Império Bizantino – Aula de revisão para História Enem

Estude sobre umas das principais civilizações da Antiguidade e relembre tudo sobre o Império Bizantino nesta aula de revisão para a prova de História Enem

Império Bizantino

Política

O nome se deve ao fato do imperador Constantino ter mudado a capital para a cidade grega de Bizâncio, e como a cultura popular ainda era grega, ficou conhecido como Império Bizantino.

A organização política do Império Bizantino está montada na ideia de uma monarquia hereditária, teocrática e cesaropapista, onde se percebe a submissão da Igreja ao Estado. O governo é extremamente centralizador e intervencionista. Há um controle rígido do Imperador sobre a Igreja, exército, corte, administração, sistema fiscal e econômico. Seu centro político era Constantinopla, pois comandava uma vasta região e muitos povos. Vejamos com mais detalhes a vida política dos Bizâncios.

aula4_fig1.tif

Mapa império bizantino

Em 457 marca o início da Dinastia Leonina. Entretanto, em 527, o Império de Justiniano é que mais vai se destacar, pois é com ele que o Império Bizantino viverá seus melhores dias. Para ter uma melhor governabilidade aprimorou as leis do Império Bizantino e assim surgiu o Corpus Júris Civilis, que era marcado por cinco livros:

Código Justiniano – Conjunto de todas as Leis.
Digesto ou Pandecta – Comentários, opiniões dos juristas romanos.
Institutas – Resumo de todas as leis para estudantes.
Novelas ou Autênticas – Novas Leis.
Os objetivos de Justiniano eram:
Unir o Oriente com o Ocidente por meio da Religião, para tanto se fazia necessário vencer e superar as diferenças doutrinárias e acabar com o paganismo.
Buscar um desenvolvimento arquitetônico e cultural.
Para tanto se fazia necessário o aumento de impostos.

Dica 1 – Os Árabes introduziram na Europa uma série de inovações tecnológicas, dentre elas a pólvora. Revise sobre tudo sobre povo Árabe nesta aula de História Enem – https://blogdoenem.com.br/aula-de-revisao-sobre-os-arabes-historia-enem/

Com a morte de Justiniano inicia-se a lenta decadência do Império. Isto porque os sucessores não conseguiram manter o esplendor que Justiano teve outrora. O Império também começou a enfraquecer com ataques externos.

Economia

A Economia teve um importante papel na salvação do Império Bizantino, pois este só sobreviveu devido à intensa prática de comércio marítimo em que os bizantinos estavam relacionados. Somou-se a isto a atração de muitas riquezas do Ocidente durante o apogeu da crise do império Romano e melhores condições para enfrentar a Invasões Bárbaras.

O comércio era fonte de renda do império. Sua posição estratégica entre Ásia e Europa serviu de impulso para esse desenvolvimento comercial, uma vez que se localizava na passagem do Mar Negro para o Mar Mediterrâneo (Estreito de Bósforo). Baseada na agricultura e comércio, com a existência de corporações, associações (moeda SOLIDUS)

A forte intervenção do Estado na economia é um ponto a se destacar. O Estado fiscalizava as atividades econômicas por supervisionar a qualidade e a quantidade das mercadorias. Entre estes estavam: perfumes, seda, porcelana e peças de vidro, além das empresas dos setores de pesca, metalurgia, armamento e tecelagem.

Dica 2 – Nesta aula de História Enem, entenda como o rei Felipe II, após conquistar a Grécia, expandiu a cultura helenística por todo o Mundo Antigo conhecido – https://blogdoenem.com.br/periodo-helenistico-aula-de-historia-enem/

Sociedade

A sociedade do Império Bizantino é marcada por ser uma sociedade rigidamente hierarquizada e aristocrática. Vejamos os grupos sociais presentes no Império Bizantino:

• Elite – composta por grandes comerciantes, donos de oficinas manufatureiras, banqueiros, alto clero e funcionários destacados.

• Classe remediada – formada por artesãos, pequenos comerciantes.

• Trabalhadores pobres – Era a maioria da população, composta dos trabalhadores das manufaturas, os servos dos latifúndios e os escravos.

Cultura

aula4_fig2.tif

Hagia Sofia

A cultura Bizantina está totalmente relacionada com o cristianismo, religião oficial e obrigatória em todo território. Sua influência estava presente em todos os setores sociais. A Igreja era tão importante para essa sociedade que o historiador Steven Runciman chegou a afirmar que: “A atenção principal do bizantino estava dirigida para as questões e os detalhes religiosos que lhe poderiam abrir ou fechar as portas do Céu”. Isto quer dizer que, para os bizantinos, a vida neste planeta tinha pouca importância, o interessante era o reino dos céus.

Dica 3 – Estude as civilizações do Oriente Antigo e revise tudo sobre os Fenícios, os Hebreus, os Persas, os Indianos e os Chineses em mais uma aula de História Enem – https://blogdoenem.com.br/povos-oriente-historia-enem/

Em todos os lugares da capital do império, Constantinopla, havia pessoas que estavam envolvidas em discussões teológicas e detalhes religiosos. Podemos destacar duas discussões mais evidentes:

Monofisismo: estes negavam a natureza terrestre de Jesus Cristo. Para eles Jesus possuía apenas a natureza divina, espiritual. Esse movimento teve início no século V com auge no reinado de Justiniano.
Iconoclastia: para estes a ordem era a destruição das imagens de santos e a proibição do uso delas em templos. Era baseada na forte espiritualidade da religião cristã oriental. Teve apoio no século VIII, com o imperador Leão II, que proibiu o uso de imagens de Deus, Cristo e Santos nos templos e teve forte apoio popular.

Não podemos deixar de destacar a construção imponente e bela da Igreja de Santa Sófia, em Constantinopla, que é um dos exemplos mais claros de como a arquitetura bizantina é majestosa. Trabalharam na construção da igreja de Santa Sófia cerca de 10 mil homens, durante cinco anos. Sua cúpula, de 34 metros de diâmetro, eleva-se gradualmente até 56 metros de altura. No interior da igreja, toda noção de peso desaparece. A cúpula parece flutuar, assentada num anel luminoso de janelas justapostas. O interior da igreja é totalmente ornamentada com belos mosaicos, marfins e pedras preciosas. Foram utilizadas nessa decoração cerca de 18 toneladas de ouro.

Saiba mais sobre o Império Bizantino nestas duas aulas do canal Videos Educacionais, disponível no Youtube. Após assistir, revise o que você aprendeu respondendo aos nossos desafios!

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=5RwCOMgFI4Q]

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=bBAHGMhqFJ8]

Desafios

Questão 1

A respeito da cultura bizantina é certo dizer que:

a) Foi uma cultura influenciada totalmente pela árabe.
b) Foi uma cultura burguesa, influenciando a cultura europeia do iluminismo.
c) Foi uma mistura de elementos da cultura grega com a romana.
d) Foi uma mistura de elementos da cultura grega com a árabe.
e) Foi romana e ao mesmo tempo grega devido à Guerra de Troia.

Questão 2

O que foi a Iconoclastia?

a) Foi a proibição do uso de imagens de Deus, Cristo e Santos nos templos e teve forte apoio popular.
b) Foi um movimento popular contrário aos imperadores gregos.
c) Uma luta política entre dois sistemas religiosos da época, o cristão e o islâmico.
d) Uma luta pelo poder entre os imperadores bizantinos.
e) A ideologia militar da época.

Questão 3

Sobre a cultura religiosa Bizantina está totalmente certo dizer que:

a) Estava ligada ao paganismo da região.
b) Estava relacionada com o cristianismo, religião oficial e era obrigatória em todo território.
c) Sua influência estava presente em todos os setores sociais, incluindo o dos povos vizinhos.
d) Era influenciada somente pelo islamismo.
e) Era ligada ao cristianismo de Roma, sendo controlada pelo Papa.

Questão 4

A respeito da economia do império bizantino é certo dizer que:

a) Era agropastoril, copiada dos povos bíblicos.
b) Teve um importante papel pela prática de comércio marítimo em que os bizantinos estavam relacionados.
c) Começou como agrícola passando a industrial logo após a queda do império.
d) Era dividida em intensa prática de comércio marítimo e em indústrias manufatureiras.
e) Era baseada na pecuária em larga escala.

Questão 5

(UNESP 92) A Civilização Bizantina floresceu na Idade Média, deixando em muitas regiões da Ásia e da Europa testemunhos de sua irradiação cultural. Assinale importante e preponderante contribuição artística bizantina que se difundiu expressando forte destinação religiosa:

a) Adornos de bronze e cobre.
b) Aquedutos e esgotos.
c) Telhados de beirais recurvos.
d) Mosaicos coloridos e cúpulas arredondadas.
e) Vias calçadas com artefatos de couro.

 Você consegue resolver estes exercícios? Então resolva e coloque um comentário no post, logo abaixo, explicando o seu raciocínio e apontando a alternativa correta para cada questão. Quem compartilha a resolução de um exercício ganha em dobro: ensina e aprende ao mesmo tempo. Ensinar é uma das melhores formas de aprender!