A história da língua espanhola e seus falantes – Espanhol Enem

Você sabia que o espanhol é a segunda língua mais falada do mundo? Conhece a diferença entre espanhol e castelhano? Descubra isso e mais neste post de espanhol para o Enem!

História da língua espanhola: Diferente do que muitas pessoas pensam, o espanhol é a segunda língua mais falada do mundo, só perde para o mandarim. Isso, em número de falantes espalhados pelo mundo que o tem como língua materna.

É também o segundo idioma mais estudado do mundo, ficando atrás do inglês. Imagine a importância de conhecer essa língua! Gigante, não é mesmo? Além disso, aqui no Brasil (país cercado pela língua espanhola) há uma polêmica envolvendo a nomenclatura da língua: é espanhol ou castelhano, gente? Dizem as “más línguas” que é tudo culpa dos argentinos, será? Vem com a gente entender estas e outras questões com este post de espanhol.

O espanhol, assim como o português, tem origem no latim. É proveniente da região conhecida hoje como Península Ibérica, composta pelos países Espanha, Portugal e Andorra. A língua espanhola que hoje conhecemos, teve sua origem no Reino de Castilha (é daí que vem o nome castelhano!), tendo seus primeiros textos datados do século XI. Acontece que nessa época, Espanha era um conjunto de reinos politicamente independentes. A Espanha só foi unificada no século XVIII e é reconhecida por tal nome apenas na constituição de 1876.

¿Español o Castellano? – Eis a grande dúvida!

Como já foi dito anteriormente, o nome castelhano é mais antigo que o espanhol e tem muito a ver com a origem da língua. Acontece que quando Espanha vira efetivamente um país (e recebe esse nome porque os romanos chamavam a Península Ibérica de “Hispânia”), surge a necessidade de uma denominação única para facilitar a identificação internacional. Do ponto de vista linguístico, não há problema algum em chamar a língua de um jeito ou de outro.

No continente americano, onde a língua espanhola é falada por 19 países, o termo castelhano é o mais utilizado. Isso por tratar-se do termo utilizado pelos primeiros ibéricos que chegaram à América e infundiram seu idioma. É uma questão histórica. Quanto a dizer que “é culpa dos argentinos”, é apenas mais uma chance que o brasileiro tem de fazer piada com os ’hermanos’ do país vizinho.

Mesmo levando em consideração que espanhol e castelhano são duas denominações diferentes para a mesma língua, surge a questão: mas e aí, têm diferenças? E a resposta é: apenas diferenças regionais. Pensem no Brasil, um país de dimensões continentais, nele há diferenças entre suas regiões/estados (macaxeira, aipim e mandioca, por exemplo), imagine entre países! Porém, é importante destacar que não são idiomas diferentes, apenas costumes e palavras que recebem variações.

Assista a este vídeo com uma breve explicação a respeito dos nomes espanhol/castelhano:

Uma língua, muitos países

O espanhol é a língua oficial de 20 países, sendo eles (em ordem alfabética): Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, El Salvador,  Espanha, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Paraguai, Panamá, Peru, Porto Rico, República Dominicana, Uruguai e Venezuela. Foi também o idioma oficial das Filipinas do século XVI até 1987.

Figura 1: Países que falam Espanhol

De acordo com levantamentos recentes, o espanhol é falado por cerca de 470 milhões de pessoas no mundo todo, e estudado por 21 milhões como língua estrangeira. Isso demonstra a importância do estudo desta língua, sem contar a proximidade do Brasil com países hispano falantes. Então, vem com a gente aprender muito mais sobre esse idioma rico e desafiador!

Os textos e exemplos acima foram organizados pela professora especialista Marcia Canto Teixeira para o Blog do Enem. Marcia é formada em Língua e Literatura Espanhola pela Universidade Federal de Santa Catarina e especialista em estudos linguísticos e literários aplicados ao ensino da língua portuguesa pela Unisul. Dá aulas de espanhol em escolas da grande Florianópolis desde 2003. Facebook: https://www.facebook.com/mcardosocanto