10 atitudes que desperdiçam tempo de estudo para o Enem

Você sente que não tem horas suficientes para estudar para o Enem? Veja essas 10 Dicas Enem e saiba onde está errando quando o assunto é administrar o tempo. Confira abaixo.

Seu dia ficou pequeno? 24 horas não dá mais? Então, já que não tem horas para comprar, o jeito e pensar em como se reorganizar para chegar bem no Enem. Veja 10 atitudes que  desperdiçam o seu tempo. E fuja delas!

O  próximo Enem ou um Vestibular está sempre no horizonte dos estudantes. Você também está nessa? Vai fazer pela primeira vez,  ou já sabe como é e pretende melhorar a nota?  Para ter um bom rendimento nas provas objetivas e na Redação as melhores Dicas Enem envolvem  saber administrar bem o seu tempo e aprender a observar o que te faz render mais e o que atrapalha você. Podem ser fatores decisivos nessa fase de preparação para o exame.

Porém, mesmo tendo horas sobrando em nosso dia, ás vezes sentimos que 24 delas não são suficientes para dar conta de todo o conteúdo! Você já parou para pensar que pode estar desperdiçando tempo de estudo sem nem ao menos perceber? Leia com atenção esse post com essas importantes Dicas Enem e saiba onde você está gastando tempo precioso que poderia ser aproveitado para os estudos.Gerenciar o Tempo

Dois especialistas em concursos públicos, ouvidos pela equipe da EXAME.com, revelaram os piores erros cometidos por quem está se preparando para uma prova importante como o Enem ou o Vestibular. São Dicas Enem: Um plano de estudos bem elaborado e colocado em prática da forma correta pode tornar o tempo um grande aliado do estudante. Por outro lado, táticas erradas de preparação o desperdiçam e comprometem o bom desempenho que poderia ser alcançado no exame. Confira, então, quais são os principais erros cometidos na hora de estudar e que roubam tempo de dedicação:

1 – Falta de planejamento 

O maior erro dos estudantes é deixar para estudar em cima da hora ou só depois que começarem as inscrições para o Enem. Elaborar uma programação de estudos já no começo do ano letivo é o ideal para manter uma boa organização e, com isso, evitar desperdiçar tempo. Ao deixar os estudos para a última hora, você cria uma verdadeira corrida contra o tempo, além de uma armadilha para a sua tranquilidade. E, acredite, o nervosismo só vai atrapalhar na hora de se preparar para o exame.

2 – Estudar só a teoria

“Teoria e prática são duas faces da mesma moeda”, disse Arenildo Santos, especialista em concursos do site Questões de Concursos, ao portal EXAME.com. Apenas a combinação entre leitura e resolução de questões é que garante um bom desempenho do estudante no Enem. “Fazer exercício é tão importante quando estudar a teoria porque mostra a evolução do aprendizado”, diz João Mendes, especialista em concursos do curso Ênfase, também ouvido pela EXAME.com.

3 – Não resolver provas anteriores

A resolução de provas anteriores do Enem é fundamental durante o período de preparação para o exame. Assim, você pode verificar quanto tempo pode ser gasto com cada questão, seus pontos fortes e seus pontos fracos em cada disciplina, além de se familiarizar com a linguagem utilizada no exame.

Então faça o download das provas anteriores do Enem, que separamos para você estudar!

4 – Estabelecer uma meta irreal de tempo de estudos por dia

Atenção para essa importante Dica Enem: 0 tempo dedicado aos estudos em um dia deve acompanhar o ritmo de aprendizagem de cada um. Porém, alguns estudantes esquecem disso e estabelecem metas impossíveis de ser cumpridas.  “Importante é respeitar o próprio perfil. Há candidatos que se expõem a uma carga pesada de estudos e chegam no exame estressados o que compromete uma das principais armas na hora da prova que é a agilidade de raciocínio”, diz Santos. Por isso, o plano de estudos deve ser compatível com as condições que cada um tem de aprender. Por quantas horas você consegue estudar concentrado? Pense nisso ao planejar sua rotina.

5 – Não criar uma rotina

E, por falar em rotina, não cria-la pode ser um erro fatal do candidato ao Enem ou ao Vestibular.  O professor João Mendes alerta para a importância da rotina de estudos. Na opinião dele, os estudantes que não estipulam uma meta de estudos diária apenas se prejudicam e não tem nada a ganhar. “É um erro não manter um padrão. Por exemplo: a pessoa estuda uma hora em um dia, três no outro, pula dois dias e por aí vai”, explica.

6 – Pular etapas

Não tenha pressa em ir direto ao ponto. Antes de encarar questões mais complicadas sobre determinado assunto, estude e entenda a teoria. É importante que o estudante tenha uma base sólida de aprendizado quando for resolver as questões do Enem. Por isso, deixe para resolver aquele problema impossível de Matemática só depois de estudar bastante a teoria e entendê-la, combinado?

7 – Estudar só matérias de que gosta

Já demos essa Dica Enem em outros posts, mas não custa reforçar, já que esse é o erro mais comum de quem está se preparando para o Enem. Não esqueça que, para garantir um bom desempenho, o estudante precisa dominar grande parte do conteúdo cobrado. Por isso, não deixe nenhuma matéria de lado e programe-se para dedicar o mesmo tempo de estudos para todas elas.

8 – Não fechar ciclos de temas

Não pule de um assunto para o outro sem antes entender muito bem o que estava estudando. É um erro pular de assunto em assunto sem fechar ciclos. “Quebra a lógica e, na medida em que ele retorna ao estudo daquele tema, precisará voltar atrás para relembrar do que se tratava e vai perder tempo”, diz Mendes. Sua recomendação é não mudar de tópico sem fechar o ciclo de pensamento do assunto anterior, mesmo que sejam necessários dias de dedicação.

9 – Não fazer resumos

Essa Dica Enem você deve até anotar para não esquecer! O tempo de preparação para o Enem até o candidato conseguir sua vaga no ensino superior pode ser longo. Por isso, rever conteúdos já estudados é essencial. Mas, fazer uma revisão relendo todo o material que já foi estudado é desperdiçar tempo, certo? É aí que os resumos feitos pelo próprio estudante se mostram extremamente importantes. “É a partir do resumo é que ele deve fazer a revisão”, diz Mendes. Deixar para revisar o que já foi estudado sem resumos faz com que o estudante fique empacado no mesmo lugar e não avance com a sua preparação para o exame.

10 – Apostar em material não direcionado ao Enem

Quando você for buscar materiais alternativos para se preparar para o Enem, tenha certeza que eles são direcionados especificamente para o exame, garantindo, assim, que você não gaste tempo estudando um conteúdo que nem ao menos será cobrado na prova. Aproveite nossas dicas de como estudar para o Enem, e organize seus estudos!