A Evolução das Espécies: aula gratuita de Biologia Enem

A disputa entre Charles Darwin e Jean-Baptiste Lamarck cai direto no Enem, no Encceja, e nos Vestibulares. Estes cientistas disputaram as Teorias sobre a Evolução das Espécies. Darwin sugeriu o caminho evolutivo pela sobreviência dos mais aptos e com sucessivas mutações na linha do tempo. Já a teoria de Lamarck sugeria o caminho adaptativo pela lei do 'uso ou desuso'. Venceu Charles Darwin. Confira aula gratuita de revisão.

Na aula de Biologia Enem de hoje veja as duas teorias que tentaram inicialmente explicar a evolução dos seres vivos: o Lamarkismo e o Darwinismo. É Biologia na veia para você mandar bem nas provas.

 Quem nunca ouviu falar de que somos descendentes de macacos? Você concorda? Isso muito tem haver com o assunto abordado aqui: a Evolução dos Seres Vivos. Nos últimos tempos, muitas pesquisas comparam moléculas de DNA de diferentes espécies e revelaram o grau de semelhança de seus genes, o que mostra o parentesco evolutivo. Isso não quer dizer descendência direta, mas sim uma origem em comum em algum tempo no passado.

Vamos começar com uma aula gratuita da professora Juliana Evelyn Santos, coordenadora pedagógica do Curso Enem Gratuito. Ela é Bióloga, e vai ajudar você aprender sobre a Evolução das Espécies para o Enem, o Encceja e os Vestibulares. Confira aqui:

Charles Darwin foi acusado de defender a tese que pregava que todas as espécies existentes teriam surgido a partir de seres que o antecederam. Naquela época, essa teoria foi rejeitada, mas era a única mais fundamentada.

Nos últimos anos, estudos com restos fossilizados de oito dentes de um macaco, levaram os cientistas a crer que a origem do homem é mais antiga, colocando esta teoria de que somos descendentes de macacos por água abaixo.

Antes que a teoria da evolução de Charles Darwin  se tornasse reconhecida pelo meio científico, outros pesquisadores criaram teorias para tentar explicar a evolução dos seres vivos.

Um deles foi Jean–Baptiste Pierre Antoine de Monet, conhecido como Chevalier de Lamarck, ou Jean-Baptiste Lamarck. Ele foi um naturalista francês que também  estudou medicina, física e meteorologia,. Lamarck criou uma teoria que hoje chamamos de “lamarckismo”. O nome do livro é “Philosophie Zoologigue” (1809).

Fique atento, essas duas teorias são muito importantes para a prova de Biologia Enem.

O LAMARCKISMO – Essa teoria é também conhecida como lei do “uso e desuso”, que se fundamenta em duas leis básicas:

1- Os órgãos, quando muito utilizados, se hipertrofiam e, quando não usados, se atrofiam (uso e desuso);

2- Os órgãos, membros e outras características que fossem usadas acabariam se desenvolvendo e passando de geração para geração. Ocorrendo a transmissão hereditária das características adquiridas.

Um exemplo clássico da lei do “uso e do desuso” é o crescimento do pescoço da girafa. Segundo Lamarck, devido ao esforço da girafa para comer as folhas das arvores mais altas o pescoço do mesmo acabou crescendo.

Biologia Enem

Lamarck instituiu que as influências do meio ambiente são responsáveis por alterações nos organismos e estas são herdadas por seus descendentes. De acordo com Lamarck, o pescoço da girafa cresceu, pois esse animal costumava esticá-lo constantemente para alcançar o alimento e, em consequência disso, seus filhos tinham o pescoço mais comprido.

A primeira lei de Lamarck, lei do uso e do desuso, é válida. Por exemplo, os atletas que treinam diariamente desenvolvem os seus músculos através do uso. O problema surge na segunda lei, visto que as características adquiridas por um individuo nunca é passada à próxima geração.

Mais tarde, a publicação do livro a “A origem das espécies”, de Darwin, abordava muitas observações de suas viagens ao redor do mundo. O livro abalou o fundamento principal da teoria de Lamarck afirmando que a evolução das espécies se daria pela Seleção Natural e não pelo uso e desuso.

Ele percebeu que em uma população existem sempre indivíduos mais aptos e menos aptos, que a disponibilidade de alimento no meio leva à competição para sobreviver, ou seja, à seleção natural. Para a prova de Biologia Enem, você deve saber que, segundo Darwin, dentre as girafas de antigamente com pescoços pequenos, teriam nascido, aleatoriamente, alguns indivíduos com pescoço mais longo, o que faria com que conseguissem alcançar a comida na copa das árvores.

Já as girafas que nasceram com pescoço pequeno não conseguiriam alcançar a comida, então morreriam ou teriam desvantagem na hora de reproduzir. Assim, apenas as girafas de pescoço longo conseguiriam deixar descendentes com suas características e estes para as próximas gerações.

Mas assim como na teoria de Lamarck, a tese de Darwin também tinha falhas. Embora a teoria da seleção natural de Darwin esteja correta, os cientistas logo se perguntaram qual era a causa da variação das espécies? E naquele tempo pouco se sabia sobre a genética para resolver esta questão.

Quando conciliaram as ideias de seleção natural com os da Genética, surgiu o neodarwinismo, que respondeu a pergunta acima salientando a causa da variação genética das populações por dois fatores fundamentais: as mutações (mudanças no material genético) e a recombinação genética (intercâmbio de genes entre os cromossomos na formação das células sexuais).

Durante a prova de Biologia Enem, não esqueça:

-As variações das espécies dependem da mutação, que é um processo que ocorre ao acaso.

– A luta pela vida se dá entre os indivíduos e o meio e resulta na seleção natural dos mais aptos.

Hoje, existem evidências da evolução como os fósseis, que por comparação entre espécies proporcionam uma grande quantidade de informações a respeito dos mecanismos da evolução.

Veja essa super videoaula, de Biologia Enem, abaixo sobre essas evidências:

Agora vamos resolver uns exercícios para testar os conhecimentos?!

EXERCÍCIOS DE BIOLOGIA ENEM

1. (UFBA) “O grande livro de Charles Darwin – A origem das espécies – foi o documento mais importante do século XIX. Ele mudou permanentemente a visão do lugar que ocupamos na natureza ao mostrar que todas as formas de vida que hoje habitam a superfície da Terra são resultado dos mesmos processos (…).”(MADDOX, p. 223). A mudança de visão referida no texto teve como fundamento, à época de Darwin, evidências concretas e interpretações que incluem:

a) a descoberta de fósseis de animais e vegetais, que evidenciavam a constância das espécies ao longo do tempo.
b) as variações e as semelhanças observadas entre os tentilhões das ilhas Galápagos, sugerindo a existência de um ancestral comum.
c) as contribuições dos estudos da hereditariedade, que dissociavam o comportamento dos genes da transmissão dos caracteres.
d) a independência dos mecanismos evolutivos em relação aos fatores bióticos e abióticos do meio ambiente.
e) a ocorrência de alterações na molécula da hereditariedade como mecanismo de origem de novas espécies.

2. (UEL-PR) Em relação à evolução biológica, considere os fatores abaixo:

I – Seleção natural.
II – Adaptação ao meio.
III – Lei do uso e desuso.
IV – Herança dos caracteres adquiridos.
V – Recombinação gênica e mutação.

Quais desses fatores Darwin considerou quando elaborou a teoria da evolução das espécies?

a) Apenas I e II.
b) Apenas I e V.
c) Apenas II e III.
d) Apenas III e IV.
e) Apenas IV e V.

3. (Puccamp-SP) Números iguais de duas variedades de plantas da mesma espécie (I e II) foram introduzidos em determinado ambiente. Depois de diversas gerações, verificou-se que a variedade I tornara-se mais abundante. Com base nesses dados, é correto afirmar que:

a) I não foi submetida à ação da seleção natural e, por isso, pôde aumentar em número.
b) I sofreu mutações vantajosas, induzidas pelo ambiente, tornando-se mais resistente.
c) I apresentou maior capacidade de adaptação ao meio, o que aumentou suas chances de sobreviver e de deixar descendentes.
d) II possuía maior número de alelos recessivos que frequentemente levam à letalidade.
e) II, através de um processo de convergência adaptativa, transformou-se progressivamente em I.

4. (Biologia ENEM/2002) As áreas numeradas no gráfico mostram a composição em volume, aproximada, dos gases na atmosfera terrestre, desde a sua formação até os dias atuais.

Biologia Enem

Considerando apenas a composição atmosférica, isolando outros fatores, pode-se afirmar que:

I. não podem ser detectados fósseis de seres aeróbicos anteriores a 2,9 bilhões de anos.
II. as grandes florestas poderiam ter existido há aproximadamente 3,5 bilhões de anos.
III. o ser humano poderia existir há aproximadamente 2,5 bilhões de anos.

É correto o que se afirma em

a) I, apenas.
b) II, apenas.
c) I e II, apenas.
d) II e III, apenas.
e) I, II e III.

RESPOSTAS

1.B; 2.A; 3.C; 4.A.

Biologia Enem