacionais para diversos campos. Ele atua junto a engenheiros e físicos, por exemplo, aplicando técnicas matemáticas, estatísticas e também computacionais ao atendimento das demandas. Ele é um matemático e um programador de computadores, simultaneamente.

recomendações MEC - Guia de Profissões

O curso de graduação

A graduação em Computação Científica possui duas fortes bases: a Matemática e a Computação. Geralmente a formação em Computação Científica é uma habilitação dentro do bacharelado em Matemática, sendo um curso da área de Ciências Exatas.

Ao longo do curso o aluno aprende modelagem, análise estatística, simulação, otimização de problemas aplicados e mecânica dos fluidos computacionais.

O conhecimento oferecido aos estudantes é multidisciplinar, para que o futuro profissional dê conta de solucionar os problemas matemáticos e computacionais com os quais terá de lidar durante a carreira. O curso de graduação em Computação Científica tem a duração média de três anos e meio.

Já escolheu a sua profissão? Veja aqui as 10 melhores e as 10 piores profissões para conseguir emprego e ter um bom salário.

O mercado de trabalho 

O profissional de computação científica pode trabalhar em diversos segmentos. O recém-formado pode ingressar tanto em empresas públicas, quanto privadas, para ser o responsável pelo processamento numérico de dados.

Entre as principais tarefas a serem realizadas pelo profissional da área estão: análises estatísticas, resolução matemática e numérica de modelos, modelagem matemática, otimização de processos e simulação de sistemas. Os principais contratantes na área são os centros de pesquisas, as empresas e as indústrias.

Segundo o portal Catho, a média salarial para a área é a média dos formados em Matemática, independentemente da habilitação, é de R$3.492,50.

Tirar uma nota boa no Enem faz toda a diferença. Pode abrir as portas da universidade e do mundo. Estude com as apostilas e aulas gratuitas que o Blog do Enem selecionou para você.
A Universidade do Estado de São Paulo, a USP produziu um vídeo sobre o curso de Computação Científica, veja!

O perfil do profissional após a formação

Após formado o profissional da Computação Científica terá desenvolvido conhecimentos substanciais em Matemática e em Computação, tornando-se apto à solução de problemas nos dois campos.

Além disso, o foco do curso e as disciplinas vão desenvolver no egresso, habilidades necessárias ao exercício da profissão, tais como: concentração, dedicação, paciência, persistência, raciocínio lógico e abstrato, poder de análise e síntese, uso do rigor lógico-científico e a proposição de soluções computacionais.

Veja as notas de corte em todas as universidades de São Paulo que adotaram a nota do Enem para selecionar os estudantes, acabando com o vestibular: https://blogdoenem.com.br/notas-corte-universidades/

Post escrito por Ruleandson do Carmo. Jornalista, doutor em Ciência da Informação e redator freelancer.