Faltam:
para o ENEM

As formas nominais do verbo – Gramática Enem

Estudar, estudando, estudado: estas são as formas nominais do verbo, verbos com características muito especiais e assumem a função de nomes nas frases. Vamos ver como eles funcionam?

Gramática - As Formas nominais dos verbos-FB

O verbo é uma palavra que indica ação, estado ou mudança de estado e fenômeno da natureza. É das classes gramaticais que mais sofre flexões, podendo ser de número, pessoa, modo, tempo e voz.

Em suas formas nominais, os verbos apresentam características bastante especiais, que os diferenciam das demais formas de trabalhar com os verbos. Na forma nominal, os verbos não apresentam flexão de tempo ou de modo e se comportam de maneira semelhante a um nome e pode assumir o papel de um substantivo, um adjetivo ou um advérbio.

As formas nominais do verbo são infinitivo, gerúndio e particípio. Vejamos cada um individualmente e suas particularidades:

Infinitivo

 amar, fazer, partir, comemorar, por, ser, ir

Esta forma verbal representa o “nome” do verbo, ou seja, é a maneira como nos referimos a ele, sem nenhuma conjugação, em nenhum modo, tempo ou pessoa. É a forma crua do verbo e será a terminação que indicará a sua forma nominal.

terminados em AR – 1ª conjugação – amar
terminados em ER – 2ª conjugação – fazer
terminados em IR – 3ª conjugação – partir

O Infinitivo possui duas formas, o infinitivo impessoal e o infinitivo pessoal.

No primeiro caso, o processo verbal não tem relação com nenhum sujeito, assim, a ação fala por si mesma.

Ex.: Trouxe alguns exercícios para fazer.
Fazer atividade física é essencial para a saúde.

No segundo caso, por sua vez, existe um sujeito envolvido na ação, tornando-a pessoal.

Ex.: Trouxe alguns exercícios para eles fazerem.
Eu preciso fazer atividade física.


Gerúndio

amando, fazendo, partindo, comemorando, pondo, sendo, indo

Esta forma verbal, também chamada de presente perfeito, indica uma noção de continuidade da ação verbal, ou seja, uma ação em andamento, um processo ainda não finalizado e costuma ser reconhecida pela terminação –ndo. Na maior parte dos casos vem acompanhada de um verbo auxiliar, que pode ser utilizado em qualquer tempo verbal.

Ex.: Fazendo tudo com calma conseguiremos concluir tudo amanhã.
Estiveram avaliando o meu trabalho nesses dias.
A garota estava estudando quando a convidei para sair.
Estou memorizando estas fórmulas para o teste de amanhã.


Particípio

amado, feito, partido, comemorado, posto, sido, tido

Indica uma noção de finalização, de conclusão da ação verbal e possui, para a grande maioria dos verbos, as terminações ado ou ido. Quando se encontra na posição de adjetivo, pode ser flexionado em gênero e número (ada, adas, ida e idas).

Ex.: Nunca tinha beijado.
Ele havia comprado os ingressos.
Nunca tinha chorado tanto.
Pensei que ele tinha morrido no acidente.
Se tivesse comido, ele não estaria com fome agora.

Em alguns casos, os particípio ainda pode assumir a função de adjetivo:

Ex.: Ele deixou o chão do banheiro molhado. (banheiro molhado)
       As bolsas estavam jogadas no armário. (bolsas jogadas)
       As crianças eram amadas. (crianças amadas)

Com os verbos no particípio é preciso prestar uma atenção especial, pois há casos em que o particípio pode ocorrer em mais de uma forma, estamos falando das formações regulares e irregulares partes dos verbos abundantes.

Verbos abundantes são aqueles verbos irregulares que apresentam mais de uma forma de conjugação, ou seja apresentam duas ou mais formas equivalentes para o mesmo tempo e pessoa. Veja alguns exemplos de verbos que possuem duas formas no particípio:

Verbo Regular Irregular
aceitar aceitado aceito
entregar entregado entregue
expressar expressado expresso
expulsar expulsado expulso
matar matado morto
salvar salvado salvo
soltar soltado solto
acender acendido aceso
benzer benzido bento
eleger elegido eleito
morrer morrido morto
prender prendido preso
romper rompido roto
suspender suspendido suspenso
emergir emergido emerso
exprimir exprimido expresso
extinguir extinguido extinto
frigir frigido frito
imergir imergido imerso
imprimir imprimido impresso
inserir inserido inserto
submergir submergido submerso
tingir tingido tinto

Agora surge aquele dilema: quando usar o particípio regular e quando usar o irregular? Aqui vai a dica pra você não cometer nenhuma gafe na sua redação:

As formas regulares são usadas na voz ativa:

Ex.: Ele já havia entregado a prova.
Todos já haviam aceitado o acordo.

E as formas irregulares, por sua vez, são usados na voz passiva.

Ex.: A prova foi entregue por ele.
O acordo foi aceito por todos.

Ainda tá difícil? Aqui vai outra dica ainda mais simples: perceba que o particípio sempre vem antecedido por um verbo auxiliar. Assim, se o auxiliar for ter ou haver, use a forma regular. Se for ser ou estar, use a forma irregular.

Dessa forma temos as seguintes frases:

 Ex.: Ele foi eleito por todos nós.
Se não fossemos nós, ele não tinha se elegido.

Molezinha!

Agora para garantir que está tudo na cachola, vamos assistir essa videoaula do Profº. Fábio Alvez sobre os conceitos dos verbos nominais.