O que é um vírus Covid-19, HIV, Ebola ou Gripe: Biologia Enem

Resumo online para você gabaritar sobre Vírus na Biologia do Enem. Veja o Coronavírus do Covid-19, o Ebola, e o HIV-AIDS,que estão entre os vírus que mais desafiam a ciência

A pergunta está no ar em todo o mundo: O que é um vírus? Afinal, em 2014 o mundo inteiro voltou a se apavorar com o vírus Ebola, que causou mais de 9 mil mortes no continente África, e ainda fez vítimas em países onde nunca se imaginava. O vírus HIV, que provoca a AIDS segue ainda invicto contra vacinas ou tratamentos eficazes.

E, no final de 2019, o novo Coronavírus invadiu o mundo a partir da China, provocando a Pandemia do Covid-19, inclusive no Brasil, com mais de 210 mil mortes até o final de janeiro de 2021.

O que é um vírus?

Os vírus são responsáveis por boa parte das doenças que atingem os seres humanos! Porém, apesar de sua fascinante capacidade de parasitar nossas células, possuem uma estrutura extremamente simples. Tão simples que não podem nem ser considerados células. Essa existência peculiar dos vírus é intrigante e confunde até mesmo os cientistas mais renomados para definir o que é um vírus.

Confira agora com a professora Juliana Evelyn Santos, do canal do Curso Enem Gratuito, o que é um vírus e as principais características destes organismos, que de tão simples nem podem ser classificados como um “animal”. Estranhou isso? Veja agora:

Gostou do resumo sobre o que é um vírus? Muito bom, mesmo. Veja os principais destaque sobre o que é um vírus:

A estrutura de um vírus

A primeira coisa que você tem que lembrar é que os vírus são acelulares. Isso significa que eles não possuem célula/estrutura celular. Nem mesmo célula procarionte (que é super simples), muito menos eucarionte! Por isso, muitos cientistas discutem se vírus são seres vivos ou não.

Como eles não possuem estrutura celular, eles também não vão conseguir se reproduzir, a não ser que estejam parasitando uma célula de outro ser vivo. Então, se eles são acelulares (sem célula), quando eles estão fora da célula, eles se comportam como partículas inertes, como um pedaço de poeira.

Os vírus só atuam quando entram dentro de uma célula, escravizam ela e usam a sua maquinaria celular para produzir suas próprias estruturas. Ou seja, os vírus também não possuem metabolismo! Por conta disso, eles são todos parasitas intracelulares obrigatórios. Fora dela, existe o termo virión para classificar o vírus quando ele está fora da célula hospedeira com seu comportamento inerte.

Como o vírus sempre parasita uma célula para poder completar o seu ciclo, nós falamos que os vírus são todos agentes infecciosos. Ou seja, são agentes que podem/causam doenças em todos os grupos de seres vivos.

Eles vão atingir todos os grupos de seres vivos, desde o reino monera até os animais. Só que os vírus são super específicos e existem diversos deles para cada tipo de ser vivo ou inclusive dependendo da parte do corpo do ser vivo. São parasitas extremamente específicos.

– E, como eles não tem células, eles não sofrem ação de antibiótico! Isso é muito importante. Usar antibiótico para um vírus não faz diferença, ele não vai ser combatido dessa maneira. Quem precisa expulsar o vírus é nosso próprio organismo através do sistema imunológico.

O vírus do HIV-AIDS

O HIV, que provoca a doença da AIDS,  é um vírus mortal. Muita gente pensa que pode ‘conviver com ele’ o resto da vida, pacificamente. Mas, esta interpretação está errada. Os tratamentos severos para os portadores do HIV que manifestam os sintomas da doença debilitam progressivamente, e a vida que resta se torna cada vez mais penosa.

Esta ilusão tem levado muitos jovens ao caminho ainda sem volta da AIDS e aos sofrimentos decorrentes.O que é um vírus HIV

O vírus Ebola, que em 2014 provocou um novo surto no continente africano, tem um ciclo diferente no organismo humano, e pode provocar a morte em poucos dias. A taxa de mortalidade dos infectados pelo Ebola pode ficar acima de 50% em poucos dias após a manifestação. O que é um vírus Ebola Veja aqui um post especial sobre tudo o que você precisa saber sobre o vírus Ebola para o Enem e o Vestibular: https://blogdoenem.com.br/ebola-biologia-enem/ 

Outro vírus importante e que também pode cair nas provas é o da Gripe, que todo ano retorna com uma nova mutação. Então, você já sabe que o tema está sempre na pauta e pode cair no Enem e nos Vestibulares!Biologia Enem - Vírus

Reprodução viral

Veja abaixo uma videoaula com a professora Juliana Evelyn Santos preparou para o canal do Curso Enem Gratuito. Ela mostra de maneira bem didática como acontecem os ciclos virais, explicando como um vírus parasita uma célula para poder se reproduzir.

Gostou da aula-resumo da professora Juliana? Muito boa. Agora, vamos aos Coronavírus:

O Coronavírus

Os vírus da família Coronavírus são conhecidos desde 1960 e até este momento conhecemos 7 cepas de coronavírus que são capazes de parasitar seres humanos. Dentre essas cepas, há algumas que causaram surtos e epidemias recentes, como o SARS-COV.

Esse coronavírus causou a Síndrome Respiratória Aguda (SARS, do inglês “Severe Acute Respiratiory Syndrome”). A SARS matou mais de 900 pessoas em 2002 no continente asiático.

Resumo sobre Pandemia; Endemia; e Epidemia: Entendeu agora por que estamos em uma Pandemia? Veja agora o(s) hospedeiro(s) do Coronavírus.

Especificidade viral e origem do coronavírus

Assim como a maior parte dos vírus que conhecemos, os  membros da família dos coronavírus são muito específicos. Ou seja, parasitam apenas um tipo de hospedeiro.

Porém, pelo fato de serem de RNA simples direto, é muito comum que os coronavírus sofram mutações ao acaso, muito mais frequentemente do que os vírus que têm como material genético o DNA.

Isso acontece porque as enzimas que acompanham o RNA que é introduzido na célula (como a RNA polimerase e a RNA integrasse) não conseguem corrigir os erros que ocorrem durante a replicação de RNA.

Assim, apesar de como dito acima esses vírus serem muito específicos, essas mutações podem possibilitar que eles passem a parasitar outros hospedeiros, que não os seus habituais. Por isso que muitos cientistas apontam animais silvestres como os reservatórios originais do coronavírus atual.

O vírus que vem causando essa nova infecção por coronavírus foi nomeado temporariamente pela OMS como 2019-nCOV e a doença como COVID-2019. Não se sabe ao certo quem seriam os reservatórios naturais desse vírus.

Porém, as últimas pesquisas apontam que a transmissão pode ter ocorrido entre animais marinhos e humanos, já que os primeiros casos parecem estar todos ligados a um mercado de peixes na província de Wuhan, na China.

Como ele afeta nosso organismo?

Assim como todos os vírus, o 2019-nCOV é um parasita intracelular obrigatório. Isso quer dizer que para que ele possa completar seu ciclo, é preciso que ele invada uma célula e utilize sua “maquinaria” para produzir novas cópias. Isso faz com que as células fiquem enfraquecidas e morram ao longo do tempo.

A Agora, vamos de volta ao ciclo do Coronavírus que provoca o Covid-19:

Como o novo coronavírus têm preferência pelas células dos tecidos presentes no trato respiratório superior  (garganta e nariz, especialmente), essas regiões passam a apresentar respostas inflamatórias ao invasor.

Dica 1: Biologia Enem – Revise sobre Evolução para mandar bem na prova

Agora, prepare a sua imunidade, que vamos aos “queridos” Vírus!  Veja com o Professor Márcio, do Canal Caep Interativo, no Youtube. Saca Só!

 Dica 2: Biologia – Revise sobre Genética com aulas e apostilas grátis – https://blogdoenem.com.br/enem-genetica-aulas-apostilas-gratis/
 Dica 3: Biologia – Citologia: apostilas e videoaulas gratuitas – https://blogdoenem.com.br/biologia-enem-apostilas-videoaulas/