Faltam:
para o ENEM

Geografia Enem- As Empresas Multinacionais ou Transnacionais

Confira tudo sobre as multinacionais espalhadas pelo mundo. Você sabe o que são esses tipos de empresas? Nesta aula você conhecerá alguns aspectos positivos e negativos na instalação de empresas desse porte. Não deixe de acompanhar!

As empresas Multinacionais, também conhecidas como transnacionais, são aquelas que possuem filiais em diversas partes do mundo. 

São grandes empresas geralmente representando grandes marcas conhecidas mundialmente, e que escolhem países além de seu país de origem para atuarem na comercialização de seus produtos.

Dica 1– Veja também a outras aulas e apostilas de Geografia aqui no Blog do Enem. Não deixe de conferir! https://blogdoenem.com.br/enem-aulas-gratis-so-geografia/

Mas que empresas são essas? Que produtos são esses? Algumas marcas são bem conhecidas e já fazem parte do nosso dia-a-dia. Vamos ver alguns exemplos?

multinacionais

O processo de globalização produziu mudanças significativas no cenário mundial, e as relações econômicas e comerciais impulsionaram a dispersão de empresas, favorecidas pela revolução tecnológica.

Esse processo de instalação ocorreu na metade do século XIX, pois as grandes multinacionais até então eram exclusivas de países ricos e desenvolvidos. Assim, visando os países menos favorecidos economicamente tais como: Argentina, México, África do Sul, Índia e Brasil essas empresas encontraram inúmeras vantagens nesses novos mercados consumidores. Vamos entender quais?

Vantagens às Multinacionais:

-Mão-de-obra barata; (trabalhadores nos países desenvolvidos “custam” mais caro)

-Salários baixos; (os salários são às vezes 60 ou 50 vezes mais baixos do que nos desenvolvidos)

– Terceirização de atividades;

-Baixo custo das matérias-primas;

– Existência de leis trabalhistas e ambientais menos rigorosas;

– Redução ou mesmo a isenção de impostos;

– Facilidade com os lucros e o envio ao país de origem;

-Mercado consumidor.

Dica 2: Não perca a aula de geografia sobre A População Brasileira e seu crescimento. https://blogdoenem.com.br/geografia-populacao-brasileira/. Confira aqui no nosso Blog!

A seguir, assista a esse vídeo sobre as Multinacionais! Entenda melhor o processo dessas grandes empresas! Vamos lá? Confira: Programa Brasilianas.Org Multinacionais Brasileiras

Importante lembrar que apesar de países subdesenvolvidos receberem várias multinacionais de vários segmentos, eles ainda possuem uma economia essencialmente agrária, e são fornecedores de matérias-primas.

Devido ao sucesso de muitas dessas empresas, o poderio econômico fica cada vez maior. Por isso fica difícil aos governos determinar regras para a atuação dessas empresas, afinal elas geram empregos, principalmente quando se trata dos países pobres.

multinacionais Geografia

Já vimos que as multinacionais têm uma série de vantagens quando se instalam nos países menos favorecidos. Agora veremos as desvantagens para os países que recebem tais empresas!

Desvantagens aos países subdesenvolvidos:

– Geram uma sociedade de consumo;

-Poluem o país, afinal levam o lucro para o país deles, mas a poluição fica.

-Dependência econômica e tecnológica;

– Falta de investimentos de alta tecnologia, afinal as empresas instaladas nesses países atuam nos setores tradicionais como, têxtil, siderúrgico, alimentício. E as que utilizam mão-de-obra altamente qualificada continuam nos países ricos e desenvolvidos.

Essa situação, inclusive aumenta ainda mais a distância entre desenvolvidos e subdesenvolvidos, ou seja, as desigualdades socioeconômicas entre os países do mundo.

Dica 3: Relembre outros assuntos de Geografia acessando o nosso blog www.blogdoenem.com.br e gabarite as questões de Geografia nas provas dos vestibulares e do Enem.

Assista agora a uma reportagem falando das desvantagens para um pequeno povoado indígena. O que aconteceu com esses povos a partir da vinda de uma Multinacional para sua região.

Agora é sua vez, exercite o que aprendeu!

(UFSC). A economia-mundo foi reforçada quando as empresas transnacionais cruzaram as fronteiras dos Estados nacionais, deslocando seu capital para regiões que atendiam de forma mais adequada a seus interesses econômicos. Com a globalização, porém, outros problemas, em âmbito mundial, foram se tornando cada vez mais evidentes, exigindo soluções. Abaixo encontram-se proposições relativas a essas questões. Assinale com V (verdadeiro) ou F (falso).

( ) O acirramento da divisão Norte × Sul, baseado em critérios socioeconômicos, apresenta como destaque o grande contingente de nações subdesenvolvidas, observando-se que os países emergentes convivem com os da África Subsaariana, marginalizados da economia global.                                                                                           ( ) A transmissão em tempo real de acontecimentos de qualquer parte da Terra é fruto do avanço das telecomunicações, como ocorreu com a Copa do Mundo de 2002, realizada na Coréia do Sul e no Japão, importante Tigre Asiático e segunda maior economia do planeta, respectivamente.

( ) A dimensão cultural da globalização é necessária para o estabelecimento das grandes corporações transnacionais e se manifesta por meio da música, da televisão e de filmes, sugerindo ao mundo um padrão de vida e consumo a ser seguido por todos.

( ) O terrorismo e qualquer outra atividade do crime organizado, como as máfias e o tráfico de drogas, de mulheres e de crianças, encontram mais facilidades para expandir suas ações criminosas graças aos avanços tecnológicos das comunicações, oriundos da Revolução Técnico-científica e Informacional.

( ) A globalização da pobreza, a parte cruel da atual fase do capitalismo, caracterizada pelas diferenças cada vez maiores entre ricos e pobres, quer sejam indivíduos, regiões ou países, têm gerado protestos em várias partes do mundo, como ocorreu no Fórum Social Mundial, realizado recentemente em Porto Alegre.

Resposta: V, V, V, V, V.

Elizabeth Geografia Enem
Os textos e exemplos acima foram preparados pela professora Elizabeth Noceti Pereira- formada em Licenciatura Plena em Geografia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Atua como docente nas redes estadual e municipal da região da Grande Florianópolis.