Faltam:
para o ENEM

Taxa de Mortalidade Infantil – Revisão de Geografia e Ciências Humanas para o Enem.

Veja o que é e como calcular a Taxa de Mortalidade Infantil. Você sabia que esse índice é muito alto nos países subdesenvolvidos? Mas, afinal, do que se trata essa taxa? Confira na aula gratuita abaixo. Revisão para as questões de Ciências Humanas no Enem. Cai em Geografia e em outras matérias também. Veja.

O subdesenvolvimento atinge um grande conjunto de países. Estes sofrem com problemas sociais e econômicos mesmo possuindo características distintas quando comparamos suas realidades. Quando estudamos as características do mundo subdesenvolvido, ou seja, dos países menos favorecidos economicamente, analisamos os chamados indicadores socioeconômicos. Dentre esses indicadores vamos estudar a Taxa de mortalidade infantil. Mas o que é isso?

Descrição de Taxa de mortalidade infantil:  indica o número de crianças que morrem antes de completar um ano de idade. Salientando que essa taxa é analisada dentro de um grupo de 1000 crianças nascidas vivas. Quando comparamos esse índice entre países ricos e pobres, notamos que a taxa de mortalidade infantil é inúmeras vezes maior em países subdesenvolvidos, e nos países ditos ricos, ela é praticamente nula. Figura 1– Bebês que nascem com baixo peso.

 

taxa de mortalidade infantil

Os principais motivos (vilões) da Taxa de mortalidade infantil:

Os motivos pelos quais são avaliadas as condições da mortalidade infantil são vários, pois através da análise desses dados é possível perceber e comprovar a ineficácia dos serviços públicos e básicos que a população deveria receber, ter acesso, e, no entanto deixam a desejar nos países pobres, eis alguns deles:

A fome/ pobreza- Fome e pobreza andam juntas, e infelizmente não engrossam nenhuma taxa positiva nos países subdesenvolvidos, ao contrário, são sempre acompanhadas de índices que são tristemente altos envolvendo crianças e a população mais carente. Milhares de pessoas enfrentam a fome, passam dias sem uma refeição “decente” levando-as a morte. Pergunto a você, como uma mãe que não se alimenta pode amamentar seu filho? A consequência disto são crianças desnutridas e que não conseguem atingir o peso ideal.

mortalidade-infantil-2

Figura 2- Retratando a fome no mundo.

Desnutrição- É provocado pela falta de alimentos, ou leite materno. Principalmente na etapa mais importante da vida da criança, ou seja, até um ano de idade, ela necessita não só de cuidados, mas de alimentação adequada e do leite materno. No entanto as mulheres que não conseguem proporcionar isso aos filhos, acabam enfrentando esse problema seríssimo. Figura 3- Crianças Desnutridas.

Taxa de Mortalidade Infantil - Geografia

 

Condições de saúde da gestante e consequentemente da criança – a saúde materna é de fundamental importância para que a criança tenha condições de nascer bem, com um peso adequado e sobreviver. O pré- natal realizado em muitos países é um aliado, pois ele reduz riscos na gravidez, porém nem todas as mulheres têm acesso.

Falta de vacinação – as vacinas administradas nas crianças ao nascer e no decorrer do seu primeiro ano de vida são importantíssimas, pois a imunização é um procedimento que visa à iminência dessas crianças serem contaminadas. Afinal as condições de saúde e socioeconômicas em que vivem, muitas vezes não favorecem como falta de higiene, tratamento de esgoto e água encanada, deixando essas crianças vulneráveis, portanto as campanhas de vacinação são imprescindíveis.

Compare os dados e perceba a diferença entre os países desenvolvidos dos subdesenvolvidos. É uma diferença gritante não é mesmo?

Taxa de Mortalidade Infantil - Geografia

Figura 4: Gráfico da Taxa de mortalidade infantil (2010)

Podemos agrupar os continentes que mais apresentam fatores que contribuem para o aumento da taxa de mortalidade, são eles: América Latina, África, e Ásia. Isso acontece até mesmo pelo histórico de colonização de cada continente e as condições sociais atuais.

Assista agora a esse vídeo sobre a mortalidade infantil, onde mostra a vontade de países em reduzir esse problema tão agravante e compara a taxa de algumas regiões do Brasil. Acesse:

Dica doBlog do Enem- O planeta Terra faz um movimento, o qual ela gira em torno do seu próprio eixo. Você lembra como se define esse movimento? E a sua consequência? Então não perca esta aula de geografia. Cai no Enem e vestibulares.

Vamos resolver mais uma questão de vestibular? Exercite e você só tem a ganhar! Agora é com você!

(Geografia – FATEC) Enquanto países europeus como a Bélgica e a Suíça apresentam taxas de mortalidade infantil inferiores a 5 por mil, países como Serra Leoa, Angola e Somália, na África, apresentam taxas de mortalidade infantil acima de 100 por mil.

A comparação entre essas taxas nos revela que:

a) As condições climáticas temperadas são mais favoráveis à vida humana que as tropicais.
b) Países de povoamento muito antigo tiveram mais condições de superar os problemas demográficos que os países novos.
c) Os efeitos dos avanços alimentares e médico sanitário não atingem de forma semelhante os vários países do mundo.
d) Apesar das diferenças na mortalidade infantil, a  expectativa de vida aumenta na mesma proporção  nos dois grupos de países.
e) As taxas de mortalidade mais elevadas tornam a estrutura da população dos países africanos semelhante à dos países europeus.

Resposta correta letra C.

Elizabeth Geografia Enem
Os textos e exemplos acima foram preparados pela professora Elizabeth Noceti Pereira- formada em Licenciatura Plena em Geografia pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Atua como docente nas redes estadual e municipal da região da Grande Florianópolis.