O que é xenofobia e o contexto da Europa e dos Estados Unidos

Xenofobia é a aversão ao estrangeiro, um fenômeno muito comum na Europa e nos Estados Unidos, em que os imigrantes de países em desenvolvimento sofrem racismo e preconceito. Entenda como a xenofobia acontece com este resumo.

A chegada de imigrantes de países que sofrem com guerras civis à Europa tem aumentado o debate sobre a xenofobia sofrida pelos recém-chegados. Entenda o que é e como acontece esse fenômeno, e o contexto da xenofobia na Europa e nos Estados Unidos.

O que é xenofobia?

Trata-se de uma aversão ao estrangeiro que vem habitar aquele país. A xenofobia é muito comum no mundo inteiro, mas principalmente na Europa e nos Estados Unidos, em virtude riqueza dos países envolvidos. Por isso, o tema se reacendeu a partir da contração da economia e do maior afluxo de imigrantes no último quarto do século XX e no início do século XXI.

Os europeus passaram a se sentir ameaçados tanto nas questões materiais (empregos, educação, saúde) quanto nas percepções de segurança e de identidade cultural.

Nos Estados Unidos, reconhecidos por serem uma nação de imigrantes, o tema da xenofobia entrou em cena no final do século XX em relação a migrantes latino-americanos e, após os atentados de 11 de setembro de 2001, também contra imigrantes oriundos de países majoritariamente muçulmanos.

O mesmo fenômeno do discurso de xenofobia pôde ser percebido em pronunciamentos de campanha do ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump. Por diversas vezes, o político fez referências pouco elogiosas a imigrantes mexicanos.

Preconceito Linguístico

As formas de preconceito e de discriminação não ficam restritas aos aspectos étnicos, religiosos, ou geográficos. Existe também o Preconceito Linguístico. Veja agora no resumo da professora Mercedes Bonorino, do canal do Curso Enem Gratuito.

Viu só? A depender de como você escuta ou percebe o sotaque ou o modo de falar de uma pessoa, muitos podem estabelecer um distanciamento de crítica ou de preconceito.

Por que a xenofobia é um problema dos países desenvolvidos?

Nas últimas décadas um grande número de fluxos migratórios “invadiram” os principais países europeus. Esses fluxos provenientes principalmente da África e América Latina se direcionaram a tais países em busca de mercado de trabalho e melhores condições de vida. Além disso, muitos imigrantes se dirigiram aos países europeus fugindo de guerras civis que acometiam seus países, na condição de refugiados.

Diante da chegada de estrangeiros, a população “nativa” percebe-se ameaçada em seus postos de trabalho ou posições na sociedade.. Vemos diariamente nas manchetes de jornais notícias que demonstram ao mesmo tempo o repúdio dos europeus aos imigrantes e grupos de imigrantes.

Portanto, é comum que a xenofobia seja um fenômeno comum em países desenvolvidos, uma vez que seus habitantes veem os imigrantes como “usurpadores” de seus empregos, cultura e riquezas.

O que é racismo?

A discriminação racista difere da xenofobia porque não trata a “nacionalidade” do estrangeiro ou migrante como fator de oposição ou distinção. No racismo, são os aspectos biológicos que são destacados, tais como a cor da pele, o tipo de cabelo etc. Evidente que há situações em que sobrepõem-se o racismo e o xenofobismo numa mesma situação.

Xenofobia na Europa

Em virtude de possuir países desenvolvidos e com políticas de bem-estar social, a Europa é destino de migrantes da África e do Oriente Médio. Apesar de esses fluxos migratórios aconteceram há muitas gerações, imigrantes e seus filhos sofrem com a xenofobia do povo europeu. Ou seja, mesmo os filhos de imigrantes que tenham nascido na Europa não estão livres do preconceito e da hostilidade. Portanto, a xenofobia na Europa direciona-se a todos aqueles que diferem do perfil característico europeu: negros, árabes, muçulmanos etc, independentemente de onde tenham nascido.

Muitos habitantes da Europa alegam que o perfil demográfico dos países europeus indica o crescimento da população idosa e a diminuição da taxa de natalidade. Por outro lado, as famílias de imigrantes árabes e africanos teriam mais filhos, em média, do que os europeus. Assim, isso faria com que a cultura dos imigrantes, especialmente a muçulmana, suplantaria a cultura cristã outrora dominante na Europa.

Ademais, a ocorrência de atentados terroristas ligados a grupos radicalistas islâmicos faz com que a população europeia se sinta insegura. Dessa maneira, os europeus veem todo muçulmano como potencial terrorista, mesmo que os radicais sejam apenas uma pequena parcela.

Esses argumentos, somados às recentes crises econômicas, ocasionam o crescimento da xenofobia na Europa. Cada vez mais os europeus rejeitam a chegada de imigrantes, sobretudo árabes e africanos, que sofrem preconceito e hostilidade.

Exercícios

Agora que você já entendeu o que é xenofobia, sua diferença em relação ao racismo e o contexto da Europa, resolva os exercícios abaixo. Responda e verifique como andam seus conhecimentos sobre racismo e xenofobia!

Questão-01) 

(FATEC) “Palavras de ordem, símbolos, propaganda, atos públicos, vandalismo e violência. São, atualmente, manifestações de hostilidade frequentes contra estrangeiros na Europa. Os países onde mais intensamente têm ocorrido conflitos são Alemanha, França, Inglaterra, Bélgica e Suíça”.

(MOREIRA, Igor e AURICCHIO, Elizabeth. Construindo o espaço mundial. 3.ª ed. São Paulo: Ática, 2007, p. 37. Adaptado.)

Sobre o fenômeno social enfocado pelo texto, é válido afirmar que se trata de conflitos:

a) civis e militares relacionados às formas históricas de exploração dos países do chamado Terceiro Mundo.
b) ligados ao nacionalismo, ao racismo e à xenofobia, no contexto globalizado das grandes migrações internacionais.
c) entre imigrantes das diversas nacionalidades que invadem a Europa, atualmente, na disputa por empregos e por melhores condições de vida.
d) culturais principalmente causados pelo conflito armado entre países católicos e protestantes, mas também, sobretudo, conflitos contra países islâmicos.
e) étnicos e sociais decorrentes das dificuldades de desenvolvimento de países europeus em continuar a sua industrialização nos setores tecnológicos de ponta.

Resposta correta: letra B.

Questão-02) 

UDESC SC “Episódios recentes de racismo, homofobia e xenofobia têm colocado em discussão problemas graves e pouco debatidos na sociedade. Analise as proposições sobre tais questões, e assinale (V) para verdadeira e (F) para falsa.”

(   )  No século XIX, o surgimento de um “racismo científico”, conjunto de teorias racistas amparadas em trabalhos científicos, justificou e tornou possível ações civilizatórias e colonialistas de países europeus, especialmente sobre territórios da África.

(   )  No Brasil, a existência de leis, como a que estabelece a política de cotas para estudantes negros e indígenas e a lei que tornou obrigatório o ensino da História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena têm gerado impactos positivos para tais populações e para o país, de forma geral, pois ampliam as oportunidades para estes povos e fazem conhecer sua contribuição cultural.

(   )  Na Europa, o preconceito tem sido intensificado por conta da entrada de imigrantes ilegais que buscam emprego e, portanto, rivalizam com a população local no mercado de trabalho. Alguns países têm tomado medidas severas para conter a entrada desses imigrantes.

(   )  Casos de homofobia e racismo, no Brasil, estão relacionados à inexistência de uma legislação que criminalize tais atitudes.

Assinale a alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo.

  1. a) V – F – F – V
  2. b) V – V – V – F
  3. c) V – V – F – F
  4. d) F – F – V – V
  5. e) F – V – V – F

Resposta correta: letra B