Embriologia: Revise os tipos de óvulos e clivagens! – Biologia Enem

Oligolécitos, telolécitos, mesolécitos e centrolécitos. Você conhece os tipos de óvulos? E as clivagens que realizam? Saiba tudo sobre embriologia para arrasar em Biologia no Enem!

Embriologia: O tipo de óvulo produzido por cada animal é determinante no seu desenvolvimento. Animais ovíparos, por exemplo, necessitam de óvulos com grande quantidade de vitelo para alimentar seus embriões durante seu desenvolvimento (já que ficam durante todo esse tempo isolados dentro de seus ovos).

Já os mamíferos vivíparos, não necessitam de óvulos com grande quantidade de vitelo, uma vez que logo após a fecundação o embrião irá se fixar no útero e passará a receber nutrientes através do cordão umbilical e da placenta.

Assim, utilizamos a quantidade e a posição do vitelo dentro dos óvulos para classificá-los em quatro tipos: oligolécitos, mesolécitos, centrolécitos e telolécitos. Você conhece estes tipos de óvulos? Não? Então vem com a gente aprender mais sobre embriologia para arrasar nas questões de Biologia do Enem e dos vestibulares!

biologia

Óvulo oligolécito: Os óvulos oligolécitos (oligo = pouco; lecito = vitelo) são também chamados de alécito (a =sem), homolécitos ou isolécitos (homo ou iso = igual). Nestes óvulos, a quantidade de vitelo é muito pequena e distribuída homogeneamente em todo o citoplasma.

Por tal motivo, a segmentação ou clivagem nos óvulos oligolécitos é holoblástica (holo= todo) ou total e igual. Chamamos esse tipo de clivagem assim porque todo o óvulo sofre divisão, formando blastômeros de tamanhos semelhantes.

O óvulo oligolécito é característico de animais que possuem um desenvolvimento rápido como esponjas , corais e estrelas-do-mar e também dos mamíferos  vivíparos (como nós, humanos), uma vez que logo que se implanta no útero o embrião não precisará mais do suporte de energia oferecido pelo óvulo.

1

Figura 1: Gameta humano (ovócito II com glóbulo polar) fotografado a partir de um microscópio óptico. Os gametas femininos de mamíferos são oligolécitos, ou seja, possuem pouquíssimo vitelo espalhado igualmente pelo citoplasma.

2

Figura 2: Clivagem holoblástica igual. Este tipo de clivagem ocorre em ovos oligolécitos, como do ouriço-do-mar e dos mamíferos placentários. Note que todos os blastômeros possuem tamanhos semelhantes.

Óvulo heterolécito: Os óvulos heterolécitos são também chamados de óvulos mesolécitos. Estes óvulos possuem uma quantidade intermediária de vitelo entre os óvulos oligolécitos e telolécitos.

Neste caso, o vitelo estará mais concentrado no polo vegetativo da célula do que no polo animal (região superior). Por conta desta polarização da célula, as mitoses ocorrerão diferentemente no polo animal e no polo vegetativo.

No polo vegetativo, o vitelo irá atrapalhar as mitoses, assim a clivagem será mais lenta e produzirá células maiores; já no polo animal, onde não há vitelo, a clivagem é mais rápida e formará células pequenas. Os ovos heterolécitos são típicos de anfíbios, de várias espécies de peixes e alguns invertebrados, como muitas espécies de moluscos, poliquetas e platelmintos.

3

Figura 3: Ovócito do anfíbio Xenopus laevis fotografado através de microscópio óptico. Neste ovócito podemos ver o polo animal, mais escuro situado na região superior, e o polo vegetativo, mais claro na região inferior.  Por isso, podemos considerar esteovócito como heterolécito. Créditos da imagem: Phototake / Universal Images Group

4

Figura 4: Clivagem holoblástica desigual em ovo de anfíbio. Note que os bastômeros da parte de baixo são maiores. Isso ocorre porque nesta região (poo vegetativo) há mais vitelo, dificultando e atrasando as mitoses.

Óvulo telolécito: Os óvulos telolécitos são também chamados de óvulos megalécitos. Neste tipo de óvulo há uma enorme quantidade de vitelo no polo vegetativo. Assim, o polo animal fica restrito a uma pequena parte do óvulo, como uma gota discoidal na parte superior.

Sendo assim, a clivagem ocorrerá apenas no polo animal, formando um pequeno disco de células chamado de cicatrícula. A cicatrícula fica “encravada” na gema.  Este tipo de clivagem é chamado de meroblástica parcial ou discoidal. Os óvulos telolécitos são comuns em animais ovíparos, como as aves e os répteis, vários peixes, moluscos e nos mamíferos ovíparos, como o ornitorrinco e a equidna.

5

Figura 5: Ovo de galinha fertilizado com desenvolvimento de 24 horas. O círculo no centro corresponde ao polo animal. Como há uma enorme quantidade de vitelo neste tipo de ovo ele é considerado telolécito. Créditos da imagem: Jerome Wexler / Photo Researchers

6

Figura 6: Clivagem meroblástica discoidal em ovo de peixe. Note que as mitoses só ocorrem no polo animal, pois no polo vegetal a quantidade de vitelo é tão grande que praticamente impede a divisão celular.

Óvulo centrolécito: Os óvulos centrolécitos possuem uma quantidade razoável de vitelo que fica concentrada na região central. Quando a célula inicia seu processo de clivagem, o vitelo não se divide, apenas seu núcleo.

O núcleo do óvulo se divide várias vezes e migra para a periferia da célula. Segue-se então a divisão do citoplasma, formando uma camada de células que envolve o vitelo. Este tipo de segmentação ou clivagem é chamado de meroblástica superficial. Os óvulos centrolécitos são típicos da maioria dos insetos.

7

Figura 7: Óvulo centrolécito, comum em artrópodes.

8

Figura 8: Segmentação meroblástica superficial em ovo cenrolécito, típico de artrópodes.

Para finalizar sua revisão, veja esta videoaula do professor Reccanello, do canal Megaaluno do Youtube:

https://www.youtube.com/watch?v=OxCRh_ezo_Q

Agora que você já sabe tudo sobre os tipos de óvulos e clivagens, que tal testar seus conhecimentos sobre embriologia?

01 – (UEA AM)  As figuras ilustram estágios do desenvolvimento inicial de um anfioxo e de um anfíbio.

9

(José Mariano Amabis e Gilberto Rodrigues Martho. Biologia das células, 2004. Adaptado.)

A diferença entre os dois processos deve-se

a) à resistência, maior ou menor, da membrana que reveste a célula-ovo.

b) à ocorrência de divisões mitóticas em maior número na célula-ovo do anfioxo.

c) à quantidade e distribuição do vitelo presente no citoplasma da célula-ovo.

d) à ocorrência de divisões mitóticas em maior número na célula-ovo do anfíbio.

e) a uma distribuição desigual das organelas citoplasmáticas da célula-ovo.

Gab: C

 

02 – (UEPG PR)   Os tipos de ovos são classificados de acordo com a quantidade e distribuição de vitelo. Com relação aos tipos de ovos, assinale o que for correto.

01. Os ovos oligolécitos (ou isolécitos) apresentam uma pequena quantidade de vitelo distribuído de forma homogênea por todo o citoplasma. Exemplo: maioria dos mamíferos.

02. Os humanos apresentam ovos com uma grande quantidade de vitelo, necessário ao suprimento do embrião.

04. Os ovos encontrados em répteis e aves são do tipo megalécito (ou telolécito completo), já que apresentam uma grande quantidade de vitelo concentrado no polo vegetativo.

08. Os ovos centrolécitos apresentam uma grande quantidade de vitelo distribuído na região central da célula. Exemplo: insetos.

16. Os platelmintos e os anelídeos apresentam ovos do tipo centrolécito.

Gab: 13

 

03 – (UEM PR)   Reunidos, os cromossomos do espermatozoide e do óvulo representam o material genético do novo indivíduo, com informações necessárias e suficientes para o seu desenvolvimento. A respeito do desenvolvimento embrionário dos animais, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

01. O zigoto que se forma após a fecundação normal inicia um processo de divisão celular conhecido como gastrulação.

02. Ovos telolécitos apresentam grande quantidade de vitelo, distribuída de forma heterogênea no citoplasma. Esses ovos possuem um polo vegetativo com maior concentração de vitelo e um polo animal que apresenta menos vitelo, e estão presentes em aves, répteis, peixes e moluscos.

04. O alantoide é uma membrana formada pelo crescimento conjunto do ectoderma e do mesoderma ao redor do embrião e tem por função prevenir a dessecação e amortecer choques mecânicos.

08. Para que a fecundação se concretize, é necessário que ocorra o fenômeno da anfimixia.

16. Os folhetos germinativos são diferenciados no estágio de gástrula, sendo o ectoderma responsável por originar o sistema nervoso, a epiderme e as estruturas associadas a ela.

Gab: 26

 

04 – (UPE)   Com relação ao tipo de óvulo encontrado nos seres humanos, é CORRETO afirmar que ele é

a) telolécito, como o da maioria dos mamíferos.

b) alécito, pois a nutrição do embrião se processará via placenta.

c) alécito, com grande quantidade de vitelo na região central, o que provoca uma segmentação holoblástica igual.

d) centrolécito, o que se justifica pelo consumo inicial do vitelo pelo embrião, até que a placenta esteja pronta para a função.

e) isolécito, com segmentação holoblástica desigual antes do processo de nidação.

Gab: B

 

05 – (UEPB)   Observe o esquema abaixo que representa um tipo de segmentação de ovos de animais.

10

Assinale a alternativa que contém as informações corretas quanto ao tipo de ovo, tipo de segmetação e exemplo de ser vivo onde ocorre.

a) Ovo isolécito, segmentação holoblástica igual, ocorre em mamíferos.

b) Ovo telolécito, segmentação meroblástica discoidal, ocorre em anfíbios.

c) Ovo centrolécito, segmentação meroblástica superficial, ocorre em insetos.

d) Ovo centrolécito, segmentação meroblástica discoidal, ocorre em répteis e aves.

e) Ovo heterolécito, segmentação holoblástica desigual, ocorre em anfíbios.

Gab: C

 

06 – (UDESC SC)   Complete o texto com as palavras propostas nas alternativas.

“A primeira fase do desenvolvimento embrionário dos mamíferos, ou seja, ovo ____, é a fase de ___, onde no zigoto ocorrem consecutivas ____ em que as células filhas dividem entre si o vitelo da célula mãe. O nome das células que resultam das primeiras divisões no embrião são os blastômeros. O zigoto é transformado em uma massa compacta de células chamada ____, que passa a envolver uma cavidade interna cheia de líquido, passando a ser denominada ____.”

Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta de palavras que completam o texto acima.

a) oligolécito; segmentação; meioses; blástula; mórula

b) oligolécito; gastrulação; meioses; mórula; gástrula

c) megalécito; gastrulação; meioses; mórula; gástrula

d) megalécito; segmentação; mitoses; mórula; blástula

e) oligolécito; segmentação; mitoses; mórula; blástula

Gab: E

 

07 – (UFMS)   Considere os seguintes organismos: anfioxo (animal A); galinha (animal B); jacaré (animal C); aranha (animal D); sapo (animal E) e cão (animal F). Em função da quantidade e da distribuição do vitelo nos óvulos, é correto afirmar:

01. O animal C apresenta óvulo do tipo alécito.

02. O animal B apresenta óvulo do tipo telolécito.

04. O animal A apresenta óvulo do tipo heterolécito.

08. O animal D apresenta óvulo do tipo centrolécito.

16. O animal E apresenta óvulo do tipo heterolécito.

32. O animal F apresenta óvulo do tipo telolécito.

Gab: 26

 

08 – (UFPB)  Em uma aula sobre embriologia animal, a professora falou sobre os diversos tipos de ovos e suas segmentações.

Sabendo-se que, nos diferentes grupos animais, os tipos de ovos e suas segmentações são distintos, identifique as afirmativas corretas:

I. Os mamíferos apresentam ovos do tipo oligolécitos e segmentação meroblástica.

II. Os insetos possuem ovos do tipo centrolécitos e segmentação do tipo superficial.

III.  Os anfíbios possuem ovos do tipo heterolécitos e segmentação holoblástica e desigual.

IV. Os peixes apresentam ovos do tipo centrolécitos e segmentação do tipo meroblástica.

V. Os répteis possuem ovos do tipo telolécitos e segmentação meroblástica discoidal.

Gab: II, III, V

 

09 – (UFU MG)   Um pesquisador observou o desenvolvimento de um ovo e o descreveu, apontando as seguintes características: “ovo com relativa quantidade de vitelo distribuído desigualmente pelo citoplasma; clivagem holoblástica desigual com a formação de micrômeros e macrômeros; e formação de uma blastocele localizada no pólo animal.”

Com base na descrição do padrão de desenvolvimento desse ovo, pode-se afirmar que se trata de um ovo de

a) mamífero.

b) ave.

c) anfíbio.

d) réptil.

Gab: C

 

10 – (UFPE/UFRPE)   Observe a segmentação de dois tipos de ovos representados a seguir e analise as proposições seguintes.

11

00. A segmentação 1 é do tipo holoblástica ou total, típica de ovos com pouco vitelo (oligolécitos), que podem ser encontrados em mamíferos.

01. A segmentação 2 é holoblástica ou total, desigual. Nela, o zigoto tem um pólo animal e um pólo vegetativo e pode ser encontrada em anfíbios.

02. A segmentação 2 é típica dos ovos telolécitos, devido ao modo como o vitelo está distribuído, tendo micrômeros no pólo vegetativo, e macrômeros no pólo animal.

03. Ao final da segmentação 1, observamos o aparecimento de uma cavidade central que, na segmentação 2, é relativamente menor e excêntrica, características da mórula.

04. Os processos de segmentação 1 e 2 conduzem à formação de um disco germinativo, ou cicatrícula, que origina o embrião.

Gab: VVFFF

 

11 – (UDESC SC)   Assinale a alternativa correta, relacionando os tipos de óvulos, quantidade de vitelo e exemplo de animais.

a) Ovo telolécito – Não possui vitelo – É o ovo do anfíbio.

b) Ovo oligolécito – Possui pouco vitelo – É o ovo do anfíbio.

c) Ovo heterolécito – Possui pouco vitelo – É o ovo do inseto.

d) Ovo oligolécito – Possui pouco vitelo – É o ovo do mamífero.

e) Ovo heterolécito – Possui muito vitelo – É o ovo do réptil.

Gab: D

 

12 – (FFFCMPA RS)    No quadro que segue encontramos tipos de óvulos e segmentação de acordo com a ocorrência nos diferentes grupos de animais.

Assinale no quadro abaixo a alternativa que apresentar a associação incorreta.

12

Gab: B

 

13 – (UFLA MG)    Observe atentamente o início da formação de um embrião mostrado na figura abaixo.

13

Com base na figura, responda:

a) Qual o tipo de segmentação observado?

b) Em qual(is) classe(s) de animal(is) ocorre(m) esse tipo de segmentação?

c) Cite uma característica do zigoto desse embrião para que ocorra esse tipo de segmentação.

Gab:

a) Segmentação meroblástica ou parcial superficial

b) Insetos

c) Não há mórula

 

14 – (UFPEL RS) A função do vitelo é nutrir o embrião durante o desenvolvimento embrionário, ao menos em suas primeiras fases. No reino animal, a quantidade e distribuição do vitelo no ovo determinam as diferenças na segmentação, podendo esta ocorrer em todo o ovo ou só em parte dele. O tamanho das células formadas (Blastômeros) durante a segmentação pode ser igual ou diferente.

A tabela abaixo indica o tipo de ovo, conforme o teor e distribuição do vitelo, o tipo de segmentação e dá exemplos de animais que apresentam esses tipos de ovos e segmentação.

14

Figuras do livro BIO, Sônia Lopes. 2003, [adapt.].

Analise as afirmativas

I. A letra A corresponde a animais como as aves e répteis, pois seus ovos possuem alto teor de vitelo, e a segmentação ocorre apenas em um dos pólos.

II. A letra B corresponde a um tipo de segmentação em que todos os blastômeros formados possuem o mesmo tamanho.

III. A letra C corresponde a ovos que possuem muito vitelo, ficando este distribuído igualmente no citoplasma.

IV. A letra D corresponde a um tipo de segmentação em que as células embrionárias ficam dispostas na superfície do ovo.

Com base nos textos e em seus conhecimentos, quais afirmativas estão corretas:

a) I, II e III.

b) I, III e IV.

c) II e IV.

d) I e IV.

e) II e III.

f) R.

Gab: D

 

15 – (UFMA)   Indique a alternativa correta, de acordo com as proposições apresentadas:

I. Os ovos do tipo Isolécitos ou Oligolécitos caracterizam-se por possuírem pouco vitelo distribuído pelo citoplasma e ocorrem nos equinodermos e cefalocordados (anfioxo).

II. Os ovos do tipo Alécitos são óvulos grandes, com muito vitelo distribuído de modo desigual na célula, e ocorrem nos répteis, aves e alguns peixes.

III.  Os ovos do tipo Telolécitos são semelhantes aos Oligolécitos, mas praticamente sem vitelo e ocorrem na maioria dos mamíferos.

IV. A segmentação é a série de divisões mitóticas do zigoto, o que leva à formação da mórula (grupo maciço de células), seguida pelas fases de blástula e gástrula.

V. A placenta é uma estrutura achatada, em forma de disco, responsável pelas trocas gasosas (CO2 e O2), pela nutrição e pela excreção do embrião e do futuro feto.

a) II, III e IV estão corretas

b) I, IV e V estão corretas

c) III, IV e V estão corretas

d) I, II e III estão corretas

e) II, IV e V estão corretas

Gab: B

 

16 – (UEPG PR)    Logo após a fecundação, a célula-ovo ou zigoto, recém formada, inicia um processo de sucessivas divisões denominadas clivagem ou segmentação. A respeito desta temática, assinale o que for correto.

01. De acordo com a natureza do óvulo que deu origem ao zigoto, essa segmentação poderá transcorrer de uma das seguintes maneiras: holoblástica ou total e meroblástica ou parcial.

02. A segmentação parcial discoidal pode ser vista com zigotos que surgiram a partir de óvulos centrolécitos, como os ovos das aves, e a segmentação parcial superficial sucede com os zigotos resultantes de óvulos telolécitos, como os ovos dos répteis.

04. A segmentação total desigual ocorre em zigotos oriundos de óvulos heterolécitos que têm um pouco de vitelo misturado no citoplasma no pólo vegetativo. Assim, enquanto ocorrem as duas primeiras divisões, os blastômeros resultantes ainda são iguais. Todavia, quando se dá a terceira divisão, que segue o plano equatorial, dos oito blastômeros novos, quatro conterão vitelo e os outros quatro, não.

08. A segmentação parcial ocorre nos zigotos em que observamos áreas de vitelo puro. E isso explica porque o vitelo, quando puro, não sofre segmentação. Então, somente a parte da célula que contém o protoplasma (citoplasma e núcleo) é que entra em clivagem. Por isso a segmentação é parcial.

16. A segmentação total igual ocorre em zigotos provenientes de óvulos nos quais o vitelo é inexistente, ou reduzido a uma quantidade mínima, homogeneamente distribuída por toda a célula.

Gab: 29

 

17 – (UFMS)    Considerando-se a raiz, o caule e as folhas de uma angiosperma, é correto afirmar que

01. os pêlos absorventes estão presentes na zona de alongamento da raiz.

02. as plantas dos manguezais são caracterizadas por apresentarem raízes-suporte.

04. o caule morangueiro cresce sobre o solo produzindo gemas de espaço em espaço, e é denominado estolho ou estolão.

08. a gema apical do caule promove o seu crescimento em extensão.

16. as folhas são ricas em cloroplastos e adaptadas à realização da fotossíntese.

32. as estípulas são as responsáveis pela conexão do pecíolo ao limbo da folha.

Gab: 30

Juliana Biologia Enem
Os textos e exemplos acima foram preparados pela professora Juliana Santos para o Blog do Enem. Juliana é formada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Santa Catarina. Dá aulas de Ciências e Biologia em escolas da Grande Florianópolis desde 2007. Facebook: https://www.facebook.com/juliana.evelyndossantos.