Entenda a Instituição Social e o Controle Social estudando Sociologia para o Enem!

Você sabia que as instituições sociais são uma forma de controle social? Entenda o que é Controle Social e qual a influência das Instituições ao longo de toda sua vida!

Desde o instante que veio ao mundo você já faz parte de um grupo social: sua família. A família é a primeira instituição socializadora, que transmite ao indivíduo os padrões seguidos socialmente. A família portanto é a primeira agência de controle social, que molda, orienta e controla o comportamento de seus membros.

Ao longo de sua vida, por meio das experiências cotidianas, você foi assimilando a cultura transmitida por uma variedade de grupos e instituições sociais. Você aprendeu a se alimentar, a se vestir, a se portar, a se relacionar e, até mesmo, seus gostos, preferências, sentimentos e ideais estão relacionados aos valores e padrões transmitidos por grupos e instituições sociais, mesmo que muitas vezes não nos damos conta que isto ocorre.

Controle Social

O controle social são formas pelas quais a sociedade inculca os valores na mente de seus membros, para evitar que adotem comportamentos divergentes. Os valores, crenças e hábitos passados por gerações por meio dos grupos e instituições sociais influenciam o comportamento dos indivíduos no sentido de continuarem a perpetuar os padrões socialmente aceitos de uma determinada época e evitá-los em outra.

Ocorrem mudanças de tempos em tempos, padrões sociais e morais aceitos hoje não eram bem vistos a tempos atrás. Pode-se observar, por exemplo, que em tempos atrás as mulheres não eram socialmente aceitas em círculos sociais ou no trabalho fora do lar, e atualmente, é aceitável e mesmo recomendado o trabalho fora do lar a fim de contribuir no orçamento familiar.

Fonte: http://leandrapianco.blogspot.com.br/2015/05/sociologia-para-o-1-ano-ensino-medio.html

As formas de controle social desempenham algumas funções que são o de ordenamento social, de eficiência e proteção social. A sociedade para funcionar precisa seguir um determinado sistema, com normas e padrões, caso contrário, não seria possível viver todos em um mesmo espaço. Em sociedades mais complexas, algumas instituições sociais tem como finalidade a manutenção de uma certa eficiência econômica e social, como é o caso do Estado, do ordenamento jurídico e etc, que garantem uma sociedade organizada e oferecem certa proteção.

Charge representando o controle social das instituições sobre os indivíduos. Fonte:http://cafecomsociologia.com/2013/10/liberdade-de-imprensa-e-democracia-uma.html

Instituições Sociais


Pode-se entender então que a instituição social é um conjunto de regras e comportamentos padronizados, reconhecidos e aceitos socialmente. Trata-se de modos de pensar, de agir e de sentir pré-estabelecidos que serão inculcados nos indivíduos desde o nascimento até a morte, e que podem se modificar no decorrer do tempo, em épocas diferentes.

As instituições servem para atender as necessidades dos indivíduos do grupo, mas também têm o papel de manter a organização do grupo e de controle da atividade do indivíduo.

Existe uma diferença entre grupo e instituição. O grupo é formado por indivíduos com objetivos comuns, já as instituições estão relacionadas as regras estabelecidas por esse grupo. A família é um grupo e as regras no interior desse grupo formam a instituição familiar. Também é preciso entender que as instituições não estão separadas uma das outras, se se modifica o a maneira de pensar e agir dentro de uma instituição afetará as regras no interior de outras instituições. Mudanças na economia trarão mudanças no interior da família, na escola e etc.

As principais instituições que temos na sociedade são: a família, a escola, a religião, a jurídica, econômica e a política.

Família

A família é o primeiro grupo que socializa o indivíduo. Como as demais instituições passa por modificações ao longo do tempo, mas perpetua algumas funções principais: a sexual, a reprodutiva, econômica e educacional. As duas primeiras funções garantem as necessidades sexuais e a perpetuação da espécie humana, a função econômica assegura os meios de sobrevivência do grupo e a educação transmite os valores e padrões culturais da sociedade em que a criança está inserida.

Nos dias atuais a família modificou-se, as mulheres trabalham fora do lar, muitas vezes sustentam a casa, algumas famílias são compostas somente pela figura materna ou paterna, e outras são formadas por casais homossexuais. Os padrões vão se modificando ao longo do tempo, mas algumas regras que compõem a instituição familiar permanecem as mesmas.

Religião

Fonte: http://oscabracast.com.br/30-o-peso-da-religiao

A religião é encontrada de muitas formas em todas as épocas e sociedades. Está associada a crenças que dizem respeito ao sobrenatural e a veneração e temor a entidades. Ao longo do tempo as religiões ocidentais sofreram profundas modificações, devido a crescente sociedade industrial, ao progresso da ciência e consequentemente transformação da visão do homem de si mesmo e da vida.

De modo geral as religiões passaram a conciliar seus preceitos com os conhecimentos científicos. As religiões atuais procuram valorizar os aspectos sociais e humanos, pode-se perceber o envolvimento cada vez maior dos religiosos com os problemas sociais e com o conteúdo ético.

A religião católica, por exemplo, é uma forma de controle social, pois através do medo e da culpa o comportamento dos indivíduos pode ser controlado, evitando que fuja do que é esperado socialmente.

Estado

Fonte: http://sociedadeeculturaunivesp.blogspot.com.br/2015/03/aula-04-conceitos-essenciais-sociedade.html

O Estado é a forma mais autêntica de controle social porque age por meio da coerção. O Estado é a única instituição que possui o monopólio legítimo da violência, ou seja, por meio da violência física pode coagir o indivíduo a agir de acordo com as regras estabelecidas socialmente. Um exemplo muito comum é o pagamento de impostos. As pessoas pagam impostos ao comprar um bem qualquer e, mais diretamente, quando tem descontado de seu salário o imposto de renda.

Estes recursos são apropriados pelo Estado para os custos sociais (saúde, educação, obras, funcionários, etc). Mas como o Estado retira os recursos das empresas e dos indivíduos? Somente o Estado faz isto por meio do que lhe é inerente, seu poder coercitivo. Em última instância o Estado poderá, e somente ele, usar da força física para fazer cumprir suas normas. Existem as leis a serem cumpridas por todos, e o Estado se baseia nas leis para fazer cumprir suas determinações, e em último caso, utiliza a violência física.

Qualquer outro tipo de uso de violência trata-se do uso ilegítimo da força. O Estado somente perderá o poder caso não consiga subtrair grupos revolucionários ou criminosos que se utilizem da força para dominar uma sociedade.

Questões:

1 – (UEM 2011) Toda sociedade desenvolve mecanismos de controle social com o objetivo de fazer com que cada indivíduo adote comportamentos esperados. Sobre esse assunto, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

01) A família, como esfera privada da vida regida por sentimentos e laços de sangue, não participa dos processos de controle social.
02) A polícia e o judiciário são instituições que exercem controle social de tipo formal e são próprias de sociedades complexas.
04) A religião é uma importante instituição de controle social, devido a sua alta eficiência na definição de comportamentos socialmente aceitos.
08) O controle social para ser eficiente deve combinar a transmissão de valores com estratégias de coerção.
16) Nas sociedades complexas, ocorre uma tendência de substituição de estratégias difusas de controle pela sua institucionalização formal, o que pode ser observado pelo incremento do aparato jurídico e policial.

2 – (PAES 2008) Cerca de 5.000 anos depois de alcançar a Europa o Homo sapiens […] protagonizou uma revolução criativa e desenvolveu conceitos de família, religião e convivência social. Mais uma vez a humanidade sofreu com os rigores do clima e com a escassez de comida, mas a adaptação às dificuldades resultou num salto à frente. O europeu primitivo, também chamado de homem de Cro-Magnon, passou a enterrar seus mortos com rituais e com objetos que usavam em vida. Pela primeira vez essas sociedades sentiram a necessidade de estabelecer regras – era preciso definir quem pertencia à família e com quem se compartilhavam os alimentos, quais objetos eram de uso coletivo e quais eram privados.

VIEIRA, Vanessa; LIMA, Roberta de Abreu. Como nossa espécie quase desapareceu. In: Veja, ed. 2059, São Paulo: Abril Cultural, ano 41, nº18, 7 de maio, 2008, p.151.

A partir dessa informação, pode-se definir instituições sociais como sendo um

a) conjunto de pessoas ligadas entre si por vínculos permanentes, é uma entidade abstrata.

b) agrupamento de pessoas que seguem os mesmos estímulos; é espontâneo, amorfo e o contato social variado.

c) conjunto de regras e procedimentos reconhecido e sancionado pela sociedade.

d) conjunto ordenado de partes encadeadas que formam um todo; é o aspecto estático da organização social.

e) conjunto de comportamentos típicos de um grupo social que reproduz um estilo de vida próprio de cada sociedade.

3 – (UEM-Ver-2009) No que se refere às instituições sociais, assinale o que for correto.

01) A linguagem é uma instituição fundamental da sociedade, expressando e estabelecendo símbolos compartilhados.

02) A grande maioria das sociedades não possui regras que regulamentam as relações sexuais e a procriação de filhos; no entanto, onde elas existem, são praticamente as mesmas.

04) Para a maioria dos indivíduos, a família aparece como a primeira instituição social, já que, para eles, ela é considerada o fundamento básico das sociedades.

08) As instituições sociais podem ser consideradas formas sancionadas de papéis, padrões e relações, cujo objetivo é satisfazer necessidades sociais básicas.

16) O Estado supervisiona apenas os aspectos exteriores da vida social; portanto, não pode ser definido como uma instituição social.

4- (CESPE-UNB,2009 ) Assinale a opção correta a respeito de instituição social.

A) É um sistema complexo e organizado de relações sociais relativamente permanentes, que incorpora valores e procedimentos comuns e atende a certas necessidades básicas da sociedade. Nas instituições sociais, as atividades não são rotineiras e previsíveis e as relações entre os membros tendem a uma não padronização.

B) O poder coercitivo de uma instituição está no fato de que a sua existência depende da vontade dos indivíduos: basta esquecer suas regras ou tentar mudá-las para perceber a sua força.

C) A institucionalização é o processo pelo qual certas atividades adquirem padrões e rotinas, e são esperadas e aprovadas para atingir objetivos considerados importantes. Um papel é dito institucionalizado quando foi padronizado, aprovado e esperado.

D) As instituições não tendem a regulamentar e a controlar o comportamento dos indivíduos. Como elas incorporam as expectativas aceitas pela sociedade, qualquer desvio dessas expectativas pode sofrer punição ou exposição a constrangimentos.

5 – (UEMA – 2010) Problemas sociais como desagregação familiar, desemprego, analfabetismo e conflitos religiosos, vividos pelos homens no atual contexto, levam À Sociologia não somente a estudá-los, mas, sobretudo, dar respostas aos mesmos. Esses problemas que levam ao estudo da família, economia, educação e religião inserem se no conceito de:

a) Papéis e status sociais
b) Instituições Sociais
c) Sociedade de massa
d) Processo de comunicação
e) Assimilação

Gabarito

1 – 2, 4,8,16
2 – C
3- 8
4 – C
5 – B

Curso Enem Gratuito

Quer aumentar suas chances no próximo Exame Nacional do Ensino Médio e mandar bem nas Notas de Corte do Enem? Estude com as apostilas e aulas gratuitas do Curso Enem Gratuito. Todas as matérias do Exame e ainda as Dicas de Redação. Acesse aqui.

curso enem gratuito blue fino

O texto acima foi preparado pela professora Viviane Bassi dos Reis Marques para o Blog do Enem. Viviane é formada em Ciências Sociais pela Universidade Federal de São Carlos e mestra em Ciências Sociais com foco em Sociologia pela Universidade Estadual Paulista. Dá aulas de Sociologia, Antropologia e Ciência Política. Facebook: https://www.facebook.com/bassimarques