Conheça as principais características dos mamíferos

Os mamíferos são animais que constituem a Mammalia e possuem como principais características a presença de pelos pelo corpo e glândulas mamárias. Saiba mais!

A presença de pelos e glândulas mamárias são as características que logo nos vêm à cabeça quando pensamos nos mamíferos. Mas estas não são as únicas características que tornam essa classe tão especial e dotada de animais tão complexos. Veja mais na nossa aula de Biologia para o Enem!

O que são os mamíferos

Os mamíferos são animais vertebrados, com a presença de glândulas mamárias e pelos pelo corpo. A Classe Mammalia possui mais de 5 mil espécies distribuídas por todos os habitats do planeta. Esses animais pertencem ao Reino Animalia e ao Filo Chordata.

Exemplos de mamíferosRepresentantes da classe dos mamíferos

Características dos mamíferos

Assim como os demais Cordados, os mamíferos são animais triblásticos. Ou seja, possuem a formação de 3 folhetos embrionários durante a fase de gástrula do desenvolvimento embrionário. Os folhetos são os seguintes: ectoderme, mesoderme e endoderme.

Também são animais celomados, uma vez que no interior de seus corpos há uma cavidade (celoma) revestido por tecidos derivados da mesoderme. Além disso, os mamíferos são deuterostômios, o que significa que seu ânus é formado antes da boca durante o desenvolvimento de seu sistema digestório.

Outra característica dos mamíferos é que são endotérmicos, ou seja, sua temperatura é constante, regulada por mecanismos metabólicos com alto custo energético. A pele dos mamíferos é coberta (total ou parcialmente, em pelo menos uma fase da vida) por pelos. Só para você lembrar, os pelos são estruturas formadas pela proteína queratina.

Os pelos, juntamente com a camada de gordura abaixo da pele, funcionam como isolantes térmicos, protegendo os mamíferos contra a perda de calor. Entretanto, os pelos também podem ser utilizados na camuflagem desses animais, em sua comunicação e até mesmo na percepção tátil. Esse é o caso das vibrissas (bigodes).

A pele dos mamíferos possui um grande número de glândulas. Entre essas glândulas destacam-se as seguintes:

  • sudoríparas (regulação de temperatura);
  • sebáceas (impermeabilização da pele);
  • mamárias (produção de leite para a alimentação dos filhotes).

Em alguns grupos de mamíferos pode haver a presença de garras, unhas, cascos, cornos e chifres, utilizados na defesa e proteção do animal. As funções e posições dos membros dos mamíferos são modificadas para meios de locomoção muito variados, como a natação, o deslocamento quadrúpede e o bípede.

Respiração dos mamíferos

Uma das características dos mamíferos é a respiração pulmonar. Mesmo os mamíferos aquáticos, capazes de permanecerem longos períodos submersos, possuem pulmões para realizarem suas trocas gasosas. Os pulmões dos mamíferos são grandes, lobados, com aparência esponjosa e altamente elásticos. Veja na imagem em seguida o sistema respiratório dos humanos.

Sistema respiratório - características dos mamíferos

Para auxiliar nos movimentos respiratórios, os mamíferos possuem um músculo chamado diafragma, característica exclusiva do grupo.

Circulação dos mamíferos

Outra característica dos mamíferos é que possuem circulação fechada, dupla e completa. O coração dos mamíferos, assim como o das aves, é tetracavitário, com dois átrios e dois ventrículos. A separação entre os ventrículos permite que não haja mistura de sangue arterial e sangue venoso. Dessa forma, a eficiência respiratória é maior nesses animais.

Cavidades do coração humano - características dos mamíferos

As hemácias (eritrócitos) dos mamíferos são anucleadas (sem núcleo) quando maduras, para diminuir seu tamanho e aumentar a sua eficiência em transportar os gases respiratórios. Essa é  uma característica exclusiva desta classe de cordados.

Sistema digestório dos mamíferos

Os mamíferos possuem sistema digestório completo, iniciando em boca e terminando em ânus. Estes animais são os únicos a possuírem dentição diferenciada em dentes incisivos, caninos, pré-molares e molares.

Além disso, os mamíferos possuem hábitos alimentares extremamente variados. Sendo assim, dependendo da alimentação de cada espécie, pode haver maior ou menor desenvolvimento de cada grupo dentário.

Sistema nervoso dos mamíferos

Os mamíferos possuem sistema nervoso ganglionar com cordão nervoso dorsal. O cérebro dos mamíferos é bastante desenvolvido, com grande quantidade de dobras, aumentando a superfície do órgão e o número de células nervosas.

Além disso, possuem órgãos dos sentidos bastante desenvolvidos. Destaca-se a audição, onde o ouvido interno possui três ossículos (estribo, martelo e bigorna), característica exclusiva dos mamíferos.

Reprodução dos mamíferos

Os mamíferos realizam reprodução sexuada com fecundação interna. A grande maioria das espécies realizam rituais reprodutivos e desenvolvem-se de maneira vivípara, ou seja, dentro do útero da mãe. A exceção são os monotremados, como as equidnas e ornitorrincos.

No útero, os filhotes recebem alimento diretamente do sangue da mãe, retirado pela placenta. Por fim, quando nascem, são alimentados pelo leite produzido pelas glândulas mamárias.

Vídeo-aula sobre as características dos mamíferos

A fim de aprofundar a sua revisão, veja esta vídeo-aula do canal Kinapse:

Questões sobre as características dos mamíferos

Para finalizar os seus estudos, confira como as características dos mamíferos são cobradas no Enem e nos vestibulares nas questões em seguida:
1 – (ENEM/2009)    

A maior parte dos mamíferos – especialmente os grandes – não pode viver sem água doce. Para os mamíferos marinhos, água doce é ainda mais difícil de ser obtida. Focas e leões-marinhos captam água dos peixes que consomem e alguns comem neve para obtê-la. Os peixes-boi procuram regularmente água doce nos rios. As baleias e outros cetáceos obtêm água de seu alimento e de goladas de água do mar. Para tanto, os cetáceos desenvolveram um sistema capaz de lidar com o excesso de sal associado à ingestão de água marinha.

WONG, K. Os mamíferos que conquistaram os oceanos. In: Scientific American Brasil.
Edição Especial nº5: Dinossauros e Outros Monstros. (adaptados).

A grande quantidade de sal na água do mar

a) torna impossível a vida de animais vertebrados nos oceanos.

b) faz com que a diversidade biológica no ambiente marinho seja muito reduzida.

c) faz com que apenas os mamíferos adaptados à ingestão direta de água salgada possam viver nos oceanos.

d) faz com que seja inapropriado seu consumo direto como fonte de água doce por mamíferos marinhos, por exemplo, as baleias.

e) exige de mamíferos que habitam o ambiente marinho adaptações fisiológicas, morfológicas ou comportamentais que lhes permitam obter água doce.

2 – (FAMERP SP/2018)    

As aves e os mamíferos podem habitar uma grande amplitude de áreas terrestres. São encontrados em regiões de altitudes muito elevadas, assim como em regiões de altas latitudes. As aves e os mamíferos são capazes de sobreviver nesses ambientes por possuírem

a) pele queratinizada.

b) anexos embrionários.

c) esqueleto ósseo resistente.

d) endotermia.

e) circulação fechada.

3 – (UEPG PR/2017)    

Todos os mamíferos possuem fecundação interna, mas o tipo de desenvolvimento embrionário varia entre as três subclasses existentes de mamíferos. Sobre o assunto, assinale o que for correto.

01. Como exemplos de marsupiais, temos os cangurus, os quais possuem ovos alécitos e com grande quantidade de vitelo no seu interior. O embrião completa todo o seu desenvolvimento no interior do corpo da mãe e se desloca ao marsúpio apenas para mamar.

02. Os coelhos, ratos, coalas e gambás são exemplos de representantes da subclasse Eutheria. Os ovos são telolécitos com segmentação meroblástica e todo o desenvolvimento embrionário acontece no útero materno.

04. Os monotremados (por exemplo, os ornitorrincos) possuem ovos telolécitos e são ovíparos, com desenvolvimento embrionário bem parecido ao dos répteis. A fêmea incuba os ovos até a eclosão, quando a casca se rompe e nascem os filhotes, os quais se alimentam de leite produzido pelas mães.

08. A subclasse Eutheria (placentários) possui ovos alécitos, com segmentação holoblástica e igual. O desenvolvimento embrionário acontece no útero materno e os embriões se ligam à parede uterina por meio da placenta.

Gabarito:

  1. E
  2. D
  3. 12