Exercícios sobre renascimento comercial e urbano

Teste o que você sabe sobre o renascimento urbano e comercial com exercícios do Enem e de vestibulares, e confira a nossa videoaula para não errar nas provas!

Entre os assuntos de história geral que mais caem no Enem, a Baixa Idade Média é um dos mais recorrentes. Todos os anos cai pelo menos uma questão sobre o assunto. Por isso nós preparamos um resumo e uma lista de exercícios sobre o renascimento comercial e urbano. Estude sobre o surgimento das cidades e o crescimento do comércio para mandar bem nas questões de História!

Resumo sobre o renascimento comercial e urbano

O renascimento comercial e urbano teve origem no século XI, contexto em que estavam ocorrendo as Cruzadas. Naquela época, os peregrinos (cruzados) embarcavam em navios com o objetivo de chegar ao leste do Mediterrâneo, em Jerusalém ou Constantinopla. Mas o importante é saber que nesse caminho por terra que eles passavam, era necessário acampar em alguns pontos.

Nesses acampamentos, acabavam trocando produtos. Nos arredores, alguns servos que tinham alguns produtos sobrando, também levavam para que realizar trocas. Com isso, surgiram as chamadas feiras de comércio.

Importante apontar que só foi possível para esses servos acumularem excedentes para serem trocados por conta das inovações técnicas no campo da produção agrícola. O uso do arado de ferro, a invenção dos moinhos e adoção da rotação trienal de culturas, por exemplo, foram inovações do período.

Surgimento da burguesia

Além disso, outro elemento fundamental para o renascimento comercial e urbano foi o surgimento da burguesia. Com a formação das feiras de troca, aos poucos há a retomada do uso de moedas nas feiras comerciais. Assim, feirantes e mercadores começam a enriquecer.

Alguns desses mercadores, mais capitalizados, começam a se preocupar também com as ondas de saques que aconteciam. Eles acabam construindo fortificações ao redor dessas feiras, e cobravam por tudo isso. Formaram também milícias armadas para proteger as feiras. Surge aí também as feiras fortificadas, que são chamadas de burgos. Dentro dessas fortificações é que vive a burguesia, a classe de mercadores.

Renascimento comercial e urbano - NurembergXilogravura da cidade medieval de Nuremberg (Alemanha). Wilhelm Pleydenwurff, 1493. Fonte: https://bit.ly/2wOVjnm

Mas tem um problema: essas feiras (burgos) surgiram dentro de um feudo. Ou seja, essas terras pertenciam a um senhor feudal. Era preciso pagar para ele para poder utilizar essas terras. Por isso as milícias começaram a guerrear com os senhores feudais visando sua autonomia.

Acontece que, os feudos onde estavam os burgos, na verdade situavam-se dentro de uma região que podemos chamar de reino. Nessa época, os reis não tanta relevância, mas quando se fala em guerra, existem outros senhores feudais que são submissos a eles.

É aí que o rei aparece para mediar esse conflito propondo um acordo de paz. E nesse acordo de paz a burguesia vai pagar uma indenização ao senhor feudal chamada de carta de franquia. A partir desse momento, o burgo passa a não depender mais do senhor feudal e ter uma vida autônoma. Mas, curiosamente, ele está dentro de um reino, e por isso se submete à autoridade do rei.

As cidades

A partir do momento que os burgos se tornam independentes, eles passam a se denominar comunas. E algumas dessas comunas passam a se associar entre si formando as chamadas ligas comerciais, que eram associações de cidades que praticavam acordos tributários em determinada região.

Assim, o comércio entre essas cidades seria facilitado por taxas tributárias mais baixas, o que garantia aos comerciantes um mercado consumidor favorecido por esse acordo mútuo entre as cidades. Alguns burgueses começam a cobrar juros de outros. Isso vai ser fortemente combatido pela Igreja (que chama isso de usura, classificado como heresia).

A burguesia, então, sofre uma séria perseguição da Igreja Católica através da Inquisição. Nesse ambiente urbano, temos também vários servos muito habilidosos que abandonam os feudos para desempenharem a atividade de artesão nos burgos. Esses artesãos começam a se organizar nas corporações de ofício, cujo modelo perdura até a Revolução Industrial.

Videoaula sobre renascimento comercial e urbano

Antes de responder aos exercícios sobre o renascimento comercial e urbano, confira a videoaula do professor Felipe:

Exercícios sobre renascimento comercial e urbano

Em seguida, responda às questões e saiba como este conteúdo cai no Enem e nos vestibulares:

.

Por fim, se você quiser saber mais sobre o assunto, confira nossa aula completa sobre o renascimento comercial e urbano.

Ana Cristina Peron

Ana Cristina Peron é formada em História pela Universidade Federal de Santa Catarina. É redatora do Curso Enem Gratuito e do Blog do Enem.
Categorias: Simulado História, Simulados Enem