Faltam:
para o ENEM

Entenda como e por que os homens vivem em grupos sociais

Conheça como se dá a formação dos grupos sociais, os contatos sociais e o processo de socialização vivido por todos nós. Revise Sociologia para o Enem!

Por meio das interações sociais ao longo da vida aprendemos a linguagem, significados simbólicos, regras sociais, crenças, valores e até mesmo sentimentos. Ao fazermos parte de grupos sociais internalizamos determinados comportamentos adquiridos por meio dos contatos sociais.

Fonte: http://alunosonline.uol.com.br/sociologia/socializacao.html

Nos comportamos todos de maneira semelhante e vemos o outro em nós mesmos. Dessa forma aprendemos e reproduzimos normas e valores do grupo social que estamos inseridos.

Formação dos grupos Humanos

Os indivíduos ao nascerem estão imersos em um sistema social construído através de gerações e que é assimilado por meio das inter-relações sociais. Desde os primórdios o homem constrói relações sociais e faz parte de um processo de socialização, em que adquirem fatores que são inatos, aqueles herdados geneticamente, e os adquiridos por meio da cultura.

Os indivíduos aprendem a língua, as normas sociais, os símbolos, a usar objetos, a sentir determinadas emoções e etc. O mundo é visto pelos indivíduos de acordo com o ambiente em que estão inseridos, e dependendo dos contatos sociais que estabelecem adotam um determinado comportamento social.

As ideias, valores, crenças, hábitos, costumes de uma sociedade são interiorizados pelos indivíduos e deste modo se adaptam aos grupos sociais. Esse processo de socialização é que “humaniza” ou “civiliza” o ser humano.

Fonte:http://questoessociologicas.blogspot.com.br/2012/11/charge-mafalda-e-o-consumo.html

Contato Social

O contato social abordado pela sociologia não se trata da interação física ou sensitiva, mas sim na comunicação de significados, podendo ocorrer entre duas ou mais pessoas.

Portanto o contato social acaba por influenciar na construção da personalidade do indivíduo. Por meio das experiências com outras pessoas o indivíduo adquiri determinados modos de pensar e modos de agir aceitos socialmente, nos grupos em que faz parte, como a família, a escola, local onde mora, etc.

Socialização primária e secundária

Fonte: http://cafecomsociologia.com/2010/07/socializacao-e-interacao-social.html?m=0

O processo de socialização iniciado na infância é chamado de socialização primária, e tem grande influência na construção da personalidade. Nesta etapa a criança apreende os significados mais básicos ensinados pela família através da linguagem. Esta etapa termina quando os significados foram assimilados e a criança é capaz de abstrair os papéis sociais presentes naquele grupo.

Em um segundo momento dá-se a socialização secundária que irá permanecer todo o decorrer da vida. Na maturidade aprende-se comportamentos mais complexos. Ao longo da vida o indivíduo percebe que o outro é o reflexo de si mesmo, já que se trata de seres humanos imersos em determinados grupos sociais, compartilhando muitas coisas em comum.

As atividades psíquicas dos indivíduos e as sociais estão entrelaçadas, e estão sempre em construção, devido as experiências vividas pelos indivíduos em grupos. O homem é um ser histórico, está constantemente em transformação.

Socialização e coerção

Fonte: http://questoessociologicas.blogspot.com.br/2013_07_01_archive.html

A sociedade exerce sobre os indivíduos uma certa coerção. O indivíduo internaliza o coletivo e toma para si comportamentos sociais como seus. Durkheim explica esta ideia ao dizer que toda a educação consiste num esforço contínuo para impor às crianças maneiras [adequadas] de ver, sentir e agir às quais elas [supostamente] não chegariam espontaneamente (…). Desde os primeiros anos de vida, são as crianças forçadas a beber comer e dormir em horários regulares; são constrangidas a terem hábitos higiênicos, a serem calmas e obedientes; mais tarde, obrigamo-las a aprender a pensar nos demais, a respeitar usos e conveniências; forçamo-las ao trabalho, etc. (…)”.

“(…) a educação tem justamente por objeto formar o ser social; pode-se então perceber, (…), de que maneira este se constitui através da história. A pressão de todos os instantes que sofre a criança é a própria pressão do meio social tendendo [permanentemente] a moldá-la à sua imagem e semelhança.

O pensamento e a ação são guiados em função do social, dirigindo o indivíduo para um autocontrole dentro do que é exigido e aceito pelos demais indivíduos em sociedade. O não cumprimento de certas normas acarreta ao indivíduo certas coerções sociais dentro do grupo. Esta pressão social é o que mantém a sociedade unidade, a coesão social.

Assistam a este vídeo do simpático Prof. Salviano a respeito dos conceitos de sociabilidade, socialização e contatos sociais:

Questões:

1- (UEL) Socialização significa o processo pelo qual um indivíduo se torna um membro ativo da sociedade em que nasceu, isto é, comporta-se de acordo com seus folkways e mores […] Há pouca dúvida de que a sociedade, por suas exigências sobre os indivíduos, determina, em grande parte, o tipo de personalidade que predominará. Naturalmente, numa sociedade complexa como a nossa, com extrema heterogeneidade de padrões, haverá consideráveis variações. Seria, portanto, exagerado dizer que a cultura produz uma personalidade totalmente estereotipada. A sociedade proporciona, antes, os limites dentro dos quais a personalidade se desenvolverá.

S. Koenig. Elementos de Sociologia. Trad. De Vera Borda. Rio de Janeiro: Zahar,1967, PP. 70-5.

Com base no texto e nos conhecimentos sobre o tema, é correto afirmar que:
( ) existe uma interação entre a cultura e a personalidade, o que faz com que as individualidades sejam influenciadas de diferentes modos e graus pelo ambiente social.
( ) apesar de os indivíduos se diferenciarem desde o nascimento por dotes físicos e mentais, desenvolvem personalidades praticamente idênticas por conta da influência da sociedade em que vivem.
( ) a sociedade impõe, por suas exigências, aprovações e desaprovações, o tipo de personalidade que o indivíduo terá.
( ) o indivíduo já nasce com uma personalidade que dificilmente mudará por influência da sociedade ou do meio ambiente.
( ) são as tendências hereditárias e não a sociedade que determinam a personalidade do indivíduo.

2- (Unicentro 2011) Entende-se por socialização o processo por meio do qual:

a) o indivíduo aprende a ser um membro da sociedade.
b) a sociedade divide a riqueza produzida socialmente.
c) o indivíduo constrói laços de afetividade familiar.
d) a comunidade é transformada em sociedade.
e) os grupos sociais se constituem.

3 – (Unicentro 2011) A respeito dos estudos sobre socialização, está correto o que se afirma em:

a) O primeiro grupo social fundamental na socialização é o religioso, representado pela Igreja. b) O processo de maturação biológica e o desenvolvimento infantil necessitavam de intervenções de adultos, o que sempre será igual, independente das diferenças culturais.
c) O processo de socialização termina quando o indivíduo atinge a maioridade e entra no mercado de trabalho.
d) A sociologia postula a existência de uma natureza infantil que explica a igualdade nas condições de ser criança.
e) A internalização do social e a sua percepção da realidade, como a primeira socialização, ocorrem dentro do grupo familiar, sendo, assim, decorrentes da classe social da família.

4 – (Uem 2009) Leia o texto a seguir: “Desde o início a criança desenvolve uma interação não apenas com o próprio corpo e o ambiente físico, mas também com outros seres humanos. A biografia do indivíduo, desde o nascimento, é a história de suas relações com outras pessoas. Além disso, os componentes não sociais das experiências da criança estão entremeados e são modificados por outros componentes, ou seja, pela experiência social.”

(BERGER, Peter L. e BERGER, Brigitte. “Socialização: como ser um membro da sociedade”. In: FORACCHI, Marialice M. e MARTINS, José de Souza. Sociologia e Sociedade. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos, 1977, p. 200).

Podemos concluir do texto que

01) os indivíduos, desde o nascimento, são influenciados pelos valores e pelos costumes que caracterizam sua sociedade.
02) a relação que a criança estabelece com o seu corpo não deveria ser do interesse das ciências biológicas, mas apenas da sociologia.
04) o fenômeno tratado pelo autor corresponde ao conceito de socialização, que designa o aprendizado, pelos indivíduos, das regras e dos valores sociais.
08) as experiências individuais, até mesmo aquelas que parecem mais relacionadas às nossas necessidades físicas, contêm dimensões sociais.
16) o desconforto físico que uma criança sente, como a fome, o frio e a dor, pode receber dos adultos distintas respostas de satisfação, dependendo da sociedade na qual eles estão inseridos.

Gabarito:

Questão 1 – a)
Questão 2 – e)
Questão 3 – e)
Questão 4 – 01 + 04 + 08 + 16 = 29

Curso Enem Gratuito

Quer aumentar suas chances no próximo Exame Nacional do Ensino Médio e mandar bem nas Notas de Corte do Enem? Estude com as apostilas e aulas gratuitas do Curso Enem Online. Todas as matérias do Exame e ainda as Dicas de Redação. Acesse aqui o Curso Enem Gratuito Online.

curso enem gratuito blue fino

Acesse aqui os Aulões do Blog do Enem! São videoaulas gratuitas e completas com os conteúdos mais relevantes para o Exame Nacional do Ensino Médio.

O texto acima foi preparado pela professora Viviane Bassi dos Reis Marques para o Blog do Enem. Viviane é formada em Ciências Sociais pela Universidade Federal de São Carlos e mestra em Ciências Sociais com foco em Sociologia pela Universidade Estadual Paulista. Dá aulas de Sociologia, Antropologia e Ciência Política. Facebook: https://www.facebook.com/bassimarques