Isenção no Enem: o que é, como conseguir e como pedir revisão

Nas edições do Enem, é possível pedir a isenção da taxa de inscrição. Isso é, o aluno não precisará pagar para se inscrever na prova. Para conseguir, é necessário preencher alguns critérios.

Primeiramente, vamos entender o que é a isenção no Enem. Depois, também vamos entender quem pode fazer o Enem de graça e como justificar a ausência no Enem 2019.

O que é o pedido de isenção no Enem

Milhares de participantes que prestam a prova do Enem não apresentam condições financeiras favoráveis para pagar a inscrição. Pensando nisso, foi criada a possibilidade de pedir isenção no Enem e, assim, não pagar o valor da inscrição. O valor pago na inscrição varia, sendo em 2020 o total de R$ 85.

Quem pode pedir a isenção no Enem?

Para não pagar a taxa de inscrição do Enem é preciso fazer o pedido na página do participante. De acordo com o edital do Enem 2020, tem direito à isenção quem cumprir algum destes pré-requisitos:

  • Estiver cursando a última série do ensino médio no ano de 2020 na rede pública de ensino;
  • Tenha cursado todo o ensino médio em escola da rede pública ou como bolsista integral na rede privada e tenha renda per capita igual ou inferior a um salário mínimo e meio;
  • Estiver inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) e tenha renda familiar per capita de até meio salário mínimo ou renda familiar mensal de até três salários mínimos.

Além disso, se você obteve a isenção da taxa de inscrição no Enem 2019, mas não foi fazer as provas e quer pedir isenção novamente, é necessário justificar sua ausência também na página do participante.

Como pedir a isenção no Enem

Para pedir a isenção, você vai entrar no site oficial e informar seu CPF, data de nascimento, e-mail e telefone. Além disso, é necessário responder um questionário socioeconômico e, claro, tem que ter documentos que possam comprovar a situação declarada.

A edição do Enem 2020 trouxe novidade: os participantes que pediram isenção no Enem 2020 precisaram se cadastrar no Portal do Governo Federal. Esse cadastro er necessário fazer antes de realizar o pedido de isenção na página do participante.

O edital do Enem deixa claro que, se for constatado que o candidato declarou informações falsas, ele será eliminado e poderá responder por crime contra a fé pública. Ou seja, realmente não vale a pena pedir a isenção se você não tem direito a ela.

Todos os documentos necessários para fazer o pedido de isenção você pode conferir no edital do Enem 2020, tanto no digital quanto no impresso.

Posso pedir isenção no Enem digital?

A regra de isenção no Enem vale tanto para a prova impressa quanto a digital. Assim, se você preenche um dos requisitos, poderá fazer a prova do Enem de graça.

Quando sai o resultado da isenção no Enem

Para consultar o resultado do pedido de isenção no Enem, é necessário acessar o site do exame e fazer login com o seu cadastro (o mesmo utilizado para pedir a isenção).

O resultado da isenção no Enem 2020 foi divulgado no dia 24 de abril.

O que é a justificativa de ausência no Enem?

Se você conseguiu o benefício de isenção no Enem anterior (ao que está você se candidatando), e não compareceu aos dois dias de provas, você precisa justificar a sua ausência para tentar novamente a isenção.

Será necessário apresentar documentos que comprovem o motivo da ausência. São aceitos motivos como: assaltos, morte na família, acidente de trânsito, entre outros. Você pode fazer a justificativa do Enem no site do exame, durante o período dos pedidos de isenção.

Todos os documentos necessários para fazer a justificativa de ausência no Enem estão presentes no documento do Inep.

Como recorrer da isenção do Enem

Se o seu pedido de isenção de taxa de inscrição no Enem foi negado, você ainda poderá recorrer da decisão. Para isso, é necessário fazer o seu login na página do participante e apresentar os documentos pedidos no edital.

Para mais informações sobre o pedido de isenção e a justificativa de ausência, confira o vídeo do Curso Enem Gratuito:

Cronograma Enem 2020

A inscrição para o Enem ocorre só depois de sair o resultado do pedido de isenção da taxa. Então fica ligado no cronograma pra não perder nenhum prazo. Além disso, também vale ficar atento para possíveis mudanças no cronograma do Enem 2020, por conta da pandemia do coronavírus.

  • Solicitação de isenção da taxa: até primeiro de maio
  • Resultado do pedido de isenção da taxa: 24 de abril
  • Justificativa de ausência:  6 a 17 de abril
  • Inscrições: 11 a 22 de maio
  • Taxa de inscrições: R$ 85,00
  • Pagamento da taxa: 11 a 28 de maio
  • Solicitação de nome social: 25 a 29 de maio
  • Aplicação das provas digitais: 31 de janeiro e 7 de fevereiro
  • Aplicação das provas impressas: 17 e 24 de janeiro
  • Resultado geral: a partir de 29 de março de 2021

Enem digital

Ainda está na dúvida sobre como vai funcionar o Enem digital? Ela nada mais é do que a aplicação do exame por meio de um computador. De acordo com o edital do Enem 2020, foram disponibilizadas até 100 mil inscrições para os primeiros participantes que optarem pela edição digital.

Essas vagas serão apenas para algumas cidades selecionadas. O restante dos participantes fará a prova impressa. A previsão é que a prova se torne totalmente digital somente em 2026.

Como estudar para o Enem?

Para estudar para o Enem, é necessário ter organização e muita força de vontade, uma vez que o conteúdo da prova é bastante denso. Nossa primeira dica é: consulte nosso guia de como estudar para o Enem!

Veja nosso vídeo explicando como montar uma rotina de estudos eficiente:

Além disso, temos mais duas outras dicas:

  1. Tenha um plano de ensino para você saber direitinho qual aula estudar no dia. O Curso Enem Gratuito oferece um plano de estudos completo e gratuito.
  2. Estude os temas que mais caem no Enem. Assim como ler os resumo e ver as videoaulas sobre os assuntos.

Por fim, busque nossos canais de comunicação. Temos o canal no YouTube Curso Enem Gratuito e o Instagram @cursoenemgratuito. Lá postamos novidades diariamente.