Classicismo – Literatura Enem. Veja a obra de Luiz de Camões.

Pronto para gabaritar no Exame Nacional do Ensino Médio? Revise as características do Classicismo e sobre a obra de Luiz Vaz de Camões nesta aula de Literatura Enem. Tem Os Lusíadas e muito mais. Confira abaixo.

Classicismo é o movimento artístico que valoriza os aspectos estéticos, estilísticos e culturais da Antiguidade Clássica. Veja a importância de Luiz Vaz de Camões.

Classicismo é a denominação da corrente artística que supervaloriza as antiguidades, ou melhor, da Antiguidade Clássica, resgatando elementos artísticos dessa cultura, num período de grandes transformações culturais, políticas e econômicas.

Características Gerais do Classicismo

Tem-se como característica principal exatamente a valorização dos aspectos culturais e filosóficos da cultura das antigas Grécia e Roma. Além desta, confira as demais características do classicismo:

1. Influência do humanismo.
2. O homem como centro do universo: antropocentrismo.
3. Críticas as visões do mundo voltadas à religião.
4. Racionalismo.
5. Busca pelo equilíbrio.
6. Universalismo.
7. Paganismo.
8. Neoplatonismo
9. Perfeição formal: métrica, rima, correção gramatical, tudo isso passa a ser motivo de atenção e preocupação

partenon.jpg 

Parthenon, na Grécia

Na Música: O Classicismo era possível ser percebido através das músicas clássica e erudita.

Na Literatura: Camões, principal escritor português da corrente, contribuiu muito para que o movimento se tornasse tão importante. Sua obra mais significativa é Os Lusíadas.

Assim como citado acima, Camões foi de grande importância para a cultura classicista. Mas também vale ressaltar os nomes de Dante Alighieri, Petrarca e Boccacio. Leonardo da Vinci, Michelangelo, Rafael Sanzio, Andrea Mantegna, Claudio de Lorena entre outros, são nomes ilustríssimos das artes plásticas do classicismo. Já do Neoclassicismo são Wolfgang Amadeus Mozart, Joseph Haydn, Ludwig van Beethoven.

Dica 1 – Saiba como o Humanismo influenciou as mais importantes obras literárias entre o séc. XIV e séc. XVI em mais uma aula de Literatura Enem – https://blogdoenem.com.br/humanismos-literatura-enem/

Vale deixar claro que essa cultura classicista formou-se duas grandes manifestações classicistas da Idade Moderna europeia são o Renascimento e o Neoclassicismo.

  • Renascimento: redescoberta e revalorização das referências culturais da antiguidade clássica, que nortearam as mudanças deste período em direção a um ideal humanista e naturalista.
  • Neoclassicismo: Também tem o interesse da Antiguidade clássica, porém surge com uma ideias iluministas; pode-se também perceber conotações políticas com valores bem fortes como: honra, dever e heroísmo.

O Classicismo chegou ao fim em 1580 com a passagem de Portugal ao domínio espanhol e também com a morte de seu maior representante, Camões.

Luís Vaz de Camões

camoes.jpg

Luís Vaz de Camões

Viveu entre 1525 e 1580. Poeta português nascido, provavelmente, em Lisboa, considerado o maior de todos, que consolidou a língua portuguesa e conferiu-lhe amplitude, aptidão e maleabilidade capazes de abarcar motivos de significado nacional e universal ao mesmo tempo. De origem humilde, mas que frequentava a corte ou ocupava cargos importantes, como um tio que era prior do mosteiro de Santa Cruz, em Coimbra, conseguiu estudar em Coimbra e adquiriu uma vasta cultura.

Dica 2 – Relembre o contexto histórico e as características do Trovadorismo com esta aula de revisão para Literatura Enem – https://blogdoenem.com.br/trovadorismo-literatura-enem/

Serviu a coroa portuguesa como militar. Em um combate no Marrocos, perdeu o olho direito. Já como poeta consagrado, após o indulto de D. João III, iniciou viagens (1553) por várias partes do mundo oriental, como Goa, China, Malásia, Vietnam e, finalmente, Moçambique. Com os originais de Os lusíadas prontos, mas totalmente sem recursos, com o favor de amigos, especialmente Diogo do Couto, regressou a Lisboa (1569) para tentar sua publicação. A Inquisição lhe outorgou uma licença requerida (1571) e a obra, depois de censurada, teve sua primeira edição (1572). Além de Os lusíadas, só três ou quatro de seus poemas foram publicados durante sua vida.

Dica 3 – Já sabe tudo sobre Literatura para o Enem? Revise sobre os Elementos de Narrativa com esta primeira aula de Tipologia Textual – https://blogdoenem.com.br/tipologia-textual-parte-literatura-enem/

A maior parte da obra lírica, tal como os autos e as cartas, permaneceu inédita durante sua vida sendo recuperada por pesquisadores de sua obra. Nas poucas cartas que sobreviveram das muitas escritas por ele, numa descreve a vida social de Lisboa, seus costumes e pecados. Com ironia ácida, ataca a hipocrisia das relações mundanas e as contrapõe às doçuras da vida no campo, de onde o amigo escrevera. Morreu em Lisboa e seus restos mortais desapareceram.

A poesia lírica de Camões

A obra lírica de Camões é constituída por poemas feitos em medida velha e em medida nova. A medida velha obedece a poesia de tradição popular, as redondilhas, de 5 ou 7 sílabas (menor ou maior, respectivamente). São composições com um tema. Os poemas em medida nova são formas poéticas ligadas a tradição clássica. São eles:

  • Sonetos (composições poéticas de 14 versos, distribuídas em dois quartetos e dois tercetos);
  • Éclogas (poesia em forma de diálogo, com tema pastoril);
  • Elegias (composições que expressam tristeza);
  • Canções (composições curtas);
  • Oitavas (poemas com as estrofes de 8 versos);
  • Sextinas (poemas com as estrofes de 6 versos).

A seguir, o famoso soneto Alma minha gentil, que te partiste:

Alma minha gentil, que te partiste

Tão cedo desta vida, descontente,

Repousa lá no Céu eternamente,

E viva eu cá na terra sempre triste.

Se lá no assento etéreo, onde subiste,

Memória desta sida se consente,

Não te esqueças daquele amor ardente

Que já nos olhos meus tão puro viste.

E se vires que pode merecer-te

Alguma cousa a dor que me ficou

Da mágoa, sem remédio, de perder-te,

Roga a Deus, que teus anos encurtou,

Que tão cedo de me leve a ver-te,

Quão cedo de meus olhos te levou

Saiba mais sobre Classicismo nesta aula do canal Preparação Digital, disponível no Youtube. Após assistir, revise o que você aprendeu respondendo aos nossos desafios!

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=ptKrkn2XQtk]

Desafios

Leia o texto a seguir, de Camões.

Amor é fogo que arde sem se ver;

é ferida que dói e não se sente;

é um contentamento descontente;

é dor que desatina sem doer;

É um não querer mais que bem querer;

é solitário andar por entre a gente;

é nunca contentar-se de contente;

é cuidar que se ganha em se perder;

É querer estar preso por vontade;

é servir a quem vence, o vencedor;

é ter com quem nos mata lealdade.

Mas como causar pode seu favor

nos corações humanos amizade,

se tão contrário a si é o mesmo Amor?

Questão 1

O poema tem, como característica, a figura de linguagem denominada antítese, relação de oposição de palavras ou ideias. Assinale a opção em que essa oposição se faz claramente presente.

a) “Amor é fogo que arde sem se ver.”

b) “É um contentamento descontente.”

c) “É servir a quem se vence, o vencedor.”

d) “Mas como causar pode seu favor.”

e) “Se tão contrário a si é o mesmo Amor?”

Questão 2

O poema pode ser considerado como um texto:

a) argumentativo.

b) narrativo.

c) épico.

d) de propaganda.

e) teatral.

Questão 3

É um exemplo de medida nova ou medida velha? Por quê?

Questão 4

Qual a figura de linguagem presente em todo o poema e por que ela foi utilizada?

Questão 5

O que a indagação final revela?

Você consegue resolver estes exercícios? Então resolva e coloque um comentário no post, logo abaixo, explicando o seu raciocínio e apontando a alternativa correta para cada questão. Quem compartilha a resolução de um exercício ganha em dobro: ensina e aprende ao mesmo tempo. Ensinar é uma das melhores formas de aprender!