Fies – Veja como fazer sua inscrição em financiamento estudantil

Confira um passo a passo descomplicado do que você precisa fazer para tentar um Financiamento pelo FIES. São 310 mil vagas agora em 2018. Cem mil com Juro Zero. Vale a pena tentar.

Se você pretende um financiamento público para pagar a faculdade, veja aqui um Passo a Passo de como fazer a inscrição no Fies. São indicações bem simples e fáceis de compreender para orientar os estudantes calouros sobre como solicitar o Financiamento Estudantil pelo Fies.

Notas de Corte do Fies – Todos os procedimentos iniciais são realizados online, direto no portal do Fies. As regras já foram anunciadas pelo Ministério da Educação, e o sistema está no ar. Uma boa dica é você consultar as Notas de Corte do Fies. Veja na imagem as maiores e as menores Notas de Corte do Fies e calcule suas chances. As notas de corte do FIESAs novas regras do FIES exigem mínimo de 450 pontos de média nas provas objetivas e  não pode ter zerado na redação do Enem. O limite de renda familiar mensal per capita para os candidatos ao Fies é de  três salários mínimos, e só tem financiamento disponível para cursos que formam professores,  cursos de engenharia, e cursos da área da saúde que tenham avaliação nos Conceitos 4 e 5 junto ao MEC (notas muito altas, pois a escala vai de 1 a 5).

E a prioridade do Fies é para vagas nas Microrregiões com baixos Índices de Desenvolvimento Humano. Outro fator novo nas regras  é que o MEC passou a levar em conta para definir as regiões contempladas a quantidade de candidatos no Enem nos anos anteriores: Mais candidatos, mais vagas. Uma pode ser a sua. Têm cursos com notas de corte muito altas. Medicina, por exemplo, chegou a 831 pontos na máxima no começo de 2017. A nota mais baixa foi 720. Veja na imagem todas as notas de corte do Fies para Medicina: Notas de Corte do Fies para Medicina

Milhares de vagas no FIES – Só para você ter uma ideia da quantidade de oportunidades de vagas com financiamento pelo FIES, só no primeiro semestre de 2016 foram 148 mil contratos realizados. No FIES 2018 são mais de 300 mil vagas! Além disso, há muitas vagas ociosas e sempre abrem listas de espera e processos de matrícula simplificada para vagas remanescentes. Veja neste post as regras para disputar uma vaga no FIES, e o Passo a Passo da inscrição.

Renda Familiar Per Capita – O principal requisito para concorrer ao FIES 1, com juro zero, é ter renda familiar mensal per capita de até 3 salários mínimos. No Fies 2 e no Fies 3 a renda mensal per capita não pode passar de 5 salários mínimos.

Muita gente fica de fora sem nem tentar saber qual é a renda familiar per capita. A confusão que a maioria das pessoa faz é com a renda total da família. Não é isso! É a renda total dividida pelo número de membros que residem no mesmo espaço e que dependem da renda de todos que ali também moram e trabalham (ou recebem aposentadorias e pensões). Se você fizer bem a conta, cabe quase o Brasil inteiro ali nesta nova regra. Confira aqui como calcular sua Renda Familiar

  • FIES I – 100 mil vagas com juro zero.

Esta modalidade é para atender os alunos comprovadamente em situação de carência socioeconômica, ou seja, aqueles cuja renda familiar per capita seja de até 3 salários mínimos. O financiamento será concedido com juro zero e, após a conclusão do curso, o aluno passa a pagar o equivalente a até 10% do salário nas parcelas do financiamento. O dinheiro para financiar sairá do FNDE (Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação). A garantia em caso de inadimplência seria coberta pelo Governo Federal e pelas instituições de ensino. Já imaginou se você consegue uma vaga dessas no Fies 2018?!

  • FIES II – 150 mil vagas com juros de 3% ao ano.

Esta segunda categoria do FIES 2018 será para candidatos com faixa de renda familiar mensal entre três e cinco salários mínimos mensais per capita, preferencialmente das regiões Norte, Nordeste, e Centro-Oeste.

Os juros cobrados serão de 3% ao ano, mais a correção monetária da inflação. O pagamento do financiamento começaria logo após o curso, com desconto das parcelas no salários dos candidatos que estiverem empregados, no limite de 10% da remuneração. O dinheiro não sai mais do FNDE, mas virá de fundos regionais de desenvolvimento. As garantias, neste caso, terão os riscos compartilhados entre as instituiões de ensino, bancos públicos e bancos privados.

  • FIES III – 60 mil vagas com juros acima de 3% (mas abaixo dos juros do mercado)

Por fim, o FIES 2018 tem uma terceira categoria, com financiamento para candidatos com renda familiar mensal per capita na faixa de três a cinco salários mínimos. Os juros serão maiores que 3%, mas com um teto abaixo dos juros do mercado. Não há limite de Região do país para a obtenção do Fies III. Neste plano as demais regras são idênticas às do FIES II.

Exigências do FIES 2018 – veja os requisitos para participar e calcule suas chances:

  • O candidato precisam ter média mínima de 450 pontos nas provas objetivas do Enem;
  • Não pode ter zerado na redação;
  • Vale a nota do Enem de qualquer edição desde 2010;
  • Cursos avaliados com notas 4 e 5 (muito altas)  nos critérios do MEC têm a prioridade para ofertar vagas pelo FIES;
  • O MEC dá prioridade de vagas para cursos em Microrregiões com baixos Índices de Desenvolvimento Humano (IDH);
  • 60% das vagas serão para cursos das áreas da saúde, das engenharias e licenciaturas;
  • O limite de renda familiar mensal per capita é de 3 salários mínimos para o financiamento sem juros, e de até 5 salários mínimos para o financiamento com juros. Veja aqui como calcular sua Renda Familiar em apenas 5 minutos;
  • Você pode financiar até 100% da mensalidade. Isto depende do ‘grau de comprometimento’ da sua Renda Familiar com a mensalidade do curso. Veja aqui a tabela oficial do MEC para este cálculo;
  • Desde 2017 o MEC estabeleceu o teto máximo de R$ 30 mil a ser financiado por semestre. Ou seja, um curso de Medicina não poderia custar pelo FIES mais do que R$ 5 mil ao mês. Na prática, o MEC sinalizou que não vai concordar com preços abusivos cobrados pelas instituições de ensino.
  • Inscrições do Fies 2018: 19 a 23 de fevereiro
  • Site das inscrições do Fies: http://fiesselecaoaluno.mec.gov.br/usuario-login
  • Site de informações do FIES: http://sisfiesportal.mec.gov.br/

Alerta importante: Não aceite Fies com mensalidades acima da média:

Uma dica que o MEC não deu, e que o Blog do Enem alerta você: Compare o valor das mensalidades da Universidade ou da Faculdade antes de assinar o contrato do Fies. O Fies é uma dívida que você está assumindo, e que vai ter que pagar no futuro. Então, compare os preços do mesmo curso entre as instituições concorrentes, e não aceite preços abusivos. Não é porque você não vai ‘pagar agora’ que deve aceitar preços acima da média. Medicina o MEC não aceita pagar mais de R$ 5 mil por mês.

  Passo a Passo: O que é o Fies?

– O Fies é um programa oficial de financiamento a estudantes de graduação e de pós-graduação. Foi criado pelo Governo Federal ainda nos tempos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, e foi remodelado nos governos de Luís Inácio Lula da Silva, Dilma Roussef, e Michel Temer. O Fies é operado pelo Ministério da Educação e pelo Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação. Bora lá fazer a inscrição. Veja o Passo a Passo.

Passo a passo da inscrição no Fies

1 Inscrição – O acesso ao Sistema Informatizado do Fies é o primeiro Passo. Tudo começa com o seu cadastro (que você faz) para informar os dados básicos: número de cadastro de pessoa física (CPF); data de nascimento; e-mail válido; e gerar uma senha que você vai utilizar todas as vezes em que voltar a utilizar o SisFies. O cadastro você faz aqui no site de inscrições do Fies, de acordo com os calendários divulgados todo semestre.

Para confirmar seus dados de login e senha você vai receber um e-mail de validação, com as instruções necessáris. Simples e direto, sem complicação.

2 Quando você já tiver o seu login e a a sua senha confirmados aí sim você entra ‘oficialmente’ no Sistema Informatizado do Fies – SisFies – para fazer a inscrição informando o curso e a instituição em que você está matriculado, e as informações técnicas sobre o tipo de financiamento que você pretende, a partir das alternativas que o sistema disponibiliza. O endereço geral do SisFies é este:  http://sisfiesportal.mec.gov.br/. Mas, não acesse ainda, siga com o restante do Passo a Passo, para você resolver tudo de uma vez quando entrar lá.  Este passo ‘2’ só funciona depois que você fizer o seu cadastro na etapa preliminar de inscrição, aqui neste site.

3  Validação – OK, após os passos 1 e 2 confirmados no Sistema a sua peregrinação agora começa na instituição de ensino em que você estiver matriculado. Os seus dados socioeconômicos precisam ser validados perante a Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA).

O prazo para fazer isto é de até 10 dias contados a partir do dia seguinte ao que você fez o cadastro geral no SisFies. Esta CPSA tem que dar o OK confirmando (ou não) que os dados informados por você ao SisFies são verdadeiros. Isto é super importante, porque é pela Renda Familiar Mensal Bruta Per Capita e pelo Comprometimento desta Renda com a educação que se define o quanto você pode solicitar de financiamento. Veja aqui como calcular a Renda Familiar Mensal Bruta Per Capita.

4 Contratação – Após a  CPSA validar as informações você tem mais 10 dias contados a partir do 3º dia útil após a validação dos seus dados pela CPSA para cumprir o próximo passo da peregrinação: você deve comparecer perante um Agente Financeiro do Fies.  Um banco, em linguagem direta.  Com o banco você formaliza o contrato. Você pode escolher entre a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil. Estas opções aparecem para você no cadastro do SisFies.

 

5 Dica importante:  Você já sabe se pode mesmo pedir o Fies ? – Há uma exigência muito importante nas regras do Fies sobre a Renda Familiar Mensal Bruta Per Capita e o comprometimento desta  renda com a parcela do curso escolhido. É o percentual que representa o valor da mensalidade sobre a renda familiar mensal bruta per capita, e ainda o indicador da Renda Familiar Mensal Bruta que define se você pode financiar 100% ou 50% do curso. A Renda Familiar Mensal Bruta que você alcançar pode até mesmo  ser um critério de exclusão nas regras.

6  Veja aqui o que é Renda Familiar Mensal Bruta e o Comprometimento da Renda com Educação. Tudo depende da sua Renda Familiar Mensal Bruta, da sua renda familiar bruta mensal ‘per capita’, e ainda do Percentual de comprometimento da renda familiar bruta mensal ‘per capita’ com a mensalidade do curso que você pretende fazer.  Estes cálculos definem se você pode financiar 100%, 75%, ou 50% do curso. E, pode também ficar de fora, sabia? O limite pelas novas regras é de 3 salários mínimos de Renda Familiar Mensal per capita.

Passo 1 – Primeiro dividir o valor total a ser pago no semestre por 6 (seis), para obter o valor da mensalidade. Em muitas instituições o valor total das seis parcelas de um semestre é chamado de semestralidade. Cuidado para não confundir.

Passo 2 – Em seguida, dividir esse valor da sua mensalidade pela renda familiar mensal bruta per capita (a soma total da renda bruta no mês de todos aqueles que compõem a sua família, dividida pelo número de seus integrantes), multiplicando este resultado por 100. Apenas para efeito de cálculo neste post vamos considerar que este valor seja de R$ 1.000,00 (um mil reais). – Tem dúvida? Veja aqui como calcular certinho a Renda Familiar Mensal Bruta Per Capita:  https://blogdoenem.com.br/prouni-enem/

Então, vamos continuar com o cálculo do Comprometimento de Renda. Por exemplo:

Passo 3 – Semestralidade do curso: R$ 3.600,00

Passo 4 – A mensalidade do curso, então, é (R$ 3.600,00 ÷ 6) = R$ 600,00

Passo 5 – Renda familiar mensal bruta per capita: R$ 1.000,00

Passo 6 – Cálculo do comprometimento = R$ 600,00 ÷ R$ 1.000,00 = 0.6 x 100 = 60. Então, o percentual de comprometimento é de 60% (sessenta por cento).

Como saber se você pode financiar 50% ou 100% do curso? – Outra dúvida que sempre aparece aos estudantes que querem optar pelo Fies é o valor mínimo e máximo que pode ser financiado pelo programa.

O Valor mínimo que pode ser financiado é de 50% do valor da mensalidade que a faculdade cobra pelo seu curso, e a conta é feita pelo total das parcelas no semestre ou no ano.

E aí, valeu? Mas, não é tudo ainda: Existem situações especiais de financiamento e de pagamento para estudantes matriculados em cursos de Licenciatura, para formar professores, e também alunos de Medicina. Veja também o site oficial do Fies 2018 no portal do MEC, para ajudar a esclarecer suas dúvidas: http://sisfiesportal.mec.gov.br/