HIV Aids: O vírus e a doença (que não tem cura) caem no Enem. Revise aqui.

AIDS cai no Enem e no Vestibular. É uma pandemia que já matou milhões de pessoas e continua se espalhando ativamente. Saber mais sobre HIV Aids, além de ajudar a prevenir pode também valer pontos do Enem e dos vestibulares. Veja abaixo.

Desde 1981 mais de 30 milhões de pessoas morreram em decorrência do HIV Aids. É considerada uma pandemia, que atinge mais de 34 milhões de pessoas e continua se espalhando ativamente.

Ao contrário do que se considerava no período de sua descoberta, a  doença da Aids não escolhe apenas pessoas de grupos de risco. Todos que se expõem ao vírus estão sujeitos ao contágio. No Brasil, na segunda metade da década de 2000, o grupo com o maior crescimento da doença é o de jovens masculinos que não se protegem para fazer sexo. Os programas de controle e de prevenção são chamados de HIV Aids.

Não tem cura – O vírus HIV, que transmite e provoca os sintomas e as consequências advindas da Aids não tem ainda vacina desenvolvida, e a única garantia contra ele é uma proteção eficiente. E a doença da Aids não tem cura. Após a contaminação pelo vírus e com a manifestação dos primeiros sintomas da Aids a medicação para tentar controlar o vírus HIV e tentar reduzir ou retardar os efeitos da doença da Aids para prolongar a vida do paciente  é muito pesada, e com graves efeitos colaterais.HIV Aids

ABC do HIV

  1. O vírus HIV (imagem acima) que provoca a doença da Aids não faz escolhas e nem ter preconceito na hora de infectar pessoas e de atingir o sistema imunológico do organismo humano.
  2. Tendo chance, ele se dissemina por qualquer classe social, gênero, idade ou preferências sexuais.
  3. Portanto queridos candidatos e queridas candidatas, na aula deste post você vai conhecer bem a Aids e o funcionamento do  vírus HIV.
  4. Além de ser importante para você se dar bem nas questões de Biologia no Enem e nos vestibulares, é também uma questão de saúde e cidadania para você não cair nesta fria.

Veja nesta aula da professora Juliana Evelyn Santos: O que é a Aids? – Como funciona o vírus HIV? – Como ‘pega’ e ‘como não pega’ o vírus HIV?  – Aids não tem cura e não tem vacina. – E, ainda, as formas de se proteger. Tudo isto cai no Enem e no Vestibular. Vamos lá?

É hora de revisar HIV Aids

O que é a Aids? É a síndrome da Imunodeficiência Adquirida SIDA, denominação equivalente para AIDS nos países de língua portuguesa e espanhola, com exceção do Brasil,  que utiliza a sigla originada do inglês. A Aids  é provocada, basicamente, por dois tipos de vírus HIV (1 e 2).  Ambos os vírus HIV são formados por uma cápsula de proteínas esférica, revestida por dupla camada lipídica com glicoproteínas que envolvem o material genético (RNA) e enzimas.

Os vírus HIV são capazes de atacar células do sistema imunológico humano, deixando-o frágil e fazendo com que o organismo tenha pouca ou nenhuma defesa aos antígenos que o atacam constantemente. Assim, fica aberto o caminho para a ocorrência de doenças infecciosas constantes e recorrentes.

Como o vírus HIV Aids funciona?

Os vírus HIV atacam algumas células brancas do sangue – os linfócitos T4 ou CD4, umas das principais células de defesa do corpo, responsáveis por reconhecer os antígenos que estão nos causando algum problema e ativar outras células do sistema imunológico. Na sua superfície, os vírus apresentam receptores que se encaixam perfeitamente nos receptores dos linfócitos, fazendo com que a célula “permita” que o material genético viral penetre no citoplasma da célula.

O HIV é um retrovírus, pois possui RNA e precisa a partir dele produzir DNA (o contrário do que acontece nos seres vivos em geral). Sendo assim, com o auxílio da enzima transcriptase reversa, o RNA produz uma molécula de DNA complementar e, em seguida, é destruído. A molécula de DNA, por sua vez, produz outra molécula de DNA, formando uma dupla cadeia que migra para o núcleo da célula e se incorpora ao seu material genético.

O DNA viral pode ficar inativo por muito tempo, porém, quando por  algum motivo ele se ativa, o DNA viral irá produzir muitas novas moléculas de RNA que farão com que a célula passe a “montar” novos vírus. As partículas virais produzidas vão para a periferia da célula, são envolvidas por pequenas bolsas de membranas dos próprios linfócitos e liberadas da célula hospedeira. Esse processo vai destruindo os linfócitos, o que, com o tempo, compromete o sistema imunológico. Sendo assim, a pessoa infectada com o vírus, fica praticamente sem defesas e acaba suscetível a qualquer processo infeccioso. Está complicado? Então veja a figura a seguir:

Aids

Quais os sintomas da Aids?

Geralmente, após o contágio, podem se passar meses ou anos sem que a pessoa apresente sintomas. Isso dificulta os métodos de prevenção da Aids, uma vez que muitas vezes as pessoas contaminadas podem estar, inconscientemente, transmitindo o vírus em relações sexuais desprevenidas.

Após este período, o portador do vírus HIV pode começar a apresentar sintomas em decorrência da destruição de seus linfócitos: febre, inflamação nos linfonodos, feridas pela pele grande suscetibilidade a doenças causadas por germes oportunistas (como candidíase oral ou “sapinho”, herpes, meningite, giardíase) e emagrecimento rápido.

“Portador de HIV” e “pessoa com Aids” é a mesma coisa?

Não. A pessoa pode ser portadora do vírus HIV e não apresentar os sintomas da Aids. Um paciente só é considerado com Aids quando começa a apresentar sintomas da síndrome.

Como a Aids é transmitida? O vírus HIV está presente em vários dos fluidos corporais, como o sangue, a lubrificação vaginal, o sêmen e o leite materno. Sendo assim, o HIV é transmitido quando estes líquidos contaminados entram em contato (durante a relação sexual ou ouras situações) com mucosas (pele úmida da boca, do ânus, da vagina, da uretra) ou com a pele danificada (com cortes, por exemplo).

Pode também ser transmitido através de transfusões de sangue contaminadas, instrumentos perfuro cortantes contaminados (como agulhas, seringas, alicates de unhas) e de mãe portadora para filho durante a gestação e amamentação.

Como você pode se prevenir da Aids:

Basicamente, evitando o contato com os fluidos corporais de pessoas contaminadas: utilizando camisinha em qualquer relação sexual, esterilizando materiais perfuro cortantes que são utilizados várias vezes, não compartilhar seringas no uso de drogas, melhoramento de técnicas de investigações nos hemocentros, tratamento de mães portadoras do vírus durante toda a gestação.

Como se pega e previne a Aids

 compartilhe

Como a Aids é tratada?  – A Aids não tem cura e não tem vacina.

Porém, há tratamento eficiente que pode permitir ao portador do vírus HIV levar uma vida normal. Os medicamentos utilizados são antirretrovirais e agem interferindo no ciclo do vírus. A maior parte deles age como inibidores da transcriptase reversa, como o AZT.

Plano de Estudos de Biologia Enem

Veja os 10 Temas de Biologia que mais caem nas provas do Exame Nacional do Ensino Médio. A Professora Juliana Evelyn Santos pesquisou as provas do Enem e produziu resumos especiais sobre os temas com  mais chance de cair nas provas. Confira aqui o Plano de Estudos de Biologia Enem: Plano de Estudos de Biologia Enem

Dica 1: Antes de continuar estudando sobre a Aids, que tal revisar a estrutura dos vírus? Para isso, veja este super post com vídeo-aula da Khan Academy e dicas da professora Juliana Santos: https://blogdoenem.com.br/biologia-revise-virus-khan-academy/

Para firmar bem este conteúdo, veja este vídeo do programa “Ligado em Saúde”, com a apresentadora Juliana Espíndola que entrevista o Dr. Jorge Eurico Ribeiro do instituto Evandro Chagas da Fundação Oswaldo Cruz. É um vídeo super legal, que esclarece a forma de ação, transmissão e prevenção do vírus HIV:

E aí, gostou do vídeo? Beleza! Então, veja este outro, bem legal, com o Dr. Dráuzio Varella, um craque no assunto e que fala de maneira descomplicada. Ele mostra entrevistas com portadores do HIV e ainda explica de maneira bem didática como funciona o teste para detectar a presença do vírus HIV:

Dica 2: Gostaria de saber um pouquinho mais sobre a Aids e o HIV? Então dê uma olhadinha no site do Ministério da Saúde sobre DSTs: http://www.aids.gov.br/

Exercícios sobre HIV – Aids:

E aí, conseguiu aprender um pouquinho mais sobre a Aids e o HIV? Então, que tal testar seus conhecimentos?

1)    (Enem-2009) Estima-se que haja atualmente no mundo 40 milhões de pessoas infectadas pelo HIV (o vírus que causa a AIDS),sendo que as taxas de novas infecções continuam crescendo, principalmente na África, Ásia e Rússia. Nesse cenário de pandemia, uma vacina contra o HIV teria imenso impacto, pois salvaria milhões de vidas. Certamente seria um marco na história planetária e também uma esperança para as populações carentes de tratamento antiviral e de acompanhamento médico.TANURI, A.; FERREIRA JUNIOR, O. C. Vacina contra Aids: desafios e esperanças. Ciência Hoje (44) 26, 2009 (adaptado).

Uma vacina eficiente contra o HIV deveria

A) induzir a imunidade, para proteger o organismo da contaminação viral.

B) ser capaz de alterar o genoma do organismo portador, induzindo a síntese de enzimas protetoras.

C) produzir antígenos capazes de se ligarem ao vírus, impedindo que este entre nas células do organismo humano.

D) ser amplamente aplicada em animais, visto que esses são os principais transmissores do vírus para os seres humanos.

E) estimular a imunidade, minimizando a transmissão do vírus por gotículas de saliva.

Resposta: A.

2)    (Enem/2010- 2ª aplicação) A Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS) é a manifestação clínica da infecção pelo vírus HIV, que leva, em média, oito anos para se manifestar. No Brasil, desde a identificação do primeiro caso de AIDS em 1980 até junho 2007, já foram identificados cerca de 474 mil casos da doença. O país acumulou, aproximadamente, 192 mil óbitos devido à AIDS até junho de 2006, sendo as taxas de mortalidade crescentes até meados da década de 1990 e estabilizando-se em cerca de 11 mil óbitos anuais desde 1998. […] A partir do ano de 2000, essa taxa se estabilizou em cerca de 6,4 óbitos por 100 mil habitantes, sendo esta estabilização mais evidente em São Paulo e no Distrito Federal.  Disponível em: http://www.aids.gov.br. Acesso em: 01 de maio 2009 (adaptado).

 A redução nas taxas de mortalidade devido à AIDS a partir da década de 1990 é decorrente

A) do aumento do uso de preservativos nas relações sexuais, que torna o vírus menos letal.
B) da melhoria das condições alimentares dos soropositivos, a qual fortalece o sistema imunológico deles.

C) do desenvolvimento de drogas que permitem diferentes formas de ação contra o vírus HIV.
D) das melhorias sanitárias implementadas nos últimos 30 anos, principalmente nas grandes capitais.
E) das campanhas que estimulam a vacinação contra o vírus e a busca pelos serviços de saúde.

Resposta: C

3)     (Enem – 2002) Uma nova preocupação atinge os profissionais que trabalham na prevenção da AIDS no Brasil. Tem-se observado um aumento crescente, principalmente entre os jovens, de novos casos de AIDS, questionando-se, inclusive, se a prevenção vem sendo ou não relaxada. Essa temática vem sendo abordada pela mídia:

“Medicamentos já não fazem efeito em 20% dos infectados pelo vírus HIV. Análises revelam que um quinto das pessoas recém-infectadas não haviam sido submetidas a nenhum tratamento e, mesmo assim, não responderam às duas principais drogas anti-AIDS. Dos pacientes estudados, 50% apresentavam o vírus FB, uma combinação dos dois subtipos mais prevalentes no país, F e B”. (Adaptado do “Jornal do Brasil”, 02/10/2001.)

Dadas as afirmações acima, considerando o enfoque da prevenção, e devido ao aumento de casos da doença em adolescentes, afirma-se que

I – O sucesso inicial dos coquetéis anti-HIV talvez tenha levado a população a se descuidar e não utilizar medidas de proteção, pois se criou a ideia de que estes remédios sempre funcionam.

II – Os vários tipos de vírus estão tão resistentes que não há nenhum tipo de tratamento eficaz e nem mesmo qualquer medida de prevenção adequada.

III – Os vírus estão cada vez mais resistentes e, para evitar sua disseminação, os infectados também devem usar camisinhas e não apenas administrar coquetéis.

Está correto o que se afirma em

a) I, apenas.

b) II, apenas.

c) I e III, apenas.

d) II e III, apenas.

e) I, II e III.

Resposta: C.

Dica 3: Precisa revisar mais conteúdos de biologia? Veja os vídeos de Biologia da Khan Academy já traduzidos para o Português pela equipe da Fundação Lemann no http://www.fundacaolemann.org.br/khanportugues/#videos
Dica 4: Quer treinar seus conhecimentos em Biologia? Baixe esta apostila de biologia gratuitamente! https://blogdoenem.com.br/biologia-enem-apostila-gratuita/

Os textos e exemplos acima foram preparados pela professora Juliana Santos para o Blog do Enem. Juliana é formada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Santa Catarina. Dá aulas de Ciências e Biologia em escolas da Grande Florianópolis desde 2007. Facebook: https://www.facebook.com/juliana.evelyndossantos .

Juliana Biologia Enem

Gostou do post? Use os botões abaixo e ao lado para espalhar por suas redes sociais.