Geografia Política do Brasil – Revisão de Geografia vestibular e Enem

Relembre sobre os aspectos do Brasil através da Geografia Política em mais esta aula preparatória para as questões de Geografia no vestibular e no Enem. Estude com a gente!

Confira como evoluiu a Geografia Política do Brasil. Tudo começou quando os portugueses avistaram o Monte Pascal e gritaram ‘Terra a vista’. Veja como está o país agora.

terra à vista
Veja aqui as Grandes Navegações

Na verdade esta solitária elevação do Monte Pascal no solo tropical já oferecia aos olhos europeus uma abundância de riqueza natural. Sinônimo de prosperidade para quem aqui aportou pela primeira vez, o pau-brasil, o ouro, o açúcar, enfim a diversidade de fauna e flora já sinalizava um futuro de grandeza.

Veja aqui uma revisão completa sobre o ciclo das Grandes Navegações, entre as quais o Descobrimento da América e a chegada de Pedro Álvares Cabral ao Brasil.

Tal qual o planeta Terra, de natureza cambiante, o Brasil que também não nasceu pronto e, portanto, modificou-se ao longo desses mais de cinco séculos de existência. Mostra-se uma nação que avançou no cenário internacional e é uma realidade de reconhecida expressão contemporânea.

É claro que ainda não alcançou a condição de país desenvolvido. Tem um imenso território e riquezas naturais, mas ainda está longe de critérios de qualidade em saúde, educação, tecnologia, gestão pública e no combate e controle da corrupção.

Ainda existe a necessidade de melhoras – as contradições ainda permeiam a nossa realidade, mas as melhoras só acontecerão quando conseguirmos identificar estas contradições e, para tal, é necessário neste primeiro momento conhecer melhor o Brasil.

Brasil – Localização no Globo Terrestre

image001.jpg

Em relação ao Meridiano Central (Greenwich), está localizado inteiramente no Hemisfério Ocidental (Oeste).

Em relação à Linha do Equador, tem suas terras no Hemisfério Norte (7%) e, Hemisfério Sul (93%)

É cortado pela linha do Equador, apenas na Região Norte.

O Trópico de Capricórnio corta os Estados do Mato Grosso do Sul, São Paulo e Paraná.

Apenas os Estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul possuem suas terras inteiramente abaixo do Trópico de Capricórnio.

Dica 1 – Revise sobre as Fontes de Energia em mais uma aula de Geografia Enem. Tire suas dúvidas sobre as principais matrizes energéticas do Brasil – https://blogdoenem.com.br/fontes-de-energia-geografia-enem/

Dica 2 – Conheça a história da descoberta e do inicio do processo de extração do Petróleo no Brasil em mais uma aula de Geografia Enem – https://blogdoenem.com.br/petroleo-brasil-geografia-enem/

Fato significativo da Geografia Política do Brasil é lembrar que o Hemisfério Sul (onde o Brasil tem a maioria do seu território) é considerado o Hemisfério das águas oceânicas, ou seja, este grande bolsão de águas garante uma amplitude térmica menor, fazendo com que verão e inverno não sejam tão rigorosos.

Geografia Política em relação à América do Sul

image002.jpg

Posição Centro-Oriental – Ocupa 47,3% das terras da América do Sul. Por ser a maior expressão territorial desse continente, faz fronteiras com todos os países da América do Sul, exceto Chile e Equador. A mais extensa fronteira é com a Bolívia e a menor é com o Suriname.

De forma linear, o nosso litoral representa 5.800 km, sem considerar as reentrâncias e saliências. Atualmente atende uma demanda econômica significativa, por conta das atividades de prospecção de petróleo e gás que ali desenvolvemos.

São nas águas do nosso litoral que buscamos a maior quantidade de petróleo e, no futuro, através do Pré-Sal, existe a possibilidade de o Brasil estar entre as grandes potências mundiais de reservas e produção de petróleo. A Geografia Política precisa, neste caso, se confrontar com a Soberania  e o domínio econômico e tecnológico sobre estas áreas de mar.

Divisão Política do Brasil

Geografia Enem

Nome Oficial: República Federativa do Brasil

Governo: República Presidencialista

Divisão Administrativa: 26 Estados e 1 Distrito Federal.  Os Estados e Distrito Federal estão  inseridos em 5 macrorregiões (Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul)

Pontos Extremos

image004.jpg

É considerado Equidistante

Pontos Extremos

Norte: Nascente do rio Ailã, na Serra do Caburaí (Roraima)

Sul: Arroio Chuí, no Rio Grande do Sul

Oeste: Serra da Contamana, no Acre

Leste: Ponta do Seixas, na Paraíba

Formação do Território – A Geografia Política ao longo do tempo

A formação do território do Brasil está ligada à coroa Ibérica. Portugal e Espanha, na sua expansão marítima, chegam à América e, por conta das novas terras descobertas – ao Brasil.

Desde as Capitanias Hereditárias até os dias de hoje, continuamos a formar nosso território. A parte continental já foi definida, mas ainda discutimos a questão da soberania marítima.

image005.jpg

A conquista (anexação) do Acre. Conflito entre 1899-1903

O povoamento da região, no contexto do Ciclo da Borracha, foi feito por seringueiros com o apoio de seringalistas do Amazonas. A Geografia Política na Região Norte mudou completamente com a anexação do território (hoje Estado) do Acre. Veja a história:

O governo da Bolívia determinou a ocupação da região, levando à proclamação do Estado Independente do Acre pela população brasileira (1899), também com o apoio de seringalistas amazonenses. O processo foi liderado pelo jornalista espanhol, Luis Gálvez Rodríguez de Arias, e o regime instaurado, uma república, com capital em Puerto Alonso, atual Porto Acre.

A questão agravou-se em 1901 com o arrendamento da região a um consórcio estadunidense: o “Bolivian Syndicate”, com amplos poderes. O brasileiro José Plácido de Castro liderou uma nova reação, registrando-se choques armados que culminaram com a derrota das forças bolivianas (1902). Em função dos mesmos, tropas do Exército brasileiro concentraram-se em Corumbá.

Dica 3 – Você é daqueles que é meio perdido nos horários? Acompanhe esta aula sobre o Fuso Horário e saiba tudo para a prova de Geografia Enem – https://blogdoenem.com.br/fusos-horarios-revisao-geografia-enem/

Na iminência de um conflito armado internacional, o Chanceler brasileiro, barão do Rio Branco, iniciou negociações com a Bolívia, tendo previamente indenizado a Companhia estadunidense em 110 mil libras esterlinas pelo abandono de suas pretensões.

O Tratado de Petrópolis (17 de Novembro de 1903) encerrou a questão: mediante a retificação de pequenos trechos da linha de fronteira, o Brasil ficava com a região, em troca do pagamento de dois milhões de libras esterlinas e da construção da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré.

O Tratado do Rio de Janeiro (1909) incorporava o restante da região acreana ao Brasil, mediante a permuta de terras com o Peru. Atualmente discute-se se a demarcação das terras indígenas nas fronteiras pode vir a representar um problema para a segurança nacional.

Também, em nossos dias, procuram-se ampliar as fronteiras marítimas, visando otimizar a exploração da Zona Econômica Exclusiva Brasileira no Oceano Atlântico, nomeadamente no tocante aos recursos da pesca e da exploração de gás e petróleo.

Aula Gratuita

Saiba mais sobre a Geografia Política do Brasil nesta aula do canal LIGADOno ENEM, disponível no Youtube. Após assistir, revise o que você aprendeu respondendo aos nossos desafios!

Exercícios

Questão 1 de Geografia Política

Todas as alternativas apresentam informações corretas sobre as diferentes formas usadas para expressar a posição geográfica do Brasil, EXCETO

a) A posição atlântica, considerada uma vantagem para o país, tendo em vista o papel desse oceano nas relações comerciais internacionais, tende a ser menos valorizada com a ampliação do comércio entre os países da orla do Pacífico.

b) A posição austral é depreciada em função da supremacia dos países do Norte, desenvolvidos, sobre os países do Sul, predominantemente subdesenvolvidos.

c) A posição equatorial tem sido valorizada, em razão da importância atribuída, na atualidade, à biodiversidade que caracteriza a extensa porção do território nacional incluída nessa área.

d) A posição ocidental é valorizada, pois a população brasileira se identifica com os valores do mundo ocidental e aspira atingir o padrão de vida e os níveis econômicos dos países ricos desse bloco.

e) A posição subtropical é desvalorizada por ser considerada a fonte de vários problemas nacionais, ao dotar o país de climas desfavoráveis às atividades econômicas.

Questão 2

(Acafe-SC) Com relação à posição geográfica e limites do Brasil, a alternativa verdadeira é:

a) O Brasil possui a posição centro-ocidental da América do Sul.

b) Os únicos países da América do Sul que não fazem fronteiras com o Brasil são o Equador e o Chile.

c) O Brasil possui 2 000 km de fronteiras, das quais mais da metade é terrestre.

d) O Brasil é cortado pelo Equador e pelo Trópico de Câncer.

e) Ao sul, o Brasil faz fronteira com a Bolívia e o Uruguai.

Questão 3

image006.jpg

Os esquemas I e II referem-se às regiões brasileiras, de maneira proporcional aos fenômenos representados, que são, respectivamente,

a) renda per capita e população.

b) superfície e população.

c) superfície e renda per capita.

d) população e superfície.

e) população e renda per capita.

Questão 4

Recentemente, o governo federal reduziu de quatro para três o número de fusos horários existentes no país. Com base nos conhecimentos sobre fusos horários no Brasil, é correto afirmar:

image007.jpg

a) Pará, Mato Grosso e Amapá, que passaram de 2 para 1 hora a menos de diferença em relação a Brasília, em todos os seus municípios.

b) Amazonas, Mato Grosso e Roraima, que passaram a ter a mesma hora de Brasília, em todos os seus municípios.

c) Acre, que passou para 1 hora a menos de diferença em relação a Brasília e Pará, estado que passou a ter a mesma hora da capital do país.

d) Acre, Roraima e Amapá, que passaram de 2 para 1 hora de diferença em relação a Brasília.

e) Pará, Mato Grosso e Amapá, que passaram de 1 para 2 horas a mais de diferença em relação a Brasília, em todos os seus municípios.

Questão 5

Com base nos seus conhecimentos e a partir da análise do mapa do Brasil abaixo, assinale a proposição INCORRETA:

image008.jpg

a) A capital do estado do Mato Grosso do Sul encontra-se a oeste de Belo Horizonte.

b) O ponto extremo setentrional do Brasil localiza-se no estado de Roraima.

c) Todas as capitais do Complexo Regional do Centro-Sul encontram-se na porção meridional do trópico de Capricórnio.

d) A capital dos catarinenses encontra-se na porção sul do Brasil

e) Todas as capitais dos estados da Região Nordeste do Brasil encontram-se na porção Meridional do paralelo de 0°.

 Você consegue resolver estes exercícios de Geografia Política? Então resolva e coloque um comentário no post, logo abaixo, explicando o seu raciocínio e apontando a alternativa correta para cada questão. Quem compartilha a resolução de um exercício ganha em dobro: ensina e aprende ao mesmo tempo. Ensinar é uma das melhores formas de aprender!

 compartilhe imagem Enem