Redação Enem: Videoaula e os erros de redação mais comuns em provas

Redação Enem: prepare-se com videoaula sobre dissertação argumentativa  e os erros mais cometidos.

A redação enem é disparada a prova mais temida pelos alunos. Mas você que está com a gente vai chegar muito mais preparado pra se dar bem. Veja os erros mais cometidos (e descontados) na redação enem e de quebra assista uma aula sobre dissertação argumentativa que é o tipo de texto mais solicitado no Enem.

Acompanhe a vídeo aula da professora Viviane Schitz que explica e dá dicas para a Redação Enem. Entenda o que é Dissertação Argumentativa e  se prepare para fazer uma Redação Enem nota mil!

Aula boa né? Agora dê uma olhada nas escorregadas de redação enem selecionadas pela professora Sabrina Vilarinho do Brasil Escola e veja se você também está fazendo parte dessa galera. Olha só:

Fazem dez anos que não vemos tantas mudanças”. O verbo “fazer” no sentido de tempo, de tempo decorrido ou de fenômenos atmosféricos é impessoal, ou seja, fica no singular: Faz dez anos… Faz muito frio…

“Há muito tempo atrás, comprei uma bicicleta.” O verbo “há” tem sentido de tempo passado, logo não há necessidade de adicionar “atrás”. Ou você escolhe um ou outro: Há muito tempo… Tempos atrás… Há dez anos… Dez anos atrás.

Houveram muitas passeatas nesta semana em prol da igualdade racial.” O verbo haver acompanha o mesmo raciocínio do verbo “fazer”, citado acima. No sentido de existir ou na ideia de tempo decorrido, o verbo haver é impessoal: Houve muitas passeatas… Há tempos não o vejo… Havia algumas cadeiras disponíveis.

“Para mim escolher, preciso de um tempo.” Na dúvida verifique quem é o sujeito do verbo. No caso, o verbo “escolher” não tem sujeito, pois “mim” não pode ser! O certo seria o pronome “eu”: para eu escolher. A expressão “para mim” só funciona quando é objeto direto: Traga essa folha para mim. Dessa forma, sempre diga e escreva: Para eu fazer, para eu levar, para eu falar, pois o verbo precisa de um sujeito!

“A situação vinha de encontro ao que ele desejava.” Se é uma situação que a pessoa desejava, será: ao encontro de, expressão que designa favorecimento, estar de acordo. Já a locução “de encontro a” tem sentido de oposição, de choque: Ele foi de encontro ao poste.

Conferiu os erros de Redação enem? Veja mais:

 “Esse assunto fica entre eu e você!” Quando a preposição existe, neste caso “entre”, usa-se o pronome oblíquo. O correto é: entre mim e você ou entre mim e ti. Portanto, use pronome oblíquo tônico (mim, ti, si, ele, ela, nós, vós, si, eles, elas) após preposição: falava sobre mim, faça por nós, entre mim e você não há problemas, falavam entre si.

redação enem

Então, pegou ele pela gola.” Quando for necessário que um pronome seja objeto direto (pegou algo: ele), nunca coloque pronome pessoal, opte pelo caso oblíquo átono (me, te, se, o, a, lhe, nos, vos, se, os, as, lhes): Pegou-o, avisou-o, apresentei-a, levou-nos, ama-me, leva-nos.

Aonde você estava? “Aonde” indica ideia de movimento, enquanto “onde” refere-se somente a lugar. Portanto: Onde você estava? E Aonde nós vamos agora?

Esse ano vamos fazer diferente.” Se é o ano vigente, então use o pronome “este”, uma vez que indica proximidade: Esta sala de aula, esta semana está sendo ótima, este dia vai ser abençoado, este ano está sendo o melhor de todos, esta noite veremos estrelas.

Ufa! Não é à toa que a Redação Enem assusta mas, como tudo na vida depende da nossa força de vontade siga em frente assista a aula quantas vezes precisar e pratique muito!