Pedagogia: o curso, bolsas de estudo, a carreira e o mercado de trabalho!

O que faz uma pedagoga ou pedagogo? Que matérias vou aprender durante a faculdade de pedagogia? Será que meu perfil combina com as qualificações exigidas pelo mercado de trabalho? Qual o salário de um pedagogo? Confira abaixo as respostas para essas peguntas!

A pedagogia é a área que trata dos princípios e métodos de ensino, na administração de escolas e na condução dos assuntos educacionais. O pedagogo (ou a pedagoga) deve trabalhar para garantir e melhorar a qualidade da educação, tendo dois grandes campos de atuação a sua disposição: a administração escolar e o magistério.

Porém, recentemente, o pedagogo deixou de ser aquele profissional que atua somente dentro das escolas. Apesar de haver um desprestígio da carreira, do salário não ser tão atrativo e da queda do número de candidatos que buscam o curso superior nessa área, especialistas garantem que o mercado de trabalho em Pedagogia está cada vez mais amplo.

Os profissionais formados em Pedagogia podem trabalhar também em ONGs, museus, brinquedotecas, mídias educativas, pesquisa, produção de material pedagógico, políticas educacionais e qualquer outro espaço que tenha algum tipo de educação envolvida.

Atualmente, algumas empresas também contratam pedagogos para aplicar treinamentos de pessoal ou para trabalhos no setor de RH. A professora e coordenadora em Pedagogia da PUC-Rio, Zena Eisenberg, ouvida pelo G1, explica:

“Vários alunos entram aqui e não tem interesse nenhum em trabalhar na escola. O salário do professor é muito baixo ainda, ele tem sido muito pouco valorizado.”

Novos mercados para Pedagogia

“Paradoxalmente, cada vez mais as pessoas, as ONGs, as empresas e as TVs estão se dando conta da necessidade de uma pessoa que entenda de didática, de educação, de como transmitir conhecimento. E é o pedagogo quem sabe fazer isso. Como essa perspectiva salarial é melhor, os estudantes têm sido atraídos para esses outros espaços” complementou Zena.

O pedagogo que optar por trabalhar em órgãos do governo ficará responsável por fiscalizar e estabelecer a legislação de ensino em todo o país. Aquele que optar pelo caminho mais tradicional e for trabalhar em escolas, deverá orientar e dirigir os professores, com o objetivo de assegurar a qualidade no ensino.

Também é de responsabilidade do pedagogo verificar se os currículos estão sendo cumpridos e se condizem com as leis educacionais. Acompanha e avalia, ainda, o processo de aprendizagem e as aptidões de cada aluno.

Quem tira o diploma do curso superior de Pedagogia pode trabalhar também com pessoas com deficiências físicas ou intelectuais, auxiliando em sua inclusão na sociedade,  e ainda atuar na docência da educação presencial ou na tutoria e preparação da educação a distância

Perfil do profissional

Quem pensa em cursar Pedagogia deve ter vocação para ensinar e interesse pela formação das pessoas. Gostar de lidar com pessoas de todas as idades, ser compreensivo e estudioso também são características muito valorizadas nessa área.

As habilidades e competências que um pedagogo deve ter quando se forma na graduação estão relacionadas à capacidade de lidar com o outro de uma forma educacional.

Mercado de trabalho

Como já explicamos no início desse post, o mercado de trabalho para a Pedagogia apresenta dois grandes espaços:

O primeiro engloba os profissionais que trabalham em escolas, como professores de educação infantil ou como administradores. O pedagogo que quer trabalhar em escola pública deverá prestar concurso público, e a boa notícia é que tem havido um aumento no número de vagas. Secretarias estaduais e municipais de Educação em todo o país vêm abrindo concursos para funções de direção, coordenação e orientação pedagógica.

O segundo grande espaço para a Pedagogia é atuar em outro local em que haja ação educativa. Podem ser algumas opções: ONGs, hospitais (para trabalhar em brinquedotecas, desenvolvendo o bem estar de crianças doentes e fornecendo um acompanhamento pedagógico para crianças que estão internadas por um longo período.

Dá para trabalhar em grandes empresas (atuar na educação cooperativa), áreas de recreação e lazer em grandes resorts (o trabalho do pedagogo é dar um caráter educativo as atividades de lazer oferecidas para as crianças) e também arte-educação (utilizar técnicas artísticas como ferramentas no ensino de jovens e crianças).

O curso de graduação em Pedagogia

O acréscimo de um ano no Ensino Fundamental – que passou a incluir o que antes era o último ano do Ensino Infantil – mexeu com a estrutura dos cursos de Pedagogia. Com isso, as escolas estão tendo de rever a grade curricular do curso, porque agora elas têm, obrigatoriamente, de incluir a formação de professores para as séries iniciais, o que exige o aumento da carga horária. Ainda assim, a partir de agora, o graduado sai sem nenhuma habilitação específica.

A carga maior do curso, que dura em média quatro anos, é dedica a área de ciências humanas e sociais aplicadas. Além de metodologias específicas, o aluno estuda a estrutura e o funcionamento do sistema de ensino, princípios e métodos de administração escolar e novas tecnologias educacionais.

Para orientação educacional, há aulas de psicologia e metodologia. O currículo inclui, ainda, disciplinas optativas, que permitem ao aluno complementar sua formação em filosofia, história ou artes.

Atenção para esse detalhe importante: algumas instituições mantêm cursos com um foco específico, como: Arte-Educação; Educação Especial; Educação do Campo, para atuação em escolas rurais e Educação Indígena. Outras escolas oferecem, ainda, cursos como Comércio e Administração, Construção Civil e Eletrônica, que formam professores. O estágio é obrigatório.

Os melhores cursos de Pedagogia do Brasil

Confira abaixo as instituições públicas de ensino que possuem cursos de Pedagogia avaliados com conceitos 4 ou 5 no Enade (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes).

O Enade leva em conta uma série de critérios, como: o desempenho dos estudantes do curso em uma prova realizada anualmente, o corpo docente, a infraestrutura, os recursos didático-pedagógicos, além dos programas de pós-graduação. Todos são sintetizados em um único indicador, que varia de 1 a 5.

Os cursos com nota acima de 3 são considerados satisfatórios pelo Ministério da Educação. Aqui, consideramos os melhores cursos com aqueles avaliados com conceito 4 ou 5 no Enade.

Conceito 5

  • Universidade Federal de São Carlos (Ufscar)
  • Universidade Federal de Viçosa (UFV)
  • Universidade Federal de Uberlândia (UFU)
  • Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp)
  • Universidade Federal de São João Del Rei (UFSJ)
  • Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)
  • Universidade Federal do Paraná (UFPR)
  • Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
  • Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
  • Universidade Federal de Pernambuco (UFPE)
  • Universidade Federal do Ceará (UFC)
  • Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)
  • Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)
  • Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO)
  • Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)
  • Universidade Estadual do Piauí (UESPI)

Conceito 4

  • Universidade Federal do Amazonas (UFAM)
  • Universidade Federal do Piauí (UFPI)
  • Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP)
  • Universidade Estadual de Londrina (UEL)
  • Universidade Federal do Rio Grande (FURG)
  • Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC)
  • Universidade do Estado da Bahia (UNEB)
  • Fundação Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc)
  • Universidade Estadual de Goiás (UEG)
  • Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)
  • Universidade Federal do Maranhão (UFMA)
  • Universidade Federal do Acre (UFAC)
  • Universidade Estadual do Maranhão (UEMA)
  • Universidade Federal Fluminense (UFF)
  • Universidade Federal do Espírito Santo (UFES)
  • Universidade Federal de Alagoas (UFAL)
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)
  • Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE)
  • Universidade Federal de Lavras (UFLA)
  • Universidade Federal de Alfenas (UNIFAL)
  • Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS)
  • Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste)
  • Universidade de Taubaté (UNITAU)
  • Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS)
  • Universidade Federal do Mato Grosso do Sul (UFMS)
  • Fundação Universidade Federal de Rondônia (UNIR)
  • Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul (UEMS)
  • Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG)
  • Universidade Estadual do Centro Oeste (UNICENTRO)
  • Universidade Federal de Campina Grande (UFCG)
  • Universidade do Estado do Amazonas (UEA)
  • Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS)
  • Universidade do Estado do Amapá (UEAP)
  • Universidade Estadual do Norte do Paraná (Uenp)
  • Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS)
  • Universidade Estadual do Paraná (Unespar)

E aí, pronto para entrar na faculdade de Pedagogia? Se a resposta for positiva, confira aqui as notas de cortes das principais universidades, caso seja negativa, consulte nosso Guia de Profissões. Boa sorte na escolha!