Fusos Horários – Revisão de Geografia Enem

Você é daqueles que é meio perdido nos horários? Acompanhe esta aula sobre Fuso Horário e saiba tudo para mandar bem nas questões da prova de Geografia Enem. Aula gratuita com dicas e simulados para você se testar.

Fusos Horários

Para entender o que são fusos horários, é importante, antes, conhecer e compreender as coordenadas geográficas, uma rede de linhas imaginárias denominadas paralelos e meridianos, traçadas sobre o globo – e cuja finalidade é permitir a localização de qualquer ponto na superfície terrestre.

Fuso Horário

O paralelo máximo é a linha do Equador, que divide a Terra em duas porções iguais: o hemisfério norte e o hemisfério sul. Sobre cada um desses hemisférios, podemos traçar infinitas linhas paralelas ao Equador. Essas linhas são identificadas por sua distância em relação ao Equador, medida em graus. Essa distância é o que chamamos de latitude, que pode variar de 0o a 90o, tanto para norte quanto para sul.

Já os meridianos são todas as semicircunferências traçadas de forma a ligar os dois polos da Terra. Todos os meridianos têm o mesmo tamanho e qualquer um deles pode ser utilizado para se dividir o planeta em duas porções iguais: hemisfério ocidental (a oeste) e hemisfério oriental (a leste). Contudo, como meridiano de referência (0o), convencionou-se adotar, internacionalmente, o que passa pelo Observatório Astronômico de Greenwich, em Londres (Inglaterra).

Assim, os demais meridianos podem ser identificados por sua distância, medida também em graus, em relação ao meridiano de Greenwich. Essa distância é o que chamamos de longitude e varia de 0o a 180o, tanto para leste quanto para oeste.

Como o meridiano de Greenwich é considerado o referencial das longitudes, ele também passou a ser considerado o da determinação de um horário-base no planeta.

Para a localização de um ponto qualquer na superfície do planeta é preciso, então, cruzar um paralelo com um meridiano, ou seja, é necessário conhecermos a sua latitude e a sua longitude.

Fusos horários e suas implicações

Devido ao seu movimento de rotação (movimento da Terra ao redor de um eixo imaginário, que a atravessa de um polo a outro, no sentido do Oeste para o Leste), a Terra apresenta dias e noites. Como resultado, diversos pontos da superfície terrestre apresentam diferenças de horários.

A determinação da hora parte do princípio de que a Terra é uma circunferência perfeita, medindo 360o, e de que a rotação terrestre dura 24 horas. Com isso, conclui-se que esse é o tempo necessário para que todos os meridianos que “cruzam” o planeta passem, num determinado momento, frente ao Sol.

Dica 1 – Relembre sobre os Principais Movimentos do Planeta Terra em mais esta aula preparatória para a prova de Geografia Enem. Estude com a gente para o Enem! 

Dividindo-se os 360 graus da esfera terrestre pelas 24 horas de duração do movimento de rotação, resultam 15 graus. Portanto, a cada 15 graus que a Terra gira, passa-se uma hora – e cada uma dessas 24 faixas recebe o nome de fuso horário.

No interior dessas faixas, por convenção, passou a vigorar um mesmo horário. Essa padronização do tempo ocorreu no século 19, num momento em que o Reino Unido era a principal potência econômica e militar do planeta. Por isso, o meridiano que passava no observatório de Greenwich, então nos arredores de Londres (hoje, dentro da cidade), foi considerado o meridiano zero.

A hora de Greenwich tornou-se a hora universal, no sentido de que é em relação a ela que se determinam os horários em outros pontos do globo terrestre. A leste de Greenwich, as horas aumentam a cada faixa de 15 graus, variando entre 0 e 12. Ao contrário, a oeste de Greenwich, as horas diminuem, em idêntica variação. O horário de Greenwich também é chamado de GMT, ou seja, Greenwich Mean Time (mean significando “média”).

É importante entender que essa padronização facilita as relações internacionais. No interior de um mesmo país, entretanto, esses limites não são tão rígidos. Os países podem estipular seus fusos horários a partir de suas divisões político-administrativas, que podem abranger regiões maiores ou menores do que as faixas de 15 graus.

Dica: veja esta aula sobre fusos horários brasileiros e continue aperfeiçoando seu conhecimento!

Mudanças nos fusos horários brasileiros

No caso do Brasil, que é um país de grande extensão territorial leste-oeste, existem quatro fusos horários, todos eles atrasados em relação a Greenwich.

Frequentemente, ao acompanhar algum programa de TV, fala-se que “agora são 20:22, horário de Brasília”. Para quem não sabe, essa informação é sim necessária, pois o Brasil possui mais de um fuso horário em seu território. Precisamente, desde 2015, são 4 fusos.

  • A razão para isso é que, considerando-se que cada fuso possui 15º de extensão longitudinal (sentido Leste-Oeste), seria um grande erro que não houvesse mais de um fuso horário no Brasil, visto que no sentido Leste-Oeste, há em torno de 39º de extensão de acordo com a diferença entre os pontos extremos Oeste-Leste do território brasileiro.
  • Nesse caso, faz todo sentido que, na parte continental, tenha pelo menos 2 fusos, seguindo o seguinte raciocínio:
  • Extensão Longitudinal (Leste-Oeste): 39º
  • Extensão de cada fuso horário: 15º
  • Logo: 39/15 = 2,6.

Devido a esse valor obtido, entre 2008 e 2013, o sudoeste do estado do Amazonas e o Acre foram incorporados ao fuso horário GMT -4, com uma hora a menos que o horário de Brasília. Complicou? Veja a seguir como tudo isso foi ‘resolvido’ com base no jeitinho brasileiro.

No entanto, devido ao clamor da população daquela região, em 2010 houve um referendo popular pra decidir se voltaria ao padrão anterior de horário (GMT-5, duas horas a menos que o horário de Brasília). Como optou-se, segundo a maioria dos votos, pelo retorno aos velhos tempos, novamente o Brasil passou a ter 4 fusos horários quando sancionada a Lei o que ocorreu somente em 2013.

Simulado Enem sobre Fusos Horários

Então, é hora de conferir se você já está mandando bem em Fusos Horários para o próximo Enem. Teste agora seus conhecimentos com um Simulado Online Gratuito com 10 questões.  fusos horários simulado Enem

Dica 2 – Revise sobre os Problemas Ambientais (aula 1) e fique preparado para o dia das provas. Nesta aula de Geografia Enem, vamos rever sobre o Aquecimento Global. 

Tudo isso demonstra a arbitrariedade da nossa forma de medir o tempo, ou seja, o fato de essas medidas serem produto de uma convenção social. Reforça ainda mais essa verdade o chamado horário de verão, medida que se adota em alguns países, com o intuito de economizar energia elétrica.

Pelo horário de verão, adianta-se o relógio em uma hora para se aproveitar um período de tempo em que amanhece mais cedo e anoitece mais tarde, potencializando-se a utilização da luz natural. No Brasil, o horário de verão é adotado desde 1985, entre outubro e fevereiro de cada ano.

Dica: veja esta videoaula do prof. Carrieri e continue estudando conosco!

Exercícios sobre Fusos Horários

Questão 01 – (UFRGS/2017)

Uma das partidas de Voleibol Sentado, disputada durante as Paraolimpíadas em setembro de 2016, às 22h, no Rio de Janeiro, foi transmitida, simultaneamente, a que horas em Fernando de Noronha e no Amazonas?

a) 23h e 21h.

b) 23h e 20h.

c) 22h e 21h.

d) 21h e 23h.

e) 21h e 20h.

Gabarito: A

Questão 02 – (IFSC/2016)

Uma das modalidades esportivas que será realizada durante os Jogos Olímpicos de 2016 é o futebol de campo. Em algumas cidades brasileiras, a transmissão ao vivo acontecerá uma hora antes, em relação ao fuso horário oficial brasileiro. Observe o quadro abaixo:

Disponível em:http://relogiosdesol.blogspot.com.br/2009/11/
coordenadas-geograficas-das-capitas-dos. html. Acesso em: 1 jun. 2015. [Adaptado]

Qual o fuso horário em que essas cidades estão localizadas?

Assinale a alternativa CORRETA.

a) 30°W

b) 0°

c) 45°W

d) 75°W

e) 60°W

Gabarito: E

Questão 03 – (IFPE/2016)

A localização geográfica é uma necessidade do homem desde a Antiguidade. Desse modo, para facilitar e padronizar essa atividade, foram elaboradas as linhas imaginárias chamadas de paralelos e meridianos. A partir do cruzamento dessas linhas, foi criado um sistema de localização, utilizado até a atualidade, chamado (a) de

a) cartografia

b) curvas de nível.

c) fusos horários.

d) coordenadas geográficas.

e) linhas de mercator.

Gabarito: D

 

Questão 04 – (IFSC/2016)

Para receberem orientações sobre as possibilidades de uma possível epidemia do zika vírus, um grupo de agentes de saúde de Salvador (BA) se deslocou, no dia 18 de novembro de 2015, para Recife (PE). O deslocamento foi por via terrestre e a viagem transcorreu sem imprevistos, durando, aproximadamente, 11 horas.

Sabendo-se que o horário de verão começou a vigorar em 18 de outubro de 2015 e que o grupo saiu às 7 horas de Salvador, é CORRETO afirmar que os agentes de saúde chegaram ao seu destino, aproximadamente às

a) 19 horas, se for considerado o fuso horário de Rio Branco (AC).

b) 17 horas, pois todos os estados do Nordeste estão no fuso horário prático de 60ºW.

c) 16 horas se for considerado o horário de verão adotado nas Regiões Norte e Sudeste.

d) 18 horas, pois os estados do Nordeste em 2015 não adotaram o horário de verão.

e) 20 horas, se for considerado o fuso horário de Chapecó (SC) que adotou o horário de verão.

Gabarito: D