Faltam:
para o ENEM

Células-tronco, Transgênicos e Clonagem – Revisão de Biologia Enem. Veja!

Atualidades são importantes em qualquer frente dos Vestibulares ou do Enem. Nas questões de biologia, não poderia ser diferente. Saiba tudo sobre: transgenia, clonagem e células-tronco!

Transgenia, células-tronco, clonagem… Você deve estar pensando: – Que é isso? Filme de ficção científica? Não! Estamos falando dos últimos avanços científicos na manipulação da molécula de DNA. Veja abaixo.

Essas três técnicas  (Clonagem, Transgenia, e uso de Células-tronco) revolucionaram a ciência nas últimas décadas e também a sua vida! Não acredita? Acha que isso é coisa de gente vestida de branco que trabalha em laboratórios bem longe de você, e que não cai no Enem e no vestibular?

Pois bem, só um exemplo de como isso está na sua vida: você já viu que algumas embalagens de alimentos trazem um símbolo triangular amarelo, parecido com uma placa de transito, com um “T” bem no meio? Então! Isto quer dizer que no seu lanchinho há alimentos transgênicos!

Dica importante: Para entender bem o assunto desta aula sobre Células-Tronco, Transgênicos e Clonagem é importante que você se lembre dos conceitos de DNA e RNA. Não lembra? Não tem problema! Dê uma espiada aqui neste post sobre os Ácidos Nucleicos: https://blogdoenem.com.br/biologia-khan-academy/

dna destacada

Transgênicos: são organismos geneticamente modificados. Basicamente, é um organismo que contem genes de outra (ou outras) espécie inseridos nele por meio de técnicas de engenharia genética. Os genes inseridos podem ter diversas finalidades, como o aumento da produtividade de uma planta, diminuição da suscetibilidade a pragas, ou ainda fazer com que o organismo modificado produza alguma substância de interesse, como por exemplo, a insulina sintética. A insulina é a principal substância utilizada no tratamento da diabetes.

Para produzi-la, são utilizadas bactérias Escherichia coli (comuns na flora intestinal humana) geneticamente modificadas. Grosso modo, elas recebem genes humanos responsáveis pela produção do hormônio insulina e assim tornam-se capazes de produzi-lo. Os transgênicos, a princípio, buscam melhorias para a vida humana.

Porém, há muitos cientistas e organizações ambientais que criticam fortemente seu uso indiscriminado. “Ecochatice”? Não. Há alguns estudos que, por exemplo, indicam que as plantas transgênicas podem se reproduzir com plantas originais. Isto poderia fazer com que as características genéticas originais sumissem, uma vez que estariam “menos adaptadas” aos desafios impostos pelo ambiente.

Célula-tronco: As células-tronco, também chamadas de células-mãe, são células capazes de se diferenciarem e produzirem outras células do organismo. Devido a esta característica, essas células têm vigorado como uma grande esperança terapêutica no tratamento de problemas relacionados a órgão do corpo cujos tecidos tem pouco poder regenerativo, como o sistema nervoso, além de doenças degenerativas, cardiovasculares, hematológicas e diabetes. Os principais tipos de células-tronco são:

– Totipotentes: encontradas em embriões humanos com poucas células, possuem naturalmente um alto poder de diferenciação, uma vez que são elas que posteriormente formarão todas as células de um bebê. Por tal motivo, é nelas que se concentra grande parte dos estudos terapêuticos.

– Pluripotentes: São células encontradas em diversos tecidos maduros, como a medula óssea e o cordão umbilical. Estas células possuem um poder de diferenciação mais limitado.

Clonagem: É a produção se seres geneticamente idênticos. Na biologia, consideramos que a clonagem pode acontecer naturalmente, como em gêmeos monozigóticos ou na reprodução assexuada das bactérias.  A primeira experiência científica com clonagem artificial de animais ocorreu no ano de 1996, na Escócia. Este experimento conseguiu clonar uma ovelha, batizada de Dolly. Após esta experiência,  vários animais foram clonados, como por exemplo, bois, cavalos, ratos e porcos.

A técnica da clonagem pode variar muito, dependendo do seu objetivo. Hoje, a mais discutida é a clonagem terapêutica, que busca reproduzir em laboratório tecidos ou órgãos em laboratório. A ideia é reproduzir em laboratório órgãos saudáveis a partir dos tecidos de uma pessoa doente que necessita de um transplante. Isso diminuiria, por exemplo, os casos de rejeição do órgão e acabaria com as filas por transplante.

Ih… levou um susto com os Transgênicos, as Células-Tronco, e a Clonagem? Então, para esclarecer todas as suas dúvidas, veja este vídeo do professor Paulo Jubilut, do canal Biologia Total, sobre transgênicos, células-tronco e clonagem:

Gostou do vídeo? Agora é ler o finalzinho da aula e partir para os exercícios.

Dica 2: Quer saber mais sobre os transgênicos? Então leia os textos presentes nos links abaixo e atualize seu conhecimento sobre transgênicos!

http://www.greenpeace.org/brasil/pt/O-que-fazemos/Transgenicos/

http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2013/02/130207_transgenicos_lista_tp.shtml

Biologia

Dica 3: Fique ligado! A utilização de células-tronco de embriões é um assunto muito polêmico, uma vez que a técnica inviabiliza o embrião. No Brasil, a utilização dessas células é permitida pela Lei nº 11.105, de 24 de março de 2005, desde que sejam obtidas de embriões produzidos por fertilização in vitro e que estejam inviáveis ou congelado há mais de 3 anos. Porém, são proibidas por esta mesma lei a clonagem humana e o emprego de técnicas de engenharia genética (como a transgenia) nestes embriões. Em 2013 o assunto voltou a ser discutido por conta do “Estatuto do Nascituro”, projeto de lei 478/2007, que foi aprovado pela Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos deputados e que considera que um embrião ou até mesmo um zigoto, é considerado um ser humano e tem os mesmo direitos à vida como qualquer um de nós, inviabilizando pesquisas na área. Saiba mais sobre o assunto lendo o texto do link a seguir:

http://www.cartamaior.com.br/?/Editoria/Direitos-Humanos/Os-perigos-do-Estatuto-do-Nascituro/5/28055

Dica 4: Quer se aprofundar um pouquinho mais nesse assunto? Então leia este texto bem legal do site do Dr. Drauzio Varella sobre a clonagem e suas implicações éticas:

http://drauziovarella.com.br/letras/c/clonagem-e-celulas-tronco-2/

Então, curtiu revisar estes assuntos? Ajudamos você? Beleza! Agora, para provas que você entendeu tudo certinho, vamos exercitar?

1)     (Enem – 2012) O milho transgênico é produzido a partir da manipulação do milho original, com a transferência, para este, de um gene de interesse retirado de outro organismo de espécie diferente. A  característica de interesse será manifestada em decorrência:

a)      do incremento do DNA a partir da duplicação do gene transferido.

b)     da transcrição do RNA transportador a partir do gene transferido.

c)      da expressão de proteínas sintetizadas a partir do DNA não hibridizado.

d)      da síntese de carboidratos a partir da ativação do DNA do milho original.

e)      da tradução do RNA mensageiro sintetizado a partir do DNA recombinante.

Resposta: E

2)     (Enem – 2011) Um instituto de pesquisa norte-americano divulgou recentemente ter criado uma “célula sintética” , uma bactéria chamada de Mycoplasma mycoides. Os pesquisadores montaram uma sequência de nucleotídeos, que formam o único cromossomo dessa bactéria, o qual foi introduzido em outra espécie de bactéria, a Mycoplasma capricolum. Após a introdução, o cromossomo da M. capricolum foi neutralizado e o cromossomo artificial da M. mycoides começou a gerenciar a célula, produzindo suas proteínas.

GILBSON et al. Creation of a Bacterial Cell Controlled by a Chemically synthesized Genome. Science. V.329, 2010 (adaptado).

A importância dessa inovação tecnológica para a comunidade científica se deve à

A) possibilidade de sequenciar os genomas de bactérias para serem usados como receptoras de cromossomos artificiais.

B) capacidade de criação, pela ciência, de novas formas de vida, utilizando substâncias como carboidratos e lipídeos.

C) possibilidade de produção em massa da bactéria Mycoplasma capricolum para usa distribuição em ambientes naturais.

D) possibilidade de programar geneticamente microrganismos ou seres mais complexos para produzir medicamentos, vacinas ou combustíveis.

E) capacidade da bactéria Mycoplasma capricolum de expressar suas proteínas na bactéria sintética e estas serem usadas na indústria.
Resposta:D, Pois a técnica descrita mostra a possibilidade de manipulação gênica há a possibilidade de criar cromossomos com sequencias gênicas de interesse para a aplicação industrial, como falamos acima no tópico sobre transgenia.

Dica 5: Quer treinar seus conhecimentos em Biologia? Baixe esta apostila de biologia gratuitamente! https://blogdoenem.com.br/biologia-enem-apostila-gratuita/
Dica 6: Precisa revisar mais conteúdos de biologia? Veja os vídeos de Biologia da Khan Academy já traduzidos para o Português pela equipe da Fundação Lemann no http://www.fundacaolemann.org.br/khanportugues/#videos
Juliana Biologia Enem
Os textos e exemplos acima foram preparados pela professora Juliana Santos para o Blog do Enem. Juliana é formada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Santa Catarina. Dá aulas de Ciências e Biologia em escolas da Grande Florianópolis desde 2007. Facebook: https://www.facebook.com/juliana.evelyndossantos.