Questões de Biologia do Enem 2015 surpreenderam, mas continuamos acertando em cheio!

Vem com a gente decifrar as questões de biologia da prova de Ciências da Natureza do Enem 2015!

A prova do Enem de 2015 foi surpreendente. Ao contrário do que vinha acontecendo todo ano, o tema ecologia praticamente não foi abordado nas questões de biologia da prova de Ciências da Natureza.  Além disso, a prova foi muito mais conteudista, exigindo do(a) candidato(a) um maior conhecimento específico.

Apesar disso, o Blog do Enem voltou a repetir o sucesso em algumas previsões para as questões de Biologia: os vírus apareceram (a dengue estava lá, galera!), assim como questões sobre biotecnologia, fisiologia, DNA e cariótipo. O nível de dificuldade da maior parte das questões estava entre fácil e intermediário.

Poucas questões de biologia do Enem 2015 podem ser consideradas difíceis, como a que tinha o gráfico da glicose (exigia um pouco mais de interpretação) e a das organelas celulares.

ciências

E você, o que achou das questões de Biologia na prova de Ciências da Natureza? Deixe sua opinião nos comentários. Mas, antes, que tal se ligar na nossa correção das questões de Biologia do Enem 2015? Os comentários podem te ajudar nas provas que estão chegando!

Questões de Biologia da prova amarela do Enem 2015:

1

Resposta: e. Quando falamos de microquimerismo estamos “contestando” um dos princípios fundamentais da biologia: o de que todas as células de um indivíduo pluricelular são provenientes das células resultantes da divisão mitótica do zigoto. No microquimerismo, algumas células de um indivíduo são provenientes de outro organismo.

2

Resposta: a. As bactérias de Herbert Boyer produziram insulina humana a partir de um pequeno pedaço do DNA humano que contém a sequência de DNA necessária para a produção de insulina. Este pedaço de DNA foi inserido nos plasmídeos (DNAs circulares secundários) das bactérias, através de enzimas de restrição e DNA-ligases. A insulina produzida hoje ainda utiliza esta técnica.

3

Resposta: B.  Na imagem, o tecido recebe a imagem formada a partir da reflexão dos raios luminosos provenientes dos objetos externos à câmara escura. Os raios luminosos se propagam em linha reta e, ao passar pelo pequeno buraco na parede, acabam formado uma imagem invertida no tecido. O mesmo ocorre em nossos olhos, pois nossos olhos seguem os princípios físicos da câmara escura. O furo na parede corresponderia a nossa pupila. Já o tecido, corresponde a nossa retina, uma vez que ela se situa no fundo do olho e capta os raios luminosos que ali chegam, formando imagens invertidas.

4

Resposta: b. O próprio enunciado diz que há quatro sorotipos diferentes de vírus da dengue. Isso faz com que um mesmo organismo reaja diferentemente a cada tipo de vírus e que ele seja identificado de maneiras diversas. Assim, se você pegou o vírus tipo 1 da dengue, após alguns dias da infecção, seu organismo irá produzir anticorpos que se ligarão aos antígenos desse vírus e tornarão você imune. Porém, se você entrar em contato com o tipo 3, seus anticorpos (que são extremamente específicos) não conseguirão identificar e se ligar aos antígenos desse tipo de vírus. Essa alta variedade de antígenos dificulta a produção de vacinas, uma vez que elas precisam causar imunidade a todos eles.

5

Resposta: d. Os anfíbios foram os primeiros vertebrados a conquistarem o ambiente terrestre. Porém, não foi uma conquista definitiva – eles precisam viver em ambientes úmidos próximos a fontes de água doce. Há vários motivos para isso: ovos sem casca que ressecam facilmente, fase larval aquática (girinos) e pele muito fina e pouco queratinizada. A pele muito fina ajuda o anfíbio a complementar a troca gasosa pulmonar, mas é muito delicada e permeável, desidratando-se facilmente. Por esses motivos o ambiente aquático ou úmido é essencial para os anfíbios.

6

Resposta: e. A formação de bolhas em uma queimadura ocorre porque o sistema linfático aumenta a circulação de linfa na região lesionada, tentando diminuir a temperatura da região. Pode ocorrer rompimento de vasos, levando a um extravasamento de líquido, formando as bolhas. Este líquido fica entre a derme e a epiderme e, por isso, deve se evitar estourá-las, pois isso abriria “as portas do organismo” para infecções. Gazes molhadas ajudam a diminuir a temperatura e o ardor, além de manter a região hidratada.

7

Resposta: e. Apesar de cães muito grandes não conseguirem copular com cães muito pequenos, eles podem copular com cães de raças com tamanhos intermediários. Isso mantém o fluxo de genes entre eles e evita a especiação.

8

Resposta: d. Todas as células do nosso corpo possuem o mesmo conjunto de genes. Porém, cada uma delas expressará porções diferentes desse genoma. Por exemplo: as células das glândulas mamárias de uma mulher expressam uma parte do genoma que as ajudará a produzir proteínas presentes no leite. Porém, esta mesma parte não é utilizada pelas células musculares.

9

Resposta: c. Em uma célula, as proteínas serão produzidas pelos ribossomos soltos no citoplasma ou pelos ribossomos aderidos ao retículo endoplasmático rugoso. Neste caso, o retículo será o primeiro a ser ativado. Em seguida, as proteínas precisarão ser “empacotadas”. Este é uma das funções do complexo golgiense. Por fim, as embalagens – vesículas de secreção –  serão encaminhadas para a membrana para que a secreção possa ser eliminada.

10

Resposta: e. A esquistossomose tem como hospedeiros intermediários os caramujos do gênero Biomphalaria. Sem eles, o verme não consegue completar seu ciclo e não forma a larva infectante de humanos – a cercaria.

11

Resposta: e. Em condições anaeróbicas, o consumo de glicose é alto, uma vez que a produção de ATPs é baixa. Na presença de oxigênio, as células produzem muito mais ATPs ao quebrarem uma molécula de glicose. Assim, a taxa de consumo de glicose cai ao longo do tempo, já que há uma produção maior de energia.

12

Resposta: e. Aneuploidia corresponde a alterações no número de cromossomos de um indivíduo, em que há cromossomos a mais ou a menos em um ou mais pares de cromossomos (mas não de todos). O caso apresentado na questão mostra uma trissomia do par de cromossomos 18. Assim, podemos dizer que é uma alteração numérica (pois altera o número de cromossomos e não indica que há alteração no formato dos cromossomos) do tipo aneuploidia.

13

Resposta: d. Por conta da baixa ingestão de água, a neuroipófise dos estudantes passou a liberar o hormônio antidiurético ou ADH no sangue deles. Esse hormônio faz com que os néfrons presentes nos rins aumentassem a reabsorção de água a partir do filtrado glomerular. Isso promove uma economia de água na produção da urina, o que leva a uma maior concentração de sais por volume de urina, deixando-a mais amarelada.

14

Resposta: d. Os seres humanos, assim como os demais animais, não conseguem absorver nitrogênio a partir do ar. Assim, eles absorvem a partir da alimentação. Os seres vivos apresentam compostos nitrogenados como o DNA e as proteínas. Os carboidratos, presentes na opção B não possuem nitrogênio, por isso a alternativa está incorreta.

E aí? Você acertou bastante? Estamos torcendo por você! Continue nos visitando. Nas próximas semanas continuaremos dando dicas de Biologia voltadas para os maiores vestibulares do país.

Juliana Biologia Enem
Os textos e exemplos acima foram preparados pela professora Juliana Santos para o Blog do Enem. Juliana é formada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Santa Catarina. Dá aulas de Ciências e Biologia em escolas da Grande Florianópolis desde 2007. Facebook: https://www.facebook.com/juliana.evelyndossantos.