Número de inscritos no Enem é o menor desde 2007

Apenas 4 milhões de pessoas se inscreveram no Enem 2021, totalizando o menor número de inscritos desde a edição de 2007. O total de candidatos ainda pode baixar quando se encerrar o prazo para o pagamento da taxa de inscrição.

Entre os dias 30 de junho e 14 de julho de 2021 os estudantes brasileiros puderam fazer a inscrição no Enem. Encerrado o prazo, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela aplicação do Exame, divulgou o número de inscritos no Enem 2021.

Inscritos Enem
Reprodução/Internet

Número de inscritos no Enem de 2021

Este ano, apenas 4 milhões de candidatos se inscreveram no Exame. Dos inscritos no Enem 2021, 3,9 milhões farão a prova impressa, enquanto 101.100 participarão do Enem digital.

Contudo, o número de inscritos no Enem 2021 ainda pode cair. Isso porque o prazo para o pagamento da taxa de inscrição terminará no dia 19 de julho. Assim, os candidatos que não fizerem o pagamento dentro do prazo não terão suas inscrições confirmadas.

Queda no número de inscritos

O número de inscritos no Enem 2021 foi 34% menor que o do Enem 2020. Naquele ano, o Exame Nacional do Ensino Médio contou com a participação de 5,8 milhões de estudantes.

O Enem, que já chegou a contar com 8,7 milhões de candidatos, em 2014, chega agora ao menor número de inscritos desde que adotou o seu formato atual, em 2009.

Motivos da queda nos inscritos no Enem

Um dos motivos da queda no número de inscrições pode estar relacionado ao fato de que o edital do Enem não conferiu a isenção da taxa de inscrição aos candidatos que faltaram às provas de 2020 em virtude da pandemia de COVID-19. O Enem 2020 teve índice de abstenção de 51,5%, o maior da história do Exame.

A taxa de inscrição do Enem 2021 custa R$ 85 (oitenta e cinco reais). Assim, a falta de isenção aos faltosos de 2020 impacta os candidatos que não têm condição de arcar com esse valor. Desta maneira, tal medida pode trabalhar para excluir os mais pobres da participação do Exame Nacional do Ensino Médio e, consequentemente, do ensino superior.

Além disso, muitos jovens vão deixar de prestar o Enem porque têm planos de trabalhar em período integral e não pretendem estudar no ano que vem. Isso porque cerca de 29% dos jovens entre 15 e 29 anos teve perda na renda pessoal durante a pandemia. Esses dados são da pesquisa “Juventudes e a Pandemia”, feita pelo Conselho Nacional da Juventude (Conjuve). 

Outro motivo apresentado pelos estudantes é a dificuldade de lidar com estudo remoto. Muitas famílias não possuem computadores, acesso à internet e um local apropriado para que os alunos possam estudar. Tudo isso causa sentimentos de insegurança, ansiedade e depressão. O resultado é a desmotivação para se inscrever no Enem.

Jade Philippe

Diretora de Conteúdo do Blog do Enem. Formada em Direito, descobriu na comunicação um caminho mais direto para ajudar as pessoas. Foi assim que passou a integrar a equipe do Curso Enem Gratuito, plataforma dedicada a entregar educação livre, de qualidade e gratuita a todos os estudantes do Brasil.
Categorias: 02-Destaque Inferior, Enem Tags: , ,