Engenharia de Telecomunicações: veja curso de graduação e o mercado de trabalho

Você tem gosto ou habilidade com números e tecnologia? Veja o que é o curso de graduação em Engenharia de Telecomunicações e conheça mais sobre a profissão e o mercado de trabalho.

Quem se forma no curso de graduação em Engenharia de Telecomunicações é o profissional que atua no mercado de trabalho como responsável por desenvolver e implantar redes de telecomunicações.

Além disso, o(a) engenheiro(a) de telecomunicações planeja e desenvolve aparelhos e equipamentos que são utilizados nas telecomunicações. Todo o tráfego de dados pela internet, por exemplo, para que você assista os vídeos do Youtube, faça consultas no Google, acesse o Facebook ou se comunique pelo Whatsap dependem das telecomunicações.

Então, os engenheiros de telecomunicação estão na base de todas as redes de telefonia, transmissão de dados, redes de computadores, rádio e de televisão. O mundo moderno e suas tecnologias dependem do trabalho desse profissional.engenharia de telecomunicaçõesA área de Engenharia de Telecomunicações também tem espaço de trabalho em empresas que prestam serviços de telecom, empresas de telefonia móvel ou fixa, e de fibra óptica e cabeamento estruturado.

O engenheiro de telecomunicações também encontra campo de atuação na indústria eletroeletrônica, em órgãos reguladores das atividades de telecomunicações e em empresas que atuam na pesquisa científica e tecnológica.

Graduação em Engenharia de Telecomunicações

O curso de graduação em Engenharia de Telecomunicações tem duração de 5 anos. O estágio é obrigatório e geralmente já pode ser feito a partir do terceiro ano de curso.

Suas disciplinas básicas incluem matemática, física, química, desenho e informática. Já as disciplinas específicas incluem eletrônica, eletromagnetismo, processamento de sinais, princípios de comunicação, fundamentos de telefonia, sistemas operacionais, técnicas digitais, comunicação via satélite, dentre outras.

Dentre as atividades desenvolvidas no estágio estão: Medição de posicionamento global (GPS); Análise do desempenho de sistemas de comunicação digital;e Desenvolvimento de sistemas de gerenciamento de informação.

Mercado de Trabalho para Engenharia de Telecomunicações

O mercado de trabalho para Engenharia de telecomunicações está aquecido.  Há diversas tecnologias em implantação como TV Digital, telefonia móvel com sucessivas gerações de conexão, e a rede fixa está em constante atualização e desenvolvendo novas tecnologias. Há outros mercados como a pesquisa acadêmica e serviços públicos através de concursos para a Anatel, por exemplo.

O Engenheiro de telecomunicações atuará nas áreas de infraestrutura, internet móvel e fixa, projetos de implantação de sistemas de transmissão de dados digitais por meio de satélite e cabos ópticos e outros serviços como a operação e o gerenciamento de redes de telecomunicações. O salário médio inicial é de R$ 4 mil.

Dica 1 – Quer vencer na vida? Cursar engenharia é uma boa. Mas exige muito no vestibular e no desempenho no Enem. Melhore o seu desempenho estudando com Apostilas Enem Gratuitas.

Perfil do profissional após a formação 

Após a formação o engenheiro de telecomunicações será capaz de trabalhar com planejamento e desenvolvimento de projetos, além da sua implantação, operação e manutenção, o que significa que ele participa de todo o processo.

Seu perfil compreende uma sólida formação técnico-científica que o torna capaz de absorver e desenvolver novas tecnologias. Possui atuação crítica e criativa, principalmente na resolução de problemas e na busca de novas ideias.

Outro ponto marcante no perfil de um engenheiro de telecomunicações é a busca permanente por novas tecnologias e atualização profissional.

Cursos de Engenharia de Telecomunicações com conceito 5 no Enade

 O conceito do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) leva em conta uma série de critérios, como: o desempenho dos estudantes do curso em uma prova realizada anualmente, o corpo docente, a infraestrutura, os recursos didático-pedagógicos, além dos programas de pós-graduação. Todos são sintetizados em um único indicador, que varia de 1 a 5. Os cursos com nota acima de 3 são considerados satisfatórios pelo Ministério da Educação.

  • Instituto Nacional de Telecomunicações (MG);
  • Universidade Regional de Blumenau (SC);
  • Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PR);
  • Universidade Federal Fluminense (RJ);
  • Universidade do Sul de Santa Catarina (SC).

 

E aí, gostou de conhecer a carreira do profissional formado em Engenharia de Telecomunicações? Se essa ainda não é a sua área, então clique aqui e conheça o nosso Guia de Profissões.

Post elaborado por Lidiane Franqui. Redatora freelancer e autora do livro ”O Poder de Cada Um”. Facebook: https://www.facebook.com/lidiane.franqui.3