Atualidades no Enem – 10 anos de implantação da Lei Seca no Brasil

Mesmo após 10 anos de implantação da Lei Seca no Brasil, a irresponsabilidade dos motoristas e a falta de aplicação da legislação preocupam. Os índices continuam altos: são mais de 40 mil mortes no trânsito por ano! Veja um resumo deste assunto, que já foi tema de redação do Enem e pode cair como atualidades nas próximas edições.

A Lei Seca, implantada há 10 anos em nosso país, não sai dos nossos noticiários. As reportagens falam das “Operações Lei Seca”, intensificadas nos feriados e festividades.

O tema Lei Seca foi, inclusive, o tema de redação para os candidatos elaborarem um texto argumentativo-dissertativo na edição do Enem 2013. Em janeiro de 2008, um decreto presidencial proibia a venda de bebidas alcoólicas em rodoviais federais ou faixas de acessos a rodoviais. Em junho daquele mesmo ano, a Lei Seca passou a vigorar no país, diminuindo o índice diminuindo o limite de ingestão alcoólica para 0,2g/L no sangue, que seria o equivalente a um copo de cerveja ou uma taça de vinho.

Passados alguns anos, a legislação ficou ainda mais restritiva. Em 2012, a tolerância à ingestão de álcool no trânsito passou a ser zero. As provas testemunhais de agentes de trânsito também passaram a ser válidas contra motoristas.

Flagrantes de motoristas dirigindo bêbados, a queda da venda de bebidas alcoólicas em casas noturnas, os bons exemplos que voltam das festas de táxis ou ainda os grupos de amigos que elegem o “motorista da rodada”, aquele que vai deixar de beber para garantir a volta para casa de maneira segura, são assuntos recorrentes em nosso cotidiano.

Assuntos que se desdobram em outras polêmicas que o aluno poderia abordar tanto na Redação Enem, quanto em questões de atualidades relacionadas ao tema, durante a prova. O teste do bafômetro, o qual o motorista pode se negar a fazer, pois não é obrigado a produzir provas contra si e o fato de colocar em risco não somente a sua vida, como também de outros indivíduos.

Na Redação Enem o aluno poderia escrever sobre esses aspectos ou ainda sugerir outras soluções para a problemática combinação “direção+bebida alcoólica”. Questionar o porquê das pessoas, em grande maioria os jovens, insistem em arriscar suas vidas e a dos outros dirigindo bêbados. A ideia de que “isso não vai acontecer comigo” ou “eu sei o meu limite” traz resultados gravíssimos: o número de vítimas do trânsito.

A Lei Seca talvez não fosse necessária se tivéssemos a consciência de que dirigir embriagado é tão perigoso quanto uma roleta russa. Essa falta de consciência também pode ser resultado das condições educacionais do nosso país. A precariedade do ensino se reflete em nossos atos como cidadãos.

Fonte: Após dez anos de Lei Seca, mortes no trânsito ainda preocupam

Amanda Nascimento - Blog do EnemEste post foi elaborado por Amanda Nascimento, formada em jornalismo pela Unisul. Atualmente é acadêmica do curso de Letras – Português e Literaturas, na Universidade Federal de Santa Catarina – UFSC, editora de revistas, e colaboradora do Blog do Enem. Amanda está aqui no Facebook: https://www.facebook.com/amanda.nascimento.9066.