Redação Enem – Guia Geral do Participante

O Blog do Enem resolveu dar uma ajudinha na sua Redação Enem, explicando ponto a ponto as competências exigidas.

Se você tem dúvidas sobre como será feita a correção da Redação Enem e o que esperam de você em cada uma das competências avaliadas, o MEC lançou o Guia do Participante, ainda na edição 2012.

Dica 1: Tudo sobre a Redação no Enem: https://blogdoenem.com.br/category/cainaprova/redacao/
Dica 2: Confira todas as notas de corte do Sisu: https://blogdoenem.com.br/category/basicao/notas/
Dica 3: As melhores apostilas para você se dar bem no Enem: https://blogdoenem.com.br/category/apostila-enem/

Para você que ainda não sabe como será a estrutura da Redação Enem, tenha em mente o seguinte:

O texto que você irá desenvolver terá que ser do tipo dissertativo-argumentativo, e o tema abrangerá assuntos sociais, científicos, culturais ou políticos, por isso fiquem ligados no que está rolando nos noticiários, revistas e jornais.  No decorrer da redação, você defenderá uma opinião sobre o tema proposto, porém com base em argumentos consistentes e que tenham uma estrutura coerente e coesa, formando, dessa maneira, um raciocínio lógico e um texto bem estruturado.  Além disso, terá que constar uma proposta de intervenção social que respeite os direitos humanos.   Não esqueça o principal: a Redação Enem deverá ser redigida respeitando a norma padrão da Língua Portuguesa.

Como será feita a avaliação da Redação Enem ?

A Redação Enem será avaliada por, pelo menos, dois professores em separado, ou seja, nenhum deles saberá a nota atribuída pelo outro.  Você pode estar se perguntando: “Quais aspectos serão avaliados?”, e eu te respondo: “Todos os aspectos relacionados as competências desenvolvidas durante a sua jornada escolar”.

E quais seriam essas competências? Apresento-lhes as 5 competências da Redação Enem:

Competência 1: avaliarão se você possui domínio da norma padrão da língua escrita.

Competência 2: avaliarão se você compreendeu a proposta de redação e conseguiu aplicar os conceitos das várias áreas de conhecimento, desenvolvendo, dessa forma, o tema dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Competência 3: avaliarão a sua competência em:  selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

Competência 4: avaliarão se você demonstra ter conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Competência 5: avaliarão se você conseguiu elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

Alguns lembretes importantes sobre a forma de correção  da Redação Enem

– Os dois avaliadores, cada um em separado, dará uma nota entre 0 (zero)  e 200 (duzentos) pontos para cada uma das 5 competências relacionadas acima. A soma dos pontos das 5 competências será a nota total de cada avaliador, podendo chegar a 1000 (mil) pontos. Já a nota final do candidato do Enem será a média aritmética das notas totais atribuídas pelos dois avaliadores.

– Considera-se discrepância quando houver uma divergência nas notas atribuídas pelos avaliadores.  Caso as notas da Redação Enem, no total, foram diferentes por mais de 200 (duzentos) pontos ou for superior a 80 (oitenta) pontos em qualquer uma das competências, a redação será avaliada por uma terceira pessoa, de forma independente. A nota final, então, será a média aritmética das duas notas totais que mais se aproximarem. Se  ainda houver uma discrepância na terceira avaliação, a redação passará a ser analisada por uma banca composta por três professores, que atribuirá a nota final do participante

– Lembre-se dessas características para não receberem nota 0 (zero) na Redação Enem: fuga total ao tema; não obediência à estrutura dissertativo-argumentativa; texto com até 7 (sete) linhas;  impropérios, desenhos ou outras formas propositais de anulação; desrespeito aos direitos humanos (desconsideração da Competência 5); e folha de redação em branco, mesmo que tenha sido escrita no rascunho.

– E a correção da Redação Enem para surdos ou com deficiência auditiva? Serão adotados mecanismos de avaliação coerentes com o aprendizado da  Língua Portuguesa como segunda língua. O mesmo será feito para candidatos com dislexia, onde os mecanismos levarão em conta  questões linguísticas específicas relacionadas à dislexia.

Detalhamento da matriz de correção por competência

Apresentaremos, aqui, o tim tim por tim tim das competências e o que os avaliadores da Redação Enem esperam de você.

Competência 1 – Demonstrar domínio da norma padrão da língua escrita.

Existe uma grande diferença entre a linguagem oral e a escrita. Na oral, muitas vezes, usamos termos que fogem ao padrão correto da Língua Portuguesa. Isso também acontece na escrita formal e informal. É nesse quesito que os avaliadores prestarão atenção na Redação Enem.

Por isso, muito cuidado no uso e repetição de algumas palavras, tais como: como “e”, “aí”, “daí”, “então”, pois são usadas mais comumente no uso informal para relacionar ideias e demonstram pobreza de vocabulário. Outro fator importante são os sinais de pontuação corretos, pois são uma forma de organização do texto, dando sentido lógico ao mesmo. Lembre-se que o registo escrito não conta com a entoação e pausas do registro oral, que conferem coerência ao texto.

Na hora em que você estiver escrevendo a sua Redação Enem  procure ser claro, objetivo e direto; e ter vocabulário diferenciado e rico. Fora isso, existe alguns requisitos básicos que precisam ser seguidos no texto dissertativo-argumentativo:

1-      Ausência de marcas de oralidade e de registro informal;

2-      Precisão vocabular;

3-      Obediência ás regras gramaticais de:

  • Concordância nominal e verbal;
  • Regência nominal e verbal;
  • Pontuação;
  • Flexão de nomes e verbos;
  • Colocação de pronomes átonos;
  • Grafia das palavras;
  • Acentuação gráfica;
  • Emprego de letras maiúsculas e minúsculas;
  • Divisão silábica na mudança de linha (translineação).

Existe algumas inadequações do uso linguístico que são penalizadas na Competência 1 da Redação Enem :

1 – Desvios mais graves:

– falta de concordância do verbo com o sujeito (com sujeito antes do verbo);

– períodos incompletos, truncados, que comprometem a compreensão;

– graves problemas de pontuação;

– desvios graves de grafia e de acentuação (letra minúscula iniciando frases e nomes de pessoas e lugares); e

– presença de gíria.

2 – Desvios graves:

– falta de concordância do verbo com o sujeito (com sujeito depois do verbo ou muito distante dele);

– falta de concordância do adjetivo com o substantivo;

– regência nominal e verbal inadequada (ausência ou emprego indevido de preposição);

– ausência do acento indicativo da crase ou seu uso inadequado;

– problemas na estrutura sintática (frases justapostas sem conectivos ou orações  subordinadas sem oração principal);

– desvios em palavras de grafia complexa;

– separação de sujeito, verbo, objeto direto e indireto por vírgula; e

– marcas da oralidade.

3 – Desvios leves:

– ausência de concordância em passiva sintética (exemplo: uso de “vende-se casas” em vez de “vendem-se casas”); e

– desvios de pontuação que não comprometem o sentido do texto.

Competência 2 – Compreender a proposta de redação e aplicar conceitos das várias áreas do conhecimento para desenvolver o tema dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo.

Nessa competência da Redação Enem , os avaliadores analisarão se você compreendeu a proposta de redação  e os seus conhecimentos de mundo para desenvolver o tema proposto dentro dos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo. Traduzindo em miúdos: você vai defender uma tese, em forma de texto, e neste texto apresentar os argumentos que justifiquem a sua posição em relação a temática proposta pela redação, tudo isso dentro dos limites do tema.

Existe algumas recomendações para a elaboração do texto:

a) leia com atenção a proposta da Redação Enem e os textos motivadores, para compreender bem o que está sendo solicitado;

b) evite ficar preso às ideias desenvolvidas nos textos motivadores, porque foram apresentados apenas para despertar uma reflexão sobre o tema e não para limitar sua criatividade;

c) não copie trechos dos textos motivadores. Lembre-se de que eles foram apresentados apenas para despertar seus conhecimentos sobre o tema;

d) reflita sobre o tema  da Redação Enem proposto para decidir como abordá-lo, qual será seu ponto de vista e quais os  argumentos que vai utilizar para defendê-lo;

e) reúna todas as ideias que lhe ocorrerem sobre o tema, procurando organizá-las em uma estrutura coerente para usá-las no desenvolvimento do seu texto;

f) desenvolva o tema de forma consistente, de modo que o leitor possa acompanhar o seu raciocínio facilmente, o que significa que a progressão textual é fluente e articulada com o projeto do texto;

g) lembre-se de que cada parágrafo deve desenvolver um tópico frasal;

h) examine, com atenção, a introdução e a conclusão para ver se há coerência entre o início e o fim;

i) utilize informações de várias áreas do conhecimento, demonstrando que você está atualizado em relação ao que acontece no mundo;

j) evite recorrer a reflexões previsíveis, que demonstram pouca originalidade no desenvolvimento do tema proposto;

k) mantenha-se dentro dos limites do tema proposto pela Redação Enem , tomando  cuidado para não se afastar do seu foco. Esse é um dos principais problemas identificados nas redações. Nesse caso, duas situações podem ocorrer: fuga total ao tema ou fuga parcial ao tema.

RELEMBRANDO: caso você esteja em dúvida do que significa texto dissertativo-argumentativo, aqui vai a definição: “O texto dissertativo-argumentativo é um texto opinativo que se organiza na  defesa de um ponto de vista sobre determinado assunto”.

PRESTE ATENÇÃO: para atender às exigências do texto dissertativo-argumentativo da Redação Enem você deve:

1-      Apresentar uma tese (ideia) e as justificativas (argumentos) que defendam o seu ponto de vista;

2-      Utilizar estratégias argumentativas – são recursos que você pode utilizar para desenvolver os argumentos que comprovem a sua tese, tais como: exemplos, dados estatísticos, pesquisas, fatos comprováveis, citações ou depoimentos de pessoas especializadas no assunto, alusões históricas, e comparações entre fatos, situações, épocas ou lugares distintos.

CUIDADO : caso você fuja da estrutura dissertativo-argumentativo, a sua Redação Enem terá nota 0 (zero), mesmo que atenda às exigências dos outros critérios de correção.

Competência 3 – Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista.

 O importante nessa competência da Redação Enem é sua capacidade de compreensão e interpretação acerca do tema proposto, e de sua habilidade de argumentar a tese defendida por você. Como o próprio título da competência diz, saber: “Selecionar, relacionar, organizar e interpretar informações, fatos, opiniões e argumentos em defesa de um ponto de vista”. Tudo isso de forma coerente e inteligível. O leitor precisa entender o seu texto e ser levado a refletir a respeito das ideias nele apresentadas.

A inteligibilidade de um texto depende de: relação lógica entre as partes do texto, criando uma unidade entre todas as partes; precisão vocabular; apresentação das ideias de forma lógica; e adequação entre o conteúdo do texto e o mundo real.

Competência 4 – Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários à construção da argumentação.

 Todo o texto é um encadeamento lógico de ideias. Cada parágrafo deve estabelecer relação com os anteriores, mesmo que a ideia seja nova. Para que isso ocorra com fluidez, você precisa ter conhecimentos dos recursos linguísticos que garantam a continuidade de um parágrafo ao outro, gerando um texto coeso. A competência 4 da Redação do Enem avaliará tudo isso: estruturação dos parágrafos, estruturação dos períodos e referenciação.

Recomendações para a Competência 4 – estratégias de coesão para se referir a elementos que já apareceram anteriormente no texto da Redação Enem :

a) substituição de termos ou expressões por pronomes pessoais, possessivos e demonstrativos, advérbios que indicam localização, artigos;

b) substituição de termos ou expressões por sinônimos, antônimos, hipônimos, hiperônimos, expressões resumitivas ou expressões metafóricas;

c) substituição de substantivos, verbos, períodos ou fragmentos do texto por conectivos ou expressões que resumam e retomem o que já foi dito; e

d) elipse ou omissão de elementos que já tenham sido citados anteriormente ou sejam facilmente identificáveis.

O que você deve EVITAR na Competência 4 da Redação Enem :

a) frases fragmentadas que comprometam a estrutura lógico-gramatical;

b) sequência justaposta de ideias sem encaixamentos sintáticos, reproduzindo hábitos da oralidade;

c) frase com apenas oração subordinada, sem oração principal;

d) emprego equivocado do conector (preposição, conjunção, pronome relativo, alguns advérbios e locuções adverbiais) que não estabeleça relação lógica entre dois trechos do texto e prejudique a compreensão da mensagem;

e) emprego do pronome relativo sem a preposição, quando obrigatória;

f) repetição ou substituição inadequada de palavras sem se valer dos recursos oferecidos pela língua (pronome, advérbio, artigo, sinônimo).

Competência 5 – Elaborar proposta de intervenção para o problema abordado, respeitando os direitos humanos.

A última competência da Redação Enem avaliará a sua proposta de intervenção na vida social. Lembrando que a proposta deve contemplar cada ponto abordado na argumentação, mantendo uma relação direta com a tese desenvolvida e coerência com os argumentos utilizados. A coerência será um dos aspectos decisivos na avaliação. A proposta precisa, ainda, respeitar os direitos humanos como: cidadania, liberdade, solidariedade e diversidade cultural.

Uma dica importante é: antes de elaborar a sua proposta, responda a essas duas perguntas: O que é possível fazer? A proposta que pretendo fazer é viável?. Não sugerir nada vago, geral.  Estabeleça uma proposta concreta.

Será avaliado os seguintes critérios:

a) presença de proposta x ausência de proposta;

b) proposta explícita x proposta implícita;

c) proposta com detalhamento dos meios para sua realização x proposta sem o detalhamento dos meios para sua realização.

LEMBRETES IMPORTANTES PARA A Redação Enem :

O rascunho da redação deve ser feito no espaço apropriado.

  • ƒƒ O texto definitivo deve ser escrito a tinta, na folha própria, em até 30 linhas.
  • ƒƒ A redação com até 7 (sete) linhas será considerada “insuficiente” e receberá nota zero.
  • ƒƒ A redação que fugir ao tema ou que não atender ao tipo dissertativo-argumentativo receberá nota zero.
  • ƒƒ A redação que apresentar cópia dos textos da Proposta de Redação ou do Caderno de Questões terá o número de linhas copiadas desconsiderado para efeito de correção

Para ler o Guia do ParticipanteRedação Enem , clique aqui.

Estude, assista jornais, lê revistas e preste bastante atenção no que acontece ao seu redor. FIQUE ATENTO a tudo. Pois aquilo que você menos espera pode ser o tema da Redação Enem .

Redação do Enem

Confira o Simulado Enem 2013 – Clique AQUI.

Confira Como se preparar para o Enem 2013 – Clique AQUI.

Agora que você já sabe tudo sobre o Sisu 2013, que tal conhecer nossa rede de blogs?

– Blog do Fies

– Blog do Prouni

– Blog do Sisu

Gostou do post? Use os botões abaixo e ao lado para espalhar por suas redes sociais (sabemos que o Facebook está aberto ai no cantinho do seu computador). E, claro, também usar os espaços para comentários abaixo, deixando sua critica, sugestão e também xingamentos.

Nossas redes sociais:

Facebook: /RedeEnem (Clique AQUI para saber como receber TUDO sobre o Enem 2013)

Twitter: @RedeEnem

Canal no Youtube: Rede Enem

Google+ : Rede Enem