Veja os erros de português mais comuns na Redação

Tire suas dúvidas sobre os erros mais comuns da nossa língua que funcionam como "pegadinhas" na Redação. O que vale é a Norma Culta, e sem falhas Veja na aula grátis:

Você já se perguntou por que tem algumas regras da Língua Portuguesa que são tão difíceis de assimilar?  Ou por que alguns erros são tão recorrentes que até parecem o jeito certo de se falar e escrever?

Talvez um dos motivos que faz com que isso aconteça é que não somos só nós que cometemos esses erros. Boa parte da população acaba desconhecendo ou deixando de lado as regras gramaticais, o que pode refletir na redação.

As Normas da Linguagem

Alguns erros são tão comuns que uma grande parte da população já nem percebe. Porque o nosso modo de falar, no dia a dia, não é o mesmo que utilizamos na hora de escrever um texto formal. Veja as diferenças básicas entre o modo de falar o o modo de escrever com a professora Kel, do canal do Curso Enem Gratuito.

Muito bom este resumo. E fique de olho para não cometer erros assim na Redação!

Erros mais comuns de Português

Agora veja abaixo uma série de exemplos que mostram erros corriqueiros, que você não quer na sua redação, entre os usuários da língua portuguesa. Os exemplos foram retirados do site Info Escola e estão disponíveis.

Emprego de ONDE / AONDE
– Onde: aparece em verbos estáticos ou dinâmicos que pedem preposição em. Exemplo: Onde ficou o menino? (Quem fica, fica “em” algum lugar). Onde andavam as crianças? (Quem anda, anda “em” algum lugar).

– Aonde: emprega-se exclusivamente em verbos de movimento que pedem preposição “a”. Note-se que a própria palavra já começa com “a”.
Exemplo: Aonde foram os meninos? (Quem vai, vai “a” algum lugar) Aonde chegaram os meninos? (Quem chega, chega “a” algum lugar)

Nos exemplos a seguir, não usamos “aonde”, pois antes de “onde” já tem uma preposição: Por onde passearam? / De onde vieram? / Para onde foram?

Emprego de HÁ/ A/ À
Há é usado com sentido de:
a) verbo fazer: Há dias não o vejo.
b) Indica tempo decorrido: Há dez minutos espero pelo ônibus.
c) Sentido de existir: Há crianças no pátio.
A: é preposição ou artigo. Se vier antes de um substantivo, é artigo. Depois de um verbo, é preposição. Exemplo: Moro a dois quilômetros de Fortaleza (preposição). A cidade de Juazeiro do Norte está cheia de romeiros (artigo).
À: é a junção da preposição “a” + artigo “a”. Exemplo: Fui à cidade. (Fui “a algum lugar” – a cidade: palavra feminina).

Emprego de À-TOA/ À TOA
À-toa: é uma locução adjetiva, refere-se a um substantivo e significa ”sem qualificação”, “inútil”. Exemplo: Ele é um menino à-toa.
À toa: é uma locução adverbial de modo, refere-se a um verbo e significa “sem rumo, ao acaso”. Exemplo: Ele anda à toa na vida.

Veja os erros mais comuns na Redação

Fuja das pegadinhas ue derrubam as notas na hora de passar o rascunho a limpo. Tome agora uma verdadeira vacina para você escrever corretamente:

Gostou da pegada com a professora Daniela Garcia. Ela é uma fera na preparação de alunos para a Redação.

Dica 1 – Game dos 100 erros mais comuns da língua portuguesa. O site Educar para crescer preparou um game que você pode testar seus conhecimentos de um modo prático e divertido. São 5 níveis de dificuldade. Está lançado o desafio, jogue e confira o seu desempenho: http://educarparacrescer.abril.com.br/100-erros/
Dica 2: Literatura: A diversidade e o uso correto de Expressões Regionais: https://blogdoenem.com.br/literatura-expressoes-regionais/
Dica 3: Redação e Gramática – Quando usar Cerca de, Ao invés de, Há menos que… https://blogdoenem.com.br/gramatica-quando-usar/
Amanda Enem Literatura
Este post  sobre os erros mais comuns na Rerdação foi elaborado por Amanda Nascimento. Ela é formada em jornalismo pela Unisul. Atualmente é acadêmica do curso de Letras – Português e Literaturas, na Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC, editora de revistas, e colaboradora do Blog do Enem. Amanda está aqui no Facebook: https://www.facebook.com/amanda.nascimento.9066 .