Vem com a gente estudar a morfologia das palavras! (Parte 2) – Português Enem

Revise para arrasar em Gramática no Enem!

Português Enem: Você sabia que na estrutura da palavra tem uma raiz? Isso mesmo! Deixa a palavra bem “enterrada” no seu cérebro..

Raiz

A raiz é o elemento originário e irredutível em que se concentra a significação das palavras, consideradas do ângulo histórico. É a raiz que encerra o sentido geral, comum às palavras da mesma família etimológica. Observe o exemplo:

Raiz noc [Latim nocere = prejudicar] tem a significação geral de causar dano, e a ela se prendem, pela origem comum, as palavras: nocivo, nocividade, inocente, inocentar, inócuo, etc.

Fique ligado(a): Uma raiz pode sofrer alterações. Veja o exemplo:

at-o , at-or , at-ivo , aç-ão , ac-ionar

1

Radical

Observe o seguinte grupo de palavras:

livr- o
livr- inho
livr- eiro
livr- eco

Você reparou que há um elemento comum nesse grupo?

Você reparou que o elemento livr serve de base para o significado? Esse elemento é chamado de radical (ou semantema).

Radical: elemento básico e significativo das palavras, consideradas sob o aspecto gramatical e prático. É encontrado através do despojo dos elementos secundários (quando houver) da palavra.

Por Exemplo:

cert-o
cert-eza
in-cert-eza

Afixos

Afixos são elementos secundários (geralmente sem vida autônoma) que se agregam a um radical ou tema para formar palavras derivadas. Sabemos que o acréscimo do morfema “-mente“, por exemplo, cria uma nova palavra a partir de “certo”certamente, advérbio de modo. De maneira semelhante, o acréscimo dos morfemas “a” e“-ar” à forma “cert cria o verbo acertar. Observe que a- e -ar são morfemas capazes de operar mudança de classe gramatical na palavra a que são anexados. Quando são colocados antes do radical, como acontece com “a-“, os afixos recebem o nome de prefixos. Quando, como “-ar”, surgem depois do radical, os afixos são chamados de sufixos. Veja os exemplos:

2

Desinências

Desinências são os elementos terminais indicativos das flexões das palavras. Existem dois tipos:

Desinências Nominais: indicam as flexões de gênero (masculino e feminino) e de número (singular e plural) dos nomes.

Exemplos: gat-os    cachor   inhas

Observação: Só podemos falar em desinências nominais de gêneros e de números em palavras que admitem tais flexões, como nos exemplos acima. Em palavras como mesa, tribo, telefonema, por exemplo, não temos desinência nominal de gênero. Já em “pires”, “lápis” e “ônibus” não temos desinência nominal de número.

Desinências Verbais: indicam as flexões de número e pessoa e de modo e tempo dos verbos.

Exemplos:

compr-o compra-s compra-mos compra-is compra-m
compra-va compra-va-s

A desinência “-o“, presente em “am-o“, é uma desinência número-pessoal, pois indica que o verbo está na primeira pessoa do singular; “-va“, de “ama-va“, é desinência modo-temporal: caracteriza uma forma verbal do pretérito imperfeito do indicativo, na 1ª conjugação.

Vogal Temática

Vogal Temática é a vogal que se junta ao radical, preparando-o para receber as desinências. Nos verbos, distinguem-se três vogais temáticas:

A – verbos da 1ª conjugação – buscar

E – verbos da 2ª conjugação – romper

I – verbos da 3ª conjugação – proibir

Tema

Tema é o grupo formado pelo radical mais vogal temática. Nos verbos citados acima, os temas são:

busca-, rompe-, proibi-

Vogais e Consoantes de Ligação

As vogais e consoantes de ligação são morfemas que surgem por motivos eufônicos, ou seja, para facilitar ou mesmo possibilitar a pronúncia de uma determinada palavra.

Exemplo:

parisiense

(paris= radical, ense=sufixo, vogal de ligação=i)

Outros exemplos: gas-ô-metro, alv-i-negro, tecn-o-cracia, pau-l-ada, cafe-t-eira, cha-l-eira, inset-i-cida, pe-z-inho, pobr-e-tão, etc.

Para finalizar, observe o inforgráfico abaixo. É assim que você deve olhar para uma palavra quanto ao estudo da estrutura dela!!!

3

Para você fixar bem a análise da estrutura das palavras, sugiro que você assista ao vídeo a seguir.  Se liga no link: https://www.youtube.com/watch?v=S0gL1WNymt8&list=PL3A457E4BE6C59F2E

Agora é a sua vez! Faça os exercícios para ficar craque em gramática!

 

1. Leia a tira a seguir e responda às questões de 1 a 4.

4

1) Identifique o radical das seguintes palavras do texto: querido, casa, orgulhosa e impecável.

2) Forme famílias de palavras a partir dos radicais que você identificou nas palavras do exercício anterior.

3) Entre as palavras relacionadas no exercício 1, quais apresentam afixos? Quais são eles?

4) Indique o radical, a vogal temática e a eventual desinência da forma verbal trabalhando.

 

GABARITO:

1) Quer, cas, orgulh, pec.

2) Quer – querança, querer, queridinho; cas – casebre, caseiro, casario; orgulh – orgulho, orgulhar, pec – pecar, pecado, pecador.

3) As palavras impecável (im –e- ável) e orgulhosa (osa)

4) Radical: trabalh, vogal temática: a; desinência de gerúndio: ndo.

Os textos, exemplos e exercícios acima foram preparados pela professora Gisele Garcez para o Blog do Enem. Gisele é formada em Letras pela UNISUL, especialista em Linguística, Gramática,Literatura e Produção Textual da Língua Portuguesa. Dá aulas de Língua Portuguesa em escolas da Grande Florianópolis desde 1998. Facebook:  https://www.facebook.com/gisele.garcez.3