Faltam:
para o ENEM

Revolução Mexicana e Chinesa – História Enem

Fique preparado para a prova de História Enem com esta aula sobre as Revoluções Mexicana e Chinesa.

Revolução Chinesa

A revolução Chinesa ocorreu entre 1949 e 1962. Podemos atribuir entre suas causas, dois movimentos: a luta de camponeses, em busca de terras e o povo chinês, em busca de independência nacional.

Com os comunistas no poder, a China estava devastada pela luta contra o domínio japonês. Além disso, viveram uma longa Guerra Civil. A fome nas cidades e a escassez do campo também contribuíram para esta revolução.

O líder chinês, Mao Tsé-Tung, iniciou uma reforma agrária e buscou dividir propriedades entre os camponeses, em busca da substituição das grandes propriedades. O comunismo influenciou a economia e a cultura chinesa, mudanças como a abolição do casamento, a emancipação da mulher, igualdade entre os sexos, entre outras medidas de grande impacto e boa aceitação foram influências da União Soviética. Esta proveitosa relação entre URSS e a China, finalizou-se com a morte de Stalin.

De certa forma, o principal objetivo destas transformações consistia no aumento de produtividade. Porém, esse grande salto, não ocorreu conforme esperado. A classe camponesa ficou insatisfeita, e com a queda das colheitas, a fome foi grande causadora de revoltas.

Dica 1 – Já estudamos sobre a Era Vargas ainda na República Velha. Revise nesta aula de História Enem sobre a Constituição de 1937, a Censura e o fim do Estado Novo.

Em 1966, uma revolta cultural tomou forma, marcando significativamente os rumos da revolução chinesa. Mao Tse-Tung permanecia no poder, porém o partido encarava uma crise e forte oposição.

A morte de Mao Tsé-Tung, em 1976, fez com que os moderados voltassem ao poder. O sucessor, Deng Xião-Ping, adotou uma política econômica e desenvolvimentista, permitindo avanços na tecnologia e a entrada de capital estrangeiro na China.

Revolução Mexicana

Teve início em 1910, no México. Esta luta armada ocupa importante lugar na história mexicana.

Seus antecedentes estão ligados ao político Porfírio Diaz, que governou o México de forma ditatorial desde 1876. Esta situação prolongou-se por 34 anos, período no qual o México obteve crescimento econômico e estabilidade política.

Após alguns conflitos resultantes da insatisfação de setores da população, Diaz anunciou que terminaria sem mandato sem tentar reeleição. Fernando Madero aparece como candidato à presidência, realizando discursos por todo o México. Os planos de Diaz mudaram, e este tentou reeleição. Perseguiu o político Madero, prendendo-o acusado por sedição.

Após fuga da prisão, Madero busca tomar o poder de Porfírio Diaz, e uma série de conflitos armados acontecem. Porfírio finalmente renunciou o poder, e exilou-se na França.

Novas eleições foram convocadas em 1911, e Madero conseguiu subir ao poder.

Dica 2 – Estude sobre a Era Vargas, no período conhecido como República Velha, em mais uma aula preparatória para a prova de História Enem.

Desde o começo do mandato de Fernando Mandero, este teve diferenças com outros líderes revolucionários. Levantamentos provocados por estas diferenças ocorreram por toda a parte, contra o governo maderista, até que em 1913, através de um movimento contrarrevolucionário, encabeçado por Félix Díaz, Bernardo Reyes e Victoriano Huerta, conseguiu por em prática um golpe de estado. O levantamento militar, conhecido como a Decena Trágica, culminou com o assassinato de Madero. A partir daí, Huerta assumiu a presidência, o que ocasionou a reação de vários chefes revolucionários.

Estas lutas e conflitos políticos armados no território mexicano demoraram muito para chegar ao fim, e até hoje não se chegou a um consenso na historiografia sobre a data do fim desta revolução. Alguns historiadores atribuem o fim ao ano de 1917, com a proclamação da Constituição Mexicana. Já outros afirmam ter sido em 1920, com a presidência de Afonso de La Huerta.

Saiba mais sobre a Revoluções Chinesa nesta aula do canal Mundo ENEM, disponível no Youtube. Após assistir, revise o que você aprendeu respondendo aos nossos desafios!

Desafios

Questão 01

Qual o nome do conflito que afetou a China, situada entre os anos de 1949 e 1962?

a) Revolução da China
b) Revolta Chinesa
c) Revolução Chinesa
d) Guerra de Mao Tsé-Tung
e) Revolta dos Malês

Dica 3 – Relembre sobre Brasil República: Crise e Tenentismo em mais esta aula de revisão para a prova de História Enem. Preparado para o Exame? Estude com a gente!

Questão 02

Entre as causas da Revolução Chinesa, podemos citar:

a) luta entre as classes burguesas e a nobreza.

b) revoltas populares causadas pela crise econômica na China.

c) a luta dos camponeses em busca de terras, e a luta dos chineses em busca da independência nacional.

d) conflitos entre a China e o Japão.

e) participação da China na Primeira Guerra Mundial.

Questão 03

Como é chamado o levantamento militar, que culminou no assassinato de Fernando Madero, na Revolução Mexicana?

a) La Revolución Del México

b) Decena Trágica

c) Revolta Mexicana

d) Porfiriato

e) Convenção de Aguascalientes

Questão 04

Qual o político que após prisão e consequente fuga, lutou pelo poder do México, e resultou no exílio do governante anterior?

a) Porfírio Diaz

b) Fernando Madero

c) Francisco Villa

d) Afonso de La Huerta

e) Bernardo Reyes.

Você consegue resolver estes exercícios? Então resolva e coloque um comentário no post, logo abaixo, explicando o seu raciocínio e apontando a alternativa correta para cada questão. Quem compartilha a resolução de um exercício ganha em dobro: ensina e aprende ao mesmo tempo. Ensinar é uma das melhores formas de aprender!