Evidências Confirmam a Evolução das Espécies. É Biologia no Enem

Charles Darwin ganhou a guerra sobre A Origem das Espécies. Revise sobre Órgãos homólogos e análogos, Fósseis, Órgãos vestigiais e as Evidências Moleculares (DNA e RNA) que confirmam a Evolução das Espécies.

Charles Darwin tinha razão. O DNA dos humanos tem 98,7% de compartilhamento com os macacos Chipanzés. Viemos todos da mesma fonte. As Evidências Confirmam a Evolução das Espécies. Embora seja um fato muito polêmico dentro do ensino de Biologia, existem pessoas que ainda que vão contra esse pensamento.

Grande parte da população tem a crença no Fixismo, ideia antievolutiva, em função da fé no Criacionismo. Por outro lado, o processo evolutivo é corroborado por vários fatores, levando à confirmação de sua existência. Alguns fatos que confirmam a evolução  das espécies são: órgãos homólogos e órgãos análogos, fósseis, embriologia comparada, órgão vestigiais, evidências moleculares.

Órgãos homólogos X Órgãos análogos

  • Órgãos homólogos são estruturas de espécies diferentes que possuem a mesma origem embrionária, mas com funções que podem ser diferentes. Isso mostra que um ancestral comum, situado em ambientes diferentes adapta-se através de mudanças em suas estruturas.
  • Exemplo: braço do Homem, nadadeira anterior de golfinho e asa de morcego; todos apresentam estrutura interna igual em função da origem embrionária ser a mesma, mas suas funções são diferentes.
  • Veja na ilustração para entender melhor como as evidências confirmam a evolução das espécies:evidências confirmam a evolução das espécies

Evidências confirmam a Evolução das Espécies

  • O processo evolutivo que ocorre para a formação de órgãos homólogos chama-se divergência evolutiva, onde, o braço foi uma adaptação para a manipulação de objetos.
  • A asa do morcego adaptou-se para o voo, e a nadadeira anterior do golfinho adaptou-se para a natação. Portanto, a evolução do ancestral comum divergiu para cada uma das necessidades desses organismos. Isso indica que as espécies estão ligadas. São, portanto, evidências que confirmam a evolução das espécies.

 

As Teorias sobre a Evolução das Espécies

Confira agora com a professora Juliana Evelyn Santos, do canal do Curso Enem Gratuito, uma síntese sobre as principai teorias evolutivas. Veja as diferenças entre Charles Darwin e Jean-Baptiste Lamarck.

As dicas da Juliana:

  1. Evolução das espécies é “figurinha carimbada” nas questões de Biologia de qualquer vestibular e do Enem.
  2. Explorar as principais diferenças entre as teorias evolucionistas de Charles Darwin (darwinismo) e de Jean Baptiste Lamarck (lamarckismo) é a maneira predileta de esses exames testarem os seus conhecimentos. Você lembra?
  3. Enquanto Lamarck acreditava que a evolução acontecia de acordo com a lei dos caracteres adquiridos, Darwin mostrou que o processo evolutivo e a diversificação da vida aconteciam através da seleção natural, em seu livro “A Origem da Vida”.

Acompanhe na aula acima o resumo geral, e aprofunde o estudo sobre  as teorias que confirmam a evolução das espécies nesta aula completa sobre a Seleção Natural das Espécies e Darwinismo nesta aula de Biologia Enem 

 

Veja os Órgãos Análogos

  • Órgãos análogospossuem origem embrionária diferentes, porém suas funções são semelhantes. Essas estruturas não estabelecem parentescos evolutivos.
  • Exemplo: asa de ave, asa de morcego e asa de insetos são estruturas totalmente adaptadas para o voo, porém suas origens são diferentes, incluindo suas estruturas internas.
  • O processo evolutivo que gera essas estruturas chama-se convergência evolutiva, em que as espécies evoluem sobre a mesma condição ecológica. As nadadeiras anteriores de peixes e de golfinhos também exemplificam esse processo, e confirmam a evolução das espécies.

 

Os Fósseis

• São estruturas preservadas em tempos remotos na Terra. Essas estruturas podem ser organismos inteiros, como mosquito preservado em âmbar e mamute congelado; partes de organismos, como esqueletos de dinossauros e folhas de árvores; ou marcas deixadas por organismos, como pegadas, objetos, cascalhos.

Insetos em ämbar são evidências que confirmam a evolução das espécies
Veja na imagem acima um inseto preservado em âmbar. São  aspectos que confirmam a Evolução das Espécies.
É possível observar todas as características do animal, desde a delicadeza das asas, a estrutura principal, e as patas.
aula_08_img03.jpg

• Os fósseis são encontrados em camadas da superfície terrestre, em que cada camada representa uma época distinta.

Quanto mais superficial a camada, mais recente. Há também fósseis preservados em camadas de gelo.aula_08_img01.jpg

• Os fósseis nos permitem conhecer organismos que viveram em épocas remotas na Terra e em condições ambientais diferentes das atuais.

 

Embriologia comparada

aula_08_img04.jpg

• Na comparação entre embriões, principalmente de vertebrados, não se nota diferença. Apenas com seu desenvolvimento começam a aparecer estruturas que marcam cada grupo.

• Quanto maior a distância evolutiva entre espécies, menor é o período embrionário comum entre elas.

 

Órgãos vestigiais confirmam a evolução das espécies

• São estruturas que aparecem reduzidas e geralmente sem função em algumas espécies, já em outras são desenvolvidas e funcionais.

• Exemplo: apêndice vermiforme é a porção inicial do intestino grosso que se apresenta reduzida e sem função na espécie humana. Já em coelhos e bovinos, o apêndice encontra-se mais desenvolvido e funcional, sendo responsável por armazenar alimentos que terão a celulose digerida.veja aspectos que confirmam a evolução das espécies

DNA & RNA – As Evidências moleculares

• Sabemos que todos os seres vivos apresentam DNA, que são transcritos em RNA, e traduzidos em proteínas. Então DNA, RNA e proteína são compostos com presença obrigatória nas células.

• Comparando esses compostos entre espécies podemos estabelecer parentescos evolutivos. Quanto maior for a semelhança entre o genoma (DNA) de duas espécies, maior será seu parentesco.

• É possível comparar genes presentes em muitos animais, chamados genes conservados, para estabelecer parentescos evolutivos. Quanto maior a semelhança entre os genes, maior a proximidade evolutiva, à medida que esses genes sofrem mudanças, a distância evolutiva entre esses organismos aumenta.

 

Aula Gratuita sobre DNA & RNA

Confira agora as dicas da professora Juliana para você gabaritar nas questões de Genética no Enem.

As dicas da Juliana:

  1. As questões de biologia no Enem são relativamente previsíveis. Há temas que se repetem ao longo dos anos, como por exemplo, questões envolvendo citogenética.
  2. E, para entender esse ramo da biologia é essencial que você compreenda todos os processos envolvendo o DNA e RNA: estruturas, duplicação, transcrição e tradução.
  3. O ácido desoxirribonucleico – ou simplesmente DNA, é considerada a molécula da vida. Isso porque todas as células que conhecemos possuem DNA. Nesta molécula estão codificadas as características hereditárias de cada espécie e de cada indivíduo na forma de “receitas” de proteínas.
  4. O RNA, ou ácido ribonucleico, é outra molécula imprescindível para o bom funcionamento das células. Ele ajuda o DNA a comandar e organizar o metabolismo celular.
  5. A molécula de RNA possui muitas semelhanças em relação à molécula de DNA, como ser formada por nucleotídeos.
  6. Porém, as moléculas de RNA possuem algumas diferenças básicas.

 

Desafios sobre os aspectos que confirmam a evolução das espécies

Questão 1 – (UFU-MG) Leia o trecho a seguir.

“No processo evolutivo, muitos animais foram extintos depois de se diferenciarem de seus parentes mais próximos. Boa parte deles virou fóssil e, quando descobertos, ajudaram a remontar o passado das espécies […].

”ISTOÉ, Ed. 1934, 24 de janeiro de 2007.

Acerca da evolução dos organismos, considere as afirmativas abaixo.

I – Para avaliar as relações evolutivas entre as espécies são consideradas as semelhanças anatômicas, fisiológicas e moleculares, bem como os fósseis.

II – Os fósseis humanos encontrados até o momento fortaleceram as primeiras hipóteses da origem humana, já que é possível se estabelecer quaisquer graus de variações entre as espécies fósseis e a espécie atual.

III – O grande avanço na passagem evolutiva de australopiteco para Homo sapiens é o desenvolvimento do sistema nervoso e, consequentemente, da inteligência, evidenciado pelo aumento do volume craniano.

Assinale a alternativa que apresenta, apenas, afirmativas corretas.

a) I, II, III

b) I e III

c) II e II

d) I e II

Questão 2 – Sobre aspectos da Evolução das Espécies

(UFRS) Embriões de vertebrados tendem a ser mais similares entre si do que os adultos correspondentes.

Sobre esse fato, são feitas as seguintes afirmações.

I – As analogias observadas indicam uma origem comum.

II – O estudo da embriologia comparada contribui para a compreensão da evolução biológica.

III – Durante o desenvolvimento embrionário, os organismos passam por fases que repetem estágios adultos de seus ancestrais.

Quais estão corretas?

a) Apenas I.

b) Apenas II.

c) Apenas III.

d) Apenas I e III.

e) I, II e III.

Questão 3

(PUC- SP) Analise as frases abaixo, relacionadas com evidências do processo evolutivo:

I. As asas de um morcego, as nadadeiras anteriores de uma baleia e as patas dianteiras de um cavalo são estruturas homólogas, pois têm diferente origem embrionária.

II. As asas de uma andorinha e as asas de uma libélula são estruturas análogas, pois têm a mesma origem embrionária.

Pode-se considerar que

a) as frases I e II são incorretas.

b) apenas a frase I é incorreta, pois as estruturas em questão são análogas.

c) apenas a frase II é incorreta, pois as estruturas em questão são homólogas.

d) apenas a frase I é incorreta, pois as estruturas homólogas têm a mesma origem embrionária.

e) as frases I e II são corretas.

Questão 4

A baleia assemelha-se mais aos peixes do que aos demais mamíferos, em virtude de:

a) analogia de órgãos.

b) homologia de órgãos.

c) convergência adaptativa.

d) divergência adaptativa.

Questão 5 – Evolução das Esp[ecies

(Unesp) Um peixe (tubarão), um réptil fóssil (ictiossauro) e um mamífero (golfinho) possuem todos a forma do corpo alongada, com nadadeiras dorsais, ventrais e caudais. Essas características, analisadas em conjunto, podem ser interpretadas como um exemplo de:

a) irradiação adaptativa.

b) isolamento reprodutivo.

c) convergência adaptativa.

d) homologia.

e) hibridização.

Quem ensina, aprende mais!

  1. Você consegue resolver estes exercícios sobre aspectos que confirmam a Evolução das Espécies?
  2. Então resolva e coloque um comentário no post, logo abaixo, explicando o seu raciocínio e apontando a alternativa correta para cada questão.
  3. Quem compartilha a resolução de um exercício ganha em dobro: ensina e aprende ao mesmo tempo.
  4. Ensinar é uma das melhores formas de aprender!