Cinema: curso, profissão e mercado de trabalho

Tem curiosidade de saber como é a vida do profissional de Cinema e o que se estuda no curso? Então confira e tire as suas dúvidas!

Profissão: Pensando em virar cineasta? Bem, sair por aí com uma câmera na mão e uma ideia na cabeça não basta. Antes, você precisa saber mais sobre o curso de Cinema, as possibilidades da profissão e o mercado de trabalho que espera os graduados. Contamos tudo para você!

Quem é o profissional de Cinema?

Múltiplas habilidades. Essa é uma característica importante de quem pretende entrar na área do audiovisual. O profissional deve entender todas as etapas da produção de um filme, e ser capaz de desenvolver projetos de diversos gêneros voltados para diferentes mídias.

Cinema: curso, profissão e mercado de trabalho

Além da habilidade técnica, o graduado em Cinema também precisa ter um bom embasamento teórico e crítico, que permita compreender e analisar o impacto do seu trabalho na sociedade. Além disso, esse profissional deve ter uma boa capacidade criativa, conhecimentos de cultura geral e habilidade de detectar e atender aos requisitos de uma indústria que exige inovação constante.

O profissional de cinema costuma ser dinâmico, bem relacionado e saber trabalhar em equipe, de modo que facilite a realização do trabalho coletivo.

O curso de Cinema

Com duração média de quatro anos, o curso de Cinema propicia ao aluno o estudo de todas as etapas da produção audiovisual. Geralmente, os cursos mesclam prática e teoria. Na prática, aulas de direção, roteiro, fotografia e som fazem parte das grades curriculares. No campo teórico, são estudadas as disciplinas de história e teoria do cinema, além de técnicas de produção, gerenciamento e distribuição.

Segundo o Guia do Estudante, a maioria das aulas é prática e feita em laboratórios e grande parte das faculdades exige estágio e Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) na graduação.

Vale lembrar que há cursos para formar produtores de cinema e há outros focados em roteirização, teoria e crítica cinematográfica, como na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Verifique qual seu objetivo e pesquise a melhor opção para você.

Cursos de Cinema com conceito 5 no Enade

O conceito do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) leva em conta uma série de critérios, como: o desempenho dos estudantes do curso em uma prova realizada anualmente, o corpo docente, a infraestrutura, os recursos didático-pedagógicos, além dos programas de pós-graduação. Todos são sintetizados em um único indicador, que varia de 1 a 5. Os cursos com nota acima de 3 são considerados satisfatórios pelo Ministério da Educação.

Os cursos abaixo são de universidades públicas e privadas e foram avaliados no Enade de 2009:

  • Universidade Estadual de Goiás (UEG)
  • Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos)
  • Universidade Metodista de São Paulo (UMESP)
  • Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP)
  • Universidade do Sul de Santa Catarina (Unisul)
  • Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (Puc-Rio)

Quer checar o conceito de cursos de outras instituições do país? Acesse http://emec.mec.gov.br/ e faça a busca por estado no mapa ou a busca textual pelo nome da instituição, pelo nome do curso, conceito no Enade e muitos outros critérios!

O mercado de trabalho para o Cinema

De acordo com o portal da Universidade Anhembi Morumbi, uma das instituições que oferecem o curso de Cinema no Brasil, “o cineasta encontra chances não só nas salas de exibição, mas também na TV. O crescimento acelerado das TVs por assinatura e o mercado promissor de filmes publicitários têm promovido boas oportunidades de trabalho em produtoras de vídeo. Na TV aberta, este profissional pode atuar na produção de novelas e outros programas.”

A tendência apontada pela Universidade vai ao encontro do que afirmou Leonel Azevendo de Aguiar, coordenador do curso de Comunicação Social da PUC-Rio, ao Guia do Estudante: “A lei que exige cota mínima de programas nacionais nos canais por assinatura incentiva a expansão da produção de programas dos mais variados gêneros”. E isso cria uma demanda por quem faz Cinema e Audiovisual. Para o coordenador, a internet é a grande novidade do meio, com destaque para as criações de vídeos para a web.

O mercado internacional é o sonho de muitos estudantes e uma carreira mais difícil de ser alcançada. Para começar, a melhor opção é permanecer no Brasil, onde as maiores oportunidades estão no eixo Rio-São Paulo. E para quem pensa ser uma área escassa, vive-se um bom momento do cinema nacional.

A área tem crescido muito de uns anos pra cá, principalmente após a criação de leis de incentivo ao audiovisual em 1995 que aumentou a produção de filmes no país, segundo o portal Guia da Carreira. Para se ter uma ideia da necessidade de profissionais, a equipe de uma produção audiovisual pode ter em média 60 pessoas!

A média salarial de um cineasta fica entre R$ 800,00 e R$ 1.000,00 para quem está começando, de R$ 3.000,00 a R$ 5.000,00 para profissionais já estabilizados e pode chegar a R$ 20.000,00 no auge da carreira.

Perfil do profissional após a formação

Já que os caminhos para o profissional que optar pelo curso de Cinema são tão variados, é comum que o cineasta saia da faculdade adotando uma especialidade. E aqui as possibilidades são muitas, passando por roteiro, animação, fotografia, produção, direção, sonoplastia ou edição.

Por isso, após a graduação, o profissional pode aprofundar sua formação fazendo cursos de especialização na área que escolheu. Além disso, o trabalho nos sets de filmagem vale para incrementar as habilidades no caminho decidido, construir um currículo sólido e fazer contatos que o levarão a outros trabalhos.