As Instituições e o Controle Social: resumo de sociologia Enem

Você sabia que as instituições sociais são uma forma de controle social? Entenda o que é Controle Social e qual a influência das Instituições ao longo de toda sua vida!

Desde o instante que veio ao mundo você já faz parte de um grupo social: sua família. A família é a primeira instituição socializadora, que transmite ao indivíduo os padrões seguidos socialmente. A família portanto é a primeira agência de controle social, que molda, orienta e controla o comportamento de seus membros. Veja como acontece o jogo das Instituições e o Controle Social

Ao longo de sua vida, por meio das experiências cotidianas, você foi assimilando a cultura transmitida por uma variedade de grupos e instituições sociais. Você aprendeu a se alimentar, a se vestir, a se portar, a se relacionar e, até mesmo, seus gostos, preferências, sentimentos e ideais estão relacionados aos valores e padrões transmitidos por grupos e instituições sociais, mesmo que muitas vezes não nos damos conta que isto ocorre.

Instituições e o Controle Social

O controle social são formas pelas quais a sociedade inculca os valores na mente de seus membros, para evitar que adotem comportamentos divergentes.

Os valores, crenças e hábitos passados por gerações por meio dos grupos e organizações que influenciam o comportamento dos indivíduos no sentido de continuarem a perpetuar os padrões socialmente aceitos de uma determinada época e evitá-los em outra. Desta forma é que operam as Instituições e o Controle Social exercido por elas.

Ocorrem mudanças de tempos em tempos, padrões sociais e morais aceitos hoje não eram bem vistos a tempos atrás. Pode-se observar, por exemplo, que em tempos atrás as mulheres não eram socialmente aceitas em círculos sociais ou no trabalho fora do lar, e atualmente, é aceitável e mesmo recomendado o trabalho fora do lar a fim de contribuir no orçamento familiar.

As formas de controle social desempenham algumas funções que são o de ordenamento social, de eficiência e proteção social. A sociedade para funcionar precisa seguir um determinado sistema, com normas e padrões, caso contrário, não seria possível viver todos em um mesmo espaço.

Veja nesta charge uma forma de representar as Instituições e o controle social sobre os indivíduos:As instituições e o controle social sobre os indivíduosEm sociedades mais complexas, algumas instituições sociais tem como finalidade a manutenção de uma certa eficiência econômica e social, como é o caso do Estado, do ordenamento jurídico e etc, que garantem uma sociedade organizada e oferecem certa proteção.

 

Introdução ao Controle Social

Veja agora com ap rofessora Anna Amorim, do canal do Curso Enem Gratuito, um resumo com as dicas básicas de sociologia para você gabritar nas questões sobre as Instituições e o Contrle Social.

As dicas da professora Ana:

  1. Controle social” é como chamamos o conjunto de mecanismos que estabelecem a ordem social, os quais submetem os indivíduos a determinados padrões por meio da disciplina. Na aula acima a prof Ana te explica os principais tipos de controle social, pra você mandar ver nas questões de sociologia do Enem
  2. Você já deve ter tido aquela crise existencial básica na qual se perguntou o motivo de fazermos as coisas como fazemos. Todos esses padrões de agir e pensar fazem parte de um modelo social que nos dita como realizá-los. Esse modelo funciona a partir do que chamamos de “controle social”, que corresponde a um dispositivo de normas, leis, regulamentações, valores, moral, crenças e outros fatores que constituem o aparato de diferentes elementos que, juntos, ordenam a vida em sociedade.
  3. Essas normativas nem sempre são entendidas como controle social, porque a gente raramente pensa a respeito do que nos faz segui-las. “Ah, isso sempre foi assim”, é uma frase recorrente para designar comportamentos padrões do dia-a-dia. Porém, tais comportamentos fazem parte de uma estrutura maior, que não está dada, ou seja, que pode mudar dependendo do contexto social.
  4.  Existem duas formas de controle social: a formal (leis, normativas institucionalizadas… exemplo: ao furar o sinal, recebemos uma multa, que é uma forma de controle social) e a informal (não fazem parte das legislações, mas que nós aprendemos e seguimos… exemplo: escola, igreja, mídia e demais dimensões que nos ensinam como agir e pensar).
  5.  Outra forma de observar o controle social é a partir da subdivisão interno (uma espécie de autocontrole, que ocorre por conta da existência de fatores externos – escola, igreja etc – que nos dizem como pensar e agir) e externo (dispositivos externos que controlam as ações dos indivíduos, como a polícia, por exemplo).
  6.  Todas as formas de controle social servem para manter um modelo padronizado instituído, que entendemos como universal – e que, depois dessa aula, sabemos que não são.
  7. Esse aparato cultural que forma as maneiras de agir e pensar é passível de transformação no tempo e geograficamente.  Dessa forma, o controle social é um dispositivo que pode mudar.

 

As Instituições Sociais

Pode-se entender então que a instituição social é um conjunto de regras e comportamentos padronizados, reconhecidos e aceitos socialmente. Trata-se de modos de pensar, de agir e de sentir pré-estabelecidos que serão inculcados nos indivíduos desde o nascimento até a morte, e que podem se modificar no decorrer do tempo, em épocas diferentes.

As instituições servem para atender as necessidades dos indivíduos do grupo, mas também têm o papel de manter a organização do grupo e de controle da atividade do indivíduo.

As diferenças entre grupo e instituição

O grupo é formado por indivíduos com objetivos comuns, já as instituições estão relacionadas as regras estabelecidas por esse grupo. A família é um grupo e as regras no interior desse grupo formam a instituição familiar.

Também é preciso entender que as instituições não estão separadas uma das outras, se se modifica o a maneira de pensar e agir dentro de uma instituição afetará as regras no interior de outras instituições. Mudanças na economia trarão mudanças no interior da família, na escola e etc. As principais instituições que temos na sociedade são: a família, a escola, a religião, a jurídica, econômica e a política.

A Família

A família é o primeiro grupo que socializa o indivíduo. Como as demais instituições passa por modificações ao longo do tempo, mas perpetua algumas funções principais: a sexual, a reprodutiva, econômica e educacional. As duas primeiras funções garantem as necessidades sexuais e a perpetuação da espécie humana, a função econômica assegura os meios de sobrevivência do grupo e a educação transmite os valores e padrões culturais da sociedade em que a criança está inserida.

Nos dias atuais a família modificou-se, as mulheres trabalham fora do lar, muitas vezes sustentam a casa, algumas famílias são compostas somente pela figura materna ou paterna, e outras são formadas por casais homossexuais. Os padrões vão se modificando ao longo do tempo, mas algumas regras que compõem a instituição familiar permanecem as mesmas.

A Religião

O peso das instituições e o controle social - A Igreja
Fonte: http://oscabracast.com.br/30-o-peso-da-religiao

A religião é encontrada de muitas formas em todas as épocas e sociedades. Está associada a crenças que dizem respeito ao sobrenatural e a veneração e temor a entidades. Ao longo do tempo as religiões ocidentais sofreram profundas modificações, devido a crescente sociedade industrial, ao progresso da ciência e consequentemente transformação da visão do homem de si mesmo e da vida.

De modo geral as religiões passaram a conciliar seus preceitos com os conhecimentos científicos. As religiões atuais procuram valorizar os aspectos sociais e humanos, pode-se perceber o envolvimento cada vez maior dos religiosos com os problemas sociais e com o conteúdo ético.

A religião católica, por exemplo, é uma forma de controle social, pois através do medo e da culpa o comportamento dos indivíduos pode ser controlado, evitando que fuja do que é esperado socialmente.

Veja o pensamento de Michel Foucault

O filósofo francês Michel Foucault dedicou a sua vida acadêmia para pesquisar as Instituições e as relações de Poder. Confira agora no resumo Enem gratuito.

 

O Estado

O Estado é a forma mais autêntica de controle social porque age por meio da coerção. O Estado é a única instituição que possui o monopólio legítimo da violência, ou seja, por meio da violência física pode coagir o indivíduo a agir de acordo com as regras estabelecidas socialmente. Um exemplo muito comum é o pagamento de impostos.

As pessoas pagam impostos ao comprar um bem qualquer e, mais diretamente, quando tem descontado de seu salário o imposto de renda.As Instituições e o Controle Social

Estes recursos são apropriados pelo Estado para os custos sociais (saúde, educação, obras, funcionários, etc). Mas como o Estado retira os recursos das empresas e dos indivíduos?

Somente o Estado faz isto por meio do que lhe é inerente, seu poder coercitivo. Em última instância o Estado poderá, e somente ele, usar da força física para fazer cumprir suas normas. Existem as leis a serem cumpridas por todos, e o Estado se baseia nas leis para fazer cumprir suas determinações, e em último caso, utiliza a violência física.

Qualquer outro tipo de uso de violência trata-se do uso ilegítimo da força. O Estado somente perderá o poder caso não consiga subtrair grupos revolucionários ou criminosos que se utilizem da força para dominar uma sociedade.

Questões sobre as instituições e o controle social

1 – (UEM 2011) Toda sociedade desenvolve mecanismos de controle social com o objetivo de fazer com que cada indivíduo adote comportamentos esperados. Sobre esse assunto, assinale a(s) alternativa(s) correta(s).

01) A família, como esfera privada da vida regida por sentimentos e laços de sangue, não participa dos processos de controle social.
02) A polícia e o judiciário são instituições que exercem controle social de tipo formal e são próprias de sociedades complexas.
04) A religião é uma importante instituição de controle social, devido a sua alta eficiência na definição de comportamentos socialmente aceitos.
08) O controle social para ser eficiente deve combinar a transmissão de valores com estratégias de coerção.
16) Nas sociedades complexas, ocorre uma tendência de substituição de estratégias difusas de controle pela sua institucionalização formal, o que pode ser observado pelo incremento do aparato jurídico e policial.

2 – (PAES 2008) Cerca de 5.000 anos depois de alcançar a Europa o Homo sapiens […] protagonizou uma revolução criativa e desenvolveu conceitos de família, religião e convivência social. Mais uma vez a humanidade sofreu com os rigores do clima e com a escassez de comida, mas a adaptação às dificuldades resultou num salto à frente. O europeu primitivo, também chamado de homem de Cro-Magnon, passou a enterrar seus mortos com rituais e com objetos que usavam em vida. Pela primeira vez essas sociedades sentiram a necessidade de estabelecer regras – era preciso definir quem pertencia à família e com quem se compartilhavam os alimentos, quais objetos eram de uso coletivo e quais eram privados.

VIEIRA, Vanessa; LIMA, Roberta de Abreu. Como nossa espécie quase desapareceu. In: Veja, ed. 2059, São Paulo: Abril Cultural, ano 41, nº18, 7 de maio, 2008, p.151.

A partir dessa informação, pode-se definir instituições sociais como sendo um

a) conjunto de pessoas ligadas entre si por vínculos permanentes, é uma entidade abstrata.

b) agrupamento de pessoas que seguem os mesmos estímulos; é espontâneo, amorfo e o contato social variado.

c) conjunto de regras e procedimentos reconhecido e sancionado pela sociedade.

d) conjunto ordenado de partes encadeadas que formam um todo; é o aspecto estático da organização social.

e) conjunto de comportamentos típicos de um grupo social que reproduz um estilo de vida próprio de cada sociedade.

3 – (UEM-Ver-2009) No que se refere às instituições sociais, assinale o que for correto.

01) A linguagem é uma instituição fundamental da sociedade, expressando e estabelecendo símbolos compartilhados.

02) A grande maioria das sociedades não possui regras que regulamentam as relações sexuais e a procriação de filhos; no entanto, onde elas existem, são praticamente as mesmas.

04) Para a maioria dos indivíduos, a família aparece como a primeira instituição social, já que, para eles, ela é considerada o fundamento básico das sociedades.

08) As instituições sociais podem ser consideradas formas sancionadas de papéis, padrões e relações, cujo objetivo é satisfazer necessidades sociais básicas.

16) O Estado supervisiona apenas os aspectos exteriores da vida social; portanto, não pode ser definido como uma instituição social.

4- (CESPE-UNB,2009 ) Assinale a opção correta a respeito de instituição social.

A) É um sistema complexo e organizado de relações sociais relativamente permanentes, que incorpora valores e procedimentos comuns e atende a certas necessidades básicas da sociedade. Nas instituições sociais, as atividades não são rotineiras e previsíveis e as relações entre os membros tendem a uma não padronização.

B) O poder coercitivo de uma instituição está no fato de que a sua existência depende da vontade dos indivíduos: basta esquecer suas regras ou tentar mudá-las para perceber a sua força.

C) A institucionalização é o processo pelo qual certas atividades adquirem padrões e rotinas, e são esperadas e aprovadas para atingir objetivos considerados importantes. Um papel é dito institucionalizado quando foi padronizado, aprovado e esperado.

D) As instituições não tendem a regulamentar e a controlar o comportamento dos indivíduos. Como elas incorporam as expectativas aceitas pela sociedade, qualquer desvio dessas expectativas pode sofrer punição ou exposição a constrangimentos.

5 – (UEMA – 2010) Problemas sociais como desagregação familiar, desemprego, analfabetismo e conflitos religiosos, vividos pelos homens no atual contexto, levam À Sociologia não somente a estudá-los, mas, sobretudo, dar respostas aos mesmos. Esses problemas que levam ao estudo da família, economia, educação e religião inserem se no conceito de:

a) Papéis e status sociais
b) Instituições Sociais
c) Sociedade de massa
d) Processo de comunicação
e) Assimilação

Gabarito

1 – 2, 4,8,16
2 – C
3- 8
4 – C
5 – B

Curso Enem Gratuito

Quer aumentar suas chances no próximo Exame Nacional do Ensino Médio e mandar bem nas Notas de Corte do Enem? Estude com as apostilas e aulas gratuitas do Curso Enem Gratuito. Todas as matérias do Exame e ainda as Dicas de Redação. Acesse aqui.

curso enem gratuito blue fino

O texto acima foi preparado pela professora Viviane Bassi dos Reis Marques para o Blog do Enem. Viviane é formada em Ciências Sociais pela Universidade Federal de São Carlos e mestra em Ciências Sociais com foco em Sociologia pela Universidade Estadual Paulista. Dá aulas de Sociologia, Antropologia e Ciência Política. Facebook: https://www.facebook.com/bassimarques