As Bacias Hidrográficas: ciclo das águas e formação dos rios. Geografia Enem & Encceja

Resumo sobre formação dos rios e as bacias hidrográficas no Brasil: 1 Amazônica; 2 Tocantins-Araguaia; 3 São Francisco; 4 Paraguai; 5 Paraná; 6 Uruguai. Veja para você mandar bem nas questões sobre o ciclo da água, a formação dos rios, e a importância econômica e ambiental deles Cai em Geografia e Meio Ambiente no Enem, no Encceja e nos vestibulares. Aula Gratuita.

Você até pode pensar que já sabe tudo. Mas, o ciclo das águas é muito mais completo do que aquela aulinha e ‘evaporação e chuva’. Confira o resumo clássico e logo em seguida veja aula gratuita sobre o ciclo completo e a formação dos rios e bacias hidrográficas.

O Ciclo das Águas: A água presente na forma líquida na superfície da terra evapora (esta evaporação pode ser influenciada pela área exposta, pelo vento e pelas temperaturas) e, na forma de vapor, chega à atmosfera. Por conta de correntes de convecção, esse vapor de água atinge as camadas mais altas da atmosfera, onde a temperatura é muito mais baixa. Isso faz com que a água se condense, tornando-se líquida novamente.

Confira na imagem como acontece o Ciclo Hidrológico, e depois entenda as Bacias Hidrográficas:Geografa - Chuvas e Hidrografia

Entenda as Bacias Hidrográficas

A formação das bacias hidrográficas se dá através dos desníveis dos terrenos que orientam os cursos da água, sempre das áreas mais altas para as mais baixas.

Essa área é limitada por um divisor de águas que a separa das bacias adjacentes e que pode ser determinado nas cartas topográficas.

As águas superficiais, originárias de qualquer ponto da área delimitada pelo divisor, saem das bacias passando pela seção definida, e a água que precipita fora da área da bacia não contribui para o escoamento na seção considerada.Bacias HidrográficaAssim, o conceito de bacia hidrográfica pode ser entendido através de dois aspectos: rede hidrográfica e relevo.

Em qualquer mapa geográfico, as terras podem ser subdivididas nas bacias hidrográficas dos vários rios.  Catalogações de especialistas em geografia, de acordo com a maneira como fluem as águas, classificam as bacias hidrográficas em:

  • Exorreica, quando as águas drenam direta ou indiretamente para o mar;
  • Endorreica, quando as águas caem em um lago ou mar fechado;
  • Arreica, quando as águas se escoam alimentando os lençóis freáticos.
  • A bacia hidrográfica é usualmente definida como a área na qual ocorre a captação de água (drenagem) para um rio principal e seus afluentes devido às suas características geográficas e topográficas.

 

A ocupação humana nas Bacias Hidrográficas

A história do homem sempre esteve muito ligada às bacias hidrográficas: a bacia do rio Nilo foi o berço da civilização egípcia; os mesopotâmicos se abrigaram no vale dos rios Tigre e Eufrates; os hebreus, na bacia do rio Jordão.

Os chineses se desenvolveram às margens dos rios Yangtzé e Huang Ho; os hindus, na planície dos rios Indo e Ganges, apenas para citar os maiores exemplos.

Pense agora no Brasil, e veja estes exemplos:

  1. O Rio Tietê foi uma “estrada fluvial” para a ocupação do território pelos colonizadores portugueses.
  2. Em Santa Catarina, foi pelo Rio Itajaí-Açu que os imigrantes alemães e italianos chegaram até a região onde fundaram a cidade de Blumenau.
  3. O Rio São Francisco surge em Minas Gerais, atravessa o Estado da Bahia, faz a divisa entre Bahia e Pernambuco, e depois ainda demarca novamente entre Sergipe e Alagoas, até desembocar no Oceano Atlântico. Ele foi durante séculos uma via fluvial natural entre o Sudeste e o Nordeste;
  4. Na Região Amazônica são inúmeros os afluentes tanto ao Norte quanto ao Sul do Rio Amazonas que formam um sistema fluvial amplo e complexo.

As Bacias Hidrográficas no Brasil:

  • As Bacias Hidrográficas no Brasil:
  • 1 – Bacia Amazônica
  • 2 – Bacia Tocantins-Araguaia
  • 3 – Bacia do São Francisco
  • 4 – Bacia do Paraguai
  • 5 – Bacia do Paraná
  • 6 – Bacia do Uruguai

 

1 – A Bacia Amazônica:

É a maior bacia do mundo, com o maior rio do mundo em extensão, profundidade, largura e vazão d´ água. É a única bacia que tem sua nascente principal fora do país.

A bacia amazônica abrange uma área de 7 milhões de km², compreendendo terras de vários países da América do Sul (Peru, Colômbia, Equador, Venezuela, Guiana, Bolívia e Brasil). É a maior bacia fluvial do mundo. Veja no mapa:O Rio Amazonas nasce no Peru, recebendo águas  de nascentes e também provenientes do derretimento da neve da montanha Nevado Mismi, na Cordilheira dos Andes.

De sua área total, cerca de 3,8 milhões de km² encontram-se no Brasil, abrangendo os estados do Acre, Amazonas, Roraima, Rondônia, Mato Grosso, Pará e Amapá.

Apesar de serem rios caracteristicamente de planície (imagem), muito utilizados para o transporte (considerados a estrada da região Norte do país), pela grande quantidade de água, têm também grande potencial hidrelétrico. A Bacia Amazônica é a importante fonte de água para a floresta.

2 – Bacia do Tocantins-Araguaia:

A origem da Bacia formada pelos Rios Araguaia e Tocantins está na parte central do país, nos Estados do Centro-Oeste. Em seguida segue em direção ao norte. Estes dos grandes rios se encontram, formando um eixo fluvial fundamental para o transporte. Hoje, a Empresa Vale, utiliza muito o rio para o transporte de suas produções em Carajás.

No entanto, um grave problema ambiental  na Bacia do Tocantins-Araguaia é que o rios da região foram bastante degradados por conta da mineração e da agricultura ribeirinha.  A Mineração degrada as condições do leito, chegando a provocar desvios, assoreamento e poluição.

Já o uso das margens para agricultura intensiva provoca a contaminação dos rios por agrotóxicos e assoreamento pela terra levada pelas chuvas. A Bacia Tocantins-Araguaia é a maior bacia totalmente formada no território brasileiro.

3 – Bacia do São Francisco:

A nascente do Rio São Francisco está em Minas Gerais, na Serra da Canastra. O rio vai ganhando afluentes e percorre uma grande parte do Estado de Minas e segue para atravessar todo o Estado da Bahia em direção ao Sertão Nordestino. Em seguida o Rio São Francisco faz a divida entre Bahia e o Estado de Pernambuco, e depois segue como marco de separação entre os Estados de Alagoas e Sergipe, chegando à sua foz no Oceano Atlântico.

O “Velho Chico” leva riqueza ao sertão, tornando o solo fértil por onde passa, mas está sofrendo muito com a perda de volume de água por conta da interrupção do fluxo de alguns afluentes, abastecimento de cidades e propriedades agropecuárias.

O “prolongamento” do rio São Francisco, a chamada transposição, que é a tentativa de levar água para áreas que não são banhadas naturalmente pelo rio, podem diminuir o fluxo de água até a foz, prejudicando diretamente a “vida” do rio.

4 – A Bacia do Paraguai:

Apesar do nome remeter a um outro país, a Bacia do Paraguai tem origem no Brasil, e está situada na região Centro-Oeste, originando-se principalmente nos estados do Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.  Ela é formada pelos rios Cuiabá, Taquari e Miranda, dando origem ao Rio Paraguai.A Bacia do Paraguai é caracteristicamente de planície, muito utilizada para o transporte. Há poucos investimentos nesse setor pela baixa diversidade de produção na região, afirma o governo.

Os rios dominam a vida na área do Pantanal, pois no período de chuvas, os rios tendem a aumentar consideravelmente o nível, alagando as região mais baixas, forçando o pecuaristas a deslocarem os gados periodicamente. Libera suas águas para a bacia do rio Paraná.

5 – Bacia do Paraná:

Você também encontra a denominação Bacia do Tietê-Paraná , pois ela é formada por um conjunto de águas de importantes rios brasileiros: Tietê, Paranaíba, Paranapanema, Aporé, entre outros que afluem para o Rio Paraná.  Veja na imagem:

Para você compreender bem a Bacia do Paraná lembre-se do potencial energético dela, principalmente com as Usinas “ao longo da Bacia”, como as Usinas de Furnas, e principalmente a Usina de Itaipu, em Foz do Iguaçu, na fronteira do Brasil com o Paraguai.

A característica principal da bacia do Paraná é ser planáltica (corre em Planalto), o que permite o grande potencial hidrelétrico nas regiões de quedas de água mais relevantes, como é o caso de Itaipu.

Dali em diante, a partir da barragem da Usina de Itaipu, as águas  entram no território da Argentina e “descem” no sentido Norte-Sul, cortando grande parte do território argentino até se encontrarem com o Rio Uruguai, formando a Bacia do Prata.

6 – Bacia do Uruguai:

Você também pode encontrar o nome de Bacia do Sul, pois é a nossa formação hidrológica de bacia que abrange a divisa entre os Estados de Santa Catarina e o Rio Grande do Sul, e também que faz a fronteira do Brasil com a Argentina na altura do Estado do Rio Grande do Sul.

O Rio Uruguai nasce do encontro entre os rios Canoas (originado em Santa Catarina) e o rio Pelotas (originado do Rio Grande do Sul). As águas correm de Leste para Oeste, fazendo a fronteira entre estes dois estados, e depois correm para o Sul formando a divisa entre o Brasil e a Argentina.

Veja uma animação mostrando para onde correm as águas da Bacia do Uruguai e dos rios brasileiros/

A Bacia do Rio Urugai e seus afluentes tem bom potencial hidrelétrico e também como via de transporte fluvial.  Quando as águas do Rio Uruguai, depois de margearem a Oeste o território uruguaio se encontram com as águas do Rio Paraná elas dão origem à Bacia do Prata, separando Uruguai e Argentina e fazendo a foz com o Oceano Atlântico.

Veja na imagem:

.

Aula Gratuita sobre as Bacias Hidrográficas

Confira agora com o professor Carrieri, do canal Curso Enem Gratuito, um resumo bem completo sobre Hidrografia. Depois siga neste resumo para ver a importância econômica dos rios e a riqueza da Bacia Amazônica, a maior reserva de água doce da Terra.

Gostou da aula do Carrieri? Ele é mesmo um show!

A Importância Econômica dos Rios

Várias civilizações importantes no mundo desenvolveram suas habilidades ao longo de rios, tornando possível a vida dessas sociedades. As atividades agrícolas aproveitam além da água a fertilidade dos solos que são úmidos e ricos em nutrientes.

A irrigação é uma prática muito frequente, principalmente em sociedades que vivem em climas áridos. Esse recurso econômico tem impactado, em muitos casos, o meio ambiente, como o Mar de Aral, que deixou de receber água de seus tributários e secou 90% de sua área total. Esse foi considerado o maior impacto ambiental do mundo.

A navegação nos cursos fluviais facilita o escoamento da produção e de populações ribeirinhas. Em países desenvolvidos, alguns rios apresentam elevado desenvolvimento tecnológico com construção de eclusas que possibilita a navegação em rios com baixo potencial de navegabilidade.

Em países que apresentam grande extensão territorial, rios caudalosos e de planalto, são em geral aproveitados para a geração de energia elétrica a partir da construção de centrais hidrelétricas. Nesse contexto o Brasil, EUA, China e Rússia são grandes destaques.

Aula Gratuita sobre A Crise Hídrica no Brasil

O Clima muitas vezes parece incompreensível. Enchentes onde ocorriam secas, e vice-versa. Confira aula gratuita para você entender esta importante questão para mandar bem no Enem e no Encceja:

Gostou desta aula do Professor Carrieri também? Ele é uma fera na Geografia.

Veja agora o SIMULADO de Bacias Hidrográficas para você testar o seu nível.

 

Bacias Hidrográficas

.

 

Gostou do Simulado sobre as Bacias Hidrográficas, os Rios do Brasil, e a Crise Hídrica em nosso país?

Mais Exercícios para você resolver sobre os Rios do Brasil

Questão 1

(PUC-RIO) – Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

12144.png

Um rio é a corrente líquida da concentração do lençol de água num vale. As sinuosidades descritas por ele, formando, por vezes, amplos semicírculos em zonas de terrenos planos ou em outros cujo vale se acha profundamente escavado são chamadas de:

a) cursos;

b) bordas;

c) margens;

d) estuários;

e) meandros.

Questão 2

(UNIR/RO) – Fundação Universidade Federal de Rondônia

Sobre a água no Planeta, assinale a afirmativa correta.

a) 30% de toda a água no Planeta estão localizados no subsolo.

b) As águas subterrâneas são livres de qualquer tipo de contaminação.

c) As geleiras são reservatórios de água salgada no Planeta, o que possibilita a recarga dos oceanos.

d) A água é distribuída igualmente nos continentes, nesse sentido apenas 1% da população mundial não tem acesso à água adequada para o uso humano.

e) De toda a disponibilidade de água no Planeta, menos de 3% pode ser utilizado para o consumo humano.

Questão 3

(PUC-MG) – Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

O ciclo hidrológico é a circulação contínua da água entre a terra, o mar e a atmosfera. Nesse ciclo, inclui-se a água potável, essencial à vida.

Entre os condicionantes e as interferências da existência de água potável no planeta, é incorreto afirmar que:

a) a água potável é cada vez mais escassa no globo, devido ao seu uso crescente para irrigação, atividade industrial e abastecimento urbano;

b) as águas subterrâneas constituem os lençóis que alimentam os cursos d’água, impedindo o escoamento superficial;

c) a contaminação da água por substâncias tóxicas, como resíduos industriais ou agrotóxicos, agrava o quadro de escassez de água continental na superfície;

d) a emissão de resíduos poluentes é prejudicial à capacidade de regeneração da água, interferindo no controle de qualidade ambiental.

Questão 4

(FAVIC/BA) – Faculdade Visconde de Cairú

A partir da análise da ilustração e dos conhecimentos sobre a água, origem, ciclo, uso, causas e consequências, pode-se concluir:

12173.png

a) a presença da água foi identificada em todo o Universo, mas só na Terra foi comprovada sua existência em estado gasoso;

b) a água é um elemento do globo terrestre, muito estável, daí apresentar-se sempre em um único estado;

c) o ciclo hidrológico está intimamente ligado ao ciclo energético terrestre, isto é, à distribuição de energia proveniente do Sol;

d) a água é distribuída de forma homogênea na superfície terrestre, e o uso inadequado é a única causa da sua escassez em algumas regiões;

e) a utilização da água é limitada ao ser humano, razão por que deve ser usada com racionalidade para impedir a sua escassez.

Questão 5

A Bacia Amazônica é considerada a mais importante do mundo pela sua exuberância em volume hídrico e outras riquezas naturais. Sobre as características hídricas da Amazônia é correto afirmar que:

a) é a que possui o maior volume hídrico do mundo;

b) não possui nenhum potencial hidráulico;

c) sua navegação é realizada com muita tecnologia pelas áreas ribeirinhas;

d) sua nascente localiza-se no Estado do Acre;

e) sua foz está localizada entre os estados de Alagoas e Sergipe.

 Você consegue resolver estes exercícios? Então resolva e coloque um comentário no post, logo abaixo, explicando o seu raciocínio e apontando a alternativa correta para cada questão. Quem compartilha a resolução de um exercício ganha em dobro: ensina e aprende ao mesmo tempo. Ensinar é uma das melhores formas de aprender!