Biologia – Cefalópodes, Gastrópodes e Bivalves: As classes de Moluscos

Você conhece as principais classes de Moluscos? Sabe a importância econômica e ecológica desses animais? Então fique ligado neste post e arrase nas questões do Enem!

Os moluscos são animais de corpo mole que geralmente habitam ambientes aquáticos, podendo também viver em ambientes terrestres úmidos. O Filo Mollusca possui uma grande biodiversidade, dividida principalmente em quatro Classes: Polyplacophora, Gastropoda, Cephalopoda e Bivalvia. Neste post revisaremos as características principais dessas classes assim como a importância econômica desse grupo. Portanto, querido(a) candidato(a), fique ligado, pois te ajudaremos a se dar bem nas questões de Biologia do Enem e dos Vestibulares!

Dica 1: Antes de continuar estudando as principais classes do Filo Mollusca, que tal revisar as principais características desse filo? Então, veja este super post, com vídeo-aula do professor Rubens Oda e dicas da professora Juliana Evelyn dos Santos: https://blogdoenem.com.br/caramujos-lulas-ostras-filo-moluscos/

Para iniciar sua revisão, veja esta ótima vídeo-aula do Professor Jonas Filho do canal Nota Máxima, do Youtube:

E aí, curtiu o vídeo? Beleza! Agora, para dar aquela fixada no conteúdo e tirar todas as suas dúvidas, veja o super post que preparamos para você:

Classe Polyplacophora: Os poliplacoforas são representados pelos animais popularmente chamados de quítons. São animais marinhos, que vivem principalmente nos costões rochosos. Os quítons são caracterizados por uma minúscula cabeça e uma concha formada por oito placas dorsais. Estas placas são imbricadas, porém encaixam-se perfeitamente entre si, permitindo uma boa maleabilidade da musculatura por baixo, ao mesmo tempo em que fornece ótima proteção ao animal. Quando se sentem ameaçados, podem enrolar-se sobre si mesmos, formando uma bola. Respiram por brânquias localizadas entre a concha e o manto. São animais dioicos, possuindo sexos separados. Realizam reprodução sexuada com fecundação externa. Seu desenvolvimento é indireto, formando uma larva tracófora que vive no plâncton. Possuem rádula (estrutura bucal semelhante a uma língua cheia de plaquinhas) para raspar as superfícies em busca de alimento.

Moluscos

Dica 2: Que tal revisar os conceitos e características básicas do Reino dos Animais? Então, veja este super post com vídeo-aula do professor Rubens Oda e dicas da professora Juliana Evelyn dos Santos: https://blogdoenem.com.br/biologia-reino-animais/

 

Gastropoda: Os gastrópodes constituem a classe mais biodiversificada e numerosa dos moluscos. Fazem parte desse grupo as lesmas, caramujos e caracóis. A maioria das espécies é aquática, vivendo tanto em ambiente marinho quanto dulcícola, porém há vários representantes terrestres. A maioria das espécies desse grupo possui uma concha formada por uma única valva. Nestes moluscos é possível distinguir bem as diferentes partes de seus corpos: cabeça, pé e massa visceral. Na cabeça, podem ter um ou dois pares de tentáculos que possuem capacidade tátil. A boca possui rádula para raspar superfícies em busca de comida. Os gastrópodes possuem variados tipos de alimentação, podendo ser herbívoros, detritívoros ou ainda carnívoros predadores. Os gastrópodes aquáticos realizam sua respiração através de brânquias. Já as espécies terrestres podem ter pulmões simples, formados por cavidades vascularizadas (caramujos e caracóis), outros, como algumas lesmas, respiram através da superfície corpórea. Algumas espécies de gastrópodes são apreciadas como alimento, como a Helix pomatia – o escargot. Outras espécies podem servir de hospedeiros intermediários de parasitas humanos, como os caramujos do gênero Biomphalaria.

 molusco

Dica 3: Revise também o Filo dos Poríferos! Veja este super post com aula divertida do professor Paulo Jubilut e dicas da Professora Juliana Santos: https://blogdoenem.com.br/biologia-reino-animais-poriferos/

Cephalopoda: Os cefalópodes são moluscos marinhos com cabeça bem desenvolvida e pés modificados em tentáculos que partem da cabeça (daí seu nome). Possuem dois olhos muito desenvolvidos (algumas espécies com olhos semelhantes aos dos humanos), uma boca arredondada com bico córneo e rádula. A boca é rodeada pelos tentáculos. Os tentáculos possuem milhares de células quimiorreceptoras que permitem a percepção de presas no ambiente. Algumas espécies, como a lula-gigante pode ter milhares de pequenos ganchos nos tentáculos que as ajudam a capturar presas. Além disso, os pés deram origem a uma outra estrutura: um funil, por onde o animal pode lançar jatos de água que ajudam na locomoção do animal. Através desse funil, os cefalópodes podem também eliminar uma tinta escura, para confundir possíveis predadores. Algumas espécies possuem células especializadas na pele chamadas de cromatóforos que mudam de cor para efeito de comunicação ou camuflagem. São animais dioicos, realizam reprodução sexuada com fecundação interna, tendo desenvolvimento direto. Os polvos e lulas normalmente reproduzem-se apenas uma vez na vida. Logo após que se reproduzem, os animais passam a viver exclusivamente para o cuidado com os ovos. Depois que os filhotes nascem, a fêmea morre. Dentro do grupo dos cefalópodes há representantes sem concha (polvo), com uma concha interna (como as lulas) e com concha externa (como os náutilos).

 molusco lula

Dica 4: Você conhece o Filo dos Cnidários? Não? Então se liga e revise esses animais também, pois eles também podem aparecer no Enem e nos vestibulares! Veja este post com vídeo-aula divertida do professor Paulo Jubilut: https://blogdoenem.com.br/cnidarios-aguas-vivas-corais/

Bivalvia: Os bivalves são animais aquáticos que vivem em água doce ou salgada. Seu corpo é composto basicamente por pé e massa visceral. Podem viver enterrados no solo ou aderidos a costões rochosos e outras superfície. Possuem uma concha formada por duas valvas (daí seu nome – bivalve). São também chamados de pelecípodes, que significa “pé volumoso e achatado”. Algumas espécies podem utilizar o pé para se deslocarem ou se enterrarem no solo lodoso. A maioria dos animais desse grupo possui brânquias ciliadas que produzem uma circulação de água entre a concha e o manto. Esse fluxo de água, além de trazer água com mais oxigênio, permite que o animal filtre pequenas partículas que servirão de alimento. Essas partículas são encaminhadas para a boca, que é anterior ao animal e não possui rádula. Algumas espécies podem produzir pérolas de valor comercial. As pérolas são espécies de cistos de defesa produzidos pelos bivalves quando algum corpo estranho penetra entre o manto e a concha do animal. Como mecanismo de defesa, o manto secreta sucessivas camadas de material da concha, isolando o intruso. Em algumas espécies, esse material é um nácar brilhante, formando as pérolas de valor comercial.

 molusco valor comercial

Importância econômica dos Moluscos no Brasil: Você sabe que o Enem A-D-O-R-A fazer questões que relacionem o conteúdo científico com o mercado de trabalho e o seu cotidiano, certo? Portanto, querido(a) candidato(a), é importante você estar ligado que o Brasil é um dos maiores produtores mundiais de moluscos. Nosso país produz cerca de 15 mil toneladas de moluscos ao ano (mariscos, ostras, berbigões, lulas e polvos), seguido pelo Chile. Aproximadamente 90% da produção de moluscos no Brasil se concentra nos estados do Sul, principalmente em Santa Catarina. Para saber um pouquinho mais sobre o assunto, leia o artigo a seguir sobre o panorama da aquicultura brasileira nas últimas décadas: http://www.panoramadaaquicultura.com.br/paginas/Revistas/62/VIEIRAS.asp

Além de ler o texto, você pode se informar mais sobre a produção de moluscos no Brasil dando uma espiadinha nesse interessante vídeo produzido pela Epagri:

Veja também este vídeo sobre a produção de moluscos em Santa Catarina e os problemas relacionados à maré vermelha:

Dica 5: Precisa revisar mais conteúdos de biologia? Veja os vídeos de Biologia da Khan Academy já traduzidos para o Português pela equipe da Fundação Lemann no http://www.fundacaolemann.org.br/khanportugues/#videos
Dica 6: Quer treinar seus conhecimentos em Biologia? Baixe esta apostila de biologia gratuitamente! https://blogdoenem.com.br/biologia-enem-apostila-gratuita/
Juliana Biologia Enem
Os textos e exemplos acima foram preparados pela professora Juliana Santos para o Blog do Enem. Juliana é formada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Santa Catarina. Dá aulas de Ciências e Biologia em escolas da Grande Florianópolis desde 2007. Facebook: https://www.facebook.com/juliana.evelyndossantos.