Biologia – Resolva problemas de genética com o quadro de Punnett

O quadro de Punnett é a maneira mais simples de resolver problemas de mono e diibridismo. Revise biologia com vídeo-aula da Khan Academy e fique “fera” em genética! Veja abaixo.

Criado pelo geneticista inglês Reginald Punnett (1875 – 1967), o quadro de Punnett é a maneira mais simples de resolver os problemas de biologia genética que envolvem monoibridismo e diibridismo. Com ele você pode visualizar os gametas de cada genitor e os possíveis genótipos e fenótipos resultantes de um cruzamento.  Então, querido (a) candidato (a), já deves ter sacado que para se dar bem nas questões de genética do Enem e dos vestibulares você precisa saber montar um desses, certo? Então, que tal revisar o quadro de Punnett e os principais tipos de herança genética?

Para introduzir o assunto e revisar também os principais mecanismos de herança genética da primeira e segunda Leis de Mendel, veja esta super vídeo-aula da Khan Academy:
http://www.fundacaolemann.org.br/khanportugues/ciencias/biologia/hereditariedade_e_genetica/quadro_de_punnett

E aí, gostou do vídeo? Beleza! Agora, que tal estudar mais um pouquinho? Para tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto, preparamos um resumo e uma lista de dicas com super posts do Blog para você ficar fera em genética!

Dica 1: Você não se lembra de quase nada do conteúdo de genética? Que tal dar uma revisada nos conceitos básicos deste conteúdo? Para isso, veja o post a seguir, ele tem uma vídeo-aula super didática da Khan Academy e dicas da professora Juliana Santos: https://blogdoenem.com.br/biologia-introducao-genetica/

Montagem do quadro de Punnett: O quadro consiste em um diagrama onde desenhamos uma matriz em que na primeira linha e na primeira coluna são organizados os possíveis gametas de cada genitor. Assim, ao combinarmos (cruzarmos) os gametas de cada linha com cada coluna, somamos os gametas de cada genitor formando os possíveis genótipos, sendo possível dessa maneira, calcular os possíveis fenótipos (que dependerão da relação entre os alelos que estão sendo analisados). É importante salientar que o quadro de Punnett só deve ser utilizado em problemas que seguem a primeira e a segunda Lei de Mendel, onde a segregação dos diferentes genes envolvidos é independente um do outro. Para entender melhor como montar um quadro de Punnett, veja os exemplos a seguir para problemas envolvendo monoibridismo e diibridismo:

Dica 2: Você tem dificuldades em calcular as probabilidades genéticas pedidas pelas questões do Enem e dos vestibulares? Então, veja o post a seguir sobre Probabilidade aplicada à Genética, ele irá complementar seu estudo do quadro de Punnett e te ajudar a gabaritar as questões de Biologia! https://blogdoenem.com.br/biologia-probabilidade-genetica/

Exemplo 1 – Monoibridismo: Paulo, de olhos azuis, casou-se com Ana que possui olhos castanhos e é filha de uma mulher com o mesmo fenótipo de seu marido. Quais as chances de Paulo e Ana terem filhos de olhos azuis?

  • Passo 1 – Encontrar os genótipos dos genitores: Você provavelmente lembra que o alelo para olhos azuis é recessivo e, por isso, só se expressa em homozigose. Sendo assim, Paulo obrigatoriamente terá duas doses desse gene. Logo o genótipo de Paulo é “aa”. Ana tem olhos castanhos, fenótipo determinado pelo gene dominante “A”. Segundo a questão, sua mãe também tem olhos azuis. Por tal motivo, Ana obrigatoriamente herdou de sua mãe um alelo para cor de olhos azul. Sendo assim, Ana tem como genótipo “Aa”.
  • Passo 2 – Encontrar os gametas de cada genitor: Paulo tem genótipo “aa”, dessa maneira, quando sua células sofrerem meiose para formar seus gametas, cada um deles receberá um alelo “a”. Sendo assim, 100% dos gametas de Paulo serão “a”. Já Ana, que é heterozigota (Aa) para a característica em questão, produzirá dois tipos de gametas: 50% dos gametas serão “A” e 50% dos gametas serão “a”.
  • Passo 3 – Montar e analisar o cruzamento através do quadro de Punnett:

Biologia - Quadro de Punnett Biologia - Quadro de Punnett

Dica 3: Está com dúvidas em relação à primeira Lei de Mendel, ao monoibridismo e ao mecanismo de dominância completa? Nós podemos te ajudar! Veja este post super completo sobre o assunto com vídeo-aula do professor Eduardo do canal “Curso online gratuito”: https://blogdoenem.com.br/biologia-genetica-lei-mendel/

Exemplo 2 – Diibridismo: Paulo tem sardas e olhos azuis, sendo homozigoto para ambas as características. Sua mulher, Ana, não possui sardas e seus olhos são castanhos, sendo heterozigota para a última característica. Sabendo que o gene que condiciona as sardas é dominante e que não se encontra no mesmo cromossomo que contém o gene para cor de olhos, calcule qual a possibilidade de o casal gerar um filho com sardas e olhos azuis.

  • Passo 1 – Encontrar os genótipos dos genitores: Paulo tem olhos azuis e já sabemos que o genótipo para olhos azuis é “aa”. Além disso, ele possui sardas e é homozigoto para essa característica, assim seu genótipo em relação às sardas será “SS”. Logo o genótipo de Paulo, levando em consideração as duas características será “aaSS”. Ana tem olhos castanhos e é heterozigota para essa característica, logo ela terá genótipo “Aa” para cor de olhos. Como Ana não possui sardas, característica condicionada por um gene recessivo, ela será “ss”. Assim, o genótipo de Ana, levando em consideração as duas características, será “Aass”.
  •  Passo 2 – Encontrar os gametas de cada genitor: Aqui você precisa combinar cada alelo de uma característica com cada alelo da outra.

– Paulo (aaSS)- Como ele é homozigoto para ambas as características, ele produzirá 100% de gametas “aS”.

– Ana (Aass) – 50% gametas “As” e 50% gametas “as”.

  • Passo 3 – Montar e analisar o cruzamento através do quadro de Punnett:

Quadro Punnett

Dica 4: “E se o problema pedir um cruzamento diíbrido entre heterozigotos para as duas características? São muitas possibilidades!” Não se desespere querido (a) candidato (a)! Nós temos a solução: Dê uma espiada no post a seguir sobre o diibridismo que tem todos os “macetes” para resolver estas questões mais “cabeludas”: https://blogdoenem.com.br/biologia-segunda-lei-mendel/

Agora que você já está craque em montar quadros de Punnett, que tal treinar seus conhecimentos? Faça os exercícios a seguir e fique “tinindo” para o seu próximo exame!

1) (UEL-2003) Na espécie humana, a miopia e a habilidade para a mão esquerda são caracteres condicionados por genes recessivos que se segregam de forma independente. Um homem de visão normal e destro, cujo pai tinha miopia e era canhoto, casa-se com uma mulher míope e destra, cuja mãe era canhota. Qual a probabilidade de esse casal ter uma criança com fenótipo igual ao do pai?

a) 1/2

b) 1/4

c) 1/8

d) 3/4

e) 3/8

Resposta: E.

2) (Mack-2002) Um indivíduo daltônico e não míope, filho de pai míope, casa-se com uma mulher normal para ambas as características. O casal já tem uma filha daltônica e míope. Sabendo que o daltonismo é condicionado por um gene recessivo ligado ao sexo e que a miopia é uma herança autossômica recessiva, a probabilidade de terem uma menina normal para ambas as características é de:

a)3/16

b)1/4

c)1/16

d)1/2

e)9/16

Resposta: A

3) (Mack-2005) A cor preta dos pelos em porquinhos-da-Índia é condicionada por um gene dominante em relação ao gene que condiciona pelos brancos. Uma fêmea preta que já tinha tido filhotes brancos é cruzada com um macho branco. A probabilidade de nascer uma fêmea branca é de:

a) ¼

b) ½

c) 1

d) 0

e)3/4

Resposta: A.

Dica 5: Quer revisar a herança ligada ao sexo? Então acesse este post: https://blogdoenem.com.br/biologia-genetica-heranca-sexo/
Dica 6: Várias questões de genética apresentam árvores genealógicas. Quer uma ajudinha para interpretá-las? Então veja este post com vídeo-aula do professor Paulo Jubilut do canal “Biologia Total”: https://blogdoenem.com.br/biologia-genetica-heredograma/
Dica 7: Precisa revisar mais conteúdos de biologia? Veja os vídeos de Biologia da Khan Academy já traduzidos para o Português pela equipe da Fundação Lemann no http://www.fundacaolemann.org.br/khanportugues/#videos
Juliana Biologia Enem
Os textos e exemplos acima foram preparados pela professora Juliana Santos para o Blog do Enem. Juliana é formada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Santa Catarina. Dá aulas de Ciências e Biologia em escolas da Grande Florianópolis desde 2007. Facebook: https://www.facebook.com/juliana.evelyndossantos.