Faltam:
para o ENEM

Revise tudo sobre o RNA, transcrição e tradução! – Biologia Enem

Vem com a gente revisar tudo sobre RNA, transcrição e tradução para arrasar em Biologia no Enem e nos vestibulares!

O RNA, ou ácido ribonucleico, é uma molécula essencial para o funcionamento das células. O RNA é responsável por ajudar o DNA  a comandar as funções celulares, participando da síntese de proteínas.

O ácido ribonucleico tem muitas semelhanças com o DNA, porém apresenta diferenças fundamentais: é formado por uma fita simples que pode dobrar-se sobre si mesma (produzindo formas tridimensionais complexas através da ligação intramolecular de pares de bases nitrogenadas), possui o açúcar ribose em vez da desoxirribose e a base nitrogenada uracila em vez da timina.

Você conhece estas e outras características do RNA e o seu funcionamento durante a transcrição e a tradução? Não? Então vem com a gente e arrase nas questões de Biologia do Enem e dos vestibulares!

RNA: O RNA é a molécula responsável por controlar e “colocar em prática” a síntese de proteínas. É formado por um filamento único de nucleotídeos, no qual o açúcar é a ribose e as  bases nitrogenadas são a adenina (A), guanina (G), citosina (C) e uracila (U).

Na ribose, ao contrário do que o ocorre na desoxirribose presente no DNA (onde ligado ao carbono 2’ há apenas um hidrogênio), há um par oxigênio-hidrogênio ligado ao carbono 2’. Veja na imagem a seguir:

desoxirribose, ribose, pentose - RNA
Figura 1: Comparação entre a desoxirribose (1º esquema) e a ribose (2º esquema). Note que na desoxirribose há um hidrogênio ligado ao carbono 2’, já na ribose há um grupamento OH ligado ao mesmo carbono.

Para formar a fita, ligando um nucleotídeo a outro há uma ligação pentose-fosfato. Apesar de ser uma única fita, as bases nitrogenadas podem se ligar quando a molécula se dobra sobre si mesma. Isto permite que as moléculas de RNA formem estruturas tridimensionais complexas.

 Veja a imagem a seguir que ilustra a estrutura do RNA:

RNA, estrutura tridimensional do RNA
Figura 2: Estrutura de filamento único do RNA e ligações entre as bases nitrogenadas quando a fita dobra-se sobre si mesma.

Existem 3 tipos de RNA:

RNAm – RNA mensageiro: A molécula de DNA é enorme. Ela possui a “receita” para as proteínas, mas tirar ela do núcleo e levar até o citoplasma onde as proteínas são produzidas seria inviável. É aí que entra o RNAm. Ele transcreve partes do DNA e leva a “mensagem” contida nelas do núcleo para o citoplasma.

RNAt – RNA transportador: Possui três bases nitrogenadas expostas (o códon, que corresponde a um aminoácido) e transporta aminoácidos que serão utilizados para produzir as proteínas.

RNAr – RNA ribossômico: Participa da construção dos ribossomos (organelas citoplasmáticas não-membranosas responsáveis pela produção de proteínas).

Para saber um pouco mais sobre os tipos de RNA, veja esta videoaula do canal “Me Salva!”, DO Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=-KDSEzaRr3I

Dica1: Para saber mais sobre o DNA,veja este super post com dicas da professor Juliana Evelyn dos Santos: COLOCAR AQUI LINK PARA POST 186.

Transcrição do RNA: Para formar um RNAm, enzimas irão quebrar as pontes de hidrogênio que ligam as bases nitrogenadas do DNA. Depois, seguindo o código do DNA no sentido 5’à3’, a RNA-polimerase irá encaixar os nucleotídeos que formam o RNA.

Mas, fique atento! O RNA não possui timina (T), por isso, quando a RNA-polimerase encontra uma adenina (A) ela irá encaixar uma uracila (U).

No RNA formado a partir do DNA há a formação de códons, que nada mais são grupos de três bases nitrogenadas que formam um código para um determinado aminoácido (lembre-se que o RNA está envolvido na síntese de proteínas e que os aminoácidos são os monômeros que formam estas moléculas).

Algumas partes do RNA produzido não são codificantes, ou seja, não serão utilizadas para produzirem preteínas. Estas partes são chamadas de íntrons. As regiões que serão expressadas são chamadas de éxons. Assim que é formada, a molécula de RNA passará por um processo de maturação, onde os íntrons serão removidos.

Veja esta videoaula do canal “Me salva” para entender melhor a transcrição do RNA:


Tradução do RNA: Traduzir o RNA significa transformar uma sequência de genes presentes no RNA para uma sequência de aminoácidos em uma proteína (polipeptídeo).  Para isso, o RNAm produzido a partir do DNA migra do núcleo para o citoplasma e encontra os ribossomos. Nesse momento, a menor subunidade do ribossomo se liga com o RNA transportador do aminoácido metionina.

Esse conjunto percorre toda a cadeia de RNA procurando o códon de iniciação (AUG – adenina/uracila/guanina). Na molécula de RNAt há uma andicódon, ou seja, uma sequência complementar à sequencia de RNA a qual ele quer se ligar.

Quando o RNAt encontra a sequência de iniciação e se liga a ela (códon do RNAm com o anticódon do RNAt), a outra subunidade do ribossomo também se liga à molécula de RNAm, formando um complexo que irá produzir a proteína.

Na subunidade maior do ribossomo há dois sítios: P e A. O primeiro RNAt que se ligou ao RNAm ocupa o primeiro sítio (P) e, seguindo a sequência do RNAm, um novo RNAt transportando outro aminoácido irá se ligar ao complexo, ocupando o segundo sítio (A).

Assim, quando ambos os sítios do ribossomo estiverem ocupados, ocorrerá uma ligação peptídica enre os aminoácidos ali localizados. Após a formação da ligação pepitídica, o RNAt que ocupava o sítio P é desligado e o ribossomo segue para o próximo códon do RNAm. Assim, o RNAt que antes ocupava o sítio A passa a ocupar o sítio P e, seguindo a sequência do mensageiro, um novo RNAt se liga ocupando o sítio P.

 

Agora que você já sabe tudo sobre o RNA, que tal testar seus conhecimentos?

01 – (FATEC SP/2014)   Mapas conceituais são diagramas que organizam informações sobre um determinado assunto por meio da interligação de conceitos através de frases de ligação.

Os conceitos geralmente são destacados por molduras e são utilizadas setas para indicar o sentido das proposições.

O mapa conceitual a seguir refere-se à relação entre cromossomos e proteínas, e nele quatro conceitos foram omitidos.

RNA

Os conceitos I, II, III e IV podem ser substituídos, correta e respectivamente, por

a) RNA, DNA, aminoácidos e nucleotídeos.

b) RNA, DNA, nucleotídeos e aminoácidos.

c) DNA, RNA, nucleotídeos e aminoácidos.

d) DNA, RNA, monossacarídeos e aminoácidos.

e) DNA, RNA, monossacarídeos e nucleotídeos.

Gab: C

02 – (UECE/2014)   No mecanismo da transcrição, uma das fitas do DNA (a fita molde) é transcrita em RNA mensageiro pela ação de

a) um peptídeo sinalizador iniciador.

b) dois RNAs ribossômicos acoplados.

c) uma enzima denominada RNA polimerase dependente de DNA.

d) uma associação de RNAs ribossômicos com vários RNAs transportadores.

Gab: C

03 – (FGV/2013)   A substituição de apenas um nucleotídeo no DNA pode representar uma grave consequência ao seu portador, em função de uma modificação de um componente molecular na proteína sintetizada a partir do trecho alterado.

É o caso da anemia falciforme, na qual a síntese da hemoglobina humana normal, Hb A, é parcial ou totalmente substituída pela hemoglobina falciforme mutante, Hb S, em decorrência da presença de um nucleotídeo com adenina no lugar de outro com timina.

Tal mutação é responsável pela

a) leitura incompleta do RNAm transcrito, codificador da hemoglobina.

b) alteração na sequência de aminoácidos da hemoglobina sintetizada.

c) modificação na sequência de nucleotídeos da hemoglobina das hemácias.

d) tradução de uma hemoglobina mutante com um aminoácido a mais.

e) transcrição de uma hemoglobina mutante com um aminoácido a menos.

Gab: B

04 – (UNIFOR CE/2013)   Um cientista sintetizou uma proteína constituída por uma cadeia de 112 aminoácidos. Neste caso, quantas moléculas de RNA mensageiro (RNAm) e quantas moléculas de RNA transportador (RNAt) foram usadas na biossíntese?

a) Uma molécula de RNAm e 112 moléculas de RNAt.

b) 112 moléculas de RNAm e uma molécula de RNAt.

c) 112 moléculas de RNAm e 112 moléculas de RNAt.

d) Uma molécula de RNAm e 56 moléculas de RNAt.

e) 56 moléculas de RNAm e uma molécula de RNAt.

Gab: A

05 – (FCM MG/2013)  

RNA
(Baker, Jeffrey John Wheeler . Estudo da Biologia, Edit. Edgard
Blüchner ,pág. 429 – São Paulo – 1975)

O esquema acima serve para justificar

a) o processo de transcrição existente entre DNA e RNA.

b) os tipos de CODONS encontrados na molécula de DNA.

c) a associação das duplas de Bases Nitrogenadas na cadeia de DNA.

d) as ligações possíveis de CODONS e ANTICODONS durante a síntese proteica.

Gab: C

Curso Enem Gratuito

Quer aumentar suas chances no próximo Exame Nacional do Ensino Médio e mandar bem nas Notas de Corte do Enem? Estude com as apostilas e aulas gratuitas do Curso Enem Online. Todas as matérias do Exame e ainda as Dicas de Redação. Acesse aqui o Curso Enem Gratuito Online.

curso enem gratuito blue fino

Juliana Biologia Enem
Os textos e exemplos acima foram preparados pela professora Juliana Santos para o Blog do Enem. Juliana é formada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Santa Catarina. Dá aulas de Ciências e Biologia em escolas da Grande Florianópolis desde 2007. Facebook: https://www.facebook.com/juliana.evelyndossantos.